segunda-feira, 25 de março de 2013

Justiça reverte decisão que favorecia a CGADB

Crédito: Tiago Bertulino
Fugindo à regra jornalística, à qual impõe dar já no próprio lead a notícia para só depois discorrer sobre ela, prefiro iniciar com a citação de 1 Coríntios 6.5, já mencionada em outras postagens: "Não há, pois, entre vós sábios, nem mesmo um, que possa julgar entre seus irmãos?" Considero este verso a chave hermenêutica para se entender toda a passagem em que o apóstolo Paulo adverte aquela igreja em razão de muitas causas internas serem julgadas pelos tribunais seculares. Por que isso ocorria? A pergunta paulina pressupõe algumas possibilidades: 1) os líderes não se interessavam por essas questões; 2) eles se achavam incapazes de arbitrar entre os litigantes, ou 3) tinham interesses particulares que os impediam de julgar com imparcialidade. No vácuo dessa ausência, só restava aos crentes abrigar-se à sombra de juízes não cristãos para dirimir os seus conflitos.

É assim que vejo o imbróglio envolvendo as inscrições para a AGO da CGADB em Brasília, que até hoje não se resolveu pelos caminhos do diálogo entre as partes envolvidas porque em nenhum momento os responsáveis pela condução do processo quiseram fazer algo simples, solicitado desde o início pela chapa concorrente, bem como por este blog, através das vias do companheirismo, que foi abrir a conciliação bancária  e cotejá-la com as três listas oficiais publicadas, todas com números diferentes, que não batem sequer com a extraoficial entregue ao pastor Samuel Câmara às 19:20hs do dia 28 de dezembro de 2012, com um detalhe já mencionado aqui outras vezes: algumas convenções formalmente apoiantes da chapa "Amigos do Presidente" tiveram os seus números aumentados de uma para a outra. O que fazer? Para ficar com Paulo, que não deixou de ser irônico quando se pronunciou da forma acima, por falta de "sábios, nem mesmo um" entre os responsáveis pelo processo, o recurso foi recorrer à Justiça, que existe para arbitrar e trazer os fatos para o leito da normalidade, quando provocada.

Dito isto, embora o Segundo Grau em Belém, PA, tenha agravado a liminar impetrada pela CIMADB, pedindo a conciliação bancária, e suspendido os seus efeitos, o ato aí ficou restrito, sem julgamento de mérito. Enquanto isso, no Primeiro Grau, a juíza Elena Farag, a mesma que concedeu a liminar, julgou hoje o mérito da ação, no processo de número 0012411-30.2013.814.0301, depois de ouvidas as partes, e determinou o cumprimento da sentença, que determina a exibição pela CGADB dos documentos solicitados, no prazo de 48 horas, a partir da publicação da decisão, "tendo em vista a iminente realização do pleito já definido para os dias 08 a 12 de abril de 2013". Em suas alegações, a juíza afirmou que "as provas constantes dos autos são suficientes para a formação do convencimento do juízo de convicção".

Não custa repetir que a Justiça do Amazonas também concedeu liminar na mesma direção ao pastor Samuel Câmara, na qual ainda estabelece que o Conselho Administrativo da CPAD só seja eleito após a eleição da Mesa Diretora da CGADB, corrigindo o hábito de elegê-lo antes, que se tornou comum nas últimas assembleias, como instrumento de articulação para aglutinar votos em favor da chapa representada pelos que detêm o comando da administração. Mantida a liminar, a chapa "Amigos do Presidente" não poderá contar com esse recurso, como também a chapa "CGADB Para Todos".

Por fim, embora o jabuti teime em permanecer na árvore, fico a me perguntar até com certa frustração: Por que a CGADB insiste em gastar elevadas somas de dinheiro dos associados para custear passagens de advogados, com a finalidade de derrubar tais liminares que só querem a transparência do processo? Há alguma coisa que não pode ser tornada pública? Há algo que não pode sair do restrito grupo que controla a situação? Ou o presidente prefere dar ouvidos a assessores que querem pôr, ainda, mais lenha na fogueira? Ou o interesse é mesmo esgarçar a corda até ela se arrebentar para elevar o nível de tensão? O que há, pergunto mais uma vez?

Se em janeiro nossas sugestões fossem ouvidas, tudo já teria sido resolvido. Mas parece que não há "sábios, nem mesmo um" pelas bandas da Avenida Vicente de Carvalho 1083.

18 comentários:

levy disse...

eu voto pra mudar e pra melhor...

levy disse...

Meu voto é pra mudar.... lamento a situação ter chegado onde chegou, mas a minha oração é pra que as coisas se ajustem e no final o Reino de Deus ganhe.

Nill disse...

O que me deixa mais pasmo nessa situação, é ver renomados pastores Brasil a fora defendendo todas essas arbitrariedades e irregularidades promovidas pela atual administração. É assim que querem combater Samuel Câmara? Com irregularidades e falta de trasnparência? Como fica fica a reputação de um nobre Pastor Blogueiro e Escritor da CPAD que apoia a atual administração, critica os opositores e ainda censura em seu blog os comentários contrários aos seus?

