terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Ivan Bastos tem acesso negado à tesouraria da CGADB


Como anunciado na postagem anterior, ontem o pastor Ivan Bastos retomaria suas atividades como 1° Tesoureiro da CGADB, conforme decisão judicial de Primeira Instância. Com essa finalidade, veio ao Rio de Janeiro às próprias expensas, hospedou-se em casa de amigos e rumou para a sede da entidade pela manhã para cumprir o objetivo. Mas ainda não foi desta vez. O acesso à sala lhe foi negado pelo Secretário-Geral, pastor Márcio Rogério, até com o uso de segurança, sob a alegação de que cumpria ordens da Mesa Diretora, no caso do próprio presidente, pastor José Wellington Bezerra da Costa.

Na tentativa de fazer valer a decisão da Justiça, a força policial foi chamada para garantir a troca das chaves, mas para evitar tumulto, o pastor Ivan Bastos preferiu registrar o episódio na 27ª Delegacia de Polícia, usando como instrumento a "Medida Assecuratória de Direito Futuro", onde narrou a dinâmica do fato, tendo como testemunha o pastor David Teodoro Correia. 

Convém destacar, ainda, que o pastor Ivan Bastos tomou duas outras providências: gravou um vídeo, onde descreve, em resumo, como foi o seu dia ontem na CGADB e preparou um documento para protocolar, hoje, na Secretaria-Geral da entidade, mas outra vez o Secretário-Geral se negou a formalizar o recebimento, dizendo que o seu nome não consta como membro da organização. Trata-se de flagrante arbitrariedade, visto que há uma sentença de mérito que o reintegrou e até o momento a apelação da Mesa não foi recebida no efeito suspensivo, o que, provavelmente, não acontecerá, se o juiz seguir o mesmo raciocínio adotado no processo que reintegrou o pastor Samuel Câmara.





Cada vez mais percebo que a Mesa Diretora, aliás, o seu presidente, ultrapassa os limites do bom senso, pois como se costuma dizer: "Ordem judicial não se discute, cumpre-se". Mesmo que o pastor Ivan Bastos ficasse apenas um dia no cargo, em virtude de alguma nova decisão contrária, ainda assim não lhe poderia ser negado o acesso à tesouraria. Mas parece que os dirigentes da CGADB pouco se importam com as consequências. Querem esticar a corda até onde der para promover mais uma cisão nas Assembleias de Deus do Brasil. Aliás, o fato já ganhou as páginas da imprensa, com a nota "Caso de Polícia", publicada hoje na coluna Radar On-line, de Lauro Jardim, na revista Veja. Confira aqui. É uma pena que a administração do pastor José Wellington termine de forma tão vexatória.



34 comentários:

AD-Manancial da Vida disse...

Lamentável, ver pessoas que se dizem seguidoras de Cristo se degladiando pelo poder em um entidade, e o pior uma instituição que não trás benefícios nenhum ao próximo, e se não faz pelos que vê , imaginem pelo que não vê ( REINO DE DEUS.
pS. TENHO QUASE CERTEZA UE O MODERADOR NÃO VAI POSTAR ESSE COMENTÁRIO.

José Edis disse...

Meu Deus! Qual será o tamanho do "furo" que tem nesta tesouraria da CGADB? Será que temos um novo "Paul Yonggi Cho" do Brasil?

Reverendo Paulo Cesar Lima disse...

Isso além de ser grotesco é inominável. Uma liderança não pode deixar-se mover por um sentimento de vindita e perder todo senso de responsabilidade e decência. O mentor dessas rusgas não tem noção que esse seu comportamento onipotente só suscitará por parte da lei o recrudescimento total, levando a denominação a pagar quantias vultuosas. O referido tesoureiro, Pastor Ivan Bastos, ganhou no voto o seu cargo de primeiro tesoureiro. Ninguém tem o direito de impedir isso. Até porque nós somos crentes em Jesus Cristo e queremos entrar no mesmo Céu.

Pr Jean Pentecoste disse...

Porque estes Homens não vai pegar a chave dos valados e dos lugares onde o evangelho não consegue chegar, dar a vida pelas almas, vendo isto tudo resumo: estes grande homens estão lutando por uma causa errada e de forma equivocada....

