domingo, 22 de abril de 2007

O que faço agora, você entenderá depois

O título é uma alusão ao que o Senhor Jesus certa vez disse aos discípulos. Eles não compreendiam os fatos. Eram-lhes obscuros. O Mestre cuidou de aquietar-lhes a alma e assegurar-lhes que, adiante, tudo ficaria claro.

Quantas vezes não é assim em nossa vida pessoal? Não conseguimos discernir o que acontece ao nosso redor ou conosco mesmo, e perdemo-nos em conjecturas extemporâneas, absurdas, sem saber aonde chegaremos ou quais serão os resultados.

Vemos as incompreensões, acompanhamos as injustiças, submetemo-nos aos julgamentos alheios precipitados e sem nenhum fundamento nos fatos, para, então, perguntarmos: “por que, Senhor?”

Por outro lado, há ocasiões em que Deus nos conduz pelo vale estreito sem que vislumbremos o que há depois da próxima curva. Parece que vamos cair no precipício. Ficamos inconformados com muitas coisas permitidas por Deus. Queremos respostas, mas não as temos. Foi o que Jó experimentou em sua vida pessoal. O que ouvia de Deus era o silêncio.

Mas assim como o patriarca atravessou o vale e então compreendeu a sua história, não será diferente conosco. Descansemos no Senhor. Esqueçamos as incompreensões. Não nos tornemos amargos com as injustiças. Amanhã saberemos por que temos passado por tudo isso.

O que faço agora, diz o Senhor, você entenderá depois.

3 comentários:

Eliseu A Gomes disse...

Quando Deus chamou Abraão, pedindo para ele deixar a parentela em Uz dos Caldeus, não informou a localização exata para aonde deveria ir e nem por qual trajeto deveria viajar ...

Da mesma forma somos nós: não temos a revelação completa dos planos de Deus, mas devemos caminhar no Espírito até chegar na cidade santa.

Carlos Roberto Silva, Pr. disse...

Meu amigo Pastor Geremias!
Para resumir, quero dizer-lhe apenas o seguinte:
Este seu artigo foi para mim como a semente que caiu em boa terra, como um copo de água fresca na hora de muita sede.
Deus falou poderosamente comigo através dele.
O que não estou entendendo agora, certamente entenderei depois.
Soli Deo Glória!
Pastor Carlos Roberto - Cubatão SP

Anônimo disse...

Certamente Deus sabe de todas as coisas, nós é que muitas vezes não queremos passar pelas situações difíceis que são permitadas por Deus, para nossa própria adificação. Mas, ele é fiel e justo para nos ajudar. Pastor que Deus continue lhe abençoando e peço que ore por mim.
Paz e graça.
Nézia Santos