sexta-feira, 29 de abril de 2011

Centenário da AD no Brasil: comemoração sombria

Ao lado de diversos companheiros, fui um dos mentores da campanha aqui no blog pela unidade no Centenário das Assembleias de Deus. Trocamos com entusiasmo algumas ideias e logo a iniciativa tomou vulto. Uma logomarca foi imediatamente criada pelo Elian, do Philadelfia - Evangelismo e Louvore, em determinado dia e horário, a campanha foi lançada, com a adesão inicial de mais de 80 blogs. Por muito tempo todos ostentamos a logo, enquanto tratávamos de reforçar a mensagem, que, segundo informações recebidas dos bastidores, chegara com força entre a liderança responsável por organizar as celebrações.

Finalmente, chegamos em 2011, ano do Centenário, e estamos às portas da comemoração. Se, por um lado, a campanha aparenta não ter sido bem-sucedida em seus objetivos, por razões que passarei a expor, por outro mostrou que, se soubermos usar bem as ferramentas virtuais, podemos, sim, ter influência e, ao menos, deixar claro se concordamos ou não com a forma como as coisas são conduzidas. Em relação aos 100 anos da Assembleia de Deus, ficou registrado com todas as letras nos anais dos nossos blogs que a forma como foram organizadas as comemorações ora previstas não era a que propugnávamos. Tenho a sensação que a maioria dos assembleianos concorda conosco.

Nosso desejo, como ficou explícito no documento publicado, era que o Centenário unisse a CGADB, a Igreja-Mãe e a CONAMAD e se tornasse um momento apoteótico em nossa história, que poderia, quiçá, mudar os nossos rumos cambaleantes. Isso implicaria em criar, naquele momento, uma comissão tripartite responsável por organizar uma comemoração assembleiana que contemplasse os anseios denominacionais. Algo para jamais ser esquecido. Cheguei a conversar com o presidente da CGADB, durante a AGO realizada em Serra, Espírito Santo, em abril de 2009. Ele se mostrou simpático à ideia. Disse-lhe sem nenhum rodeio que não haveria sentido comemorar a data de outra maneira.


Mas os fatos começaram a mostrar que tanto a CGADB como a Igreja-Mãe caminhariam em direções opostas, cada uma a estabelecer os próprios caminhos. Falava-se, inclusive, em evento paralelo promovido pela primeira, em Belém, PA, com o apoio da Convenção Estadual, na mesma semana em que a segunda promoveria os seus eventos. Não percebi, de ambos os lados, até onde sei, nenhuma disposição de sentar-se à mesa para dar-se às mãos e promover uma só festa: a de todos os assembleianos. 


Se havia o interesse da CGADB em manter a coordenação sob o seu controle, também o pastor Samuel Câmara escrevia em seu blog, por outro lado, que a única igreja no Brasil a comemorar 100 anos era a Igreja-Mãe, numa atitude, a meu ver, de aparente arrogância e excludente. Enquanto isso, a CONAMAD aguardava a decisão na arquibancada. Na verdade, desconheço se ela preparou alguma programação no âmbito de sua jurisdição para lembrar o Centenário.


O que logramos alcançar, se é que isso pode ser creditado à nossa campanha, foi a decisão de a CGADB antecipar a "abertura" dos festejos uma semana antes, em Belém, PA, restrita aos líderes no dia 9 e no dia 10 aberta ao publico como Conferência Pentecostal do Norte, deixando a semana seguinte, das comemorações oficiais, para que as igrejas em todo o Brasil, incluindo-se aí a Igreja-Mãe, façam a própria programação. Não é muito, mas é alguma coisa. Todavia, muito, mas muito aquém mesmo, do que almejava a maioria dos assembleianos.


Soube que o pastor Samuel Câmara afirmou em Cuiabá que estará presente juntamente com a Igreja-Mãe na programação da CGADB prevista para a semana anterior. Iniciativa louvável. Mas não poderiam antes ajustar para que houvesse uma só programação? Agora, a pergunta é: estará a liderança da CGADB na semana seguinte, participando da programação elaborada pela Igreja-Mãe? Segundo email recebido nos últimos dias, foi protocolado junto à Secretaria-Geral da CGADB, no dia 28 de setembro de 2010, convite da Igreja-Mãe ao pastor José Wellington para ser um dos preletores das comemorações naquela semana e que até agora não teria sido respondido.


No entanto, algumas coisas me chamam a atenção no convite: 1) a sua natureza tardia (setembro de 2010); 2) a forma como se dirige ao presidente da CGADB, convidando também as igrejas "sob a vossa liderança", como se o pastor de Belém, PA, não fizesse parte da mesma entidade, e 3) a insistência em deixar implícito o sentimento excludente de que o Centenário é da Igreja-Mãe. Ou seja, se erra a CGADB em não ter procurado (até onde eu sei) buscar o entendimento para uma só comemoração, erra o pastor Samuel Câmara (também até onde eu sei) em impor-se como a igreja do Centenário e querer que "todos os peregrinos se dobrem a Roma". Parece-me uma luta entre dois Golias.