Anônimo disse...

Pastor Geremias,

Por favor me explique o que vem a ser "Medida Assecuratória de Direito Futuro" ?


Grato,

Moisés

Pastor AdilsonLopes disse...

ISSO É UMA VERGONHA...

Eu também tive todos os meus documentos retido e negado pela COMADEMG Registro Nº 51437 ,CGADB Registro Nº 41733, o que será que tenho que fazer? só Deus na vida desses administradores...
Infelizmente não temos quem nos ouve...

Administrador disse...


Porventura andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?
Amós 3:3

Percebo que o Pr. Ivan ainda não assumiu o cargo porque o interesse maior do inferno é de denegrir imagens fazendo com que o Evangelho seja ridicularizado ao extremo.

Certa feita foi empossada a mim a responsabilidade de administração pastoral de um País, tudo começou dar errado! Minha viagem nunca acontecia, fiquei revoltado, enquanto me revoltava deixei de orar, deixei de Jejuar, fiquei muito desorientado. Pensei em fazer algo, buscar meus direitos perante a Lei.
Em uma noite Deus veio falar comigo:
Meu servo, não sebes tú que nem tudo o que se refere a minha obra EU estou no negocio?
Aquieta-te, levanta e vai pra oração.

Assim eu fiz! Deus me honrou e fiquei em Paz!

A Bíblia diz: Não queira ser mestre, pois terá duro Juízo.

Eu deixo uma mensagem para o Pastor Ivan, que eu creio que és um grande Homem de Deus: Não queira ser Tesoureiro desta grande Instituição que é a Igreja Assembléia de Deus.
**Estou orando pela sua vida e pela sua família.

Se Vossa Excelência entender o manto, Pr. Ivan, talvez um dia irá se lembrar disso com muita alegria!

Grande abraço de seu Irmão em Cristo
Pastor Anderson Barbosa

Ocidene Cortez disse...

Lamentável essa atitude da mesa diretora e seus respectivos integrantes. Como diz um simples ditado popular, "Quem não deve não teme".

Pr. Sergio Fernando disse...

Mais se a CGADB é tudo isso que o sr fala, por que o sr ta brigando pra entrar, vejo pessoas falarem mal mais querem estar la... não entendo se eu nao concordo com algo nem me envolveria com tal, agora sera por quer da mesma forma que a Liderança nao briga para o sr nao entrar o sr briga pra tomar posto, em que muda sua postura, brigar por uma coisa que o sr diz ser suspeito e ilicito....

David Moraes disse...

O que é isso? será mesmo que a direção da Assembleia de Deus no Brasil?
Que vergonha sinto em ter passado 24 anos vivendo uma farsa, sinto vergonha em saber que um dia fiz parte desse povo, de ter que reconhecer que escondem nessas salas o resultado de meus dízimos, que fazem uso da justiça humana para resolver assuntos que chamam de "assuntos do povo de Deus", Deus? onde ele fica nesse historia? Lamentável, Uma briga por poderes, por dinheiro, por status, que Jesus volte logo para livrar muitas almas de irem para o inferno junto com a direção da Assembleia de Deus no Brasil, duas palavras resumem meu sentimento, "NOJO E VERGONHA"

Anônimo disse...

Isto e vergonhoso estes homens se perpetuaram no poder não por amor a obra nas infelizmente e ao dinheiro,deviam ter vergonha,cade o direito de quem foi votado

Marcos Serafim disse...

Nobre, Pr. Geremias do Couto;

Graça e Paz!

Que situação extremamente desagradável, se não querem deixar o Pr. que foi eleito pelos pastores do Brasil ao cargo de tesoureiro , é que há alguma coisa fétido por debaixo dos panos.
Se não há motivos para se preocupar então porque será que não que não deixam o Pr. assumir o cargo.
Por esses dias o nobre presidente da CGADB chamou aqueles que não concordam com seu ponto de vista de "samaritanos", e agora com fica?
A situação é tão agravante que precisou-se ir a delegacia para resolver problemas internos da convenção, lamentável não acha?
Vamos ver onde isso vai dar!

No amor de Cristo

Marcos Serafim Silva

ErlonAndrade disse...

Só tenho uma afirmação.

