sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Porque não voto em Dilma



Há quem diga que política não se discute. Penso o contrário. É por falta de discussão que, em grande parte dos casos, temos políticos de qualidade duvidosa no exercício do poder, eleitos por eleitores que sequer pararam para conhecer as propostas de seus candidatos e até mesmo venderam o voto – a arma mais eficaz numa democracia – por míseros centavos.

Quero discutir a eleição presidencial. E o que estiver implícito nessa discussão também caberá de forma implícita como instrumento de análise das eleições em outros níveis. Já decidi em definitivo que não darei o meu voto para Dilma Rousseff. Acredito que esta seja a hora de interrompermos a governança do PT sobre o nosso país antes que seja tarde demais.

Dilma é PT. E o PT é Dilma.

Não creio que, como quis parecer, a “Carta aos Brasileiros” apresentada pelo PT antes da eleição de Lula em 2002 tenha sido um instrumento de mudança na política do Partido. Mas foi ela que permitiu a eleição de Luís Inácio Lula da Silva e deixou aberto o caminho para a sua reeleição. Durante os quase oito anos de mandato ele se equilibrou sob dois eixos: o bolsa família e a elite financeira.

Com o bolsa família agregou milhões de famílias pobres ao mercado de consumo com uma renda mínima e, com isso, garantiu um eleitorado cativo com o qual espera contribuir para eleger a sua sucessora. Só que o bolsa família é política compensatória, que se aplica para minorar situações temporárias. É preciso ter porta de entrada e também porta de saída. Ou seja, as políticas de governo têm de criar condições para que essas pessoas sejam absorvidas pelo mercado e possam gerar a sua própria renda sem continuarem eternamente dependentes. Mas não é o que acontece. É nesse eixo que Lula mantém uma de suas pernas.

A elite financeira, por outro lado, nunca lucrou tanto como durante os dois mandatos de Lula. Os eventuais discursos do presidente contra os banqueiros são apenas uma forma de blindagem contra as críticas de favorecimento a essa elite. Pesquisem os balanços das grandes empresas e dos grandes bancos e verão que “nunca antes na história deste país” tiveram as suas contas tão abarrotadas. Esse é o outro eixo em que Lula mantém a outra perna.

Enquanto isso, sob os olhares de contemporização dessa elite empanturrada e o aplauso de famílias que merecem o que recebem, pelo estado de extrema pobreza, mas deveriam também ser preparadas para o mercado de trabalho mediante políticas consistentes, o PT foi-se aboletando da coisa pública, aparelhando o estado e impondo com sutileza o seu programa partidário, que nunca mudou. É óbvio que não se fala mais em revolução. A tática é outra. É usar a democracia para depois solapá-la.

A natureza autoritária do PT apareceu, por exemplo, na tentativa de criar o Conselho Federal de Jornalismo para veladamente impor a censura nos meios de comunicação. Ela fica patente no PLC 122/06, que, sob o argumento de proteger o movimento homossexual, usa-o como “inocente útil” (será?) para tentar restringir a liberdade de expressão. Suas garras totalitárias ficam bem explícitas no PNDH 3, decreto já assinado pelo presidente da república, onde pretende impor o controle social dos meios de comunicação (com o mesmo propósito já descrito acima), banir os símbolos religiosos dos locais públicos e legalizar o aborto, entre outros penduricalhos, acrescido agora pelo projeto de lei enviado ao Congresso Nacional pelo presidente Lula com a finalidade de punir os pais que disciplinam os filhos com algumas palmadas. O conjunto da obra significa, em última análise, retirar toda e qualquer liberdade, socializar a nação e impor-nos unilateralmente o controle social do estado. Tudo isso está no programa do partido, aprovado durante o seu 3® Congresso.

A eleição de Dilma só dará continuidade ao processo. Mas dirá alguém: em relação ao aborto, ela se comprometeu com “a manifestação da vida em todos os seus aspectos” por ocasião de sua fala aos líderes evangélicos capitaneados pelo bispo Manoel Ferreira. O Lula fez a mesma coisa nas eleições anteriores. Nem por isso a carruagem parou. “Mas o bispo fez com ela um acordo em que o tema fique restrito ao congresso”, dirá outro. Mas que vantagem há nisso, se todas as leis precisam tramitar por ali? É simplesmente um acordo para inglês ver, pois a pressão foi, é e continuará sendo pesada, mesmo no próximo mandato presidencial, para que não só o aborto, mas outras leis restritivas à liberdade venham a ser aprovadas no Congresso Nacional.

Por outro lado, Lula se alia ao que há de pior na política internacional. Faz jogo de cena, mas na América Latina os seus aliados preferenciais são Evo Morales (Bolívia), Rafael Correa (Equador), Hugo Chavez (Venezuela) e Fidel Castro. Em visita a Cuba, ficou contrariado quando lhe cobraram condenar o regime cubano pela morte, em razão de uma greve de fome, do preso político Orlando Zapata Tamayo. Pelo mundo afora é amigo de regimes totalitários e aplaude Ahmadinejad, que “deseja” a paz mundial desde que Israel seja destruído.