Falo com conhecimento de causa por ter coordenado a comemoração dos 80 anos em Belém, PA, simultanemente à realização da Conferência da Década da Colheita, com todas as comemorações realizadas em parceria entre a CGADB, Igreja-Mãe e Convenção Estadual, representados na época pelo pastor José Wellington, Firmino Gouveia e Gilberto Marques. Será que essa família não poderia pôr de lado, agora, os interesses pessoais e repetir o feito? Era isso que queríamos quando propomos a unidade no Centenário, incluindo aí a CONAMAD. Mas pelo andar da carruagem, o que teremos é uma comemoração fragmentada, multifacetada e sem nenhuma alegria para a maioria de nossos irmãos assembleianos em virtude do momento crítico que estamos vivendo.


A razão disso se resume em três palavras: luta pelo poder. Sem entrar no mérito, mas apenas para constatar, enquanto a CGADB formaliza em seus quadros o recebimento de três novas convenções estaduais (certamente comprometidas com a atual gestão), a presidida pelo pastor Samuel Câmara é deixada à margem. Qual a motivação? Interesses do Reino? Acredito que não. É que a polarização no âmbito da CGADB chegou a tal nível a ponto de transformar tudo num "balaio de gatos", com toda a riqueza que a metáfora representa.


Para agravar o quadro, as questões pendentes da CGADB na área financeira continuam ainda na justiça. Dirá alguém que o processo já teve trânsito em julgado, foi extinto, e a juíza que o julgou determinou o seu arquivamento. Essa é uma parte da verdade. Há o outro lado da moeda: a juíza entendeu que aquela não era a via própria para a petição, sem, no entanto, discutir-lhe o mérito, aduzindo que os recorrentes poderiam buscar outros meios para fazer valer os seus direitos. E foi o que fizeram. Os requerentes protocolaram no dia 12 de abril uma nova ação, agora de caráter criminal, no Ministério Público do Rio de Janeiro, solicitando as mesmas investigações nas contas da CGADB desde 2004 (confira aqui).


É nesse ambiente sombrio que estará sendo comemorado o Centenário das Assembleias de Deus no Brasil. A quem, hoje, me pergunta se estarei em Belém, PA, a minha resposta é não. Não participarei das comemorações promovidas pela CGADB, nem das comemorações promovidas pela Igreja-Mãe. Mas aonde eu estiver, darei graças a Deus pelos pioneiros que semearam a semente, andando e chorando, para que outros, no decorrer dos anos, pudessem com alegria trazer os molhos da bendita e farta colheita. Lembrar-me-ei de muitos nomes, entre os quais pude desfrutar da amizade de alguns. Por outro lado, estarei a chorar por ver a cidade desolada, os muros destruídos, as pedras queimadas e o povo desmotivado pelos males que muitos, sem valorizar o sofrimento dos nossos pioneiros, trouxeram sobre a herança de Deus.


Mas não acredito que os escombros permanecerão para sempre, embora este seja o desejo voraz dos Tobias e Sambalates. Outro Neemias será levantado para trazer de volta a glória do Senhor sobre a cidade. Creio nisso.

69 comentários:

Robson Aguiar disse...

Pastor Geremias,
Concordo com o irmão, celebrar o centenãrio das Assembléias de Deus do jeito que estão fazendo, só enegrece o que deveria ser uma festa de luz e paz. O momento é propício para pedidos de perdão e abraços, mas, o orgulho, a vaidade e a soberba tem encarcerado alguns corações, impedindo um grande evento ágape.

Como sou um simples mortal, ficarei apenas assistindo esse triste episódio na história da nossa igreja.

Iraci disse...

O que poderia ser, verdadeira gratidão a Deus, pelas vidas dos pioneiros que percorreram os estados, cidades, vilas e divulgaram a Palavra de DEUS no nosso pais, será com certeza, ostentação de - poder...quem pode mais a- É uma pena. Oremos, pois Deus tem o controle de tudo e é soberano."Faz tudo que lhe apraz."

Jairo Cavalcante disse...

Concordo em genero, número e grau.

JOELSON GOMES disse...

Solidarizo-me com o senhor. Não sou assembleino (sou Congregacional), não concordo com muito da teologia assembleiana, mas são questões menores. Quando Cristo me aceitou meus amigos eram assembleianos. Todos jovens, viviamos quase todos o dias na assembleia, falando da Biblia e tentando namorar alguma irmã, rs. Foram tempos muito bons. A AD tem uma história nesse país que muitos que aí estão na liderança não têm o direito de manchar. Que o "Neemias" chegue logo.

Jezer Lima disse...

Digno Pr. Geremias, onde estaria a presença de Deus no meio desse conluio todo??? Alguém pode me diZer????

Luciano de Paula Lourenço disse...

“Da soberba só provém a contenda...”(Pv 13:10).
“A soberba precede a ruína, e a altivez do espírito precede a queda”(Pv 16:18).
Querido pastor, isso que está acontecendo é lamentável! Há quarenta anos sou membro dessa maravilhosa denominação, dela nunca quero sair, mas fico envergonhado diante deste quadro negro. A soberba tem ocupado o coração desses lideres e tem causado esse partidarismo insano. Vivemos a síndrome da igreja de Corinto. Pelo que se percebe, esses lideres não estão nenhum pouco preocupado com o reino de Deus. Certamente, não ficarão impunes pelos que estão fazendo! Espero que se reconciliem antes de partirem para a eternidade, do contrário, o espectro tenebroso previsto para tais pessoas lhes alcançarão: “Muitos me dirão naquele Dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? E, em teu nome, não expulsamos demônios? E, em teu nome, não fizemos muitas maravilhas? E, então, lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade”(Mt 7:22,23).
A Paz do Senhor!