CRUZ CREDO -

Adonias Schwartz disse...

A caixa preta poderá se tornar a caixa de pandora. Não é de hoje que as contas de muitas convenções e igrejas das Assembléias de Deus é um mistério. Os membros associados não tem acesso às finanças das instituições religiosas que eles mesmos mantém com doações. Alguns sacerdotes usam o poder financeiro das igrejas que presidem para custearem a si e aos seus familiares, mas há quem colabore com a imoralidade toda. VERGONHA! Falta transparência aos gestores. O que os poderosos tem a esconder, ou melhor, o que eles não querem que venha a público? "Não há nada escondido que não venha a ser descoberto, ou oculto que não venha a ser conhecido" (Lucas 12:2).

ErlonAndrade disse...

Isso é uma vergonha. O ponto a que chegamos. Ele próprio afirma que corre risco de morte.
É uma cachorrada, uma briga desenfreada por posições. E ainda perguntam a razão da Igreja estar desprestigiada, a qual nem os próprios membros dão crédito.
O governo precisa cobrar os impostos devidos e acabar com os parasitas de plantão.

RENDA ONLINE disse...

ACHO QUE ESTAMOS DE MAL A PIOR, A IGREJA ASSEMBLEIA DE DEUS É UMA IGREJA DE REFERENCIA, MAS ESTÁ SE ACABANDO ESTA REFERENCIA, TANTA PICUINHAS DENTRO DA INSTITUIÇÃO QUE ACABA AFASTANDO MEMBROS E PESSOAS QUE POSSIVELMENTE ACEITARIA A CRISTO NA ASSEMBLÉIA DE DEUS, É LAMENTÁVEL ISSO TUDO, É POR ESSAS E OUTRA QUE EU NÃO ME ESFORÇO PRA SER LIDER EM NADA NA IGREJA, PREFIRO FICAR NO BANCO CANTANDO E LOVUVANDO A DEUS DO MEU JEITO SEM ME PREOCUPAR COM CARGOS, OPORTUNIDADES JÁ TIVE MAS SAÍ FORA.

ROBSON SILVA disse...

Pro anônimo que perguntou:

"MEDIDAS ASSECURATÓRIAS - ARTS. 125 A 144 CPP

Para que o processo tenha condições de gerar essas conseqüências, o CPP previu as medidas assecuratórias: providências tomadas no curso do processo que objetivam assegurar o direito à indenização da vítima do crime, o pagamento de eventual pena pecuniária ou evitar que o acusado obtenha lucro com a atividade criminosa.

Nesse sentido, as medidas assecuratórias são as seguintes:

a) seqüestro (arts. 125-133) – medida assecuratória consistente em reter os bens móveis e imóveis do acusado quando adquiridos com o proveito da infração penal;

b) hipoteca legal (arts. 134-137) - medida assecuratória que torna indisponíveis os bens imóveis do acusado adquiridos legalmente;

c) arresto (art. 137) - medida assecuratória que torna indisponíveis os bens móveis do acusado adquiridos legalmente.

Ajudei, Pr. Geremias?

Anônimo disse...

Só gostaria de saber pq o presidente da CGADB não toma a iniciativa de um dialogo de Paz na denominação. Isso deveria ser encabeçado por ele. Alguns falam que seria melhor os pastores Ivan Bastos e Samuel Câmara deixarem prá lá e fundarem uma nova convenção.
Mas eles não querem a cisão.
E eu concordo com eles!

Pq tem gente que se curva a intolerância de José Welligton? Não só a intolerância mas tbm as irregularidades na CGADB? Pq ficam caladas?

Parabéns Pastor Geremias! Temos que protestar, temos que denunciar mesmo!


Pr. Ananias

Pr Alessandro Garcia disse...

Sabe de uma coisa, toda essa história está dando NOJO!!

José Edis disse...

