quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Mais de três mil recursos darão entrada na CGADB

Como fiz constar nas últimas postagens sobre o assunto, não era preciso possuir dotes premonitórios para antever que haveria, literalmente, uma enxurrada de recursos à CGADB por causa do imbróglio gerado pelas inscrições para a AGO de abril. Segundo informações recebidas de diversas fontes, já passa de três mil o número de requerimentos de pastores que teriam pagado os respectivos boletos bancários dentro do prazo legal, mas não viram os seus nomes incluídos na lista oficial divulgada pela CGADB. Conforme este blog conseguiu apurar, os processos estão sendo finalizados para dar entrada na Secretaria-Geral nas próximas horas.

Há casos emblemáticos entre os não inscritos. Não constam, por exemplo, os nomes dos pastores Pedro Aldi Damasceno, presidente da CEADEMA, Nilton dos Santos, vice-presidente da CIADESCP e Manoel Monteiro Trindade, ex-presidente da CEADEB, que fazem parte respectivamente da chapa do pastor Samuel Câmara como candidatos a 4ª Vice-Presidência, 1ª Secretaria e 4ª Secretaria. Até o pastor Mark Lemos, diretor do IBAD, viu o seu nome ficar de fora, embora tenha pagado dentro do prazo. Outro que também não constou foi o do pastor Manoel Custódio Montes, 80 anos, um dos fundadores da COMADERJ, da qual foi presidente, sendo atualmente o seu 1° Vice-Presidente. Segundo este blog levantou, só da CEADER e da COMADERJ, no Rio de Janeiro, teriam deixado de ser inscritos cerca de 500 ministros de cada uma.

Em São Paulo, o pastor Silas Alves, ligado à Assembleia de Deus do Vale das Virtudes, em Campo Limpo, pertencente à COMADESPE, informou que fizeram a "inscrição de 12 pastores no dia 27 de dezembro, além de pagar 05 anuidades que já tinham sido pagas, mas os nossos nomes não estão na lista geral de inscritos". Outro filiado à mesma Convenção, Francisco Pinto Ribeiro, registrou que nem o seu nome nem o de seu filho constam da relação. Como se vê o problema é generalizado, mas segundo uma fonte, as convenções mais prejudicadas teriam sido aquelas que apoiam a chapa oponente

Há quem afirme que o sistema não tenha sido preparado para suportar essa avalanche de inscrições. Se a informação procede, não foi por falta de aviso, pois o que mais este blog fez foi alertar para os riscos da polarização eleitoral. Caberia, neste caso, a Mesa Diretora da CGADB preparar-se com infra-estrutura de excelência para evitar o caos anunciado. Como informou outra fonte, a CGADB teve do dia 28 de dezembro, quando se encerrou o prazo de inscrição, até o dia sete de janeiro às 20:15hs, quando publicou a lista oficial, para fazer a conciliação bancária com o cadastro dos ministros a ela filiados. "Tempo mais do que suficiente", declarou.

Outro pastor consultado disse que foi uma "via crucis", já que o edital exigia que a inscrição fosse feita por boleto bancário baixado do próprio portal da CGADB. Muitos não conseguiam, pois o sistema não reconhecia o CPF e não liberava a impressão. Os que puderam, compareceram pessoalmente à sede, no Rio de Janeiro, como no meu caso, para terem em mãos o documento, ou imprimi-lo em sua residência, escritório etc, para então providenciar o pagamento na rede bancária. Mas outros se sentiram desestimulados, vencidos pelo cansaço, ficando tolhidos em seu direito de participar da AGO.

O mesmo pastor acrescentou que a decepção veio depois, já que, cumpridas as exigências do edital, com os pagamentos feitos diretamente na rede bancária, milhares de pastores tiveram a frustração de não ver os seus nomes incluídos na lista oficial divulgada no dia sete de janeiro e ainda terão de apresentar recursos, acompanhado de meios de prova, algo que poderia ter sido evitado se o sistema funcionasse a contento. Ou seja, pagam e ainda têm de provar que pagaram porque o sistema "falhou".

Pequenas discrepâncias são aceitáveis, dentro da margem de erro, mas nesse volume abre um leque de possibilidades. Não é verossímil acreditar que um banco do porte do Itaú não tenha estrutura para lidar com pouco mais de 20 mil inscrições num universo de milhões de transações diárias.