Isso para não falar da ligação do PT com as Farcs. Lembro-me que lia Olavo de Carvalho no Globo e gostava imensamente dos seus textos, mas achava estranho quando falava do Foro de São Paulo, da participação das Farcs e das forças mais representativas da esquerda na América Latina. Minha estranheza tinha sentido. Nenhum órgão de imprensa se referia ao assunto. Pesquisava os jornais, revistas e outros meios sem que houvesse sequer nenhuma menção. Parecia teoria conspiratória. De repente, Olavo de Carvalho desapareceu do Globo. Fui encontrá-lo no Mídia sem Máscara, que, por sinal, publicou neste dia 3 postagem de sua autoria sobre o tema (clique aqui). Mas a verdade, para encurtar a história, é que a grande imprensa não pôde mais esconder o fato. As Farcs fazem parte do Foro de São Paulo desde a sua fundação em 1990, com assento permanente, e tem ligações históricas com o PT. O pior é que todo mundo sabe que as Farcs se sustentam com o narcotráfico. Mas para evitar prejuízos eleitorais há uma tentativa oblíqua de fazer parecer que o PT nunca teve vínculos com esse grupo de guerrilha, que tinha negócios (ou ainda tem) até com Fernandinho Beira Mar.

Participei de um evento em Brasília no qual discursou o senador Magno Malta. Como o tema era o PNDH 3, lá pelas tantas ele afirmou que precisávamos perguntar a Dilma qual era a sua posição sobre o tema. Fiquei decepcionado. Tive a oportunidade de falar também na mesma ocasião, mas infelizmente o parlamentar já se retirara, como, infelizmente, costuma acontecer nessa arena. Comecei dizendo que não precisávamos fazer qualquer pergunta à então ministra, contradizendo o senador, já que o PNDH 3 tinha a sua chancela, pois saíra diretamente do forno da Casa Civil para receber o autógrafo do presidente. Ali já estava tudo quanto pensava, como também constava da primeira versão de seu programa de governo por ela rubricado e apresentado ao TSE.

Por que não voto em Dilma? Pelas razões que acabo de expor. Ela é a continuidade de Lula ou como o próprio a designou: o seu pseudônimo. Henrique Afonso (evangélico) e Luiz Bassuma (espírita) foram punidos pelo PT por serem contrários a legalização do aborto. Essa norma não mudou. Reconheço que a Dilma de hoje não é a mesma que fez parte de grupos terroristas. Há uma mudança em sua trajetória. Mas essa mudança é de forma, não de conteúdo. Agora, ao invés de fazer uso das armas, o instrumento é a própria democracia, como já mencionei. Dilma, sem dúvida, cumprirá o programa do PT. O ritmo é que poderá alterar-se de acordo com os ventos. Ora poderá ser rápido, se favoráveis. Ora lento, se contrários. Mas que a nau singra na direção do totalitarismo, se não houver mudanças de rumo, disso não há dúvida.

PS 1. Para trazer luz à discussão, sugiro o link abaixo de Reinaldo Azevedo:

http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/esmagados-pelo-esquerdismo-oficial-ou-ecos-do-totalitarismo/

PS 2. Acrescento o link do blog do Julio Severo onde foi também postada importante matéria sob a mesma ótica.

http://juliosevero.blogspot.com/2010/08/farsa-desmascarada-coordenador-da.html

46 comentários:

Jossy Soares disse...

Concordo 100% com seu texto pastor Geremias.
Agora tem um ponto que merece justiça. Lula melhorou m muito as universidades federais. Pelo menos as que eu conheço tiveram uma mudança significativa, em term os de aparelhamento, novos professores, recursos para pesquisa etc. Não sei exatamente a estratégia dele por trás disso. O problema é que no Governo FHC quase nossas universidades fecharam. Agora se o Serra garantir continuar com esse tratmento para as universidades, será muito bom.
Agora votar na Dilma nem pensar.

Cidinha disse...

Á paz do Senhor Pastor,
Exelente texto,muito esclarecedor,me ajudou muito,não que eu fosse votar em Dilma,me ajudou a combate-la .

Francikley Vito disse...

A Paz, Pr. Geremias.
Muito bom o seu artigo. Ao pensar em eleições, e isso faço levando em conta a esfera evangélica, acredito que o que está faltando é mais consciência política, e menos politicagem. Nesse período, há um esforço muito grande para ganhar o nosso. Muitos de nós viraram "massa de manobra" (ou deveria dizer de lucro?).Um abraço.
www.vosbi.blogspot.com

Pr. Sérgio disse...

