terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Entre "mais sérios" e "menos sérios" na CGADB


Estou há uma semana e alguns dias com a garganta entalada, vivendo um dilema: publico ou não esta postagem? Depois de algumas ponderações, entendi que deveria trazer o tema a público para mostrar o quanto as eleições na CGADB entraram por um caminho perigoso em que, ressalvadas as exceções, apoiantes de uma chapa não são olhados com "bons olhos" por apoiantes da outra, neste quadro polarizado em que nos encontramos.

O que me causou desconforto foi o título da matéria publicada no blog do Tiago Bertulino (veja aqui) como aparece no fac-símile acima: "Os pastores mais sérios do Brasil apoiam a reeleição do pastor José Wellington na CGADB". Considerei gritante, injusto e desrespeitoso. Embora possa ter sido fruto da impetuosidade do momento e representar uma visão particular do proprietário do blog, por quem tenho elevada estima, acaba prevalecendo a ideia de que se trata de algo mais amplo, visto que presumo ser ele o responsável por abastecer de conteúdo o blog do pastor José Wellington Bezerra da Costa e reverberar as mesmas matérias no seu, como a que estamos discutindo, que aparece lá com outro título: "Rio Grande do Norte através da CEMADERN está com o pastor José Wellington" (veja aqui).


No mesmo dia enviei comentário ao blog, com as minhas observações. Deixei o proprietário à vontade para publicar ou não, mas esperava - confesso - que ele aquiescesse e, pelo menos, mudasse o título. Esperei por uma semana e alguns dias. Tal não aconteceu. (A não ser que ele resolva mudar após a publicação desta postagem.) O fato é que lhe fiz ver a fragilidade da afirmação, que, com algumas adaptações, exponho abaixo, ampliando um pouco mais os conceitos. Aí está:

Apesar de eu não ter gostado do slogan "Amigos do Presidente", da chapa encabeçada pelo pastor José Wellington Bezerra da Costa, por permitir ilações de toda ordem, entre elas a de que se trata de um grupo exclusivista e sectário, que visa a pessoa e não a instituição, também não gostei do outro, "CGADB Para Todos", que apresenta a chapa oponente, o qual permite pensar na probabilidade de uma organização onde caibam todos os "tipos" possíveis.

Por outro lado, títulos como o usado na matéria, ao invés de ajudar, atrapalham. Não apoio a outra chapa, mas afirmar que "os pastores mais sérios" estão do lado do pastor José Wellington é um equívoco pelas seguintes razões:

1. Quando a seriedade (e tantos outros qualificativos) é colocada em termos de gradação - mais sérios; menos sérios - estamos criando uma hierarquização que, do ponto de vista conceitual, não existe. Ou somos sérios ou não somos. Não há meio termo. Quem é "menos sério" é, em suma, desonesto, insincero, dissimulado, enganador etc., e tal. Essas são as únicas hipóteses aplicáveis.

2. Títulos como o da matéria criam uma rivalidade desnecessária e acirram cada vez mais a campanha, tornando o clima de hostilização já existente ainda mais pesado. Creio que o pastor José Wellington Bezerra da Costa (bem como o pastor Samuel Câmara), pela sua história, não precisa entrar por esse caminho. Temo que se ele tiver a chance de mais um mandato, esses recursos de campanha próprios da política secular se tornem empecilhos para juntar os cacos que ainda restam, numa CGADB extremamente fragmentada. É indispensável que assessores de ambos os lados ajudem a não pôr mais lenha na fogueira.

3. Temos também de convir que se os pastores "mais sérios" da CGADB estão com o pastor José Wellington, como deixa explícito o título da matéria, presume-se então que os apoiantes da outra chapa são "menos sérios", ou seja, como defini acima, são desonestos, insinceros, dissimulados, enganadores etc., e tal, o que é de uma descortesia sem tamanho e pressupõe julgamento não verdadeiro. Eu me senti ofendido e - não tenho dúvida - milhares de outros também se sentirão ao tomarem conhecimento deste episódio jornalístico. Não quero entrar no terreno de nominar pessoas, mas, sem que tenha qualquer procuração, tomo as dores de todos os que se sintam atingidos. A afirmação do título é de fato extremamente grave.