Queremos ouvir a sua opinião. Participe da enquete ao lado. Enquanto isso, veja abaixo o fac-símile de dois boletos devidamente pagos, com publicação autorizada por ambos os pastores.

PS. A Comissão Eleitoral terá de se dedicar de tempo integral para julgar mais de três mil recursos dentro do prazo - 31 de janeiro.

Pastor Manoel Custódio Montes:



Pastor Mark Jonathan Lemos:





.

27 comentários:

Pr.Daniel S Acioli disse...

Prezado Companheiro!

Não sou de usar o anonimato para dizer o que está no meu coração, com certeza a maioria que me conhece deve saber que dou o meu apoio ao Pr.José Wellington, creio que o responsavel pelo depto de informática da CGADB deveria responder por essa via crucis que centenas de companheiros estão passando, de nosso campo de 17 ministros inscritos estamos e pagos seus boletos SEIS deles não estão com seus nomes na lista publicada.

Portanto como o meu caso eu sei de muitos outros na mesma situação, isso não é privilégio dos companheiros que apoiam outro candidato e sim na falta de suporte para a demanda...Não posso crer em outra explicação...o que é lamentável!

Os problemas apresentados pelo post, é o que eu e nossos companheiros passamos.


Espero que seja solucionado esse imbróglio o mais rápido possível!

Vosso no Senhor.

Pr. Daniel Sales Acioli

Mark Lemos disse...

Prezado Pr. Geremias, Paz!

Em primeiro lugar desejo parabeniza-lo por sua coragem e isencao em trazer esses questionamentos a publico. Essa deixou de ser uma questao politica e passa a ser uma questao de salvaguardar os diretos de milhares de convencionais, que vao ter que gastar tempo e dinheiro para provar que fizeram o que a CGADB pediu.

Quero tambem parabeniza-lo por nao maquiar, minimizar ou ate mesmo esterelizar as informacoes, tirando a contundencia dos fatos. Como ja disse nosso amigo em comum, Pr. Carlos Roberto, historia eh historia, relato eh relato.

Desejo esclarecer que em 2011 paguei minha anuidade a CGADB quando a equipe da tesouraria esteve na AGO da COMADESPE em Sao Lourenco, MG, portanto soh estava devendo 2012. Pois o boleto so poderia ser gerado me cobrando 2 anuidades a mais que devia. Quantos ha como eu? para onde esta indo essa cobranca indevida?

Nao vou me estender, acho que vou reativar meu blog.

Abracos!


Mark Lemos

Esequias Silva disse...

Calma irmão... não se precipite...assim que os os inscritos(quitados), fizeram a comprovação do pagamento ou o sistema bancário acusar o recebimento, aparecerão os nomes que não constam...

Meu Deus...


Pastor Geremias Couto disse...

Meu caro pastor Daniel Acioli:

Todos conhecemos a sua integridade, bem como o seu apoio à chapa do pastor José Wellington, de forma que a sua manifestação sobre esse descalabro traz credibilidade à postagem e aos fatos que estamos informando.

Muito obrigado pelo comentário.

Abraços em Cristo!

Pastor Geremias Couto disse...

Meu caro pastor Mark Lemos:

O papel do jornalista é ser isento o máximo possível. O problema existe. Pode chegar próximo de quatro mil (ou passar disso), no total, o número de recursos que darão entrada na Secretaria-Geral.

Onde está o Setor de Comunicação da CGADB para informar todos os passos do que está acontecendo? Entendi que era meu dever ser esse porta-voz para fazer circular a informação. Simples assim.

O pastor Silas Alves, como mencionei na postagem, o qual pertence à mesma Convenção do colega, teve alguns casos parecidos com o seu em que tiveram de pagar anuidades que já tinham sido pagas.

É um sistema de controle frágil!

Abraços!

Pastor Geremias Couto disse...

Meu caro Esequias Silva:

Ninguém está nervoso por aqui. Os meus posts são escritos com bastante serenidade. Apenas me restrinjo a relatar os fatos e o desconforto que essa situação gerou para milhares de pastores que, além de pagarem as inscrições nos prazos legais, têm agora de apresentar "meios de prova" em razão de um sistema que não funcionou sabe-se Deus lá porquê!