Pr. Geremias do Couto, graça e paz!

Faço coro com suas ponderações nessa postagem. Simplesmente é inadmissivel que líderes evangélicos declarem apoio ao PT e sua candidata a presidência da República. A maior parte das leis que prejudicam os evangélicos vem das mentes petistas.
(1) A legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo foi apresentada pela então deputada Marta Suplicy;
(2) A lei da homofobia teve parecer favorável da relatora Senadora Fátima Cleide (PT-RO);
(3) A lei que legaliza a prostituição como profissão, vem da cúpula do PT;
(4) A legalização do aborto, com bem referendou vossa senhoria nessa postagem, vem sendo defendida pela bancanda petista há muito tempo;
(5) Até mesmo a legalização da maconha encontra no PT seus maiores expoentes.

Por estas e outras, ÑÃO VOTO EM DILMA E EM QUALQUER CANDIDATO DO PT, pois contrariam a minha fé, a minha crença, a ética e a moral.

Finalizo, realçando o apreço que desde há muito tempo por sua postura ética comportamental, digna de louvor, admiração e de ser seguida. O senhor não se deixa levar pelo brilho do estrelismo e dos holofotes e sabe muito quando é a hora de discordar das artimanhas do sistema.
Continue assim!

Seu conservo,
Pr. Sérgio Pereira
http://prsergiopereira@blogspot.com

PR MAURICIO BRITO disse...

Parabens pr Geremias pela coragem de publicar o belissimo texto; porque o PT não aceita critica, gostam de criticar todos, mas, quando são criticados logo as ameças de judiciais começam, como ja fizeram com diversos blogueiro.
A luta é de todos nós no meu blog http://prmauriciobrito.blogspot.com/ comecei uma campnha de orientação mostrando quem é o PT; que na verdade simplesmente apossou dos projetos anteriores e mudou os nomes para dizer que foram eles que fizeram e assim enganan a população.
acesse http://prmauriciobrito.blogspot.com/

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro amigo e pastor Geremias Couto,

A Paz do Senhor!

Quanto ao seu texto, de minha parte, nada a acrescentar, senão concordar plenamente e assinar contigo.

O que me deixa constrangido em nossos dias é a falta de coerência de alguns e a omissão de outros.

Por esse motivo a igreja está sendo levada para o paredão em doses homeopáticas e, nesse caso veremos quem é quem!

Parabéns pela coerência, coragem e acima de tudo desprendimento para defender a verdade!

Aproveito este espaço para externar meus sinceros agradecimentos pela brilhante participação durante a 77a. AGO da nossa COMADESPE, além do privilégio de desfrutarmos do seu companheirismo naqueles dias.

Um grande abraço!

Seu conservo,

Pr. Carlos Roberto

Jardel disse...

Pr. Geremias, muito bom o texto, DEUS continue lhe dando o verdadeiro discernimento, fico alegre por saber que ainda existem alguns remanescentes fieis, do qual o Sr. é um dos principais, parabéns, Deus lhe abençoe.
__________________________________
O Sr. me permite publicar o seu texto em meu blog, com os devidos créditos a vossa Pessoa?

Pastor Geremias Couto disse...

Caro irmão Jardel:

Fique à vontade para republicar o texto. Apenas não esqueça de citar a fonte e fornecer o link.

Abraços!

Deus lhe abençoe.

Judson Canto disse...

Caro Geremias,

Parabéns pelo artigo esclarecedor. Sem dúvida, seja pela revolução, seja pela via escancarada da democracia, o objetivo de partidos que esposam ideologias como as do PT é sempre implantar o totalitalismo, e parece que estamos nesse caminho. Dilma pode ganhar a eleição, porque é fácil enganar o povo, mesmo o evangélico. O que mais me intriga é ver que muitas lideranças evangélicas já se venderam e vão entregar o rebanho de bandeja à gana dos inimigos do evangelho, em cujos programas de governo nunca houve espaço para a liberdade religiosa, entre outras.
A proposta deve ter sido muito boa, mas me pergunto o que esses pastores e políticos evangélicos vão dizer à igreja depois, quando o mal estiver feito? E que utilidade eles mesmos terão para o PT num regime totalitário? Terá o partido algum interesse em cumprir as promessas que porventura lhes tenha feito agora? O pior é que muita gente boa e inocente irá pagar um alto preço pela insanidade deles.

Abraço.

Judson.

Anônimo disse...

Prezado Pr.Geremias do Couto
Parabéns pela coragem de externar a sua opinião neste momento quando alguns líderes denominacionais estão barganhando apoios.
Peço autorização para reproduzir seu artigo em nosso site. Citarei seus créditos e link.
www.nazarenopaulista.com.br
Um abraço Rev.Sila D.Rabello

Rodrigo disse...

