sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Terceira Via na CGADB: aonde está?

"Tempo de estar calado, e tempo de falar" 

Sempre me perguntam sobre como está a proposta da Terceira Via na CGADB. Quero lembrar que ela está onde sempre esteve já que, definitivamente, não tem como finalidade sair pelo Brasil em campanha com os mesmos métodos usados pelos candidatos que representam a polarização. Quem reler o que já se escreveu sobre o assunto, certamente se lembrará disso. Mas ela está tão cristalizada que em Maceió - vim a saber depois - circulou um jornal da CEADER - Convenção Evangélica das Assembleias de Deus no Estado do Rio, apresentando-a como um ideal extremamente possível.
 
Além do texto em que analisa os candidatos e fala da Terceira Via, o jornal publicou duas fotos em sequência dos candidatos já conhecidos. Na terceira, em lugar da foto, há uma interrogação, porque, como já mencionei diversas vezes - e repito uma vez mais - a Terceira Via é mais que um nome, é uma proposta. É a verdadeira transição que se necessita na CGADB. Os próprios episódios de Maceió aguçaram ainda mais o clamor por uma alternativa às duas candidaturas já postas.

Convém ressaltar, ainda, que os pedidos de registro das candidaturas do pastor José Wellington e do pastor Samuel Câmara à Comissão Eleitoral fizeram apenas abrir o processo, que, legalmente, teve início no dia primeiro de agosto. Este prazo, no entanto, só se encerra em 31 de outubro às 18:00hs, segundo o calendário eleitoral já definido. Ou seja, até lá outras candidaturas que preencham os requisitos estatutários podem se apresentar.

Enquanto isso, repito uma parte de conhecida passagem de Provérbios: "Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou; tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derrubar, e tempo de edificar;
tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar; tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar; tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de lançar fora; tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar; tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz", Eclesiastes 3:1-8 (o grifo é nosso). 

7 comentários:

Blog do Wéllykem disse...

o importante é não perder o tempo em definir um representante idôneo, que leve a sério os objetivos da 3ª via, para na eleição, ela ser realmente uma terceira via!

Tiago Bertulino disse...

Olá querido pastor Geremias, só li o comentário do Sr. agora e já publiquei, mas eu coloquei no texto o prazo para inscrição de candidatos.

Newton Carpintero, pr. e servo. disse...

Caro pr. Geremias do Couto,

A paz amado!

Creio que a toma do tempo para ilustrar o tempo de mudanças, fincou os seus pés, bem a tempo e a contento.

O resultado que procedeu e permitiu o início deste tempo de reformas, era exatamente, o tempo esperado por muitos que já não criam em mudanças à tempo.

Mudanças, a cada tempo, se faz necessário, como as próprias estações do ano, para que haja modelos de adaptações e experiências que fortalecem o senhorio de cada momento, na regência do tempo correto a cada tempo de conquistas e a manutenão da sua referência, sem que haja o desgaste natural do "ACOSTUMAMENTO" e aproveitamento humano do poder mantido, à mãos de ferro, e bem amarrados ao interesse comum dos que sucubem a via expressa do poder.

Deve, certamente, haver um limite consciente ao tempo de estar no poder e ao tempo de estar fora do poder.

Sinto informar que já se ultrapassou este tempo e os tempinhos(herdeiros) normalmente crescem para substituir, e assim, manter a saga do poder pelo tempo de conquista das mentes interessadas, neste tempo continuado de perseguição ao poder que desqualifica, a qualquer que seja, se não for exatamente forçado por um reinado que não deseja ter fim, pelas doçuras do tempo de poder.

Lo sinto!

O Senhor seja contigo por todo o tempo,

O menor dos teus irmãos.

Daladier Lima disse...

Prezado Pr. Geremias, já estava preocupado, sem retornos seus... Vamos adiante!?

Anônimo disse...

Apaz pastor Geremias!

Venho robustecer o proposito de um nome despolitizado para a cgadb,alguem que utilize os principios bíblicos para auxilio na marcha da igreja de cristo.
Sou aqui do Amazonas, e declino da polarização atual, pela forma vil e mundana que se toma para alçar o poder.
Aqui em Manaus se promoveu uns 2mil novos pastores EM JUNHO em belem, outros tantos mil para a eleição do ano que vem.
Isso me recorda de JEROBÃO que passou promover sacerdotes comforme o seus interesses,não se importando que a separação de obreiros algo direcionado pelo espirito santo , e não para densidade eleitoral.
3º via eu creio.

Paulo disse...

Pr Geremias, além do temor de muitos de que nada mude e a dinastia dos Bezerra da Costa se perpetue no poder por mais umas dezenas de anos - é visivel que já se esta construindo a sucessão hereditária - pior que isso será a vitória de uma candidatura que quer ganhar no grito, não importa se isso produza escândalos, como os de Maceió.
Precisamos de um profeta da estatura de Samuel, com o vaso de azeite para ungir o escolhido do Senhor! E que esse escolhido não fuja como Jonas, pois são muitos os inimigos, mas o povo precisa ouvir a voz do Senhor!

Anônimo disse...

Pr Geremias, pq vossa Senhoria não se candidata, já que começastes a onda da Terceira via....

Pr André Santos