Como escrevi na postagem e o irmão não deve ter prestado atenção, do dia 28 de dezembro às 19:00hs, quando se encerrou o prazo de inscrição, ao dia sete de janeiro às 20:00hs, quando a listagem oficial foi divulgada, houve tempo suficiente para fazer a conciliação e evitar esses atropelos, esse desconforto, essa situação vexatória, lamentável, como bem definiu o pastor Daniel Acioli, que abre o leque para se pensar em diferentes possibilidades.

Não acredito que o Itaú possa errar tanto!

No mais, meu querido irmão, estou bastante calmo, sem precisar tomar suco de maracujá, rsrsrs!

Pr. Sóstenes Cavalcante disse...

Caro Pr. Daniel Acioli,
A paz do Senhor jesus!

Primeiro assim como o Pr. Geremias do Couto, dou testemunho da sua integridade. Entretanto devo esclarecer a todos os leitores deste blog, que o senhor vota no Pr. José Wellington, mas NÃO MEMBRO É DA CONFRADESP e sim da CIEADEP do Paraná, que é presidida pelo Pr. Ival Teodoro que é candidato na chapa de opisição ao atual. Portanto sua linha de raciocínio está totalmente divorciada dos fatos, pois só da sua convenção(CIEADEP) eles tiraram 45 nomes, porque ele é considerada convenção de oposição.
No final te deixarei uma pergunta intrigante, porque creio que o senhor não sabe de alguns fatos que oportunamente serão revelados.

Como o senhor reside no Paraná não sabe o que está acontecendo aqui na sede da CGADB no RJ. Sugiro que o senhor venha aqui para acompanhar o SOFRIMENTO de centenas e centenas de pastores com boletos pagos em mãos, alguns menos favoricidos financeiramente, viajando do inteiror do ES, MG, SP de ônibus, hora a fio de viagens, só para solicitar a inclusão dos nomes. Muitos deles não sabem usar internet com a mesma facilidade que eu o senhor. Isso é um ACINTE!

Pautado na sua seriedade te pergunto:
Diga-me quantos nomes foram retirados da CONFRADESP, COMADEMAT, COMADEDB e CEMADERON?

Só para lembrá-lo que todas essa convenções são base TOTAL(pelo menos é assim que se crê) ao Pr. José Wellington.

Par o seu domínio a CONFRADESP AUMENTOU, vou repetir, AUMENTOU 789nomes, a COMADEMAT 550, COMADEBG 246 e CEMADERON 212, e NINGUÉM ficou de fora!!!! Meu pastor Daniel Acioli o senhor é um homem inteligente, será isso um problema de sistema? Engraçado que só acontece retirada de nomes em convenções da oposição ou em convenções que eles(situação) não tem segurança de 100% dos votos.

Amigo Pr. Acioli, pela última vez faça um apelo a sua inteligência, mesmo após essas minhas revalações o senhor continua acreditando em papai noel? rsrsrs

É mais facil escreverem "BOBO" na minha testa do que eu acreditar nessa sua linha de raciocinio, com todo o respeito... Precisamos de uma nova liderança na CGADB para mudar essa desordem que já está instalada lá a muitos anos. Repense o seu voto, vamos dar um BASTA nessa desordem meu amigo!

Abç! Fique na Paz!

Pr. Sóstenes Cavalcante
CGADB 30058

Robson Aguiar disse...

Parabéns pastor Geremias pela excelente postagem. Acredito que diante do problema instaurado, o setor de comunicação social da CGADB já deveria ter se manifestado para no mínimo tranquilizar os ministros que estão prejudicados. Afinal, O que aconteceu? De quem é a culpa? É verdade que a maioria dos que não estão na lista de inscritos apoiam outro candidato? Pergunto ainda, o local do evento tem infra-estrutura para receber tantos pastores? Uma vez que o sistema de votação não será eletrônico, e sim através de cédulas, haverá tempo hábil para contagem de votos (caso necessário recontagem), e posse da nova diretoria? Haverá mudança na pauta? Acho que está na hora de um esclarecimento por parte da atual gestão da CGADB, para evitar especulações e suspeitas. Adianto que não estou decidido ainda em quem votarei, mas, não posso me furtar de emitir meu parecer sobre esse imbróglio.
Quero crer que tudo não passa de um problema técnico. Será?????????

Anônimo disse...

