segunda-feira, 10 de outubro de 2011

O rabino acertou: Só Jesus

Além do Rock in Rio, há pouco mais de uma semana, houve algo mais que ganhou destaque nos portais de notícias e em páginas da mídia impressa: a presença de milhares de evangélicos, todos os dias, nas ruas principais de acesso ao evento. Mobilizados pelo pastor Abner Ferreira, da Assembleia de Deus em Madureira, RJ, distribuíam folhetos e empunhavam placas e banners com o lema do show acrescido providencialmente de três pontos de interrogação e de uma frase que fechava questão: “Um mundo melhor??? Só Jesus”.

Houve quem não gostasse e tenha reclamado com as autoridades, mas como se tratava de manifestação pacífica, que não prejudicou a ordem pública, os nossos irmãos tiveram liberdade para continuar nas ruas, contando com a simpatia da maioria dos fãs que foram à zona oeste do Rio para “vibrar” com os seus ídolos.

Mas o “só Jesus” incomodou o rabino Nilton Bonder, que manifestou sua apreensão em coluna publicada no Globo do dia três de outubro. Embora não tenha questionado a manifestação em si, por estar amparada pela liberdade de expressão, pareceu-lhe haver algo bélico no propósito daqueles milhares de pessoas, a maioria também jovens, como os que se encaminhavam para a cidade do rock.

O “só” foi o seu grande dilema.

Preocupava-lhe o seu sentido “excludente”, as grandes violências produzidas em nome do “só”, as religiões que afirmam a si mesmas como algo exclusivo, sem abrir espaço para o diálogo, a prepotência da própria afirmação. Mas ao fim e ao cabo, em suas perorações, embora pretendesse o contrário, o rabino concordou de maneira implícita com o que não queria concordar: “Por um mundo melhor??? Só Jesus”.

Primeiro, disse que não tinha porque contestar que Jesus salva, embora o “só” não tenha aparecido na frase.  Afirmou também que ao atacar os vendilhões do Templo, Jesus “não atacava os roqueiros ou os mercadores, mas as religiões que se transvestem em comércio”. Ou seja, Nilton Bonder, sem querer, concordou com os jovens que estavam na manifestação. Eles empunhavam o Nome que está acima de toda e qualquer religiosidade e do comercialismo religioso. O rabino, com uma pitada de ironia, também disse que “Jesus não estaria com cartazes zombando da prostituta ou do ladrão ou do diferente e suas festas e costumes”.

Não, meu caro rabino Nilton Bonder, os jovens que se perfilaram na Av. das Américas durante o Rock in Rio em nenhum momento zombaram da prostituta, do diferente, dos roqueiros e de qualquer outro. Ao contrário, eles estavam ali para anunciar Jesus, que abraça a prostituta, o homossexual, o drogado, o solitário, o abandonado, o endinheirado (às vezes infeliz), o sem futuro, o estranho, enfim, aqueles que, cansados, buscam refúgio.

Embora pretendesse outra coisa, o rabino acertou: "Um mundo melhor??? só Jesus".

7 comentários:

JOELSON GOMES disse...

Fico pensando, como órgãos de informação abrem espaço para colunistas escreverem tanta lixaria. Será que tem gente que se satisfaz lendo isso?

Joelson Gomes
http://gracaplena.blogspot.com

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro amigo e pastor Geremias do Couto,

Graça e Paz!

Resumindo, "o tiro saiu pela culatra" rsrs

Parabéns pelo post.


Um grande abraço!

Seu conservo,

Pr. Carlos Roberto

Valdemir Pires Moreira disse...

A Paz do Senhor, pastor Geremias
Quero agradecer a Deus por essa atitude tomada pelo pastor Abner e sua equipe. Eu pertencia ao movimento punk e graças a Deus a dez anos fui liberto dessas ideologias. Hoje procuro levar o Evangelho aos meus colegas que ainda estão nessa "vida".

Estamos orando pela Terceira via para que tudo seja feito segundo a vontade de Deus. Um abraço pastor Geremis.

blog: ensinandoeaprendendoapalavra.blogspot.com

AURELIANO GUIMARÃES JÚNIOR disse...

Parabéns!

Inteligente, irretocável, irrepreensível, impressionante.

A inteligência a serviço do Reino de Deus

Clóvis Gonçalves disse...

Pr. Jeremias,

Primeiro, louvo a Deus pela atitude daqueles jovens que se dispuseram a proclamar que para um mundo melhor, só Jesus é a solução. Desde de muito, aprendi que Deus se serve de coisas simples e consideradas inócuas por muitos, para realizar sua obra na terra.

Em segundo lugar, acho que o rabino estava procurando cabelo em ovo e no final, acabou dando destaque ao que os jovens fizeram. Vejo aí, a mão de Deus.

E finalmente, parabéns por oferecer uma resposta simples e certeira ao "protesto" do rabino.

Em Cristo,

Clóvis
Editor do Cinco Solas

Sérgio Fernandes disse...

Pastor Geremias, a paz do Senhor! Excelente artigo esse seu! Posso divulgá-lo no meu blog (papopentecostal.com)?

Pastor Geremias Couto disse...

Pode divulgar à vontade.

Abraços!