domingo, 27 de junho de 2010

UMA CAMPANHA PARA MUDAR A IGREJA


Há alguns meses prometi lançar uma campanha nacional neste blog. Reconheço que demorei bastante. São as muitas ocupações. Mas aí está. É uma proposta simples para que as igrejas, independente de sua filiação denominacional ou autonomia, suspendam certas práticas durante pelo menos um ano e depois parem para avaliar em que elas melhoraram, onde progrediram, ou se, ao contrário, houve algum retrocesso. Acho a última hipótese improvável, mas é um direito que cada igreja tem de fazer a própria avaliação. Caso o progresso seja percebido, aconselho que a suspensão seja mantida, pois o Reino de Deus só terá a ganhar.

Se você concordar com os termos abaixo, fique à vontade para reproduzir em seu blog (citada a fonte), afixar no mural de sua igreja, caso seja o pastor, ou encaminhar aos seus líderes para que eles tomem conhecimento e avaliem se vale ou não a pena aderir à campanha.

Às propostas:

1. Deixe de promover eventos festivos um atrás do outro, que acarretam enormes despesas à igreja e pouco resultado trazem à vida espiritual dos crentes e à evangelização, mas não abra mão dos cultos "normais", onde todos podem ser edificados mutuamente. Aqui a comunhão pode ser experimentada em sua dimensão mais profunda.

2.  Pare de criar nomenclaturas para definir um culto do outro, como, por exemplo, "culto da vitória", "culto de libertação", "culto de avivamento", "culto da virada" etc., pois culto se presta a Deus de acordo com os elementos descritos no Novo Testamento, e todos eles, quando prestados de fato ao Senhor, cumprem todas as finalidades bíblicas.

3. Reprograme as atividades extra-cultos em sua igreja, entre elas os ensaios dos diferentes departamentos musicais, para não correr o risco de um ativismo improdutivo e ter os horários de tal maneira ocupados com tantas programações que o tempo para o verdadeiro culto a Deus seja escasso, trazendo sérios prejuízos espirituais à vida dos crentes.

4. Tome a decisão radical de não convidar cantores famosos para "abrilhantar" os festejos da igreja (até porque estes em grande parte já não mais farão parte do calendário, pelo menos por um ano) e você descobrirá quantos talentos escondidos na própria igreja poderão ser aproveitados, sem custo algum, nos cultos regulares ou em outro evento extremamente indispensável. Além disso, se não houver demanda, os cantores (sem cair no terreno da generalização) deixarão de cobrar os elevados cachês e, quem sabe, aprendam a ver o que fazem como ministério e não como profissão.

5. Não deixe também de valorizar o cântico congregacional. Uma igreja que adora a Deus unida pode experimentar a vida comunitária com muito maior comunhão e proveito do que aquela em que os membros são meros assistentes de culto. Vêm e vão sem nenhum comprometimento com a vida comunitária. 

6. De igual modo, pare de convidar pregadores renomados, os quais seguem a mesma linha dos cantores "profissionais" e chegam nas igrejas com os DVDs (ou CDs) da mensagem ainda a ser pregada já prontos para serem colocados à venda na porta da igreja por um preço bem módico. Quem sabe eles (sem cair também no terreno da generalização) da mesma forma aprendam e passem a servir e não buscar serem servidos.

7. Na ausência dos pregadores que não serão mais convidados, pare de "encher linguiça" durante os cultos, não mais ofereça "capim seco" às suas ovelhas, mas prepare-se para a cada culto ter sempre uma nova mensagem bíblica, cristocêntrica, sem apelar para os conhecidos e já surrados chavões, que alimente o povo e lhe aguce o desejo de voltar nos próximos cultos.

8. Pare de valorizar o formalismo da oração, que envaidece o coração farisaico, mas ensine a sua igreja o que significa orar e torne isso parte do metabolismo espiritual dos crentes de maneira que a oração, a conversa com Deus, profunda, livre e sincera, permeie tudo quanto a igreja faça.

9. Pare de promover eventos evangelísticos, mas faça com que a igreja encarne a paixão pelas almas e passe a empregar o velho (mas sempre novo) evangelismo pessoal como meio de alcançar os perdidos para Cristo. Uma boa maneira maneira é estimular a cada um para que se comprometa a orar, fazer amizade e convidar os seus parentes, amigos e vizinhos com regularidade para que assistam os cultos e ouçam a Palavra de Deus, Não é preciso ir longe. O campo está perto de cada crente. Saiba que 99% das pessoas que frequentam a igreja, hoje, foram trazidas por alguém e não por um "programa".

10. Valorize os cultos nos lares, de maneira sistemática, sem se preocupar com nomenclatura. A igreja primitiva se reunia no templo e nas casas e a maioria absoluta das igrejas existentes tiveram início em reuniões familiares.