Jerri Adriane disse: sou um desconhecido total como milhões Brasil afora, um "simples" membro, porém tenho total interesse em saber quem são os homens que dizem nos representar, sim esses milhões de desconhecidos membros da igreja; nós estamos consados destes homens que se dizem Pastores; ( QUE DIZEM PREOCUPAR-SE COM A IGREJA, MAS NÃO DEMONSTRAM ATRAVÉS DE SEUS ATOS!), Eu fico com o MESTRE que disse QUE PELO FRUTO SE CONHECE O HOMEM, é revoltante o que estão fazendo com o BOM NOME SOBRE NÓS INVOCADO. SÓ DEUS PARA DAR UM BASTA EM TUDO ISSO eéu oro para que isso aconteça! A PAZ DE CRISTO PASTOR GEREMIAS.

Pastor Geremias Couto disse...

Volto a repetir aos anônimos: há casos em que os seus comentários poderiam até ser publicados, mas pelo menos se identifique com o seu nome, mesmo que não seja possível usar o sistema de identificação das redes virtuais.

Fora isso, não serão aceitos, sobretudo se houver ilações ofensivas a quem quer que seja.

Pastor Geremias Couto disse...

Meu caro pastor Robson Aguiar:

Este é o tema de minha próxima postagem: a infra-estrutura para a AGO, principalmente para o processo de votação e apuração.

Ainda bem que as convenções estaduais estão bem segura quanto ao controle dos pastores que foram inscritos e não tiveram os seus nomes na lista oficial. É tanto que o número de recursos passará de três mil e poderá chegar a quatro mil.

Ou seja, essa questão, necessariamente, terá de ser resolvida agora. Mas fica a pergunta: Como ficará Brasília, que não usará urnas eletrônicas, mas votação manual?

Não se pode repetir o Anhembi.

Abraços!

Miss. Norma Silva disse...

É lamentável tudo isso! Meu esposo, pr. Messias também ficou de fora, mas a COMADESPE já providenciou os recursos necessários para que haja o "conserto" é o que siceramente esperamos. Parabéns pelo seu blog, Pr. Geremias e pela sua precisäo nas informações.

Mark Lemos disse...

Ola Pr. Geremias, Paz!

Ao que tudo indica o epicentro dos tremores que abalaram o processo de inscricoes para a 41 AGO em Brasilia, estava na Tesouraria da CGADB.

O Tesoureiro da CGADB eh o Pr. Josias de Almeida da Silva que tambem preside a COMADESPE, a convencao estadual a que pertenco.

Quero nesse comentario hipotecar minha solidariedade ao meu presidente, Pr. Josias de Almeida Silva. Conheco o Pr. Josias a muitos anos, um homem de integridade em todos os sentidos e conduta ilibada, creio que todos os membros da COMADESPE tem essa mesma visao sobre ele.

No entanto, existem milhares de pastores filiados a CGADB que nao o conhecem como os pastores da COMADESPE o conhecem, apenas o conhecem como o Tesoureiro da CGADB, a pessoa que responde pelas financas da organizacao.

Tenho a absoluta conviccao que o Pr. Josias nao tem nada a ver com esse imbroglio todo, que soh Deus sabe nesse momento porque foi criado.

Como ate esse momento nao houve nenhum pronunciamento por parte da Presidencia da CGADB, ao menos tentando explicar o que aconteceu ou ate mesmo pedindo desculpas aos milhares de pastores afetados, por ter utilizado um sistema falho e ineficaz para pagamento das inscricoes.

Creio que seria interessante uma nota do Tesoureiro da CGADB informando que ira investigar essa confusao que foi criada na tesouraria e trazer um relatorio sobre o que realmente aconteceu.

Minha preocupacao eh que nenhum pastor da CGADB venha associar o Pr. Josias com essas lambancas que estao acontecndo dentro da Tesouraria da CGADB. Mesmo porque tenho quase certeza que as pessoas que cuidam do trabalho da tesouraria nao foram escolhidas por ele, mas sim indicadas pela atual presidencia.

Abracos,

Mark Lemos

O Bereiano - Ilton disse...

Tem que correr pra ser gerado, correr pra nascer, correr pra viver, correr pra não morrer (logo rsrs) e a CGADB acrescenta o correr pra pagar, correr pra provar que pagou, isso é que é maratona.

Luiz Ricardo disse...

Críssimo pastpr Geremias, a Paz do Senhor.

Inicialmente, gostaria de deixar registrada minha admiração pelo senhor, especialmente em razão das preciosas lições bíblicas comentadas pelos amado irmãos, as quais, infelizmente, fomos privados.