Pastor Geremias,

A Paz do Senhor!

Que bom que senhor mais uma vez, corajosamente, se coloca contra a corrente, e expõe os reais valores em que se beseia o petismo e sua candidata.
O que me entristece é a falta de opções para voto que os cristãos dispõem: O candidato José Serra e o PSDB não têm o caráter controlador do PT sobre a sociedade, mas seguramente são favoráveis ao aborto e as demais atrocidades (como o PL 122/2006) que estão sendo propostos (ou melhor, impostos) ao país.
A candidata Marina Silva não tem a coragem de exercer política segundo a cosmovisão cristã, relegando a sua fé aos cultos que frequenta.
E agora, em quem votaremos?

Um abraço

ERNANE FREITAS disse...

A Paz do Senhor, pastor Geremias!

Ótimo texto, concordo em gênero número e grau.

Se me permite um detalhe, é que o nome do presidente do Equador é Rafael Correa e não Samuel Correa.

Gostaria de republicar o artigo em meu blog, citando é claro fonte e link, posso?!

Abraço em Cristo.

Pastor Geremias Couto disse...

Caro rev. Silas:

Fique à vontade para republicar.

Abraços!

Pastor Geremias Couto disse...

Caro pastor Ernanne:

Obrigado pela correção. A mente pensa uma coisa, mas os dedos digitam outra, principalmente quando já é quase madrugada.

Fique também à vontade para republicar, autorização essa estendida a tantos quantos queiram levar adiante essa mensagem, citada a fonta e adicionado o link.

Abraços!

Márcio Cruz disse...

Paz do Senhor Pr. Couto.

O que direi foi o que aprendi com a vida e que refletiste mui sábia e coerentemente em seu post.

"o ignorante vive no deserto cercado pelas dificuldades locais e não consegue avançar".

"o sábio tem sempre ao seu dispor um oásis para recobrar-lhe as forças".

nEle, o Santo,

Ir. Márcio Cruz

Maya Felix disse...

Parabéns, Pastor!

Seu texto é muito bom, completo! Espero que outros blogueiros cristãos, que flertam com essa esquerda suja, leiam-no!

Um abraço!

Maya

Valdeci do Carmo disse...

Graça e Paz!!! Estimado pastor sei que já destes permissão para publicar o vosso texto e que a fonte fosse citada. Se me permitir colocar o texto em meu pequeno blog eu agradeço desde já. Outrossim, como eu faço pra colocar essa rádio que do seu blog no meu?

Valdeci do Carmo

Antônio Ayres disse...

Prezado Pastor Geremias do Couto:

Como o irmão percebe pelos comentários de seu blog, é um exímio formador de opinião.

Sendo assim, e tendo em vista a sua não preferência por Dilma, gostaria de propor-lhe que expusesse suas razões sobre por que razão votaria em Serra (nós, paulistas, conhecemos muito bem a sua gestão com "mão de ferro", sob um disfarce pouco convincente de "democrata).

Marina Silva é gente boa, bem intencionada e honesta, mas, não creio que o senhor seja adepto do voto útil.

Respeitosamente,

Antônio Ayres

MINISTÉRIO BATISTA BERÉIA disse...

Graça e paz Pr. Geremias,
parabéns pelo texto que é muito esclarecedor a respeito dessa candidata e que, infelizmente, está recebendo o apoio de tantos pastores e denominações.
Fique na Paz!
Pr. Silas

Saulo Lopes Correia disse...

Pastor Geremias parabens pelo texto, muito esclarecedor, o que tenho a dizer é que é lamentavel lideres evangelicos fazerem aliancas com politicos e partidos que abertamente apoiam casamento de pessoal do mesmo sexo, aborto entre outras coisas que contradizem a palavra de Deus, em busca de interesse proprio.

Saulo Lopes Correia

Edson Leite disse...

Caro Pr. Geremias,

Desde julho/2010 tenho acompanhado seu BLOG. Gostaria de parabenizá-lo por colocar as habilidades que DEUS lhe deu nesta maravilhosa ferramenta que é a internet. Seus textos provocam reflexão, são informativos e também fonte para os que estão dispostos a crescer espiritual e intelectualmente.

Grande maioria do povo evangélico sofre com a carência de informação de qualidade, pois muitos estão usando a habilidade que têm com as palavras para induzir as pessoas para o erro.

Sou da cidade de Araucária-PR., e juntamente com um amigo tivemos a ideia de criar um BLOG para disponibilizar diversas informações úteis para os nossos irmãos da AD aqui de Araucária. Já publicamos alguns de seus textos (citando a fonte e informando o link).

Grande abraço e a Paz do Senhor.

Edson Leite

Celina A. disse...

Pastor Jeremias, parabéns pelo texto lúcido e coerente. Quem dera outros pudessem ter essa mesma visão e discernimento!