11. Pare de fazer conchavos políticos e buscar os favores de candidatos para esta ou aquela atividade. O custo não vale a pena, compromete a voz profética e gera insatisfação entre os crentes. A melhor coisa que uma igreja faz é realizar as suas atividades com a própria receita. Quem quiser contribuir, que o faça em oculto, quando os diáconos passarem com as salvas ou quando os crentes forem chamados ao gazofilácio.

12. Resista a tentação de não cumprir as propostas acima. Sempre haverá os insatisfeitos que forçarão a barra. O risco é grande de você quebrar o compromisso, mas a perseverança é companheira dos que querem alcançar os seus objetivos. Portanto, siga em frente, olhando apenas para Jesus. Você não será decepcionado.

Conclusão

Posso afirmar com segurança, que, com essas decisões, entre tantas outras que podem ser tomadas, sua igreja, ao final de um ano, terá progredido muito mais em todos os sentidos do que se você insistir com esse sistema carcomido que muito aparenta, mas pouca eficácia tem para a igreja como corpo vivo de Cristo na terra.

Experimente e depois nos conte.

PS. O amigo Judson, de O Balido, teve ideia parecida e publicou no seu blog postagem com propostas bem similares e outras que não estão nesta lista. Recomendo que você não só leia, mas também reproduza, copie, multiplique e faça chegar aos líderes a mensagem que ele publicou, pois o propósito é o mesmo. Se você é líder, procure pôr em prática as sugestões e verá que sua igreja vai mudar para melhor. Se isso ocorrer uma a uma, veremos um avivamento varrendo o Brasil.

Para ler, clique aqui.

62 comentários:

tito disse...

Bom,muito bom.Taí uma proposta simples.Ontem fiz um comentário sobre um artigo em que o articulista faz críticas a igreja,líderes e gira a metralhadora em cima de tudo e de todos.Eu lí o artigo e até certo ponto eu concordo com o escrito,mas fiz uma observação,se o redator não tinha uma proposta para melhorar o desempenho da igreja? Só ele estaria certo,mas então apresente uma proposta que vc experimentou e deu certo.Tá? Então tá. Abço do Tito from Brasília.

milerfreitas disse...

Pastor,

Que artigo maravilhoso!

Vou compartilhar com alguns pastores agora mesmo.

Deus Abençoe!

PS - Posso republicar?

Eliseu Antonio Gomes disse...

Pastor Geremias

Sua iniciativa é importantíssima.

O que mais me entristece nestes últimos anos na AD é encontrar irmãos que são mais religiosos do que cristãos. O verbo "encontrar" é de uso literal!

Posso estar enganado, mas a impressão forte que eu recebo é que eles têm em primeiro lugar a denominação e não ao Senhor e a Igreja (corpo de Senhor).

Deus o abençoe.

PR MAURICIO BRITO disse...

PR GEREMIAS PARABENIZO PELA BRILHANTE IDEIA, COMO SEMPRE NÉ!
ABRAÇOS

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro amigo e companheiro,
Pr. Geremias do Couto!

Excelente proposta!
Como acabei de postar uma matéria informativa, nos próximos dias estarei reverberando em meu singelo blog, com o devido crédito.

Isso é simplesmente IGREJA, sem aditivos humanos!

Parabéns!

Gutierres Siqueira disse...

Pr. Geremias, a paz!

A aplicação dessas práticas será de benefício para qualquer igreja. Vou publicar essas ideias no meu blog, pois acho muito importante. Cada ponto reflete bem os problemas que ocorrem no nosso meio.

Abraços

Pr Israel, um congregacional disse...

Caro Pr. Geremias
Achava por muito tempo que eu era um pastor bem radical pois sigo esses conselhos desde que assumi o pastorado e digo essas palavras à minha liderança. Temos alcançado ótimos resultados, principalmente no que diz respeito à comunhão e à valorização dos membros da igreja. Estou residindo em outro Estado, mas a liderança da igreja está trabalhando e feliz, aguardando meu retorno. Deus te abençoe nesse seu projeto. Paz!

David Cruz disse...

Ótima postagem Pastor Geremias!A igreja precisa urgentemente de uma mudança. Se o Sr. não se importa, tomei a liberdade de publicar esta postagem em meu singelo blog. Que Deus o abençoe.

Pr.Daniel S Acioli disse...

Nobre Pr. Geremias!

Graça e Paz de Jesus Cristo, O Senhor!

Até que enfim!

Eu já havia perguntado a mim mesmo e a alguns companheiros, seu era radical neste mister!

Acho ressonância em sua proposta.

Gloria a Deus!

Postarei em meu humilde blog.

http://prdanielsalesacioli.blogspot.com/

Pr. Daniel Sales Acioli

ozfteologico disse...