4. Há pastores sérios que apoiam a chapa do atual presidente? Sem dúvida, há. Há pastores sérios que apoiam a chapa do pastor Samuel Câmara? É óbvio que há. Mas pode haver, também "não sérios" de ambos os lados. Este é o fato. Portanto, criar essa falsa dicotomia entre uma chapa e outra não ajuda em nada. Afinal, pleitear uma candidatura que não seja a do atual presidente é estatutário, reveste-se de legitimidade e não diminui em nada o pleiteante desde que os ritos sejam cumpridos. Quem dera tivéssemos a terceira, a quarta e a quinta via, com todos apresentando os seus nomes em harmonia e respeito mútuo. Mas, entre outras razões, esta foi uma pela qual a terceira via se retirou de cena.

É hora de desarmar os espíritos. À medida que os anos chegam (já estou na casa dos 59) percebo com mais clareza que os homens passam. Ninguém é humanamente eterno. Por que ampliar o fosso (ao invés de extingui-lo) entre pastores com atitudes desrespeitosas por causa de mera eleição? Não consigo engolir! Todavia, como afirmei em outras postagens, continuo na trincheira. Sempre que eu perceber qualquer  senão, saibam que não hesitarei em trazê-lo a público, com a absoluta convicção de que estarei fazendo a minha parte para a paz assembleiana.

23 comentários:

Mario Sérgio disse...

Infelizmente pastor Geremias, esse é o clima das eleições da CGADB de um tempo pra cá. A cada eleição que se aproxima, sinceramente, já vou preparando meu estômago.

Deus abençoe!

Pastor Geremias Couto disse...

A publicação da postagem já surtiu efeito. Quem clicar no "link" indicado para o blog do Tiago Bertulino perceberá que o título foi alterado. Teria sido melhor se o fizesse sem que eu precisasse expor o fato de forma pública.

De qualquer modo, para efeito de documentação, caso haja necessidade algum dia, além do fac-símile aqui pulicado, tenho a página com o título original gravada em meus arquivos e guardada em back up.

Tiago Bertulino disse...

Caro pastor Geremias, a paz do Senhor, espero que o irmão tenha tido um bom natal.

Alterei o título da matéria sim, espero que assim, o Sr., e os demais leitores ofendidos se sintam melhor, pois ao publicá-lo, não quis ofender a quem quer que seja, mas apenas expressar minha sincera opinião, visto que, há muitos pastores que há tempos deixaram de levar a obra de Deus a sério (AO MEU VER).

Não havia alterado antes, pois, por falta de tempo, não tinha acessado o painel de controle do blog onde ficam armazenados os comentários. Hoje ao ler sua matéria, fui conferir e o comentário estava la, aguardando moderação como outros.

Mas quero deixar claro que, assim como dezenas de outros dignos blogueiros, expressam suas opiniões em seus blogs pessoais, independente de seu trabalho, não quis ofender ninguém, repito, mas sim expressar minha opinião. Muito menos acirrar e acalorar os ânimos acerca das eleições da CGADB, tendo em vista que alguns já estão bem acalorados, chegando ao ponto de publicar em outros blogs que estão indo a Brasília para tomar a CGADB do Pr.JW nem que seja no tapa. Um pastor que afirma isso, para mim, nunca deveria nem ser pastor, muito menos ser considerado um pastor sério.

Comentários e afirmações como esta me levaram a dar tal título a minha matéria.

Mas deixo claro que, não tenho a intenção de denegrir candidato A e favorecer candidato B, mas expresso a quem quer que seja porque defendo e porque reprovo cada candidato.

Peço perdão a quem esteja ofendido, afirmando que não era intenção ofender quem esteja se sentindo ofendido.

Oremos, para que seja eleito o escolhido do Senhor, porque ao meu ver, Deus ainda governa tudo e todos, e esta no controle de todas as coisas.

Aproveito para agradecer a estima que o nobre pastor afirma publicamente ter por mim.

Tiago Bertulino

Tiago Bertulino disse...

Volto para afirmar que, caso um dia seja necessário pelo Sr. mostrar os arquivos da publicação guardados em Backups, não terei receio em reafirmar o porque dei tal título a matéria. Tenho minha própria opinião a cerca da CGADB, AD e demais assuntos do mundo cristão, o que me levou a dar o título a tal publicação, no meu blog.

Mas, para que ninguém se sinta mal, esta alterado o título.

