quarta-feira, 22 de abril de 2015

CGADB: o outro lado das plenárias de hoje

Crédito: https://www.facebook.com/cgadb
Embora mais de três mil ministros se inscreveram para participar da 42ª Assembleia Geral Ordinária da CGADB, informações extraoficiais dão conta que pouco mais de 1500 ministros compareceram ao evento, que teve o culto de abertura ontem à noite e o início das sessões plenárias na manhã desta terça-feira. É menos da metade do número esperado, o que nos permitirá, mais tarde, fazer uma leitura crítica dos motivos para esse baixo comparecimento, visto que a CGADB conta com mais de 70 mil ministros filiados.

Hoje, com expressiva maioria, foi aprovado o relatório financeiro da CGADB: 1271 votos favoráveis e 282 contrários, lembrando, apenas, que a maioria dos inscritos é do Belenzinho, que certamenta votaram a favor, acompanhados de outros inscritos em menor número de outras convenções. Vale ressaltar, todavia, que o processo não foi tão simples, como poderá parecer à primeira vista, quando for publicada qualquer reportagem oficial.

Mais uma vez o Estatuto teria sido atropelado. Caberia ao 1° tesoureiro, Ivan Bastos, fazer a leitura, mas o presidente o teria impedido, cortando-lhe inclusive o som e determinando ao contador da entidade que apresentasse o relatório. Outro detalhe é que o parecer do Conselho Fiscal pela regularidade do balanço não teria sido aprovado pela maioria de seus membros, ou seja, teria sido rejeitado, mas mesmo nestas condições o presidente da CGADB insistiu em submetê-lo ao plenário para a votação.

O pastor Samuel Câmara, por sua vez, integrado à CGADB por força de sentença prolatada em Primeira Instância já há algum tempo, teria tido o seu pedido de inscrição para participar da AGO negado. Mas uma liminar, que continua a vigir, garantiu-llhe o direito de participar das sessões plenárias. Esse, em síntese, teria sido o dia de hoje. Veremos o dia de amanhã.

25 comentários:

Diego Duarte disse...

Não poderíamos esperar nada diferente. Se eu pudesse dar um conselho ao PR Samuel, diria; cuide de sua igreja. Esqueça a CGADB. Ela só irá mudar quando houver uma intervenção externa.

Anônimo disse...

Já ouviram falar de Dom Sérgio da Rocha? Ele é o novo presidente eleito da Conferência dos Bispos do Brasil. Substituiu Dom Raimundo Damasceno que, mesmo podendo ser reeleito, abdicou do cargo para dar oportunidade a outro líder. A eleição transcorreu em paz porque os Bispos entendem que o Espírito Santo é quem dirige tudo. Com exceção dos Bispos eméritos, todos podem ser votados. Por outro lado, Pastores da Assembleia de Deus estão reunidos em Fortaleza na assembleia da CGADB. Na pauta consta discussão sobre recursos judiciais envolvendo a Mesa Diretora. O presidente do órgão evangélico nacional está no poder a quase 30 anos e já está costurando a eleição do próprio filho na próxima Convenção. Na CNBB dos católicos é dado ao Espírito Santo o papel de dirigir, na CGADB dos assembleianos, os trabalhos são marcados por insultos, liminares, e coisas do gênero.....
Parabéns ao Bispos do Brasil e obrigado pelo exemplo que vocês nos dão quando o assunto é liderança. Á cúpula da CGADB, sejamos humildes... vamos assistir uma assembléia com os Bispos.... talvez aprendamos a servir melhor a Igreja de Cristo.

ENGETEC RIO disse...

A CGADB é a extensão do pátio da AD do Belém SP

Jorge Duarte disse...

O pr Samuel não deve desistir. Essa é minha ropinião. Se houver uma intervenção divina, ele deve estar pra ter seu nome apressado por Deus. Avante CGADB PARA TODOS.

Anônimo disse...

Com todo respeito mas pr. Samuel tem sido o único a ir de encontro a tudo que está acontecendo. O que deveria acontecer era os outros pastores se unirem a ele só não o fazem devido a interesses e obvio

Levy disse...

ISSO É LAMENTÁVEL...

Equipe Creio em Milagres disse...

Triste ver os caminhos atuais de minha denominação!

Anônimo disse...

Idolatras do poder.

ideilson pereira disse...

O Espírito Santo é finíssimo para tal intervenção como sugerido pelo "Anônimo". Principalmente se tratando de da administração maquiavélica e totalitária que é conduzida essa vergonhosa instituição que muitos obstinados pastores acham que tem donos ou que são donos mandatários da perpetuação no poder por décadas. parecem mais uns cegos vendados e manipulados, quando na verdade deveriam ser de fato se deixar levar pelo espirito renovador que é o Espírito Santo, mas a maioria já com seus votos comprados e fechados com a maioria das convenções para a continuidade no poder com o objetivo de deixar debaixo do tapete, todas as falcatruas que jamais vem atona. Avante CGADB pra todos. Deveríamos pedir a Deus outros Amueis com ou sem liminares em tentativas sucessivas com novos projetos. Sem a hipocrisia de SANTIDADE.