Endosso tal campanha. Pois, enquanto há vida deve haver esperança - inclusive para as denominações evamgélicas!

ozfteologico.multiply.com

Pr. Flavio Constantino disse...

Querido Pastor Geremias,

A Paz do Senhor,

O desafio é grande, porém, aqueles que estão orando algum tempo pedindo a Deus que venha fazer uma intervenção em suas igrejas, eis ai a resposta.

Excelente texto.

Com a permissão do senhor estarei reproduzindo em nosso blog.

Um grande abraço,

No Amor de Cristo,

Pastor Flavio Ferreira Constantino.

Valmir Nascimento disse...

Pr. Geremias,

Como sempre, uma proposta muito coerente e também necessária.

Apoiado!

W.Medeiros disse...

Ótima iniciativa. Mas me alegro em saber que na igreja a qual eu pertenço teriamos que observar e nos cuidar em uns 2 itens desta lista.
O resto nem precisa esforço pq já faz parte da vivencia da igreja.

Louvo a Deus por meus pastores!

George Arrais disse...

Caro Pastor Geremias,
A Paz do Senhor!

Esse seu artigo reflete o que há muito tempo arde em meu coração e no coração de, acredite, uma boa maioria se fieis que se preocupam com o crescimento sadio da Igreja.

Como gostaria que os pontos mencionados fossem aplicados na minha igreja, os resultados seriam notados em pouco tempo.

Vou tentar propagar sua mensagem pode ser que algum homem de Deus se sinta tocado e faça a diferença para sua comunidade.

Que o Espírito do Senhor nos ilumine sempre as mentes e nos encha cada vez mais de sua ousadia.

Francikley Vito disse...

A Paz do Senhor, Pr. Jeremias!
Gostaria de parabenizá-lo pela coragem e pela sensibilidade ao lidar com assuntos tão delicados. Que Deus continue te usando como um atalaia para a glória de Deus.
Nos próximos dias estarei publicando o axcelente artigo em meu blog. Um abraço!
www.vosbi.blogspot.com

'Sola Scriptura' disse...

São medidas plausíveis, entretanto, não há reforma que resista sem os limites impostos pela Lei de D'us, ab-rogada pelos cristãos no Século II em função da teologia da substiuição (http://solascriptura.ning.com/group/teologiadasubstituicao). Enquanto não romperem com a dicotomia entre a Lei e a Graça eternizada com chavões do tipo: "SOMOS SALVOS PELA GRAÇA, A LEI FOI ABOLIDA, tendo o Antigo Testamento associado à Lei e o Novo Testamento à Graça, não haverá limites para o relativismo humano.

NÃO HÁ CRIME E NEM PECADO SEM LEI!

Se não há lei, não há pecado, se não há pecado, anula-se a graça, se anula a graça, Cristo morreu em vão. Então, se a Lei foi abolida, vale tudo? Terra de ninguém?

A maior prova de que Yeshua (Jesus) não anulou a Lei de D'us (a Torá) são os dois mandamentos do Amor: Amar a D'us sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo.

Os dois mandamentos são o resumo de toda a Torá (613 mandamentos) que se resumiu nos Dez e os Dez nestes dois.

Precisamos então, urgentemente, é desdobrar os dois nos Dez e os Dez nos 613 para entendermos as minúcias da Lei de D'us porque pelo andar da carruagem, dos acontecimentos, antes e pós-Reforma, o resumo em dois mandamentos não foi suficiente.


Isto, porque, o ab-rogar a lei de D'us no Século II em função da nefasta teologia da substituição, os cristãos passaram a fazer e adorar imagens de escultura antes da Reforma, pecado que D'us mais abomina em toda a Bíblia - Ex. 20: 3 a 5, e, pós-Reforma, a adesão ao neopentecostalismo, à teologia da prosperidade, à pós-modernidade, ao relativismo, ao sincretismo religioso, ao ecumenismo e tantos outros ismos, até chegar ao ponto de depararmos com o homossexualismo dentro das igrejas como é o caso do pastor gay, Olli Aalto, da Igreja Luterana, divorciado e pai de três filhas que se tornou pastora, e, agora, a "estrela" da música cristã, Jennifer Knapp, que assumiu ser lésbica, contrariando assim, o tão propalado e principal lema da Reforma Protestante: Sola Scriptura (Somente a Escritura).

Há leis que não se aplicam mais pela inexistência do Templo e outras que são mandamentos, estatutos e ordenanças perpétuos específicos para o povo judeu, mas há muitas leis aplicáveis aos gentios.

A Lei de D'us é como o espelho que mostra as nossas imperfeições e como uma cerca que delimita o território dos seguidores de Yeshua que os ajuda a cumpri-la, imprimindo-a em seus corações por meio do Seu Espírito (Hb. 8:10), conduzindo-os assim a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor (Heb. 12:14). A Lei de D'us aponta o nosso erro, a nossa falha, o nosso pecado, e, uma vez arrependidos, recorremos a Yeshua (Jesus), SENHOR SALVADOR, que nos perdoa, nos redime e nos diz: vai-te e não peques mais. (Jo. 8:11).