Querido Pr. Ananias, a sua pergunta final "Pq tem gente que se curva a intolerância de José Welligton? Não só a intolerância mas tbm as irregularidades na CGADB? Pq ficam caladas?" é pertinente e quem pertence a Assembléia de Deus e é sério em sua vida particular e no servir a Deus, faz a mesma pergunta. Porque homens de Deus, sérios e honestos, que estão a frente de grandes setores e até de grandes regionais, ficam calados? No meu entendimento, uns afirmam que é por respeito, e querem demostrar gratidão pela oportunidade que lhes foi concedida pelo Pastor Presidente, José Wellington, deixam nas mãos de Deus, pois um dia tudo virá a tona, outros, não concordam, mas, por conveniência, ou medo de perder a segurança e o conforto que a titularidade oferece, prefere não se manifestar contra, mesmo não concordando. O texto bíblico que vou citar, não o estou usando para acusar ninguém dos sérios delitos retratados neste texto, mesmo porque, todos são inocentes até que provem o contrário, enquanto não tiver o veredito da última instancia, toda a causa transitado e julgado, não se pode acusar ninguém, porém dos olhos divinos ninguém escapa, mesmo que o veredito terreno seja "inocente", não se iluda. o texto abaixo retrata bem o veredito divino para os que sabendo do erros e dos desmandos se calam por conveniência. Sal.50:16-21 "Mas ao ímpio diz Deus: De que te serve repetires os meus preceitos e teres os lábios a minha aliança, uma vez que aborreces a disciplina, e rejeitas as minhas palavras? Se vês um ladrão, tu te comprazes nele, e aos adúlteros te associas. Soltas a tua boca para o mal, e a tua língua trama enganos. Sentas-te para falar contra teu irmão, e difamas o filho da tua mãe. Tens feito estas cousas, e eu me calei; pensavas que eu era teu igual, mas eu te arguirei e porei tudo à tua vista." Isto tudo o que esta acontecendo, só vem sujar o nome desta denominação que foi iniciada pela direção total do Espírito Santos, usando os seus servos Daniel Berg e Gunnar Vingren. Isto não pode abalar ninguém que realmente está olhando firmemente para Jesus o autor e consumador da nossa fé. (heb.12:2)

JOÃO MOISES JUNIOR disse...

Não sou membro da denominação Assembleia de Deus, mas vejo que não é somente na minha igreja onde frequento, existe esse tipo de arbitrariedade por parte do presidente. No meu caso em particular, fui acusado pelo pastor que é presidente da IPRB, cujo entrou na justiça contra mim por queixa crime de calúnia e difamação, simplesmente pelo fato de buscar devidos esclarecimentos de suposto documento da justiça que alegam ter que o exime na condenação em 1ª e 2ª instância do Estado do Paraná e em recurso junto ao STJ pela apropriação indevida de recursos públicos quando era secretário da administração na prefeitura de Maringá-PR e na época também já era presidente da igreja. Vimos cada dia mais nossos líderes que deveriam nos dar o "bom" exemplo frustra a igreja com atitudes como essa. Tratar isso na esfera administrativa é empurrar a sujeira para debaixo do tapete, como vem sendo feito há muito tempo. Assim como a sociedade brasileira não suporta mais ser esmagada pela política podre de no Brasil, chegou a hora também da igreja clamar por transparência e atitude ética cristã dentro das diretorias denominacionais.
Sou a favor da FICHA LIMPA para também líderes religiosos.

Gerado Fonseca disse...

Ousa algum de vós, tendo algum negócio contra outro, ir a juízo perante os injustos, e não perante os santos?
Não sabeis vós que os santos hão de julgar o mundo? Ora, se o mundo deve ser julgado por vós, sois porventura indignos de julgar as coisas mínimas?
Não sabeis vós que havemos de julgar os anjos? Quanto mais as coisas pertencentes a esta vida?
Então, se tiverdes negócios em juízo, pertencentes a esta vida, pondes para julga-los os que são de menos estima na igreja?
Para vos envergonhar o digo. Não há, pois, entre vós sábios, nem mesmo um, que possa julgar entre seus irmãos?
Mas o irmão vai a juízo com o irmão, e isto perante infiéis.
Na verdade é já realmente uma falta entre vós, terdes demandas uns contra os outros. Por que não sofreis antes a injustiça? Por que não sofreis antes o dano?
Mas vós mesmos fazeis a injustiça e fazeis o dano, e isto aos irmãos.
Não sabeis que os injustos não hão de herdar o reino de Deus?

1 Coríntios 6:1-9

Newton Carpintero, pr. e servo. disse...