Em relação à postagem, acredito, assim como deixei consignado na enquete do blog, que o imbróglio causado pelas inscrições para a 41ª AGO da CGADB é fruto de falhas técnicas e/ou incompetência dos responsáveis pela alimentação do sistema da tesouraria/secretaria da CGADB.

Não posso ser leviano ao ponto de afirmar que a não inclusão do nome dos Minstros que realizaram suas inscrições na lista publicada no site da CGADB seja fruto da má-fé da atual diretoria da Convenção Geral, por razões políticas.

Digo isto por duas razões: Primeiro, não precisa ter muito conhecimento jurídico para saber que qualquer Ministro que esteja na posse de um boleto com o seu nome e o nome do evento a que se refere o pagamento não será privado de ter acesso às dependências do local em que será realizada a AGO e, muito menos de exercer seu direito de voto. Segundo, eu mesmo, Ministro vinculado à COMADEMG, Convenção Regional que, salvo engando, manifestou apoio à candidatura do Pr. José Wellington, não tive meu nome publicado na lista, embora tenha, eu mesmo, efetuado o pagamento das inscrições de outros sete Ministros, todos com os nomes publicados da dita lista.

Assim, ao contrário do digno Pr. Sóstenes, eu acredito em Papai Noel e espero que nos traga alguns presentes para a AGO, ausência de ofensas pessoais, temárias relevantes e, sobretudo, coragem para os candidatos aos cargos da mesa diretora - especialmente à Presidência - afim de mostrarem a "cara" e não se valerem de terceiras pessoas (marionetes).

Outras questões muito mais relevantes deveriam nos preocupar, dentre elas, a que será tratada pelo nobre pastor em sua próxima postagem, a qual estou aguardando, com ansiedade.

Em Cristo!

Ev. Luiz Ricardo
CGADB 55.765

Pr. Sóstenes Cavalcante disse...

Pr. Mark Lemos,

Assim como o senhor dou testemunho da idoneidade do Pr. Josias atual tesoureiro da CGADB. Mas é bom lembrar que nas últimas duas eleições, e 2007 no Anhambi em SP o atual presidente da Convenção Geral na hora da prestação de contas disse que não sabia de nada e solicitou o então tesoureiro(Pr. Elyeo Pereira) para se explicar. Resumo, o acusaram de "LADRÃO". Consequência o tesoureiro perdeu a eleição e o presidente que não sabia de nada GANHOU!

Veio a eleição de Serra-ES e 2009; eu avisei ao Pr. Jonas que jogariam no colo dele a bomba e que se ele não abrisse o bico para esclarecer tudo, a granada estouraria no colo dele... Parece que fui profeta! Quando o Pr. Silas Malafaia denunciou a emissão dos 163 cheques sem fundo da CGADB, o presidente mais uma vez chamou o tesoureiro para explicar... Até parece que o cheque da CGADB é só assinado pelo tesoureiro... Na verdade os cheques também é assinado pelo presidente. Resultado de Serra, o tesoureiro Pr. Jonas novamente perdeu a eleição e o atual presidente que "não sabia de NADA" GANHOU!

Digo isso Pr. Mark Lemos, para alertamos ao nobre Pr. Josias pra tomar cuidado, mas muito cuidado! Porque na minha avaliação o atual presidente gosta de culpar os tesoureiros para se que esqueçam que ele é o maior responsável pelos desmandos na instituição.

No episódio em tela de agora (a subtração da inscrição de milhares de nomes de pastores que pagaram os boletos), quero ser profeta novamente:

1- Acho difícil de alguém da diretoria vir a publico com alguma nota ou esclarecimento, e se acontecer um milagre de um esclarecimento creio NUNCA SERÁ o presidente...Ele NUNCA sabe de NADA!?

2- O bode expiatório dessa vez neste caso, será uma empresa que presta serviços de TI para CGADB.

Aguardem as cenas dos próximos capítulos... Voltarei aqui oportunamente...

Quero aproveitar para agradecer ao Pr. Geremias pela isenção e publicação das minhas mensagens, pois na maioria dos blogues meus posts são censurados, obrigado! Parabéns! Isso é jornalismo!

Pr. Sóstenes Cavalcante

Daniel Acioli disse...

Ao Pr. Sóstenes Cavalcante

Que a paz de Cristo seja o árbitro em nossos corações.