Pastor Geremias Couto disse...

Meu caro Tiago Bertulino:

Agradeço pela consideração das respostas. Apenas faço algumas observações:

1)Afirmar que muitos pastores deixaram de levar a obra de Deus a sério é diferente de dizer que os pastores mais sérios apoiam o pastor José Wellington.

2)Estranha-me que só agora o prezado amigo tenha visto o meu comentário na área da moderação, após a publicação da minha postagem, visto que o enviei no mesmo dia (16) em que sua matéria foi publicada, mas o do pastor Ednaldo Domingos, enviada no dia 17, como consta na área de comentários, portanto um dia depois do meu, foi imediatamente liberado. Assim, as explicações não esclarecem. O ponto permanece obscuro.

4) Se há pastores apoiantes do outro candidato, afirmando em blogs que vão a Brasília "para tomar a CGADB do Pr.JW nem que seja no tapa", eles se revelam tão errados quanto quem afirma que os "mais sérios" estão com o pastor José Wellington.

5) Mas se de fato tais pastores registraram isso na blogosfera, de forma identificada, tanto eles quanto os blogs devem ser nominados até por segurança jurídica, bem como para que possamos combater tais comportamentos inadequados a um líder cristão.

6. Se o fizeram de maneira anônima, sem se identificar, não cabe sequer tomar conhecimento, pois quem faz isso é mal caráter.

7) Por último, repito o que afirmei já no fim da minha postagem: "Há pastores sérios que apoiam a chapa do atual presidente? Sem dúvida, há. Há pastores sérios que apoiam a chapa do pastor Samuel Câmara? É óbvio que há. Mas pode haver, também 'não sérios' de ambos os lados".

7. Perceba como construí a frase: "pode haver". A razão? Segurança jurídica por não ter elementos para citar este ou aquele, de qualquer lado,e nem basear-me em anônimos.

Com isso, considero ter alcançado o objetivo da minha postagem.

Receba o meu abraço fraterno e os melhores votos de um 2013 debaixo das mãos poderosas do Altíssimo.

Newton Carpintero, pr. e servo. disse...

Caro Tiago Bertulino,

A paz!

Creio que após o ocorrido em eleições passadas, dignamente, seria necessário, a toma dos candidatos em plena e real confiança as já cansadas candidaturas aos cargos da CGADB.

Certamente a eleição a cadeira de presidente será uma escolha plenamente voluntária e formalizada pelos homens, e pelos interesses que deixaram de lado o verdadeiro motivo espiritual deste orgão que deveria ser exemplo às igrejas.

Não creio que as orações sejam exatamente a base desta “batalha" tão pessoal. O orgulho tornou-se a tragédia do que ocorrerá no próximo evento, por consagrações ao ministério ou por motivos eleitoreiros.

Alguns preferem a mudez por coabitarem com a irresponsabilidade ao calarem-se diante de tantos fatos causadores de tantas heresias e vergonha. Basta a verificação do ocorrido(s) no último pleito e razoavelmente divulgado para conhecimento e avaliação dos interessados no bom e no mal sentido(sérios a mais ou sérios a menos).

Que o Senhor consiga algum espaço no meio de tantos interesses humanos e carnais.

O Senhor seja contigo,

O menor de todos os menores.

Pastor Pinheiro disse...