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro amigo e pastor Geremias do Couto,

Graça e Paz!

No afã de contribuir com a divulgação, publiquei um link do seu artigo na coluna Voto Cristão Consciente, lá no Point Rhema.

Façamos a nossa parte!

Um grande abraço!

Pr. Carlos Roberto

ROBSON SILVA disse...

Nobre amigo e mentor, Graça e Paz!

Parabéns pelo esclarecedor, temperado e audacioso texto... É a prova cabal de que mesmo em meio às densas trevas que norteiam o curso deste mundo, BRILHA A LUZ DOS FILHOS DE DEUS...

E não foi para isso que
ELE nos consagrou: para sermos LUZ do mundo e SAL da Terra?

Que o ETERNO nos ajude nessa labuta...

Abraços!

Pena não ter podido ir a Piracicaba, teria desfrutado bons momentos em vossa companhia.

N'ELE,

Robson Silva
o pequenino

Prof Damasceno disse...

Pr Geremias, a paz do Senhor...

Me lembrei, com seu texto, das bancas de monografias, dissertações de mestrado e de defesas de tese, que participei enquanto dirigente universitário (o sr merece a distinção summa cum laude - com supremo louvor)e, das distinções que a Banca conferia aos alunos que alcançavam a aprovação e, de público, quero externar meus parabéns pelo texto e dizer que concordo ipsis literis com todo o conteúdo (com a observação, apenas, do nome do Presidente do Equador), e que estarei seguindo o exemplo do Pr Carlos Roberto, replicando-o em meu blog com os devidos créditos e com chamada para o link do manhã com a Bíblia.

Um forte abraço!

"Não tenho nada contra quem não gosta de discutir política; simplesmente, esses serão governados por quem gosta e discute" (Aristócles, vulgo Platão)

Matias Borba disse...

Pastor Geremias,
A Paz do Senhor!

Nada a acrescentar, apenas assinar, concordar e orar para que desta vez, nosso povo abra bem os olhos antes de votarem iludidos com porpaganda enganosa ou camuflada.

Abraços!

Alberto Couto Filho disse...

pastor Geremias Couto
Egrégio irmão,

O amado mestre está mais salvo do que nunca - Sua postagem é mais um passo formidável para fora da mediocridade.
Mais ainda, sua postagem, nos sugere distância da mediocridade.

Excelente, talvez bem mais que isto.
Parabéns
Alberto Couto Filho

Elika Maia disse...

A PAz do Senhor Pastor essa é a primeira vez que leio seu blog e com certeza vou ficar viciada, pela sua crítica bem fundamentada. Infelizmente no nosso pais faltam pessoas assim, politizadas como o senhor a grande massa deixa ser levada pelas "bolsas misérias" que há por aí. O governo Lula é o Mais neoliberal que esse país já teve privatizou muito mais que FHC se olharmos bem ele arruinou as universidades publicas de direito, como????? o que é o enem, o enade e os financiamentos para facudades privadas, o que é o ensino a distancia se não a precarizaçao do ensino. ensino pobre para os pobres!Só que nesse governo a privatização é bem camuflada.
Fique na Paz e que Deus nos ajude a ver por tras do véu!!

Democrata Cristão disse...

Caro Pr. Geremias,

Sou evangélico e estou me cansando cada vez mais desta mania que muitos dentro da Igreja estão praticando.

Ninguém deve votar em candidatos (seja quem for, se crente ou não) porque pastores e Igrejas estão apoiando.

Lula criou o Bolsa Familia e foi bom sim. O povão cansou-se daquele papo furado que o programa é assistencialista.

Quem precisa do dinheiro (mesmo sendo pouco) é que sabe o quanto ajuda no orçamento.

O Nordeste sempre foi esquecido pelos governantes do eixo Sul/Sudeste e agora não.

Quanto ao fato da elite lucrar, isso sempre será assim com qualquer presidente. É o capitalismo, meu caro e ninguem consegue romper com o sistema 100%.

Enfim, acho que o crente tem que ter liberdade em votar em quem quiser.

Crente não é marionete e tem inteligência suficinete para exerecer seu direito de votar livremente.

A Igreja precisa é evangelizar e parar de leiloar seus púlpitos aos polticos seja ele quem for.

PT, PSDB, PV e etc. tem seuas qualidades e defeitos.

FHC (do PSDB) é ateu declarado e foi pesidente 2 vezes.

Mas a democracia me dar o direito de votar em quem eu quero.

Não cabe a Igreja nenhuma (nem a qual eu pertenço) decidi sobre o meu voto.

Em Cristo,

Democrata Cristão

Pastor Geremias Couto disse...

Prezado "Democrata Cristão":

Este blog tem por norma não publicar comentários não identificados ou sob pseudônimo (neste caso, a não ser que o faça involuntariamente).