Por que no I Concílio de Jerusalém, os apóstolos citaram só quatro leis para os gentios? Resposta: a Lei de D'us era comum a todos e se quisessem aprofundarem o conhecimento, tinham em cada cidade, desde tempos antigos, os que a pregavam nas sinagogas, onde era lida todos os sábados. At. 15:21.


HaDérech (הדרך), O Caminho ✡ Direção segura: a Torá por Yeshua.
Restaurando a Igreja do Século I: amor, poder, identidade, LEI, dons, governo e projeto. (http://solascriptura.ning.com)

Geovani Figueiredo dos Santos disse...

A paz do Senhor Jesus, pastor Geremias do Couto!

Eis uma grande proposta à igreja hodierna eivada por modismos e idiossincrasias anti-bíblicas. Precisamos mais do que nunca voltar à simplicidade do Evangelho e deixar de lado todas as inovações contrárias aos ensinos apostólicos. A igreja de Deus não precisa de artistas-pregadores ou cantores-artistas, mas de homens e mulheres comprometidos com a Palavra e cheios do Espírito Santo.

Homens e mulheres que valorizem a comunhão e o amor ao próximo. Que não sejam venais como Balaão e, tampouco, profanos como Esaú. Que tenham uma chama peito e um único alvo no coração: servir incondicionalmente ao Senhor da igreja com abnegação e temor.

Que Deus continue iluminando-te e inspirando-te mais e mais no trato com a verdade, da qual foste constituído atalaia.

'Sola Scriptura' disse...

Sugestão para atacar a causa fundamental e não remediação para mudanças efetivas na Igreja: dê ênfase à LEI DE D'US (e NÃO ao legalismo) nas pregações, letras dos hinos, escolas dominicais, seminários, eventos em geral. Lei esta ab-rogada pelos cristãos por volta do Século II (d.C., E.C.), e, que aponta o PECADO que afasta o homem de D'us. "Segui a paz com todos e a SANTIFICAÇÃO (separação do pecado), sem a qual ninguém verá o Senhor," (Heb. 12:14). Não há crime e nem pecado sem lei. Se não há lei, não há pecado, se não há pecado, anula-se a graça, se anula a graça, Cristo morreu em vão. Então, se a Lei foi abolida, vale tudo? Terra de ninguém? D’us fez milagres somente até o Século I (d.C., E.C.)? Não! D’us faz milagres hoje sim. Faça a vontade de D’us que D’us faz a sua vontade.

Leis (legalismos) combatidas por Yeshua (Jesus): http://solascriptura.ning.com/page/leis-rabinicas

Moisés Carneiro disse...

Nobre Pr. Geremias

Nada é tão explêndido e tão apaixonante como a simplicidade do Evangelho.

Parabéns pela iniciativa. Já estou aderindo a essa campanha.

Abraços
Em Cristo,
Nele...

Moisés Carneiro

Perfume de Cristo disse...

Graça e paz
Com certeza essa campanha tem meu apoio.
Em Cristo

Charlles Oliveira disse...

Caro pastor Geremias do Couto,
A paz do Senhor!

Parabéns pelo texto, certeiro como flecha nas mãos do arqueiro, contudente como martelo que esmiúça a rocha.

Estarei reproduzindo a postagem em nosso humilde blog http://www.oassembleiano.com

Deus continue lhe fortalecendo!

a verdade do evangelho disse...

Se eu fosse pastor de igreja, com certeza iria aderir a esta campanha. Mas como não estou pastoreando, mas só atuando como mestre vou distribuir cópias deste artigo ao meus amigos pastores para que os mesmos façam parte da mudança que o Senhor que fazer em sua igreja.
Estas propostas são mais do que necessárias para a saúde da igreja.

Pb. Edinei, Th.B

claudio disse...

Num passado nao muito distante tivemos a idade das trevas no catolicismo
Infelizmente isso chegou no meio supostamente protestante
Temos tudo que condenavamos no catocismo hoje no mundo evangelico desde nepotismo ate coisas que fariam arrancar defundo de caixao

Josias O Protestante disse...

Concordo com as doze teses, no meu entendimento só faltou a de número13: Por uma questão de decoro ministerial, não consagremos mulheres ao santo ministério.
Respaldo bíblico diversos.
Atenciosamente: Josias Florentino de Assis

Anônimo disse...

Caro Pastor Geremias !
Saiba que eu não retiro uma vírgula deste texto.
De forma séria mas irreverente, se o conteúdo deste artigo não estiver na Bíblia, deveria estar...
Mas acredito que não está na Bíblia de alguns, pois está terrivelmente difícil cultuar no culto.
Abraços saudosos,

Marlos Mota.