ACREDITO QUE SE DEUS NÃO INTERVIR A COISA TENDE A PIORAR, E PIORANDO É CADA VEZ MAIS ANGUSTIANTE PARA AQUELES QUE SÃO REALMENTE SÉRIO...
NÃO COSTUMO CRITICAR NINGUÉM, MAS JÁ CRITICANDO E AO MESMO TEMPO EXPRESSANDO A MINHA OPINIÃO SOBRE PASTORES SÉRIOS OU NÃO, O QUE PERCEBO QUE ENQUANTO SE DISCUTE QUEM É SÉRIO APOIA "A" E QUEM NÃO É APOIA "B" OBSERVEI QUE NEM UM NEM OUTRO BLOG FALA DE ORAÇÃO E JEJUM PARA QUE A VONTADE SOBERANA DE DEUS SEJA FEITA E NÃO A DE CANDIDATO TAL, MAS COMO AS COISAS MUDARAM DE ALGUNS TEMPOS PARA CÁ, É MAIS FÁCIL QUESTIONAR DO QUE ORAR, É MAIS FÁCIL QUERER QUE A VONTADE DE "A" SEJA FEITA DO QUE ORAR E JEJUAR PARA QUE DEUS DERROTE A SOBERBA DESTE QUE SE DIZEM SÉRIOS E HOMENS DE DEUS MAIS QUE DESEJAM PUXAR O TAPETE DOS OUTROS, COMO PASTOR QUE PREGA QUE DEUS É SENHOR DE TUDO E SOBRE TUDO USA DE MEIOS INADEQUADOS PARA ESTAR OU CHEGAR AO PODER.
SEI NÃO SABE O QUE ESTES PRECISAM É ORAR E JEJUAR, LEIA II CRÔNICAS 7-14, SE HUMILHEM, BUSQUEM AO SENHOR, DECLARE UM JEJUM, OREM AO SENHOR, SE ARREPENDAM DE SEUS ERROS E ENTÃO DEUS FARÁ A SUA VONTADE SOBERANA E NÃO A VONTADE DE QUEM QUER QUE SEJA...
QUE DEUS CONDUZA A TODOS NÓS A UM SENTIMENTO DE PESAR E DE ORAÇÃO POIS É MUITO SÉRIO...

Pastor Geremias Couto disse...

Caro pastor Pinheiro:

Embora o amado irmão não tenha visto nesta postagem alguma alusão à oração (até porque o propósito neste momento era outro), se o irmão percorrer o blog encontrará, sim, alusões a respeito.

Cito dois exemplos:

1) Quando anunciei que a Terceira Via se retiraria de cena, deixei claro que a decisão foi tomada depois de muita oração.

Reproduzo o parágrafo:

"Tenho por hábito orar e ponderar as minhas decisões, apesar de, com todos esses cuidados, já ter muitas vezes errado. Há três semanas, um pastor do nordeste, que ocupa a presidência de um grande campo, cujo nome prefiro não declinar, gastou quase meia hora comigo ao telefone me estimulando a ser o nome da Terceira Via. Disse-lhe que estava em oração e me decidiria nos dias seguintes. Uma semana depois a decisão já estava tomada, mas deixei para anunciá-la hoje, após encerrado o prazo, até porque outro nome poderia surgir nesse período".

2)Quando lançamos oficialmente o blog da Terceira Via, um dos objetivos foi criar o Movimento de Oração pelas eleições na CGADB.

Reproduzo o parágrafo:

"Em sua página de apresentação, o blog [da Terceira Via] se propõe a ser um espaço aberto para discutir a proposta da Terceira Via, ouvir as sugestões e permitir até mesmo o contraditório para que todos tenham a noção clara do que se pretende com essa nova opção para a CGADB. Diversas iniciativas estão previstas, na página inicial, além das seguintes janelas: O Projeto, Propostas, Entrevistas e Movimento de Oração.

"Segundo os responsáveis, o Movimento de Oração é a prioridade das prioridades nesta fase. Ele terá como propósito - afirmam - permitir que as pessoas se inscrevam e, com isso, a Terceira Via na CGADB, a própria instituição e todos os procedimentos previstos até a Assembleia Geral Ordinária, em 2013, estejam cobertos pela oração de milhares de intercessores em todo o pais".

Vale ressaltar que, embora não no volume desejado, muitas pessoas se cadastraram e assumiram o compromisso de orar por este já "doloroso" processo no qual nós, pastores assembleianos, estamos envolvidos.

Acredito piamente que há muitos intercessores apresentando tal causa diante do Pai.

Abraços!

Anônimo disse...

Há alguma chance de o resultado ser diferente do da eleição passada ?

Joabe
http://www.facebook.com/profile.php?id=100000006391259

Pastor Geremias Couto disse...

Meu caro Joabe:

Só conseguiremos ter um vislumbre após o dia 28 de dezembro, quando se encerram as inscrições para participar da próxima AGO em Brasília.

O próximo passo será a publicação do número de inscritos por convenção estadual ou regional. Isso nos permitirá fazer algumas projeções.

Sabe-se, todavia, que os que, no Norte, apoiam o pastor Samuel Câmara, vêm em peso para a capital federal.

Mas não podemos esquecer a força do Belenzinho aliado às convenções estaduais e regionais que apoiam o pastor José Wellington.