A cada dia, torço para que Samuel Câmara caia em si e saia definitivamente da CGADB. Silas Malafaia foi mais inteligente nesse ponto.

Anônimo disse...

Fico imaginando como estará o clima em Brasília... Que Deus tenha misericórdia daqueles que vão participar desta convenção. Qualquer que seja o resultado das eleição, isso vai gerar ainda muito descontentamento, divisão e brigas. Fica a pergunta no ar: "Será que Deus está no meio deste negócio?".

Ezequiel

Ricardo Almeida disse...

É meu querido Pr. Geremias. Como diz o ditado, onde há fumaça há fogo. Se existe uma briga na justiça por conta de se publicar uma lista que todos já deviam ter acesso, infelizmente nos leva a pensar que existe fraude eleitoral. Até porque em listas publicadas anteriormente, até eu que estava inscrito e tinha pago no prazo certo nao apareci nas 2 primeiras... apos 2 recursos fui aparecer. E uma Pastor Amigo meu Pr. Carlos Cardoso da convenção da Bahia que apoia o Pr. jose Welligton me contou que nunca havia feito nenhum tipo de inscrição. nem pagava sua anuidades e acabou recebendo a noticia que estava inscrito para a AGO. Outra pergunta que devemos fazer é... será que a CGADB vai liberar a informação das pessoas que estavam com a anuidade em dias? ela tem comprovação de entrada deste recurso. pois no sistema de computador é facil dar baixa, porem precisa-se conciliar com entradas bancarias para comprovar que realmente foi pago. Queridos pastores da CGADB, como diz uma celebre frase... "O Rei está Nú"

Heber Vieira disse...

Esse tipo de atitude é corriqueiro na CGADB e atual administração. Sou evangelista em ipatinga - MG. Na eleição de São Paulo eu nao era nada, nem filiado a cgadb eu era. O Pr. Felipe e Pr. Joab distribuiram Credenciais para varias pessoas e eu incluso. Conhecó pelo menos outras 15 pessoas de MG que nao eram nem pastores e receberam credenciais para poder votar no Pr. Jose Wellington. Eu votei, e ainda tenho esta credencial até hoje para comprovar. Depois disto Deus tratou comigo e me sinto envergonhado da fraude que participei. Como está na Biblia... que Davi foi ungido rei mas demorou para asummir. é o mesmo que acontece na CGADB hoje. Pr. Samuel já foi ungido por Deus lider nacional e presidente "espiritual" da CGADB agora só falta assumir. Lembrem-se que Saul (pr. Jw) vai tentar derrubar. É Biblico.

Hocio Lima disse...

IHHHHHH isso está cheirando a FRAUDE. Deus nos proteja de um grande escandalo na CGADB. Imagina a devassa que o ministério Publico vai fazer ai dentro. Antes eu era muito fechado e contra qualquer tipo de influencia de justiça mundana. Até conhecer parte do processo da CGADB e digo aos irmão com toda a certeza. Só a justiça e ministério publico para concertar, pois eles tem fooooome de poder. É hora de parar!

tiago grota disse...

Faço das palavras do nosso pastor que comentou mais cedo as minha proprias palavras. Com todo o respeito mas... "O REI ESTÁ NÚ".

MARCOS MARTINS disse...

Há uma máxima no ambiente jurídico que diz o seguinte: “ DECISÃO DA JUSTIÇA, NÃO SE DISCUTE. CUMPRE-SE .” Outro detalhe muito bem lembrado é o fato da Mesa Diretora da CGADB, gastar a nossa contribuição (anuidade) enviando advogado(s) para defender(em) o indefensável nos tribunais do Norte do Brasil onde as ações foram propostas, sabendo eles (mesa diretora) já de ante-mão que a batalha é perdida.
Agora, seria tão simples e de bom alvitre reunir as partes interessadas colocar sobre a mesa os documentos – depósitos, inscrições, conciliações etc... e acabar com isso de uma vez por todas, porque está criando um ambiente hostil e de incertezas onde tudo pode acontecer até Brasilia ou até no ambiente da própria convenção, isso se tiver o evento.
Prestem atenção no que vou diz: Se o bloco da situação “Amigos do Presidente” pressentirem que podem perder, como tudo indica, haja vista o site deles ter promovido uma pesquisa onde o candidato JWBC está perdendo fragorosamente, eles vão melar o jogo (desculpem-me pelo termo acadêmico) e não vão permitir que tenha eleição muito menos convenção. Ai,será a desgraça total.

Dimas Rochster disse...