Anônimo disse...

Depois de 37 anos nesta bela instituição, estou abdicando de cargos e indo para uma outra denominação...
Vou continuar buscando a Deus, que pelo visto não é o foco desta convenção.
Deus tenha misericórdia do povo!!

Joao Ferreira Pinto disse...

Jesus não derramou seu sangue para isso, todo sacrifício do nosso Senhor não tem nada haver com isso, sou membro da instituição assembleia, que à muito tempo deixou de ser de Deus, vejo que o Leviatã tem dominado muito desse "grandes pastores", ta na hora de vocês tomarem vergonha, se arrependerem desse pecado de usurpação, que muito continua se achando dono da igreja de Cristo e fazendo as alma se perderem, ta na hora de verdadeiramente arrependerem, porque o dia que o senho preparou esta chegando dia de juízo, nosso General é Cristo, Cristo é a Cabeça da Igreja, chega de falsa liberdade, falsa santidade.

André Moraes disse...

A VERDADE É QUE A CGADB É PARA POUCOS

Tem muita sujeira debaixo desse tapete, pastores não saiam da convenção, ela é nossa, façam como o pastor Samuel, permaneçam, estar no mundo não significa viver como o mal, João cap. 17, vamos ser luz, lutar contra as trevas, nos somos a igreja, muito maior que CGADB, o problema aqui, é a mal administração e falta de competência, querem fazer um reinado, não dando oportunidades para os outros, mas colocar o filho, ai é Nepotismo, as redes de televisão no Brasil já está vigiando, a bomba vai explodir na mão deles.

Vai pra cima pastor Samuel, estamos contigo, pastores do Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, Amazonas, Pará, Amapá, Acre, Roraima, Rondônia, Tocantins, Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro.

#CGADBparaTodos

Sidnei Alves disse...

Irmãos, não seria mais ético ouvirmos o lado do presidente em vez de os amados irmãos ficarem falando mal? Temos que viver o que pregamos concordam??

Pr Adecio Izaias disse...

Ao que me parece é que a Síndrome "PODER PELO PODER", tão presente nas Assembleias e ações do PT, na forma Socialista (Comunista), tem influenciado de uma certa maneira as AGOs da CGADB. Estou profundamente decepcionado e frustrado com tudo isso que tem acontecido em nossa Convenção.

Otoniel M. de Oliveira disse...

Ser ético é o que esperamos do presidente a muito tempo, Sidnei Alves

IMC Ministries, USA disse...

Bravo! Muito bem! To contigo nessa sua colocação, amado. A paz. Abcs.

pr.adiel disse...

Vocês ainda acreditam nisso????

Anônimo disse...

CGADB para todos...

Anônimo disse...

Bom dia, para finalizar tudo isso é que a assembléia de Deus e nova e velha babilônia, basta de tanta mentira, e falsa santidade de usos e costumes e legalismo, sai desta igreja a muitos anos!

Wandemberg Abrantes disse...

Este é um momento triste para a denominação uma instituição criada para zelar pela unidade da Igreja (CGADB), hoje promove a divisão na Igreja centenária a politicagem tem enchido os corações dos lideres. agora penso o que sera da CGADB daqui a dez anos quantos ministérios não faram o mesmo que a Madureira.
Estamos debaixo de uma ditadura do medo de um falso conservadorismo que mais parece farisaísmo do outro lado o liberalismo teológico e doutrinários, ameaça do neo-pentecostalismo sendo aceito em nossa Igreja.

Nem José Wellington nem Samuel Câmara

precisamos que uma liderança firme que mantenha a Unidade, a Doutrina, a Palavra que seja guiado por Deus e não pelos seus próprios interesses.

eliezer barbosa disse...

Povo de Deus: Sejamos mais cautelosos no falar.Deus ainda está no controle.

Daniel Braz disse...

O nepotismo é prática comum nas associações evangelicas isso é uma vergonha

Isaac Casttro disse...

Sem defender a postura do atual presidente da CGADB, que já deveria ter saído a tempos, digo tambem que, nenhum membro da familia Camara e, ou indicados por eles deveriam participar de eleições ou concorrer a cargos na CGADB. O G12 causou estragos demais na Ieadam depois que eles o adotaram como confissão de fé. O que vemos nessa disputa Samuel /Wellington é que quem vai pagar a conta é a Igreja. Falei, tá falado!!!

Daladier Lima disse...

Eu só queria saber a opinião de Daniel Berg e Gunnar Vingren sobre isso...

Abração!

IzKaPeGi disse...

Até quando Senhor ! Socorra-nos ! Vem com o teu espirito e com a tua justiça e nos tira desse engano. Nós que amamos a tua casa e a tua obra e dizimamos nela. Não aguentamos mais e não queremos sair da tua presença e deixar esse legado, que teus servos de tão longe nos trouxeram. Ajuda-nos! E faça que a tua justiça prevaleça. Amém.