Minha natureza é de ter a atitude nobre de que se prevaleça o amor conforme escrito está, contudo como estamos no fins dos tempos entendo que essa atitude arrogante de pessoas que sabem de tudo e creem que o próximo está longe do centro nevrálgico dos acontecimentos, não disponha de conhecimento de causa ou não tenha senso critico para saber avaliar situações.

De sorte que é um direito e isso eu sei respeitar a diferença de opiniões e cada um assuma as consequências das suas escolhas!

O que qualquer administrador, gerente, chefe de seção sabe é que "se" um diretor, funcionário, subalterno, empregado, office boy resolver a não prestar serviços de qualidade põe a perder qualquer administrador.

Minha concepção é: Deve ser apurado os fatos geradores desta celeuma que estamos envolvidos provocada sabe-se-lá originada em que?

Tecer e emitir juízo de valor por antecipação só pode ser oriundo daquilo que chamo: Aproveite as falhas e detone para tirar proveito da situação e aqueles que se parecem com chuchu com certeza os acompanharão.

Depois de mais de 40 anos de lides ministeriais aprendi a esperar o desenrolar dos fatos para depois abrir a boca...

Passe bem e fica na paz de Cristo!

"Nunca se justifique. Os amigos não precisam, e os inimigos não acreditam."


Seu em Cristo.

Pr. Daniel Sales Acioli

Pastor Geremias Couto disse...

Caro Luiz Ricardo:

A minha preocupação, no blog, é noticiar os fatos e também na condição de editorialista emitir alguma opinião, sempre visando ao esclarecimento.

Em princípio, devemos pensar dessa forma, ou seja, que tenha havido algum erro dos responsáveis por gerir as inscrições.

Você diz também que se o pastor tiver o boleto pago, terá acesso ao plenário e poderá votar.

Mas as coisas não são bem assim.

Acompanhe o meu raciocínio:

1) Admite-se, dentro da margem de erro, pequenas imprecisões que podem ser facilmente corrigidas.

2) Não é o caso em tela. O volume é muito grande de inscrições pagas e não incluídas. Mais de três mil!

3) Recebi agora há pouco um email, reportando-se ao que aconteceu com a convenção maranhense - CEADEMA - à qual de 330 pastores inscritos, só sete constavam da listagem oficial. A alegação é que como os pagamentos teriam sido feitos no dia 28, os nomes não teriam sido computados. Como já afirmei, do dia 28 de dezembro ao dia sete de janeiro, houve tempos suficiente para a conciliação bancária!

4) Não basta ter o boleto pago que a entrada em plenário e o voto estão assegurados. É preciso cumprir o edital e entrar com recurso até o dia 22 de janeiro. A Comissão Eleitoral tem até o dia 31 de janeiro para julgar todos eles.

5) Dito assim, parece simples e fácil. Não é! Há pastores que não sabem mexer com email, internet e que tais. Veja a via-crucis: para manter o original em mãos (vai que se perca durante o percurso!), precisam tirar uma cópia, autenticá-la e enviá-la por email, fax, depois de escaneada, ou por correio, fedex, DHL etc. Isso tem custo e cansa, principalmente para quem cumpriu em dia o seu dever! E se o documento se perder em meio a tantos emails, faxes etc., etc.?

6) À vista disso, veja o trabalho que terá a Comissão Eleitoral de julgar todos esses recursos em prazo tão exíguo! Vão ter de virar a noite!

Termino afirmando que não foi um erro de somenos importância! Foi grave! Gravíssimo! Embora, salvaguardadas as outras hipóteses, possa ter acontecido por falhas internas.

A Mesa Diretora (até como parte interessada), ou a Comissão Eleitoral, fará bem se vier a público para dar os esclarecimentos devidos a todos os associados.

Abraços!

Luiz Ricardo disse...

Caríssimo pastor Geremias, a Paz do Senhor.

De fato, a questão não é simples e, em nenhum momento afirmei isto em minha postagem. Se a interpretação foi esta, faltou-me habilidade nas palavras.

Considero inadmissível esta falha. Sim, continuo considerando a questão como nada mais do que uma simples falha, técnica ou humana.

Repito, eu mesmo, apesar de ter efetuado o pagamento no dia 26.11.2012, com antecedência de mais de um mês da data limite para o pagamento, não tive meu nome inserido na lista de inscritos. Tal circunstância, no entanto, não me permite "procurar chifre em cabeça de cavalo".