Isaac Marinho disse...

Triste.

Bons tempos aqueles em que os homens eram homens de Deus; a Assembléia era de Deus, não dos homems, e o único poder que se procurava obter era o poder pentecostal...

Que Deus tenha misericórdia de nós!

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro amigo e pastor
Geremias do Couto,

Saúde & Paz!

Seu texto é 5 em 1:
Histórico, independente,realista, triste e pertinente.

Não creio que tenha sido escrito com o coração, afinal de contas, de acordo com a bíblia sagrada, o coração é enganoso e portanto tendencioso, mas sim, escrito com a consciência.

Consciência viva e não cauterizada, é o que está faltando no arraial superior da elite denominacional assembleiana.

A espada de Salomão a cada dia se levanta, mas está em falta pelo menos uma mãe que diga:

"Não mate, não rache, não divida, fique com ela"

Utopia?

Parabéns por essa peça que entra para os anais da nossa história, por enquanto, registrada somente aqui na blogosfera, "em parte cristã".

Deus te abençoe!

Um grande abraço!

Seu conservo em Cristo,
Pr. Carlos Roberto

Pastor EDER WILLIAM disse...

Prezado Pr. Geremias,

Parabéns pelo comentário, o sr. sintetizou de forma clara a situação das Assembeias de Deus no Brasil, realmente é a briga pelo poder que está prejudicando a unidade da nossa denominação.
Um forte abraço, homem de Deus, não te cales, mas fale e escreva.

Pr. Eder William.

CANTOR MOISÉS VIEIRA disse...

Triste, deprimente, lamentável. È essa gente que se diz "Pastor". Sem mais comentários ........

Abraços!!

Erlon Andrade disse...

Seu texto se resumi nisso: "Briga entre dois Golias ou dois gigantes como queira.

Quanto a alegria da igreja: NInguém tirará a alegria do povo nessa comemoração, por que esta alegria não depende de CGADB ou qualquer outra entidade, mas sim é dada por Deus ao povo.

O neemia ao qual tú se refere nada mais é do que o esclarecimento de Deus ao povo, isto é, o povo está abrindo os olhos. E nesse abrir de olhos a grande descoberta. "durante anos fomos enganados".
Esse engano não é só a nível de centenário ou Assembléia de Deus, mas sim de todas as igrejas cristãs.
Só existe uma realidade hoje:
Nós como corpo de cristo estamos desacreditados tanto dentro da igreja como fora.
O grande avivamento tão proclamado, é esse, a rejeição a todo tipo de barganha e engano no meio evangélico.

Fernando Teixeira disse...

Texto Brilhante, mas meu coração também está amargurado com tal situação, o meu anseio em ver uma grande festa do centenário unificada está indo aos poucos embora, aonde vamos parar? Quanta ganância, fico envergonhado, mas enfim, que Deus possa levantar um novo homem, precisamos de renovação, a Assembleia de Deus não merece isso. Vamos seguir olhando para o alvo, só Jesus na causa! Forte Abraço, que Deus continue lhe abençoando Pr. Geremias.

Cícero Leandro Júnior disse...

"Mas não acredito que os escombros permanecerão para sempre, embora este seja o desejo voraz dos Tobias e Sambalates. Outro Neemias será levantado para trazer de volta a glória do Senhor sobre a cidade. Creio nisso."

A paz do Senhor, caro pr. Geremias.

O último parágrafo me emocionou e encheu de esperança o meu coração. Há muito que tenho sentido que O Eterno há de prover uma terceira via que venha a consertar o que está quebrado. E fico feliz de não ler um texto com um final pessimista e determinista.

Tal obra, que este ano comemora seu centenário, não há de ser destruída pela ganância e soberba dos homens.

Que Cristo o abençõe, e que Deus continue lhe dando graça para que o senhor seja o atalaia que é.

Charlles Oliveira disse...

A Paz do Senhor!

Prezado pastor, enquanto meditava no texto, em especial no último parágrafo que diz:
"Mas não acredito que os escombros permanecerão para sempre, embora este seja o desejo voraz dos Tobias e Sambalates. Outro Neemias será levantado para trazer de volta a glória do Senhor sobre a cidade. Creio nisso."

Então, lembrei das palavras de Faraó a José:
"E disse Faraó a seus servos: Acharíamos um homem como este em quem haja o espírito de Deus?
Depois disse Faraó a José: Pois que Deus te fez saber tudo isto, ninguém há tão entendido e sábio como tu.
Tu estarás sobre a minha casa, e por tua boca se governará todo o meu povo, somente no trono eu serei maior que tu." Gn 41.38-40

Deus te abençoe!!!
:)

Henágio Soares disse...

Mas não acredito que os escombros permanecerão para sempre, embora este seja o desejo voraz dos Tobias e Sambalates. Outro Neemias será levantado para trazer de volta a glória do Senhor sobre a cidade. Creio nisso.
Pastor geremias lindas as suas palavras confesso que derramei lagrimas quando eu li este texto.
Deus ira sim levantar outro Neemias para trazer de volta a Gloria para nossa igreja no Brasil.

PARAUAPEBAS-PA

Mai Drago disse...