Agora complicou. Como o Pr. JW pode vir aqui no Sul e falar mal do Pr. Samuel, comparando ele com o demonio, e fazer uma coisa dessas. É queridos, pra quem esteve no Centenário da AD em Belem do Pará e depois no Centenário da AD do Belenzinho em SP, pode comprovar que uma chama está acessa e outra já esta muito fraquinha quase se apagando. A AD precisa de alguem comprometido com a igreja e não com seus proprios acordos e maquinações. Depois desta noticia vinda de um pastor tão serio como o Pr. Geremias eu estou trocando o meu voto e vou conversar com pelo menos 30 pastores amigos meus para votar Samuel. Se isto está assim nao é só culpa deles mas nossa que vota neles.

MARCOS MARTINS disse...

Temos que ter cuidado coma questão de pagamento de anuidade. Legalmente, minha convenção estadual tinha até o dia 28 de setembro, salvo engano, para inscrever os novos ministros. Passado essa etapa fui a sede da CGADB,pois sou do Rio de Janeiro paguei a anuidade e a credencial lá mesmo, não me lembro de ter feito o pagamento no banco. Fui inscrito até a data limite 28/09 e estou apto para votar e tem um detalhe a minha convenção esta fechada coma CGADB PARA TODOS e Eu também.

Anônimo disse...

Pr. Geremias, o mais desagradável é ver o atual presidente usar o capital da instituição asssembleiana para dificultar o livre curso da transparência e lisura. Ainda tem a coragem de postar: “Mais uma Vitória da CGADB”. Parece que chegamos ao cúmulo da "pessoa" se confundir com a instituição. Sinto vergonha de ser presidido por "alguém" assim.
Pr. Ozean Gomes

Erlon Andrade disse...

É como dizem: "Se não querem sair é porque existe algo mais que traz benefícios."
Essa briga virou novela e é triste. Agora já pensou na época que não tinha internet. Quantas coisas ficariam encobertas?
Seu blog é mais um instrumento de informação com relação a esses assuntos ocultos, que, em muitos momentos, os pequenos ( fiéis ) não tem acesso.

Nill disse...

Pr. Geremias, seria interessante o senhor entrar em contato com o Heber Vieira que comentou mais acima que já votou em JW mesmo não sendo pastor e tem até a credencial que lhe foi dada para tal. É uma prova real das fraudes da atual administração.

Pr. Homero Freitas disse...

Queridos Pastores da CGADB. Estamos diante de um acontecimento impar na história da nossa igreja. Pode parecer insignificante mas este pequeno ato de não liberar a lista com conciliação bancária não apenas tira muitos votos e faz o atual presidente perder credibilidade que já era questionável, mas denuncia que algo MUITO errado está prestes a vir a tona. Será que isto vai instaurar uma CPI da CGADB? Mesmo sendo Pastor convencionado minha posição é a clareza e a verdade. Sei que muitos amigos pastores meus vao ter o posicionamento que a justiça dos homens está arbitrando em nosso meio... mas meu queridos pastores, diante e atos como esses vistos para CGADB não nos resta outra opção. O que me deixa mais preocupado é que os atuais numeros das ultimas listas já denunciam de modo latente o crescimento desproporcional de inscritos nas convenções que apoiam o atual presidente e o descrescimo de numero que existe na covenção que apoia o Pr. Samuel Câmara. Os numeros crus que hoje temos já denuncia que algo está errado. Oremos para qu a verdade venha a tona. E amigos. Pela lei, se houver seque 1 ou 2 pessoas que estejam escritas de modo irregular... já é o bastante para a impugnação da candidatura do Atual presidente que sabemos ser quem coordena toda a maquina da CGADB, secretaria e tesouraria....

Pr. Sergio Costa disse...

Querido Pr Geremias do Couto,
O pastor como um homem versado e inteligente, sabedor dos conhecimentos do direito sabe nos responder se há possibilidade de impugnação à candidatura do Pr. JW em caso de haver disparidades grandes na lista que sairá com conciliação bancária? Pode ser caracterizado Fraude se a lista estiver diferente e quem seria o responsavel por isso?

Ideilson-Brasilia disse...

Apesar de não ser pastor, fico imaginando se nossos pastores que representam cada Igreja local, vai deixar passar a grande oportunidade de mudar essa administração desgastante e desatual por uma GRANDE e nova postura de um Apostolo comprometido com o crescimento do reino de Deus. Pastores do meu Brasil essa é a hora e momento de mudar. Confesso se fosse pastor eu faria melhor do que já estou fazendo, compartilhando e comentando sempre em favor do Pr. Samuel Camara, que tive a oportunidade de trabalhar em Belém, na época como dirigente e também tive uma única oportunidade de levá-lo até o seu apartamento após o culto, também em Belém.
vote 3. vou estar lá, ao menos pedindo voto se puder.
Abçs.

Pr. Naldo Cunha disse...

Deus tenha misericórdia desses dois,vivem se degladiano por causa da cgadb nao, pela galinha dos ovos de ouro chamada de CPAD. isso sim, porque eles nao lutam para vir ser pastor aqui no sertao do Ceará? abraços.