É claro que aqueles que realizaram o pagamento do prazo estipulado e não tiveram seus nomes inseridos na lista de inscritos deverão "interpor recurso" que, apesar do pomposo nome jurídico empregado pela Comissão Eleitoral, se trata de enviar o boleto via e-mail para a tesouraria da CGADB.

Portanto, de fato, todos aqueles que realizaram o pagamento de suas inscrições, dentro do prazo estabelecido, terão direito de participarem da AGO, bem como de exercerem seu direito de voto.

Por fim, importante salientar que, considerando a hierarquia das leis que rege o ordenamento jurídico brasileiro, nenhum edital pode contraria o que estabelece as leis hierarquicamente superiores, como o Código Civil, por exemplo, uma Lei Ordinária que estabelece em seus artigos 313 a 326 o "Objeto do Pagamento e sua Prova".

Em Cristo!

Ev. Luiz Ricardo
CGADB 55.765

Pr. Sóstenes Cavalcante disse...

Pr. Daniel Acioli,

Reitero minha estima e admiração pelo senhor e seu ministério.

Quem me conhece sabe que arrogância não é um adjetivo de combina comigo, espero prová-lo isso um dia... Discordei da sua opinião e ainda quis ajudá-lo colocando a distância de onde o senhor reside(no belo Estado do Paraná) até a CGADB(Rio de Janeiro), como uma possível culpada da sua interpretação do caso e tela. Mas nunca foi minha intenção jactanciar-me de onde moro, na verdade queria ajudá-lo na justificativa da sua visão divorciada dos fatos... Amigo, se alguma coisa no meu posicionamento te ofendeu, ME PERDOE?

Mas uma vez permita-me dessa vez concordar com o senhor, realmente falha de funcionários e ou empresas prestadoras de serviços podem prejudicar a imagem de um administrador(líder), CONCORDO!

Entretanto te digo que o líder sempre vai se destacar em momentos de crise, alias são nesses momentos que aparecem os HERÓIS! Ou não, aí você se torna o vilão, entende né!?

Qual é o procedimento de um líder nessa hora? Veja se o senhor concorda comigo?
1- Assumir em publico que houve um erro.
2- Pedido de desculpas.
3- Apresenta os motivos dos erros(culpados).
4- Comunicar as punições aplicadas.
5- Apresenta a solução.
6- Fazer a reparação dos danos causados.

Porquê o Pr. José Wellington que é o presidente da CGADB, ele e nem ninguém até agora realizou nenhum dos pontos acima?

Já se passaram 5 dias, será que não é tempo suficiente nem pra cumprir o primeiro ponto?

Tenho uma convicção, vai aparecer um HERÓI! Já que quem é responsável por seguir procedimento não o faz é hora de aparecer um HERÓI! Será?

Vamos aguardar!
Com amor e oração!
Discordar de opinião, não é o mesmo que não amar ao irmão!

Fique na Paz do Senhor Jesus!

Sóstenes Cavalcante

Pastor Geremias Couto disse...

Meu caro pastor Luiz Ricardo:

Se a questão não é simples e o irmão considera inadmissível essa falha, o que significa afirmar que não pode ser admitida, Isso resume tudo! É algo que jamais poderia ter acontecido!

O título "interpor recurso" não é pomposo. Cumpre um rito. Este precisa ser cumprido. O pressuposto, o irmão bem sabe, é que, se não consta da lista, não houve pagamento. Simples assim.

Portanto, não significa "procurar chifre em cabeça da cavalo". Imagine se mais de três mil pastores resolverem entrar com processo por danos morais pelos estragos que isso produziu na vida de cada um! É óbvio que acredito que eles não o farão, mas a "falha inadmissível" enseja essa possibilidade.

Abraços!

Mark Lemos disse...

Ola Pr. Sostenes, Paz!

Realmente nao entendo o silencio da atual administracao da CGADB e do Pr. Josias, o atual tesoureiro da CGADB. Os dois Tesoureiros anteriores foram fritados, o calor da fritura fez com que acordassem e hoje nao estao na base de apoio do atual sistema. Espero que meu presidente, Pr. Josias produza um pronunciamento, pois podera ser o proximo a ir para a frigideira.

Essa discussao toda esta revelando ulgumas habilidades muito interessantes em alguns comentaristas desse blog. Creio que uns seriam otimos advogados, pois estao explicando o inexplicavel. Outros, otimos goleiros, pois estao defendendo o indefensavel.

Abracos!