Estamos sim em tempo de avivamento... em momento de renovo!
Queridos irmãos, não murmurem, orem!não fiquemos pensando que esta é toda a situação, ao que vi, estão apenas vendo "o lado ruim", onde está a adoração a Deus? A festa é para honra e glória de Deus e não para os nós, humanos!
...
Estive a ler o murmurio dos pastores. Os senhores ao concordarem com o que foi aqui exposto parecem saber quais os planos de Deus, sabem? Se souberem avisem a todos...
Os senhores parecem esquecer que é Deus que entrega a vitória, quem tem a força, Jesus é conosco, e ninguém pode impedir o agir de Deus... levantem suas cabeças!!
Vamos com fé, onde está força de vocês, no homem ou em Deus?
...
“ Peso da palavra do SENHOR contra Israel, pelo ministério de Malaquias. Eu vos ameis, diz o SENHOR; mas vós dizeis: Em que nos amaste? Não foi Esaú irmão de Jacó? – disse o SENHOR; todavia amei a Jacó e aborreci a Esaú; e fiz dos meus montes uma assolação e dei a sua herança aos dragões do deserto. Ainda que Edom diga: Empobrecidos somos, porém tornaremos a edificar os lugares desertos, assim como diz o SENHOR dos Exércitos: Eles edificarão, e eu destruirei, e lhes chamarãoTermo-de-Impiedade e o Povo-Contra-Quem-O-SENHOR-ESTÁ-IRADO-PARA-SEMPRE. E os vossos olhos verão, e direis: O SENHOR seja engrandecido desde os termos de Israel. O filho honrará o pai, e o servo, ao seu senhor; e se eu sou Pai, onde está a minha honra? E se, sou Senhor dos Exércitos a vós, ó sacerdotes, que desprezais o meu nome e dizeis: Em que desprezamos nós o teu nome?” ( Malaquias 1 : 1-6)
“ E contou-lhes também uma parábola sobre o dever de orar sempre e nunca desfalecer, dizendo: Havia numa cidade um certo juiz, que nem a Deus temia, nem respeitava homem algum. Havia também naquela mesma cidade uma certa viúva e ia ter com ele, dizendo: Faze-me justiça contra o meu adversário. E por algum tempo, não quis; mas, depois, disse consigo: ainda que não temo a Deus, nem respeito os homens, todavia, como esta viúva me molesta, hei de fazer-lhe justiça, para que enfim não volte e me importune muito. E disse o Senhor: Ouvi o que diz injusto juiz. E deus não fará justiça aos seus escolhidos, que clamam a ele de dia e de noite, ainda que tardio para com eles? Digo-vos que, depressa, lhes fará justiça. Quando, porém, vier o Filho do Homem, por ventura, achará fé na terra?” (Lucas 18 : 1-8)
“ Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de entranhas de misericórdia, de benignidade, humildade, mansidão, longaminidade, suportando-vos uns aos outros e perdoando-vos uns aos outros, se algum tiver queixa contra outro; assim como Cristo vos perdoou, assim fazei vós também. E, sobre tudo isto, revesti-vos de caridade, que é vinculo da perfeição. E a paz de Deus, para qual também fostes chamados em um corpo, domine em vossos corações; sede agradecidos. A palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria, ensinando-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais; cantando ao Senhor com graça em vosso coração. E, quando por palavras ou por obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus, dando a ele graças a Deus Pai.” (Colossenses 3 : 12-17)
...
Vos digo que Deus me tocou com estas palavras para que os senhores, tenham o entendimento e sabedoria para com os planos de Deus.

Kleber Almeida disse...

A Paz do Senhor,

Sou paraense e filho de pioneiro da Assembléia de Deus no Pará. Quero dizer que sombrio é para vcs dai...Nos aqui estamos no fogo e na luz do Esp. Santo...E lembrando que a CGADB nao tem nenhum direito de celebrar nada...Ela nao é e nunca foi igreja, tem mais quem nao vem é o JW, pois a maioria dos Pastores Presidentes das Ass de Deus do Brasil estrão vindo inclusive os da Madureira, Anapolis, etc....
Sombrio é para vcs, estamos e no fogo do Pentecostes...
Qer um conselho, venha participar pois o senhor não está mais na CPAD, dai ninguem vai falar ou demitir o senhor..

oereal@gmail.com disse...

Laerço

Caro Pr. Geremias, só temos a lamentar por essa quebra de braço (no âmbito do poder) onde sempre tivemos o ensino da unidade cristã,citado em Jo. 17.21, e Sl. 133,como regra de fé e prática.
Mas...os dias estão difíceis, e estamos esperando a volta de Jesus! Maranata!!!

Rodrigo Moreira disse...

Nada há de novo .A igreja começa como uma utopia possível, treansforma-se em um comércio e - digo com muito persar no coração - torna-se mais uma instituição a lutar pelo poder mundano.Usando de todos os meios, não importa quais, para atingir seus fins.

PASTOR CARLOS ALBERTO disse...

Francamente,ja era de se esperar postura de tal natureza.Estou começando a ficar envergonhado de ser pastor da assembléia de ????????

Pr. Flavio Constantino disse...

Querido Pastor Geremias,

A Paz do Senhor,

É preciso muita coragem e ao mesmo tempo consciência profética para escrever esse texto.

Se permitires estarei postando em meu blog. É lógico, citando a fonte e o nobre autor.

