quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Justiça reintegra Ivan Bastos e suspende AGE


Conforme acaba de ser anunciado no perfil do pastor Samuel Câmara, no Facebook (veja aqui), em decisão prolatada ontem, dia 13 de agosto, o juiz José Renier da Silva Guimarães, da 5ª Vara Cível da Comarca de Manaus, AM, concedeu tutela antecipada aos autores da ação em que suspende a AGE da CGADB marcada para o dia 02 de setembro em São Paulo, SP, e reintegra o pastor Ivan Bastos ao exercício das funções de 1° tesoureiro da entidade.

A decisão suspende os efeitos do 
Processo Ético Disciplinar nº 036/12 e seus apensos, nº 024/12, 026/12, 037/12 e 043/12, o que implica em manter no quadro de associados não só o pastor Ivan Bastos, mas também os pastores Jônatas Câmara e Sóstenes Apolos (in memoriam) até deliberação ulterior do juízo, estendendo-lhes os benefícios que já haviam sido concedidos ao pastor Samuel Câmara.

O juiz considerou que a prova trazida aos autos evidencia "
a ofensa clara ao direito de ampla defesa dos requerentes, submetidos a processos disciplinares castradores de sua independência como membros eminentes da entidade religiosa". Para ele, isso é suficiente para que amalgame o seu convencimento, bastante para demonstrar a existência do fumus boni juris. Para cada dia de atraso não justificado, a multa é de R$ 20.000,00.

Agora resta saber se a Mesa Diretora da CGADB devolverá os R$ 50,00 que cada convencional pagou no ato de inscrição. Está demorando, mas parece que o jabuti vai ter de descer da árvore.

14 comentários:

Josué Pereira Rosa disse...

São todos homens de Deus, precisava de tudo isso?

Robson Aguiar disse...

Nunca pensei que iria me alegrar com uma notícia como essa. Com relação a todos serem homens de Deus, conforme mencionou o irmão Josué Pereira, tenho lá minhas dúvidas, se são todos homens de Deus, ou se alguns são pastores por profissão. O fato, é que justiça está sendo feita. E dessa vez, os pseudos mocinhos não estão do lado da justiça.

Robson Aguiar

Moyses Teodoro Correia disse...

Eu já sabia, Deus é fiel, agora ele vai exercer a função da qual ele ganhou no voto que o Papa da Ass. de Deus do Brasil o sr. JWBC, queria tirá-lo, para colocar outro, para poder exercer influencia no tesouro da CGADB, para continuar controlando o desmando de qualquer forma.

Wagner Calixto Flores disse...

Seria cômico se não fosse vergonhoso!

pastor Jadiel santana disse...

É tempo de deixar todo embaraço e o pecado que tao de perto nos rodeia e olhar para Jesus o autor e consumador de nossa fé.

Gesiel Oliveira disse...

Eu já havia publicado em um artigo do meu blog que isso iria acontecer. Leiam os detalhes em "Grande probabilidade da justiça determinar a reintegração do Pr Ivan Bastos a qualquer momento" acesse aqui http://drgesiel.blogspot.com.br/2013/07/ordem-judicial-determinando.html

Esequias Silva disse...

Infelizmente... Deus vai pedir conta... Atitudes que visam prejudicar a CGADB ... a obra de Deus no Brasil...Não vai ficar barato... Tudo aquilo que o homem plantar, isso colherá.

Pr. Esequias Silva

Pr João Begot disse...

O castelo do JWBC esta caindo, com as coisas de Deus não se brinca ele já esta passando não só do tempo mais dos limites também, deveria tomar a decisão de deixar imediatamente a presidência da CGADB

Pr. Ronaldo Lucena disse...

Me admira o comentário "ameaçador" do prezado Pr. Esequias Silva (pasmem, tem um blog chamado "visão democrática") jogando indireta à vitória judicial do Pr. Ivan Bastos.

Pastor Geremias Couto disse...

O nosso querido "belemita fanático", pr. Esequias Silva, só se esqueceu de uma coisa: Deus pedirá conta de tudo e de todos, inclusive dos que cometem arbitrariedades na condução dos destinos de uma entidade que deveria ser conduzida no temor do Senhor.

disse...

As coisas estão mudando, beleza!

Vagner Tavares disse...

O que mais me espanta é que existem aqueles que defendem as ações ditatoriais da atual presidência da CGADB. Como alguém, em sã consciência, não percebe as arbitrariedades da mesa diretora? Graças a Deus que, quando os líderes perdem a visão para cederem as ambições e manobras humanas, com intuito de satisfazerem os caprichos de homens movidos unicamente por interesses pessoais, a justiça dos homens se apresenta para fazer justiça. É decepcionante os pastores terem que recorrer ao Judiciário para se defenderem da arrogância de certos líderes da nossa querida Assembleia de Deus, porque tais "líderes" se esqueceram o que é ser homem de Deus. Em meio a toda confusão, feliz por essa conquista do Pr. Samuel Câmara e dos demais pastores.

Gesiel Oliveira disse...

Ainda a respeito do malogrado e sem lastro comentário do "belemita xiita", é certo frisar que: 1)"Deus pedirá conta de tudo e de todos", eu creio, especialmente dos que reiteradamente cometem ilicitudes, especialmente daqueles que a justiça tem de corrigir frequentemente, visto a grande quantidade de erros intencionais e sucessivos. 2) "Deus vai pedir conta das atitudes que visam prejudicar a CGADB", lembrando que se as "atitudes" são arbitrárias, certamente o meu Deus não vai pedir conta de "sujeira oculta". A minha Bíblia diz em Lc 12.2 que "Não há nada escondido que não venha a ser descoberto, ou oculto que não venha a ser conhecido. O que disserem nas trevas será ouvido à luz do dia, e o que sussurraram aos ouvidos dentro de casa, será proclamado dos telhados". O nosso Deus não compactua com o "dolo", com a estratagema habilmente direcionada e com conluios arbitrários. E por último: 3)"Não vai ficar barato... Tudo aquilo que o homem plantar, isso colherá.", essa é a palavra da verdade que eu acredito. Creio que todo o mal direcionado contra o inimigo é como bumerangue atirado: vai com uma velocidade e volta-se contra, com o dobro. Eu creio mesmo, que quem semeia arbitrariedade colhe consequências desastrosas, porque devemos lembrar que condutas comissivas e dolosas humanas desnorteadas, devem ser corrigidas pela lei dos homens, porque o que for de Deus ele vai cobrar, e eu sei que "Não vai ficar barato". Realmente vai custar muito caro a quem assim insistir em proceder.

Anônimo disse...

Bem hoje é dia 26/08 e faltam poucos dias para datada marcada da AGE!


No meu entender não vai haver tempo para a atual situação se reverter! Estou falando da decisão da justiça favorável a não realização da AGE.


Agora só resta saber se o pr. José Welligton irá obedecer a justiça ou vai descomprir a decisão judicial e vai realizar a AGE assim memso?


E caso ele faça isso, o que pode acontecer?


Evangelista Wagner Moraes