Mark Lemos

Daladier Lima disse...

PRezado Pr. Geremias, tanta energia gasta de maneira desnecessária. Não me refiro ao seu post, mas à esse problema relatado. Que Deus tenha misericórdia de nossa amada denominação.

Abraços!

Pr. Paulo Pontes disse...

O pastor Geremias está prestando um excelente serviço aos ministros filiados à CGADB, que buscam informações claras e precisas. E pelo que se observa não está havendo transparência por parte da instituição, presume-se, devido a informação que "já no dia 28/12 havia uma relação de pagos e não pagos, convenção por convenção", como disse o pastor Geremias. Se o "clima" não se tornar ameno, e a situação perdurar, o ambiente da 41ª AGO tende a se transformar numa "bomba relógio" com data e hora marcadas para explodir, vitimando a própria instituição, além da igreja e seus ministros. Como ficará AD Brasil após 11/04/2013?

Emanuel Junior disse...

Caros Pastores,

Sou da CONFRADESP e posso afirmar aos irmãos que de nossa convenção e ministério (Belém) muitos nomes não apareceram na lista oficial. Aqui do campo que presido dos 29 ministros inscritos e devidamente pagos, 4 não tiveram seus nomes relacionados na lista da CGADB. Do Campo de São José dos Campos (Belém), onde o Presidente é Diretor da CONFRADESP dezenas de ministros, inclusive o Presidente (Emanuel Barbosa Martins) não tiveram seus nomes relacionados, apesar do pagamento dentro do prazo. Isso aconteceu em vários campos do nosso Ministério Belém. Concordo que houve erros por parte da equipe responsável pelas inscrições e recebimentos. Porém, não acredito na má fé do Pr José Wellington Bezerra da Costa, que também é vítima nesse caso.

Em Cristo,

Pr Emanuel Junior - Birigui SP -

Pr. Natanael Eufrasio disse...

Caro Pastores

Desculpe a minha franqueza, mas o que posso vê nisso tudo e desde Vitória é a má gestão administrativa, estamos chegando a quase 75 mil pastores e não da para continuarmos assim, pelo que sei o atual gestor só gostaria de ficar até o centenário, e agora novamente tenta a reeleição, até quando? Morrer? Isso é inadmissível. Desculpe,mas não credito responsabilidade a ninguém,a não ser no líder, se não tem condição de assumir o erro pois isso o líder faz, passa o bastão e termine a sua carreira de maneira nobre, estamos em novos tempos e pastores do Brasil todo com competências admiráveis poderiam assumir nossa CGADB, mas a visão de todos os pioneiros que passaram na presidência da CGADB parou no atual gestor. Já não basta os cheques sem fundos e incompetência administrativa?

Pr.Daniel S Acioli disse...

Ao Pr. Sostenes Cavalcante.

Somente agora respondo ao nobre companheiro, pois estava em viagem nos EUA e as demais ocupações não me permitiram postar meu pensamento a respeito do seu último post.

Inicialmente agradeço pela consideração nas palavras iniciais.

Quanto a essa celeuma toda instalada em função dos problemas por demais debatidos, sempre fui coerente e jamais quis jogar o problema para debaixo do tapete.

Todos nós, seja eleitor do Pastor J. Wellington Bezerra da Costa ou Pastor Samuel Camara e outro inscrito para concorrer ao cargo maior de nossa denominação, sofremos e jamais concordamos com os fatos ocorridos.

Daí afirmar que por ser residente no belo estado do Paraná e ser eleitor do Pr. J.W. B da Costa eu não poderia saber o que estava ocorrendo, me perdoe meu caro irmão, naquele momento só poderia ter respondido como fiz!

Mas, saiba uma coisa sou crente e meu alvo é o Céu e disto não abro mão, para tanto sou avesso a discórdias, murmurações, contendas, fofocas e ações exdrúxulas próprias de impios!

Aceito seu pedido de desculpas e declarao nada ter contra o irmão, e me perdoe tambem!

Deus te abençoe e guarde!

Abraços!

(Meu prezado Pr. Geremias do Couto, encerro por aqui a participação nos diálogos via post sobre este assunto, creio que o seu blog é fonte de inspiração para milhares de leitores e quero contribuir humildemente com o reino de Deus, levando a Palavra de Deus, rindo, chorando, gemendo...Para com certeza voltar abraçando os molhos, conte conosco para tal).

Pr. Daniel Sales Acioli