Um grande abraço,

No Amor de Cristo,

Pastor Flavio Constantino.

Newton Carpintero, pr. e servo disse...

Prezamigo pr. Geremias do Couto,

A paz de Cristo, o nosso Senhor!

Creio que a magestade dos 100 anos das igrejas Assembléias de Deus no Brasil, permite o delírio de poder aos que esqueceram o principal dos motivos que nos leva a esta comemoração. Leia-se: Carnalidade!

A data é insignificante, quando comparada ao principal significado eterno que nos permite ser motivados realmente, a esta atividade festiva ao se completar 100 anos de existência.

Durante tantos anos, muitos dedicaram suas vidas ao progresso desta denominação. Leia-se: denominação.

O nosso coração, não deve estar sobre-maneira, fadado ao destempero provocado pela incapacidade de gerência em âmbito continental às regras que se deformam ao caminhar por cada região, bem como, a sua conveniência, sempre ligada ao poder. Leia-se: dos homens.

Ao avaliarmos o progresso da igreja, não podemos eliminar a necessidade em compartilhar a partilha que se soma com os revéis do plantado no passado e presente que, sem sombra de dúvidas, nos permite sentir a aflição de algo normal humano, e bem distante do que seria o sentimento verdadeiramente cristão de ser: O encontro total desprovido das farpas que aparentemente inocente, permitiram e permitirão a vermelhidão no futuro da denominação, motivada pelo seu crescimento, sem as aparas realizadas com a correta função em detrimento do melhor para a igreja invisível. Leia-se: a de Deus.

A sua postura sem tonturas informa nitidamente que alguns devem se postular ao óbvio, afinal, vale a pena. Leia-se : Final dos Tempos!

Penso que deveríamos comemorar sim, se tudo e todos estivessem de bem com o bem. assim poderíamos utilizar o "slogan":

O CENTENÁRIO DA UNIDADE, e não, a unidade do centenário.


O Senhor seja contigo, nobre pastor!
O menor de todos os menores.

Ricardo Oliveira disse...

Irmão Geremias,acredito por FÉ em unção para pregar,curar e expulsar demonios mas lendo seu texto percebo que é imprescindivel UNÇÃO para analisar um assunto e esclarece-lo sem tomar partido de A ou B como fez o irmão.Há muito tempo os que degladiam-se publicamente reivindicando a primazia sobre a Assembleia de Deus e por conseguinte seu controle,tem como questão IMPERATIVA o atendimento a seus objetivos pessoais.Suas palavras não condizem com seus atos.Falam em desprendimento,mas AMAM O PODER E a aproximação com lideranças politicas nacionais,ora participando diretamente ,ora elegendo parentes afins e consaguineos e sempre com o bom argumento que o que os move é o interesse do bem estar do POVO DE DEUS.A defesa da propagação do evangelho é o pano de fundo para uma DISPUTA PREDADORA pela venda de livros,Cd's,Biblias E A GUERRA NADA SANTA por horarios em radios e sobretudo televisão.
Parabenizo o irmão pelo discernimento na explanação sobre o assunto; e não por vosso desejo ,mas justamente por sua isenção o irmão deve estar sendo sim um formador de opinião para aqueles que buscam entender o assunto em questão ,priorizando o esclarecimento da verdade atraves da imparcialidade.

Jean Patrik disse...

Não querendo ser negativista, mas infelismente, é essa a realidade da nossa desfragmentada Assembléia de Deus.

O que me dói é que esses cabras vão morrer, e as suas atitudes são o que vão ficar para a geração vindoura.

A igreja ainda continua sendo uma benção, mas muitos lideres que as dirigem, querem desvirtua-la do seu objetivos.

Deus pedirá conta das obras de tais lideres, e nesse dia não haverão como se justificar.

Que Deus nos ajude a manter esse trabalho iniciado por Daniel Berg e Gunnar Vingren o mais firme possivel.

Só nos resta orar, orar, orar e orar.
"Ponha a sua boca no pó; talvez ainda haja esperança. Lamentações 3:29"

Jean Patrik

Pastor Geremias Couto disse...

Algumas observações necessárias:

1) Este blog não publica comentários anônimos ou de pessoas registradas na plataforma Blogger (ou em qualquer outra), mas com perfil indisponível.

2) Comentários que vêm assinados com nome e sobrenome são acolhidos após criteriosa análise, desde que não contenham ofensas a quem quer que seja.

3) Recebi um comentário assinado por um secretário-adjunto de determinada Convenção Estadual, mas tomei a liberdade de não publicá-lo até que me certifique da autenticidade da fonte para evitar o que aconteceu há poucos dias no blog do meu amigo e pastor Carlos Roberto Silva. Tão logo tenha a segurança que a fonte é autêntica, publicá-lo-ei. Caso não consiga, ficará nos arquivos.

Abraços a todos!

Judson Canto disse...

Caro Geremias,

Venho apenas fazer eco às suas palavras. O povo assembleiano em geral e também muitos líderes desejam uma festa marcada pelo amor fraternal, mas parece que isso não vai acontecer. O termo "convenção", que evoca a concordância, está virando sinônimo de desunião.

Abraço.

Judson.

Ev. Fracisco disse...