Caro pr. Geremias do Couto,

Paz amado!

Diante de tantos comentários, e de outros mais que virão por metástase, concordo que a instituição, hoje em dia, enfrenta a desnudo denúncias pelo aparato e eficácia da internet, a existência de muitos covardes, que se calam por puro interesse à mescla de poderes na maioria negociados, e bem diante de um governo ditatorial e quase que vitalício.

Esta forma de permanência no poder, demonstra claramente que, o interesse é total na administração de um orgão eclesiástico em um país de tamanho continental.

Triste saber que a capacidade espiritual dos participantes na demanda, foram firmadas através de algumas ocorrências na Polícia, em contraste às referências bíblicas que as condenam.

Triste e vergonhoso.

O Senhor seja contigo, nobre pastor,

O menor dos teus irmãos, com um cavanhaque, que foi condenado pelo presidente, no momento em que alguns "CABRAS", no púlpito, sorriam, como sempre, para agradá-lo, ou pela falta de senso de ridículo ao chamar quem os utiliza de BODE.

Dc. Laurivan de Sousa/RN disse...

Essa turma que querem se perpetuar no poder estão se desviando da fé que está em Cristo, ainda vão trazer maiores prejuízos ao trabalho realizado no Brasil. Se lutou tanto para se chegar aonde chegamos para agora esses avarentos desfaçados de pastores promovem problemas para que nós crentes tenhamos que recorrer à justiça comum.

Fui colocado na justiça pelo pastor presidente da minha igreja, por eu ter revelado erros no processo eleitoral da minha igreja. A gente vem do mundo para servir a verdade e depois deparamos com alguns mentirosos que lideram parte do rebanho de Deus. Vamos lutar igreja evangélica no Brasil em defesa da verdade e da fé sempre. A Assembleia de Deus é de Deus!

Anônimo disse...

Tá cheirando mal mesmo! Sei que o pr. Ivan se sente meio que numa missão - fazer uma limpeza na Tesouraria da CGADB, um depto. obscuro e cheio de irregularidades. Mas eu me pergunto: será que vale mesmo a pena? Se expor tanto, expor o evangelho, expor a família dele, passar por tanta humilhação, colocar em jogo sua própria dignidade... Não traria menos sofrimento ele afastar-se disso tudo e juntar-se aos que primam pela transparência e seriedade na casa de Deus? Oro para que Deus lhe dê sabedoria nesse momento, pr. Ivan.

Tadeu de Araújo disse...

Pastor Geremias e demais irmãos,
graça e paz!

Ora, se as Escrituras nos dizem que devemos sujeitar-nos às autoridades (Romanos 13.1-6),como é que, aqueles que devem servir de exemplos e, infelizmente, comportam-se de maneira diferente?
Qual é a moral que têm os que assim procedem, quando querem exortar o povo de Deus a ser sal da terra e luz do mundo (Mateus 5.13-16), se os mesmos a muito tempo se encontram insípidos e as luzes já estão apagadas?!
Assim dizemos, tendo em vista os absurdos que são publicados contra a Instituição que, mais parece uma empresa particular.
Por essa razão, não devemos copiar esses péssimos comportamentos.
Do nosso ponto de vista, conforme já falamos em outras oportunidades, nesse conceituado blog, o melhor caminho para vir reinar a paz na CGADB, seria a extinção da mesma.
Do contrário, o comportamento de hostilidade irá dividir ainda mais a fragmentada Assembleia de Deus que, com todo o respeito, hoje em dia parece mais um queijo suíço.
Que Deus, em caráter de urgência, reconduza os odiosos ao primeiro amor.

Em Cristo,

Tadeu de Araújo

ADAIAS MARCOS disse...

Lamentável clamemos, convido os nobres amigos a ler o texto do blog:

http://adaiasmarcos.blogspot.com.br/2014/02/somos-fruto-da-igreja-de-antigamente.html

Anônimo disse...



