sexta-feira, 8 de julho de 2016

CGADB: partes celebram acordo

Após horas de muita conversa, com bastante franqueza de ambos os lados, segundo informações que acabei de receber, finalmente foi celebrado um acordo ao final desta quinta-feira, 7 de julho, no Rio de Janeiro, entre a Mesa Diretora da CGADB e os pastores Samuel Câmara, Jônatas Câmara, Ivan Bastos e a CONFRATERES, onde as partes assumem o compromisso de cessar os litígios que se arrastavam desde 2013.

Pelo documento, a Mesa Diretora acata a reintegração ao quadro de associados tanto de Samuel Câmara quanto de Ivan Bastos, que passa a gerir 100% a tesouraria da entidade, com os plenos direitos que lhe confere o Estatuto, e desiste de todos os recursos no âmbito judicial. Por outro lado, os pastores mencionados se comprometem, também, a retirar todos os processos movidos contra a CGADB de modo que, doravante, se comece uma nova etapa na história da instituição.

Por tudo que já publicamos no blog, é óbvio que não foi fácil chegar a esta decisão, mas do modo como as coisas caminhavam tanto a CGADB quanto a CPAD acabariam ficando inviabilizadas pela decisão judicial de bloquear as contas da primeira e prestes ao bloqueio da segunda, em virtude da indisposição da CGADB de abrir a conciliação bancária das inscrições da AGO em Brasília, mesmo por decretação de sentença. Pelo que me foi informado, houve ao final bastante quebrantamento e pedido de perdão recíprocos, que podem significar um novo tempo de cura e restauração não só para a CGADB, mas também para as Assembleias de Deus. Tudo indica que, agora, o jabuti sai da árvore.

Convém ressaltar, também, que as partes ficaram livres para concorrer às eleições de 2017, nos termos do Estatuto, deixando, portanto, de haver qualquer configuração de uma chapa de consenso.

16 comentários:

Pregador pregue a verdade em nome de Jesus disse...

amém que essas brigas internas acabem e nunca mais aconteçam pois isso quem ganha é o reino de Deus qual bom e qual suave é que os irmãos vivam em união

Daladier Lima disse...

Como sou realista, vou aguardar o desfecho. É que esses filmes...

Edilson pessoa disse...

Amém é bom que o povo de Deus se una e deixem de lado as deferênca

Instituto Prossocial e Cultural do Mercosul disse...

Amado Pastor. Sou um fiel seguidor de seus escritos e amo a ADD. Sou filho de fundadores dela no Estado de Corrientes, Argentina, e sempre lamentei (perdoe minha falta de modestia) o quanto vocês perdem por não me entrevistarem, ouvirem, e convenirem trabalharmos juntos. Em outras palavras, amaria ser meembro e líder no vosso meio, de forma permanente, mas nunca tive nenhuma oportunidade; só algumas, em pequenas convenções bem problemáticas. Me alegra muito esta reconciliação de ontem. Conheça-me mais pelas páginas e grupos deste perfil e outros no facebook, e pelo meu site www.titoberry.com.br

Márcio Cruz disse...

Como disse em outro post:

Já tô tão escaldado dessas coisas que fico com 200km pé atrás.

Jacó Rodrigues Santiago disse...

Amém... amém.... amém!
Já era tempo de um posicionamento de ambas as partes. Estava causando um mal estar na Assembléia de Deus do Brasil. Esperamos agora que realmente as partes cumpram integralmente o que foi tratado e se unam para o bom desenvolvimento da igreja.
Tenho profundo respeito e admiração pelos pastores José Wellington e Samuel Câmara e considero ambos como homens de Deus.

VALDIR MANENTE disse...

o que 10.000.000 de multa não faz.....MILAGRE....

Roney Ricardo Cozzer disse...

Pastor, mas isso não poderia ser um reflexo do já anunciado fim da gestão Welington na CGADB?

Blogger disse...

Estou muito feliz com ESA atitude de nossos amados pastores quem ganha e a obra de Deus PR Elias Lopes Fernandes

Edson Nascimento dos Santos disse...

Fico feliz em saber que as nossas orações foram respondidas...

Igreja Pentecostal De Jerusalem disse...

Onde tem dinheiro sempre tem contendas

Que o Espírito Santo de Deus cesse o mal entre o povo de Deus.

Jayron Silva disse...

Amém. Deus seja louvado!!!

Paulo Luiz de Oliveira disse...

Enfim, poderemos vislumbrar mudanças, a AD não pertence a uma família, toda alternância na liderança da CGADB é benéfica é inadmissível um líder ficar tanto tempo à frente de uma convenção nacional e pensar que ainda pode colocar o filho no seu lugar. Este acordo é uma antecipação do que vai acontecer na AGO 2017

Jean Patrik disse...

Melhor para o José Wellington Bezerra e seu filho.
Eu sinceramente não acredito que o JWB siga tão passivo assim. O Samuel cedeu. E fez bem, fez um papel de cristão. Mas tanto um lado quanto outro só o tempo irá dizer se esse ato é verdadeiro.

Espero mesmo que as coisas melhorem...

Lucas dos Santos disse...

Haha, vamos esperar os frutos dessa movimentação.

Ailton dos Santos Pr Ailton disse...

Em reunião com Pr Samuel Câmara no Rj no dia 09/07/16 junto com mais 2 membros da Mesa diretora da CGADB, entre outros Pastores do RJ, MG e ES, soubemos o que de fato aconteceu, tudo partiu do Pastor Samuel Câmara que preferiu acabar com o litígio,visto que a decisão judicial poderia levar a instituição(CGADB) a falência,nobre atitude do Pastor.