A meu ver, humanamente falando, quem ganhar, será por pequena diferença.

Newton Carpintero, pr. e servo. disse...

Caro pr. Geremias do Couto,

A paz amado!

Acredito, com tristeza absoluta, que esta onda - onda mesmo - tomou um aspecto medonho e característico na forma de um terrível TSUNAMI.

Já se conhece, muito bem, os resultados, e além da conta, os mesmos candidatos ao cargo presidencial.

Quando a maré "TSUNAMIMESCA" baixar, aparecerá por toda a internet, a vergonhosa mostra da tragédia com os corpos mutilados da fanfarra eleitoreira, desta atribuição, antes espiritual, e no momento, apenas de cunho religioso, com certeza, sem o aval de Deus, e sim, com o aval aos interesses grotescos de quem esqueceu dos adjetivos, "presenteados" à igreja, por quem sente a tristeza e a alegria desta campanha eleitoreira.

O presidente americano, ou seja, da maior nação do planeta, somente pode atuar em seu mandato de quatro anos, e no máximo, ser reeleito por mais quatro anos e basta. Basta! Passou deste período poderá chamar-se ditadura!

Não creio que uma cadeira cativa na CGADB, deva ser, um elemento proporcional ao líderes existentes no Brasil.

Penso que falta mais oração, mais pesar e mais evidências diante de Deus, sobre candidaturas vitalícias.

Me atrevo a informar que um grande império está há oito anos desabando.

Importante: total cuidado com as pedras que estão rolando a ribanceira. Muitos serão esmagados pela falta de atenção.

O Senhor seja contigo, nobre pastor,

O menor.

Pr. Ivan Pereira disse...

Parabéns pr Geremias, pela coragem também vi a postagem e achei que foi desrespeito total com os pastores, uma matéria cheia de preconceitos.

Gutierres Siqueira disse...

Pr. Geremias, a paz!

Parabéns pela postagem, pois provoca um debate sobre o clima sectário que envolve a própria CGADB.

Na última eleição ouvi verdadeiras pérolas. Certo dia eu estava em um culto de mocidade (!) quando um presbítero pediu oração pela eleição da CGADB, assim como pela vitória de um determinado candidato. Ele alegava que o oponente seria um perigo para “doutrina” assembleiana. Na hora pensei: - Puxa, e eu pensando que já vivíamos uma crise doutrinária.

Bom, infelizmente, parece que o quadro será o mesmo (ou talvez pior).

Anônimo disse...

Meu nobre pastor Geremias, a paz!
a meu ver, talvez faltou mais um pouco de sabedoria na escolha do "slogan" de ambos os candidatos; contudo, quero comentar um pouquinho
sobre a perspectiva e o balanço que poderá ser feito depois do dia 28 (precisamente, quando a site da cgadb divulgar os números escritos das convenções ligada à mesma).Eis o que se segue:
candidatos "J" e "S" (pois são os mais cotados para vencer)irão para a convenção com um número já bem aproximado e certos de votos, mas, a meu ver, o candidato "S" com os eleitores quase que contados e contabilizados (a que ponto se chegou hem!).
tenho para mim que, se a diferença fôr mínima (o que tudo indica) será exigida recontagem (veremos)
surge também uma pergunta: o que ser eleito será o escolhido de Deus (será?)não concordo bem com esta afirmação. É perfeitamente possível os pastores votarem e elegerem alguem que não esteja dentro da vontade perfeita de Deus (ai entra a vontade permissiva de Deus)por isso cabe aos pastores orarem e pedirem a direção de Deus.
Tenho visitado alguns blog e acompanhado noticiários e fatos, e, parece ser consistente dizer que muitos "pastores" foram fabricados (sem terem chamada) para essas eleições. É lastimável isso (hão de prestar contas com Deus).
É perfeitamente possível também, no desenrolar dos trabalhos convencionais, mediante as mensagens e pregações e profecias a vontade de Deus ficar latente (cabe a cada ministro ficar atento e discernir).
Que Deus tenha lugar nesta convenção e que o nome de Jesus venha a ser glorificado.
Um abraço fraterno a todos
Gideao

Newton Carpintero, pr. e servo. disse...

Caro Gideão, o seu comentário é real ao afirmar que, infelizmente, muitos são consagrados por motivos néscios.