Todavia, com o intuito de permitir o contraditório, já que todos os comentários até agora apoiaram a minha postagem, publiquei o seu comentário (recebi dois ou três anônimos se opondo ao que escrevi, mas de forma ofensiva).

Deixe-me, todavia, fazer algumas considerações necessárias:

1. O meu texto não tem a finalidade de "cabestrar" o voto de ninguém, mas apenas apresentar as razões pelas quais eu, pastor Geremias do Couto, não voto em Dilma e, ao mesmo tempo, permitir que os meus leitores tenham elementos para fazer os seus julgamentos. Os defensores da candidata que façam o mesmo em seus meios.

2. Prova disso é que rejeito, na postagem, o acordo da candidata com o bispo Manoel Ferreira, como se ele tivesse autoridade para determinar que os assembleianos votem nela. Faria a mesma observação se o acordo fosse com qualquer outro candidato. Entre outras razões, para ter essa liberdade, desliguei-me do Conselho Político da CGADB.

3. Se você, meu caro "democracata cristão", leu bem o meu texto, percebeu que não sou contra políticas compensatórias. Apenas afirmei que elas são temporárias e devem ter porta de saída, ou seja, as pessoas devem ser absorvidas pelo mercado e gerar a sua própria renda, e não ficar toda a vida a mercê do estado. Rejeito, por outro lado, o seu uso com fins eleitoreiros. Ora, é fato que esse é um eixo em que o Governo Lula se sustenta com a finalidade de manter o "status quo".

4. Infelizmente, com todo o respeito aos meus irmãos nordestinos, aos quais muito prezo e entre os quais tenho muitos amigos (e, diga-se de passagem, sem qualquer resquício de preconceito), o Nordeste (com as devidas exceções), nesse aspecto, só fez passar de um tipo de coronelismo para outro em que o coronel é o próprio governo. E as pessoas que vivem na pobreza (sem generalizar, é óbvio!) se resignam a passar o resto da vida vivendo com esse valor miserável! Uma verdade: Se todo o dinheiro transferido para o Nordeste ao longo dos nossos muitos governos, em nome da "indústria da seca", não fosse parar nos bolsos dos "coronéis" o Nordeste deveria ser, hoje, uma Califórnia.

5. FHC não foi presidente com o meu voto. Para arrematar, nem Fernando Collor.

6. Outra coisa: o Brasil nunca experimentou o verdadeiro capitalismo. E aqui não dá para falar sobre o assunto em duas ou três linhas. O que houve foi uma espécie de "socialismo de Estado", na época do regime militar, e agora caminha-se para a "ditadura de mercado", como bem definido por Reinaldo Azevedo, nos moldes do que acontece na China.

7. Concordo que os crentes devem ser inteligentes e votar à luz da sua consciência, mas infelizmente muitos deles se tornam massa de manobra, de um lado e de outro, por falta de informação e conscientização. Ou, às vezes, em troca de um mísero prato de lentilhas.

8. Concordo, por outro lado (e já o disse acima, como também está claro na minha postagem ao referir-me ao acordo da candidata com o bispo), que não cabe à igreja nenhuma decidir o voto de seus membros, mas creio que os pastores deveriam, sim, com a Bíblia na mão, ensinar os crentes (e dar o exemplo) a serem bons cidadãos, estar antenados ao que se passa ao seu redor e votarem com consciência, pois todas as leis, decretos e decisões que emanam do poder constituído afetam diretamente a vida deles. Afinal, estamos na terra e ainda não fomos para o céu.

Por fim, viva a democracia, mas que não a usemos para destruí-la.

Abraços!

Marcos Vinicius Gomes disse...

Amigo,

Respeitei seu texto até a citação do paladino da estupidez tupiniquim do eixo SPaulo-Miami (Azevedo). Desejo sorte da próxima vez.
Abs

Pastor Geremias Couto disse...

Prezado Marcos:

Posso ter discordâncias do Reinaldo Azevedo em muitos pontos (e tenho), afinal, somos seres pensantes... ou não?, mas ele é um dos jornalistas mais lúcidos deste país.

Interessante que você diz que respeitou o meu texto até o momento em que citei o Reinaldo. Acho que você não percebeu, mas desde quando fiz a postagem adicionei um link para uma de suas postagens.

Para ficar claro: nessa questão, penso exatamente como pensa o Reinaldo.

Abraços!

Pastor Jesiel padilha disse...