ROBSON SILVA disse...

Nobre e sábio amigo e pastor, Geremias do Couto...

Certamente que minhas palavras soarão redundantes em meio ao enorme coro de pastores que me antecederam... Mas não poderia deixar de registrar, ainda que "en passant", meus cumprimentos pela vossa digníssima iniciativa...

Faz refletir a face de um verdadeiro pastor um verdadeiro servo de Cristo, um verdadeiro soldado na batalha contra o mal...

Com as bençãos do ETERNO,

Um fraternal abraço deste vosso admirador e discípulo...

Robson Silva
Prossigo para o Alvo... Fp 3:14

Felipostagens disse...

Gostei muito, posso repunblicar o mesmo em meu blog? Estarei incluindo a procedencia!!

Deus continue abençoando o irmão!!

adriel vieira disse...

Caro pr Geremias.
Suas palavras são uma evidencia que Deus ainda fala. Precisamos voltar aos princípios bíblicos. Deixar o ativismo religioso. A busca incessante pelo crescimento e voltarmos para a edificação bíblica. Amei esta campanha. Um grande abraço.

cramos disse...

Belíssimo texto prezado Pr. Geremias do Couto. De fato o verdadeiro avivamento deve ser segundo a palavra de Deus e não segundo os ensinamentos e objetivos do homem. Peço permissão para postar esse texto nos blogs que adiministro. Deus te abençõe

Matias Borba disse...

Pr. Geremias,
A Paz do Senhor!

Nada a dizer se não, assino em baixo!

Oro ao Senhor para que seus textos e coerência possam ser novamente editado em um livro. Seus ultimos textos poderiam ser editado como A Transparência da vida cristã parte dois, assim, os que não tem tanto acesso a grande rede da internet terem a oportunidade de refletirem sobre essas verdades.

Deus o abençoe!

Anônimo disse...

Tá aí, uma campanha idealizada no coração de Deus, para o coração do pastor Geremias ! Todos os pastores deveriam aderir a essa campanha e se possivel fixa a mesma em seus gabinetes pastorais, para não esquecerem deste compromisso ! E com o complemento de n° 13, que o nosso irmão Josias protestante,indicou ! Querem mudanças ? tá aí a receita ! Pb. Roberto Rocha

Angela disse...

Vi o link desta campanha no blog do Judson Canto e apoio totalmente. Na verdade, como comentei com ele, o meu pai que tb é meu pastor vem pregando isso a 20 anos. Levei pra ele seu artigo e ele chorou. Disse que vai levar uma cópia para os lideres de nossa igreja, principalmente aqueles que tem tentado o fazer mudar.
Obrigada por nos presenter com essa belíssima campanha. Vou publicar no meu blog tb tá (www.firmesnapalavra@blogspot.com)???E me tornei uma seguidora do seu!;)
PAZ

Pastor Geremias Couto disse...

Caros

Algumas observações:

1. Agradeço a manifestação de apoio de todos. Se multiplicarmos os nossos esforços e orarmos para que o Espírito Santo use esse material para tocar no coração de nossos líderes, veremos um avivamento varrendo o Brasil.

2. O amigo Judson, de O Balido, teve ideia parecida e publicou algo também no seu blog. Sugiro que leia e também reproduza entre seus líderes e igrejas. É mais uma excelente ferramenta em busca desta "santa" mudança. Introduzi o link no final da minha postagem.

3. Ao irmão Edilson quero informar que o seu comentário não foi publicado porque o nosso propósito aqui não é nomear essa ou aquela igreja. Estamos escrevendo para todas de maneira indistinta. Mas o irmão pode reproduzir a matéria e enviar para quem desejar. O exércicio profético também lhe pertence.

3. Ao Josias, por que o irmão não desenvolve uma tese com o "ponto 13"? Teria enorme prazer em comentar no seu blog.

4. Por fim, aos que pedem permissão para republicar a postagem, repito o que já deixei registrado no corpo da matéria: podem reproduzir à vontade, copiar, multiplicar e fazer chegar aos quatro cantos do Brasil, inclusive a que foi publicada no blog do amigo Judson. Só não deixem de citar a fonte.

Deus abençoe a todos.

Judson Canto disse...

Caro Geremias,
Talvez em meio a tanto desapontamento tenhamos algumas boas surpresas (veja o caso do pai da Angela no comentário acima). Também chega uma hora em que o povo cansa dos desatinos dos maus líderes e em que os bons líderes resolvem tomar uma atitude. Uma poucas igrejas que mudem agora pode ser o início do necessário avivamento moral e espiritual (que sempre andam juntos, pelo que conheço da história da Igreja) de que necessita a nossa lideança e, por conseguinte, a denominação.
Obrigado pela menção ao meu "balido complementar".