Olha que eu li no site da CGADB:


NOTA DE ESCLARECIMENTO SOBRE OS FATOS QUE ENVOLVERAM A TESOURARIA DA CGADB
NESTA SEMANA - CONFIRA EM ANEXO

AVISO IMPORTANTE

POR DETERMINAÇÃO DO SR. PRESIDENTE, FICA SUSPENSO O EXPEDIENTE ADMINISTRATIVO NA SEDE DA CGADB, LOCALIZADA NA AV. VICENTE DE CARVALHO, 1083 – VILA DA PENHA – RIO DE JANEIRO – RJ, DURANTE O PERÍODO DE 03 A 07 DE MARÇO DE 2014, OBJETIVANDO A LIMPEZA E TRATAMENTO IMPERMEABILIZANTE DAS CAIXAS D’ÁGUA E CISTERNA.


Meu comentário:

Assim, quem quiser encontrar transparência na CGADB é só se dirigir à caixa d’água.
http://cgadb.org.br/home5a/HTML/3/

Anônimo disse...

Frequentei por bons tempos a denominação chamada AD, mas hoje é intragável ver a situação que se encontra. Por isto eu digo: A igreja é de Cristo, mas a denominação é do homem. Deus honrou os missionários que pagaram o preço pra levar o evangelho à esta nação, mas Deus não se deixa escarnecer e ele está mostrando à todos o que diz na bíblia: Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?
Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus.

1 Coríntios 6:19-20

FOTOS ESPECIAIS disse...

Uma pessoa que não respeita uma ordem judicial nunca será exemplo ministerial, e se existe na CGADB alguma coisa de cabeça para baixo como diz ele no vídeo, esta pessoa deve ser o próprio, o que noto é que existe um certo despreparo por parte do nobre colega, outra coisa, fazemos parte de uma instituição seria e a CGADB nunca publicou qualquer tipo de nota fazendo ameaças, quanto a isto caro irmão fique tranquilo, Deus vai lhe dar muitos anos de vida para o irmão contemplar a seriedade que fazem os trabalhos dentro desta digna instituição.

Anônimo disse...

Querido Pr Geremias, a paz do Senhor!
Ciente do seu desejo de sempre bem informar a nós os frequentadores do seu blog, não seria interessante ser postado aqui a cópia de comunicado da CGADB acerca do narrado aqui neste espaço acerca da luta do Pr Ivan Bastos. Sempre é bom termos inforamaçoes dos dois lados afim de termos o nosso próprio juízo.
Em Cristo
Paulo Renato

rogerio disse...

Frequentei por bons tempos a denominação chamada AD, mas hoje é intragável ver a situação que se encontra. Por isto eu digo: A igreja é de Cristo, mas a denominação é do homem. Deus honrou os missionários que pagaram o preço pra levar o evangelho à esta nação, mas Deus não se deixa escarnecer e ele está mostrando à todos o que diz na bíblia: Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?
Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus.

1 Coríntios 6:19-20

.. disse...

Toda essa baderna na CGADB começou quando o pr. josé Welligton se reelegeu a 1ª vez... De la para cá , a coisa somente cresceu e tomou a força que hoje tem.
Não sou estudante de história nem jornalista, mas qualquer pessoa que analise cuidadosamente vai ver que a culpa de tudo isso na CGADB, chama-se JOSÉ WELLIGTON!


Bruno Silveira

Pr. Marcos Teodoro da Silva disse...

Sou um pastor de 40 anos e confesso que cada dia que passa estou decepcionado, com o rumo que nossa denominação esta tomando, com esta direção viciada a 26 anos com uma droga muito perigosa chamada "poder" que a qualquer custo não quer se livrar deste vicio, o perigo de pessoas e viciada nesta droga chamada "poder" que ela da algumas sensações de euforias, como a de um "super líder inatingível, que perde a noção das coisas". Poderia falar mais coisa de quem faz uso desta droga chamada "poder", mas ficara para próxima.
Só tenho que lamentar por este senhor que sofre deste vicio , a 26 anos e não procura tratamento, de livre e espontânea vontade, porque o dia que ele for para a clinica chamada "juizo final" o medico terapeuta chamado Deus ,vai passa a seguinte receita "apartai de mim, vós que praticai a iniquidade" Mt 7.21-23. Dai já será tarde, não adiantará dizer a presidi por tanto tempo , preguei , chamei pastores de palhaços, irmão de igreja coirmã de samaritanos e as atrocidade por ai vai.