Caro Pr. Geremias do Couto, a paz do Senhor. Desde que visualisei este blog, sempre que possivel, tenho acompanhado todas as materias nele apresentadas, especialmente as de sua autoria, pelo seu conteudo, profundidade, verdade e coerencia. Voltando ao tema "centenario", temos acompanhado mesmo a distancia, todos os descaminhos e desatinos que os "nossos lideres" tem tomado, pra nossa tristeza e vergonha. A busca, e a continuidade no poder, tem lhes tirado o equilibrio, o bom censo, a coerencia, e sobretudo o distanciamento da pratica da palavra de Deus, (teoria eles tem muito). Quero parabeniza-lo pelo texto, e dizer ao presado irmao, que o Sr. Nosso Deus ha de nos conduzir a aguas tranquilas e a pastagens verdejantes. (como o nosso coraçao anseia por este momento). Um abraço fraterno em Cristo Jesus nosso Senhor. Ev Francisco Chagas Filho. Igreja Assembleia de Deus em capinopolis mg.

Marco Antonio Pereira disse...

Certo amigo me disse:

"Ev Marcos: é difícil sair da platéia e entrar nos bastidores" (se referindo aos preparativos de uma peça). Dizia mais: "ali vemos coisas apodrecidas". O pior disso é que ele se referia aos dirigentes de nossa conhecida (75 anos) Assembléia de Deus. Sabe Pr, publicaram, recentemente, o livro "Assembléia de Deus - Origem, implantação e militância" de Gedeon Freire. Bom, infelizmente, como assembleiano, devo concordar com sua investigação. Aliás, teria razão o Malafaia? Bom, aqui dizem não ter, mais os bastidores, nós sabemos que "é bem assim".

EBD criativa disse...

Nasci em berço evangélico, e quando me entendi por gente, já sabia a que igreja eu pertencia, Assembleia de Deus. Ainda criança fiquei confundida, ao saber que só não existia uma Assembleia, e sim duas. Como assim? Me explicaram que uma é do Belém ou Missão, a outra é Madureira. Ah ta, entendi! Imagina para os pequeninos Assembleianos de hoje!!
Uma coisa que vejo que o irmão deixou bem claro, é que vamos comemorar o Centenário da Assemleia de Deus como uma denominação que surgiu há quase cem anos, e não uma fundação local.
Parabéns pelo texto, que é esclarecedor e imparcial! Deus o abençoe sempre!

Irmão Jacó Santiago disse...

A Assembléia de Deus no Brasil realizou grandes eventos, que deixaram grandes marcas. Cito em primeiro lugar a 8ª Conferência Mundial Pentecostal (Rio de Janeiro - 1967), em segundo o 2º Congresso Mundial das Assembléias de Deus (São Paulo - 1997) e o Centenário da Assembléia de Deus no Brasil (Belém do Pará com extensão em todo o território nacional). Mas, pelo visto, a grandiosidade do centenário será ofuscada pela queda de braço CGADB X Igreja-Mãe.
Meu amigo Pr. Geremias meus parabéns por este importante artigo.

Pb. Gildemar Alencar disse...

Que o Senhor nos ajude...

Pr.Daniel S Acioli disse...

A História se repete?

Óbvio que sim!

Cismas e mais cismas!

Divisões e mais divisões!

A Origem de tudo?

Inicio da familia de Adão tem o histórico e sabido crime familiar: Caim mata a Abel!

Anos passam e José é vendido para os Ismaelitas!

Moiséis apesar de lider e falar com Deus cara a cara, Arão e Sara não o pouparam de suas ferinas linguas!

Datã, Abirão e Coré reclamaram da liderança, e o fim todos nós sabemos!

Os dez espias discordaram de Josué e Calebe, e vice e versa! (rsrsrrs)

Abimeleque mata seus irmãos e se declara rei!

Davi leva alguns queijos para o comandante e irmãos tambem, é censurado pejorativamente por Eliabe!

Absalão levanta-se contra o pai e deu no que deu, briga de familia das feias!

Joabe dá um abraço de tamanduá no Comandante Abner e o fere na quinta costela, matando-o!

Os discipulos João e Tiago, usaram a mãe para falar com a mãe desejando a direita e esquerda de Jesus!

Os dez outros discipulos se indignaram pela astúcia da familia que trabalhavam em bloco pelo assento destacado!

Atos registra a primeira "convenção" o tempo esquentou e muito, mas o Espirito Santo agiu depois da "contenda"!

A Igreja de Corinto, miserecredo!

O Apóstolo Pedro tomou uma carraspana (sic) de Paulo na frente de todos!

Paulo, denuncia a Alexandre, o latoeiro e outros mais que pisaram na bola!

Sem deixar de mencionar o "quebra-pau" entre Paulo e Barnabé por causa de João Marcos!

Se fosse hoje a surra que Paulo e Silas tomaram em Filipos, com certeza seria explorada como castigo divino pela ingratidão de um discipulo ao seu mentor!

Não deixemos de olhar o conteúdos das cartas ás Igrejas da Asia, todas tem uma repreensào no bojo!

De sorte que nobre Pr. Geremias e demais irmàos, sem querer corroborar com qualquer animosidade, só podemos dizer:

Temos vivido tempos de dor e opressão.

Tempos de sofrimento e de fome.