Por que não voto no PSDB
No governo do psdb o brasil era escravo do FMI, capacho do imperalismo do mal que financiou 2 terços de todas as guerras do século XX, trocou armas por diamantes com o custo de milhares de inocentes e jogou bomba em Hiroshima matando 40 mil inocentes civis.
No governo do psdb a miséria reinava e o pobre não podia comprar. O Brasil entrou para o bric neste governo. O ministro Celso Lafer da relações exteriores em 1999 teve que tirar o sapato 3 vezes no aeroporto dos E.U.A. O ministro do Lula quando chega lá hoje é recebido com tapete vermelho e o Lula é chamado de o cara.
Não voto no psdb por que é o partido mais corrupto e tem aqui em são paulo o pior salário de professores do país e de PM idem. Não voto no careca por que ele traiu seu companheiro Alkmim de partido e apoiou o Kassab, lembra da traição? Não voto no careca por que aqui em São Pulo o icms é o mais alto do país. Porque o Brasil só saiu da miséria graças ao governo atual e tenho plena convicção que ele não ganha.

Pastor Geremias Couto disse...

Prezado pastor e amigo Jesiel Padilha:

Quanto a não votar no candidato do PSDB, estamos de acordo. Mencionei algumas vezes no twitter e aqui mesmo que escreveria uma série de quatro artigos. O próximo, se Deus quiser ainda para esta semana, será: Porque não voto em Serra.

Quanto aos pontos que o prezado elencou: creio que a discussão precisa ser desapaixonada, embora, como já disse acima, não votei em FHC e nem mesmo em Fernando Collor. Como tratarei disso no próximo artigo da série, sugiro ao preclaro amigo aguardá-lo para avaliar as minhas posições.

Por fim, é um prazer tê-lo por aqui.

Abraços!

T.InaERACRISTÃ disse...

gostaria que o pr. comentasse sobre a candidata Marina Silva.
minha opiniao é que como irmao em cristo tenho o dever de votar em marina Presidente.

Francisco Sulo disse...

A Paz do Senhor!
Um texto digno de constar em todos os lares cristãos, não meramente pela opção que exclui, mas sobretudo pelas considerações que contêm.

A última vez em que fiz uma crítica ao Lula (e, da mesma forma, ao PT) foi a uma colega de trabalho, há alguns dias.
Falei-lhe exatamente das condições de pobreza e violência em que se encontram muitas comunidades do norte/nordeste.
O presidente Lula ancora-se nos programas assistencialistas para assumir-se como o novo "pai dos pobres", quando na verdade retira-lhes o mínimo de dignidade que estem ainda detêm ao mantê-los sob esmolas. Retire alguém o Bolsa Família de circulação e a situação voltará ao ponto zero.
Em relação à corrupção, o governo flertou com os coronéis regionais e blocos políticos corruptos instituídos, e, em consequência disso, regiões assoladas pela extrema pobreza e violência, sob domínio de oligarquias tradicionais, continuam na mesma.
Compartilho também da idéia de que uma sequência de mandatos do PT culminarão com algo estranho à verdadeira democracia, depois que um internauta me indicou leituras (que ainda não fiz)de Olavo de Carvalho.
É fato também que a igreja, enquanto instituição também formadora de cidadãos, têm se limitado a dizer: "votem nesse e naquele candidato cristão".
A meu ver, o adjetivo "cristão" não qualifica o bom político se também o mesmo adjetivo é modificado pelo advérbio "mau".
A igreja precisa alçar-se ao posto de portadora da Verdade de Deus, sem restringir o seu raio de atuação.
Muitos cristãos, inclusive eruditos e capacitados para tal tarefa, eximem-se até mesmo de tocar no termo política, evadindo-se da esfera pública e deixando as orientações políticas ao povo em mãos de pragmáticos de todos os graus. Julgam a discussão política na esfera pública como indigna dos fiéis, assim como os críticos de Sêneca o ultrajavam por ser este rico e considerarem a riqueza benefício dos não virtuosos. Aos seus críticos Sêneca dizia que riqueza adquirida de forma honesta, para fins honestos e sujeita à virtude de seu possuidor em nada altera o caráter do virtuoso, assim como eu digo que inserir-se no debate político sem sujeitar-se às regras instituidas da politicagem e visando o bem moral, social e político da coletividade em nada altera o caráter do cristão, senão para melhor.
É como vejo.

Marcelo Dornelas disse...

Prefiro o Serra mil vezes à Marina ou Dilma sem dúvida.

Augusto Capeletto disse...

Saudações a todos, em especial ao Sr. Pastor...

Respeito que o voto seja uma coisa particular e secreta, mas como o Sr. se posiciona contra uma das candidaturas abertamente, gostaria que fizesse o mesmo com relação a sua intenção de voto....Eu voto em Marina Silva, e o Senhor?
Abraço fraterno, Augusto Capeletto

Taís Lara disse...

Conheçam um pouco mais da Marina e sua história e verão novas oportunidades para o Brasil.

Mais do que religiosa, é uma mulher de valores e princípios cristãos, tanto em palavras tanto como em atitudes.

Sou jovem, é meu primeiro voto. Tenho estudado bastante sobre o assunto e a Marina me passa cada vez mais transparência e determinação. Precisamos de alguém assim na condução de nosso país.