Abraço.

Judson.

Hugo Cunha da Silva disse...

A Paz do Senhor Pr Geremias, concordo com tudo o que o senhor propõe, e pretendo mostrar ao meu pastor.

Josias O Protestante disse...

Pastor Geremias do Couto, o meu blog está a sua disposição para os comentários que o sr. queira fazer.
josiasoprotestante.blogspot.com
Estamos aguardando.
emailjosiasoprotestante@hotmail.com

Pr. Luiz Fernando disse...

Prezado colega Pr. Geremias,
excelente a inciativa. Já era tempo de propostas inteligentes e factíveis com estas virem à luz. Com sua permissão vou reproduzí-la em meu blog.
Um abraço
em Cristo

Pr. Camilo disse...

Prezado Pr. Geremias,

Louvo a Deus pela sua disposição em colocar assunto tão importante neste conhecido blog. Agradeço também pois muitos dos itens já estava praticando e me esforçarei para por em prática os demais. Será que seria possível a publicação deste artigo em um periódico da CPAD? Que tal acrescentar à sua excelente lista os aniverários pastorais, tão cheios de "louvação" antropocêntrica?

João Camilo
Cuitegí PB.

Hermes C. Fernandes disse...

Precisa, leve, pertinente e honesta!

Que o bom Deus permita que esta lista de sugestões chegue ao maior número possível de pastores.

A propósito, acabo de adicionar seu blog à minha lista de leitura obrigatória, e adicionar seu banner em meu blog.

Abraço!

www.hermesfernandes.blogspot.com

Jossy Soares disse...

Meu estimado Pastor Geremias, vosa pessoa consegue, com maestria, transformar em síntese cirúrgica nossos sentimentos e ressentimentos.
Que o Senhor continue usando o senhor com esse dom maravilhoso! Jossy Soares

José Hilton disse...

Que a paz seja contigo, Pastor Geremias. Que o Senhor Deus te dê força e sabedoria para prosseguir. Suas idéias concretizam um sentimento que atravessa o coração de muitos irmãos e irmãs, cansados que estão de tanto capim seco. Já há algum tempo que temos alertado pastores e obreiros do suicídio espiritual que é prender os irmãos num ativismo estéril, repleto de ensaios, ensaios e mais ensaios, sem espaço para a reflexão e o aprendizado na Palavra de Deus. Quanto às quermesses (não encontro termo mais apropriado), de uns anos para cá só trazem ansiedade e desgaste. Enfim, todas estas "atividades" parecem existir apenas para que a Igreja não evangelize nem visite às famílias em seus lares, nem os doentes nos hospitais, nem os presidiários. Como cristão, sinto-me regozijado com esta exortação e peço a Deus que me dê o ânimo necessário para, junto com um pequeno número de rabiscos, por em prática o que recebemos através de suas simples e necessárias palavras. Que Deus te abençoe.

JOSÉ HILTON CANUTO

Evangelista Sergio Fraga disse...

Ev.Sergio Fraga
Amado Partor Geremias, os que agonizam por ver não apenas uma mudança, mas uma transformação na igreja, sem dúvida nenhuma jamais deixarão de apoiar o seu projeto, mas sei que as oposições serão muitas, pois um grande número não estão muito preocupados com qualidade, mas com quantidade, porem o SENHOR JESUS não entregou a chave para esses, mas para aqueles cuja porta do inferno não prevaecerão.
Vou introduzir sua idéia entre meus líderes e tenho a certeza de que irão anuir a idéia.
Que Deus nos abençoe a todos.

Pastor Geremias Couto disse...

Caro pastor Camilo:

Obrigado pelas palavras confortadoras.

Se a CPAD tiver interesse em publicar a postagem como artigo, desde já fica de público autorizada. Posso, inclusive, ampliá-lo um pouco mais, já que no blog estamos limitados pela concisão.

Fico no aguardo da manifestação de seus editores, pois certamente estarão lendo a sua sugestão.

Abraços!

Pastor Geremias Couto disse...

Caro Hermes:

Obrigado pela visita, pelas especiais considerações e por adicionar o meu banner no seu excelente blog, o qual acompanho todos os dias e consta da minha lista dos favoritos.

Abraços!

Ev.Jailson Trajano disse...

Nobre Pr.Geremias.
Paz,gostaria de sua autorização para posta seu comentário em nosso blog por que este movimento é de suma importância para a igreja.
Mudar para melhor!

Pastor Geremias Couto disse...

Caro ev. Jailson Trajano:

Autorização concedida, bem como as demais que queiram reproduzir o postar em seus blogs.

Abraços!

João Augusto de Oliveira disse...

Proposta ousada eu diria... mas com certeza eficaz.
Não sou pastor de Igreja, mas se fosse com certeza aceitaria o desafio..
Vou contribuir publicando e divulgando o máximo que puder.
Pastor Geremias, Deus o abençoe.