Tempos em que o alimento se foi, como está escrito em Joel 2:17 nós, sacerdotes do Senhor, devemos chorar e orar: “Chorem os sacerdotes, ministros do SENHOR, entre o pórtico e o altar, e orem: Poupa o teu povo, ó SENHOR, e não entregues a tua herança ao opróbrio, para que as nações façam escárnio dele.

Por que hão de dizer entre os povos: Onde está o seu Deus?

Essa é a posição que devemos tomar.

Essa é a ATITUDE que devemos ter.

O mais belo disso tudo é o resultado dessa oração está nos versículos 18, 19:”Então, o SENHOR se mostrou zeloso da sua terra, compadeceu-se do seu povo, e, respondendo, lhe disse: Eis que vos envio o cereal, e o vinho, e o óleo, e deles sereis fartos, e vos não entregarei mais ao opróbrio entre as nações.”

Deus ouviu a oração dos seus sacerdote e realizou o seu milagre.

Devemos nos colocar em posição e orar por essa nação, por nossos familiares, amigos e parentes, pois assim, Deus se mostrará zeloso e se compadecerá de nós.

Esperemos em Deus, e se precisamos de ajuda para mudar de atitude e começar a ser um transformador de vida, entendamos nas palavras de um amigo meu: “O cântico do profeta pode ser parafraseado assim: Ainda que eu não tenha dinheiro; Que o carro seja velho, que a comida seja simples e frugal, todavia, eu me alegro no Senhor, exulto no Deus da minha salvação.
Ele me faz andar altaneiramente, de cabeça erguida, de coração puro e de consciência limpa!”

Reflitamos pois!

Volte Jesus para sua Igreja!

Pastores!

O juízo irá começar logo, logo, na Casa de Deus!

Alguém duvida?

Haja lenço!

Pr. Daniel S Acioli

Matias Borba disse...

Pastor Geremias,
Paz!

Bem, se nossa liderança não ouve as vozes dos ho
mens de Deus que lutam e lutaram tanto pera o prograsso de nossa denominação, quem dirá a minha simlples e humilde voz de membro desta igreja, onde o poder e a ganância já máculou sua imagem?!

Só posso assinar seu texto e continuar orando. Até pensei e planejei um pouco participars das festividades na igreja mãe, mas, desde o começo do ano, após alguns acontecimentos desisti, creio que assim como muitos.

Deus nos ajude a manter distante de nós a sede pelo poder, pois isso mata e nos faz perder a alma!

Abs!

Daladier Lima disse...

Lamentável que seja tão verdadeiro, é o que posso afirmar nestes dias tão tristes. As comemorações dividem as convenções estaduais, que dizer da nacional? Não, NÃO, estamos unidos. Em breve, entrevejo, muitas pequenas convenções serão engolidas pelas maiores, como se empresas fossem, e outras surgirão sempre ao sabor do dinheiro e da sede pelo poder. Abrir uma Assembléia de Deus passou a ser investimento. Neemias espreita a estrada, chorando no palácio.

Gesiel Camilo disse...

PASTOR, existem 3 personagens atrapalhando as comemoracoes, sem classificacao por ordem de nomes:
Samuel Camra, Jose Wellington e CGADB - tirando esses 3 personagens creio que as comemoracoes serão abencoadas.

PR MAURICIO BRITO disse...

Pr Daniel Aciole da Assembleia de Deus em Apucarana PR, fez uma reflexão importante, postado neste artigo; Porém, quero só relembrar o nobre pastor, que o problema que se instalou na Assembleia de Deus; esta no meio dos SACERDOTES; um sacerdote, no poder; e não deixa o poder por nada; e outro sacerdote, quer tomar o poder a todo custo. esse é o cerne da verdade.

PR MAURICIO BRITO disse...

GESIEL CAMILO cita três problemática para o não acontecimento do da UNIDADE DO CENTENÁRIO.
1. O SACERDOTE SAMUEL CAMARA
2. O SUMO SACERDOTE JOSÉ WELIGTON
3. A INSTITUIÇÃO CGADB.

Não entendi o que o nobre colega quis dizer com essa linguagem.

Pr.Daniel S Acioli disse...

Nobre Pastor Mauricio Brito!


Naquela reflexão esqueci do episódio entre Abraão e Ló!

Parentes e a briga pelos poços e pastos foi de tamanha gravidade que o Crente Abraão....ehehehheh disse: Não haja contenda entre nós, parentes somos!

É os Sacerdotes que precisam chorar mesmo e estes com certeza Deus sabe quem está derramando lágrimas!

Um abraço

Pr. Daniel S Acioli

Gesiel Camilo disse...

AMADO Pr. Mauricio, Deus abencoe.
Minha colocacao a respeito dos personagens que estao atrapalhando o andamento das Comemoracoes do Centenario, aludem ao que estamos vendo ultimamente: esses desacordos e briga pelo poder de realizacoes. E nao podemos negar que os tres principais que cooperacao para a falta de uniao sao os senhor JW - Sc e a gloriosa que ja perdeu o brilho CGADB, que na minha opiniao nao tem servido para unir nada nem ninguem.

Deus abencoe querido
gesielcamilo.blogspot.com

SANDRO LUIS DO ESPIRITO SANTO disse...

A PAZ DO SENHOR, PASTOR GEREMIAS DO COUTO.


JÁ CONVIDARAM O SENHOR JESUS PARA A FESTA DO CENTENÁRIO ?