Que Deus abençoe a todos.

Ferraz, E. G. disse...

Caro Pr. Geremias,

Graça e Paz!

Gostaria de parabenizá-lo pelo oportuno texto e pela coragem de denunciar o PT, partido anti-cristão por natureza.

Concordo com o que o Sr. escreveu e fico feliz de saber que não estou lutando sozinho contra esses grupos políticos que desejam implantar o Reino de Satanás aqui na Terra.

Se por um lado fico feliz com vossa luta, do outro fico angustiado, pois vejo muitos cristãos apoiando e trabalhando pela vitória de Dilma Roussef. E até igrejas importantes já declararam apoio oficial. Em muitos locais, na igreja e na família também, sou criticado por ser anti-PT e a favor da vida e da moral cristã. É triste. Como é triste também não ter uma opção melhor para presidente. Não temos no Brasil um partido cristão e conservador para fazer o embate ideológico nesse ambiente político infestado por partidos esquerdistas. Só tenho a lamentar...

Não restando outra opção e diante do claro advento do totalitarismo socialista em nossa Pátria, fiz opção pelo menos pior, aquele que já garantiu respeitar a liberdade de imprensa, as liberdades individuais e não fomentar a disputa entre ricos e pobres.

Que Cristo tenha misericórdia de nós e nos proteja de todo o mal.
Nele repousa a nossa esperança de dias e candidatos melhores.

Em Cristo,

Pastor Vidal disse...

Prezado pastor: No dia 06 de Agosto o senhor postou um artigo falando sobre o porque não vota em Dilma. Ao ser questionado sobre o tal artigo o senhor respondeu que: "Quanto a não votar no candidato do PSDB, estamos de acordo. Mencionei algumas vezes no twitter e aqui mesmo que escreveria uma série de quatro artigos. O próximo, se Deus quiser ainda para esta semana, será: Porque não voto em Serra."
Bem, já estamos no dia 16 de Setembro e o senhor ainda não escreveu,o que tinha se proposto, porque não vota em Serra. Esta semana que o senhor se referia seria a semana após as eleições? Deus não quiz? Impediu o irmão de escrever? Ou o irmão esqueceu do compromisso assumido? Ninguem é obrigado a dizer que vai fazer alguma coisa, e o senhor disse que faria.Bem, talvez o senhor alegue outros compromissos como sendo ,eles, impeditivos de o irmão cumprir com a palavra dada.
Na paz.
Pastor Vidal.

Pastor Geremias Couto disse...

Caro "pastor Vidal":

Lamento que eu seja limitado e nem sempre possa atender na mesma medida a expectativa gerada. Quanto as "perguntas" que o "ïrmão" faz, não se preocupe. Não me enquadro em nenhuma delas. Mas o prometido será cumprido

Deus lhe abençoe, "pastor Vidal".

Pastor Vidal disse...

Pastor Geremias, o senhor disse que escreveria “se Deus quiser ainda para esta semana”. O senhor não gerou expectativa e sim afirmou que escreveria. Sendo assim não cumpriu com a palavra dada. Mas ao invés de reconhecer a falha,como se espera de um cristão, procurou se autojustificar. Indo mais longe, grafando os termos irmão e pastor, quando se refere a mim, entre aspas. È assim que senhor trata as pessoas que lhe cobram aquilo que o senhor mesmo se compromissou a fazer? Não aceito esta forma discriminatória de tratamento, que não se coaduna com a civilidade. Isto é preconceito.
Pastor Vidal

Pastor Geremias Couto disse...

Caro "pastor Vidal":

O "irmão" está correto. Afirmei que escreveria "se Deus quiser ainda para esta semana". Como a própria expressão indica, e qualquer um já conhece amplamente o seu sentido, "se Deus quiser" é um reconhecimento das nossas próprias limitações. Assim, mantenho o que disse no comentário anterior.

Quanto as aspas, o "irmão", com o seu amplo conhecimento, já sabe as razões pelas quais as empreguei, sem que seja necessário eu explicá-las.

MaGraça disse...

Louvado seja Deus por lideres capacitados para falar e alertar os seus Filhos.Mande, Senhor, operários pra sua seara.

Samuca Santos disse...

Pastor fico feliz pela sua postagem, infelizmente estamos numa epoca que alguns lideres ficam em cima do muro, como se eles fossem a causa do crescimento do povo de Deus, nestas hora é que precisamos da expressão de um homem de Deus que não tem colunho em dize as clara para este ou para aquele pois o seu compromisso é com Deus e sua conciencia diante Dele, porém da clareza e discernimento àqueles que estão incautos e de uma certa forma procuram firmeza nas atitudes que podem levar o povo agir através de suas ações! Parabéns, Deus o enriqueça com todas a bençãos celestiais o qual já és em Cristo!