Marcelo e Eunice disse...

parabéns.. estamos postando no http://marcelonathanson.blogspot.com

Na Fé

Marcelo e Eunice
Caminhando na Graça, de graça!

Amarildo Rocha disse...

Querido Pr Geremias, sabias suas palavras, muito bem colocadas, felizmente meu pastor já adota quase a integra dessas suas palavras em minha igreja. Vou mostrar a ele este texto, não sei se ele o faz seguindo uma estratégia ou é uma direção do Espírito Santo que ele segue inconscientemente.
Vi uma postagem no Genizah, dia 26/06, por Valmir Nascimento, com o título “O regresso dos decepcionados com o liberalismo e com a teologia da prosperidade?” Se alguém não viu, sugiro que veja, ela nos fala de um possível fato que estaria ocorrendo nos Estados Unidos, pessoas decepcionadas voltando às igrejas mais conservadoras. O que isto tem a ver com o texto em questão? Tudo. Se eles voltarem e não encontrarem uma igreja simples e sã, como sugere o pastor Geremias, poderá ser uma nova decepção, e uma perda para sempre.
Em Cristo:
Amarildo.

Anônimo disse...

A Paz do Senhor Pr. Geremias Excelente proposta, creio que este é o tempo de voltar ao primeiro amor.

Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor.
Lembra-te, pois, donde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; e se não, brevemente virei a ti, e removerei do seu lugar o teu candeeiro, se não te arrependeres.


Divulgarei em meu humilde blog.
http://s5luiscardoso.blogspot.com/

Battista Soarez disse...

Pr. Geremias, quanto tempo!
Sua campanha é uma cutucada com vara curta em principados e potestades das religiões evangélicas. Belo trabalho. Eu não conhecia este seu blog. Tomei conhecimento por meio do Judson. Li, gostei e já estou colocando nos meus favoritos. Também tenho um blog: http://battistasoarez.wordpress.com
Vou divulgar seu artigo na minha igreja. Meu e-mail é battistasoarez@gmail.com

Abraço,

Pr. Battista Soarez

Alexandre Pitante disse...

Caro, Pr. Geremias do Couto.

A Paz do Senhor!

Sei que com bastante atraso este comentário, mas estou apoiando esta campanha que muito relevante para nossos dias. Principalmente com a avalanche de problemas que a igreja vem enfrentando. Por isso a publiquei em meu Blog.

Deus o Abençoe.

Abraço em Cristo, Alexandre Pitante.

Pastor Geremias Couto disse...

Caro Battista Soarez

Obrigado pela visita. Lembro-me do seu tempo na CPAD, embora eu já não mais estivesse vinculado à empresa.

Estive há duas semanas em São Luís, ministrando para casais num dos setores da capital.

Tempo abençoado!

Vou incluir o seu blog na minha lista de favoritos.

Abraços e volte sempre!

Josiel Dias disse...

Olá meu querido Pastor Germano Graça e Paz.

Parabéns pelo blog abençoado e edificante.Como é maravilhos lermos blogs como este vosso.
Gostaríamos de compartilharo nosso Blog; Mensagem Edificante para Alma
Se desejares conhecer o nosso blog, será um prazer
tê-lo como visitante e se desejares nos seguir, ficaremos felizes.

"Mensagem Edificante para Alma"
http://josiel-dias.blogspot.com/

Aprendendo uns com os outros crescemos em graça
e conhecimento.

Josiel Dias
Congregacional
Rio de Janeiro

Juber Donizete Gonçalves disse...

Prezado Pr. Geremias,

De alguma forma tinha que começar esse movimento por mudança na igreja. Suas sugestões já são um bom começo. Assino em baixo de todas e acredito que muita coisa mudaria para melhor, caso as mesmas fossem postas em prática.

Um grande abraço.

Pr Alessandro Garcia disse...

Pr Geremias, a paz do Senhor.

Assisti a um vídeo muito interessante e sugiro ao irmão, se possível, postá-lo aqui. Tem tudo a ver com o seu tema abordado. O endereço é:

www.genizahvirtual.com/2010/06/contra-marcha-para-gizuz-o-falso-jesus.html#Blog1

Obrigado.

Moyses Alexandre de Godoi disse...

Graça e Paz...