Posso contribuir com fato semelhante, este acontecido há oito anos pelos brasileiros em terra estadunidense com o propósito de alcançarem maior número de votos no Brasil e nos EUA. Muito Triste!

O menor com vergonha "desta pouca vergonha" pelo jogo de interesses.

Fernando disse...

"Ele alegava que o oponente seria um perigo para “doutrina” assembleiana."

Sinceramente, as vezes dá vontade de orar para Deus "MATAR" todas as pessoas que estão no poder e simplesmente não agem para nada. Mas isso é macumba, não é evangelho. A Assembleia com 100 anos de idade já devia ter rasgado culturalmente todo esse país, mas por causa claro, de interesses individualistas, quando pedem para eu mencionar algum trabalho social, eu sempre menciono o trabalho de alguma Batista ou Wesleyana.

Sentado na igreja expondo opiniões contrárias a Pastores e Presidentes e sendo taxado de maluco porque quero ajudar pessoas e porque a redoma da "santidade" protege os "santos" e ainda dá "autoridade diretamente do "ALTO" para eles".

Paciência Assembleianos...Paciência....

Pastor Edinaldo Domingos disse...

Amado Pr. Geremias, a Paz do Senhor.

Venho exaltar seu espírito pacificador.
Concordo plenamente que devemos primar pela paz e a união.

Um forte abraço.

Pastor Edinaldo Domingos

Anônimo disse...

Estimado Pr Geremias do Couto, Vossa Senhoria Agitou, Agitou a 3ª Via a CGADB, viu que não ia dar em Nada, Pulou Fora. Acho um extremo Farisaísmo de vossa Parte. Quero estar Errado, mas vossa Senhoria se Acha o Dono da Verdade, coisa que não o é, hoje fala mal da Atual Administração da CGADB coisa que algum Tempo atrás era a Favor, Só é a Favor quando lhe Convém????


Pr. André Santos

Pastor Geremias Couto disse...

Caro "Pr. André Santos":

Posto o seu comentário, embora eu não tenha condições virtuais de identificá-lo (tenho lá as minhas suposições), por uma razão: o que o senhor escreve revela a sua verdadeira natureza.

Isto é suficiente.

Anônimo disse...

Apoio o Pr. Samuel Câmara, mas reconheço que do lado de cá, como deve acontecer do lado de lá, vários evangelistas foram consagrados visando a eleição. Tenho amigos que nem de longe tem postura de Evangelistas. Triste!

Pastor Geremias Couto disse...

Outra vez fugi à regra e publiquei o anônimo acima para mostrar que é assim que "a roda gira".

Fernando Teixeira disse...

Eu sinceramente fico com o coração apertado diante de tantos acontecimentos que mancham a imagem e a história da Assembleia de Deus, nasci e me criei nela, mas não sei se terminarei meus dias dentro dela. Deus proverá. Hoje me sinto bem onde me congrego, mas em sentido amplo, os líderes da nossa denominação me dá náuseas. Participei de algumas convenções estaduais, e parece mais uma rede de negócios, onde troca-se igrejas, aquele que não é firmado na rocha é capaz de escandalizar-se e desviar-se.

Oro a Deus para que ele possa abençoar e proteger os homens de Deus que ainda resta.

Continue mostrando a verdade. Forte Abraço Pr. Geremias.

Josué Pereira Rosa disse...

Parabens Pr. Geremias por suas sábias considerações. O senhor disse ser legítimo outro pastor que não seja o atual, postular a presidência da nossa CGADB. Ocorre porém, que o atual presidenre, sabe Deus porque se apegou ao cargo e não quer deixar de maneira nenhuma. Diz que é para manter a identidade das ADs. Que identidade? Tenho 46 anos e ainda lembro dos tempo que a cada AGO se trocava o presidente, e tudo, guardadas as proporções, trancorria em clima de harmonia e respeito. Hoje, o que vemos é que essas pessoas com tais atitudes estão fazendo mum grande mal a nossa denominação e à igreja do Senhor. Que Deus tenha misericórida de nós e que essa politicagem desrespeitosa, besta e selvagem (desculpe-me a força de minha expressão, mas é o meu desabafo [desculpe de estiver usando esse espaço para desabafo, indevidamente])acabe logo, antes que seja tarde demais e os cacos sejam "injuntáveis". Fique na Paz do Senhor!!!