Há alguns dias atrás passei por aqui, li as suas propostas, e também as do Pr. Judson, devido ao meu tempo escasso não comentei, ainda assim postei no meu blog mesmo sem lhe comunicar, pois percebi que é sua intenção que o maior número de pessoas as conheça, há algum tempo venho questionando e debatendo tais idéias, e como um bom apreciador de Escola Bíblica Dominical, alegrei-me em ver tais propostas vindas do senhor, pessoa que admiro e respeito.
Que Deus abra os olhos do entendimento dos líderes para procederem ou voltarem a proceder uma liturgia sadia, cultos de adoração e ensinos bíblicos cristocentricos!
Não quero parecer pessimista, mas minha opinião é que tal caso é como por remendo novo em pano velho, se romperá, lamentavelmente se romperá, estimo que não hajam muitas adesões a essas inspiradas propostas, pois como o Pr. judson me disse, a igreja está viciada nesses erros e distrações, todavia ele prosseguiu dizendo que se pelo menos uma igreja o fizer; já estará contente!
Que Deus continue lhe abençoando e inpirando...

Gilson Mesquita disse...

Estimado irmão em Cristo.
Suas ideias são geniais, mas não estão no sentido que a nossa igreja AD tem demonstrado, somente enviando pedidos de boletos bancários para construir uma igreja que ha mais de 10 anos trabalha. A própria CPAD poderia ter construido, pois pelo seu CNAE percebe-se que ela nao paga impostos. A evangelizar é que realmente é importante. Pode registrar que daqui um tempo... o Senhor só livrará a igreja que trabalha com missão, disto o Senhor ja nos revelou inclusive uma parte do início da grande tribulação.
Gilson Mesquita

Gile disse...

A Paz do Senhor, pastor Geremias do Couto!

É a primeira vez que acesso seu blog. Gostei muito de suas postagens e do modo bíblico, humilde, simples, manso e cristão de lidar com os diversos temas debatidos. Gistei desta postagem, com certeza isso é do a igreja precisa. Tudo isso seria compreendido se passássemos mais tempo lendo a Bíbli, orando, jejuando e vigiando e menos tempo vivendo na carne (Digo, porém: andai no Espírito e jamais satisfareis à concupiscência da carne - Galátas 5.16).

Deus o abençoe, pastor.

P.S.: Tenho um humilde blog, caso desejo conferi-lo, segue o endereço: http://luzparaomeucaminho.wordpress.com

Pb. Weliano disse...

Nobre pastor Geremias do Couto,
A Paz do Senhor!
Gostei muito da proposta e enviei-na ao meu pastor setorial e publiquei-na em meu blog(www.weliano.blogspot.com). Não sei qual será a reação do pastor setorial. Deixei-lhe a recomendação de que caso não concordasse com a proposta deveria descartá-la.
Acompanho o trabalho do irmão a anos e posso testemunhar a sua coerência e firmeza doutrinária. Como professor da Escola Dominical, da revista Lições Bíblicas, já lecionei alguns de seus comentários como por exemplo: "E agora como viveremos?”
Peço a gentileza (se o tempo lhe permitir), pois, sei das suas muitas obrigações, verificar no meu blog se está correta a citação quanto à fonte. Caso não esteja pode comentar que eu corrijo.
Em Cristo,
Pb Weliano- Minist. do Belém
Osasco-SP

laerciocorreio disse...

Irmão em Cristo, Geremias que a Paz de Cristo e a sua Graça seja sempre sobre tua vida. Amém.
Sua visão sobre a Igreja do Senhor está correta, á muitas nescessidades no meio do povo, muitos se preocupando com a aparência, enquanto ali do seu lado irmãos estão nescessitados, em varias areas de suas vidas. Pastor prescisamos resgatar a essência da Igreja Primitiva que está lá no livro de Atos dos Apostolos, á Comunhão, a Oração a união do Corpo de Cristo. Irmãos vivendo em comunhão partilhando de tudo não havia nescessidades que não lhes fosse suprida tudo era compartilhado a Igreja era forte, é isto que prescisamos viver nestes ultimos dias que antecede a vinda de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

Clayton Guerreiro disse...

Muito bom o texto. Concordo plenamante com tua opinião. Fique muito feliz em ler teus posts defendendo a sã doutrina bíblica, contra os exageros do neopentecostalismo e outras doutrinas espúrias. Também fiquei muito feliz em ler um comentário do senhor no Blog do Rev. Augustus Nicodemus, demonstrando seu apreço pelo calvinismo. Também sou de origem assembleiana. Hoje, porém,após abraçar a doutrina reformada e, apesar das convicções contemporanistas, pastoreio uma Igreja Congregacional.

Gostaria de esclarecer, porém, uma dúvida.

Li um livro há muitos anos atrás chamado "A mensagem oculta do rock". Confesso que discordo plenamente de tudo o que li, face à falta de argumentação bíblica da citada literatura. O senhor é co-autor deste livro? Se sim, qual a tua posição hoje sobre o referido assunto.

Espero que não leves a mal minha pergunta. Não é no sentido de ofendê-lo, mas de esclarecimento.

Me tornarei seguidor do teu blog. Se puder dar uma olhada e seguir o meu: teologiaetc.blogspot.com.

Grato

No amor de Cristo,
Rev. Clayton Guerreiro.