QUAL É O OBJETIVO QUE OS AMADOS PASTORES PRETENDEM ATINGIR ?

TUDO ISSO É ESCÂNDALO ! E COM QUE CARA FICAMOS QUANDO PREGAMOS A UNIÃO SE NÃO TEMOS COERÊNCIA ! ! !

O POVO DE DEUS NÃO PODE CONVIVER COM ESSA BRIGA DE LIDERES.

FRANCAMENTE, TODO ESSE BATE-BOCA É UM PÉSSIMO EXEMPLO.

A HUMANIDADE GEME POR CAUSA DA MISÉRIA, VIOLÊNCIA, FALTA DE AMOR.

E FICAMOS PERDENDO TEMPO COM BRIGAS INTERNAS QUE NÃO LEVAM ABSOLUTAMENTE A NADA.

OU SERÁ O QUE ESTÁ EM JOGO É ALGUM INTERESSE MATERIAL ?

PASTOR GEREMIAS, EU NÃO ENTENDO E FICO CONFUSO POR CAUSA DE TAMANHA DESUNIÃO EU NÃO SEI AONDE ISSO VAI PARAR ! ! !

QUE O TODO PODEROSO TENHA MISERICÓRDIA DE NOSSAS ALMAS ! ! !


LEIA :

http://sandrocristao.blogspot.com/

ROBSON SILVA disse...

Ao irmão, amigo e mestre: PAZ.

Estou com saudades de ouvi-lo... Vinda a SP faça-me saber, que irei dar-te um abraço.

Quanto ao exposto, nós restam poucas opções:

a) sentar e chorar
b) cair de boca no pó e gemer;
c) erguer os olhos aos céus e clamar;
d) levantar e andar, pois o nosso descanso não é aqui.

A escolha depende de cada um de nós.

Amplexos.

Robson Silva
PPA

Carlos de Lucena disse...

Pastor Geremias, em primeiro lugar quero cumprimentá-lo e parabenizá-lo por seu dom e capacidade na arte da escrita. Conhecemo-nos há algumas décadas e tivemos algumas oportunidades de conversarmos desde os tempos em que o senhor nos visitava lá pelas Alagoas.
Permita-me, registrar o que penso sobre alguns aspectos da sua abordagem em relação ao Centenário, no artigo publicado. Faço parte de um pouco da história dessa denominação e dos que também sonham com uma liderança submissa aos princípios do propósito divino em nossas vidas.
Estando o senhor agora longe das duas partes, lançar dúvidas sobre disposição de promoção de uma só festa, protegendo-se no “até onde sei” é, a meu ver, predisposição em desqualificar e criticar.
A abordagem trata de uma celebração local (Belém-PA) e não da coordenação nacional dos festejos. A CGADB é nacional, porém, existe em função das Igrejas locais e não o contrário. Como denominação, assembleianos de todo país estarão comemorando 100 anos. Mas afirmar que a única Igreja (local) a comemorar 100 anos em 2011 é a Igreja Mãe, a meu ver, não é arrogante e excludente, principalmente num contexto em que o presidente de Convenção Nacional (que não é Igreja) marca um evento dias antes da Igreja Mãe e em qualquer prédio da cidade que não esteja ligado à Igreja local histórica.O Centro de Convenções da Igreja em Belém (coberto e climatizado) tem maior capacidade (22 mil lugares) do que o estádio aberto escolhido pela CGADB para a Conferência (17 mil lugares). Isso sim é ser arrogante e excludente. A segunda e única Igreja local (em capitais) a comemorar o Centenário será a de Maceió, AL, daqui a quatro anos, em 25 de agosto de 2015, depois com certeza, as demais Igrejas locais em capitais vão comemorar seu Centenário e exemplo da AD em Belém.
Carta quase um ano antes (tardia?). Suas críticas ao texto da carta mais uma vez, a meu ver mostram uma predisposição em criticar e desqualificar. Mesmo com o pastor da Igreja local curvando-se ao presidente da Convenção Nacional em carta protocolada há quase um ano e só agora divulgada em face aos boatos de que o Presidente Nacional não vai porque não foi convidado.
Sua campanha eleitoral de uma terceira via: “Em 2013 nem José Wellington nem Samuel Câmara é, a meu ver, não obstante cabível dentro de uma quase utópica democracia eclesiástica na CGADB, uma luta pelo poder, onde o senhor sonha alinhar-se com um líder que não seja nem o que o senhor acompanhou e apoiou durante décadas de continuísmo (durante esses longos anos não se ouviu sua voz na CPAD perguntando : “será que só existe um homem capaz de dirigir a CGADB”, como o faz agora) nem aquele a quem o senhor, ao lado dos que há anos impedem a boa alternância, criticou e se opôs, a exemplo do longo e parcial artigo publicado no MP depois das últimas eleições no Anhembi, e em tantos momentos nas tribunas das Assembléias Convencionais. Digo artigo parcial sem entrar no mérito do conteúdo, porque se assim não o fosse, o senhor sabe melhor do que ninguém, a CPAD (a exemplo dos mais duros governos ditatoriais) jamais permitiria que fosse publicado se abrangesse, por exemplo, críticas aos dois candidatos e não só ao da oposição.
Para concluir, falando em predisposição em desqualificar, registro aqui o meu profundo lamento, pelo fato de que em meados dos anos 90, o pastor Samuel, que até então não havia falado publicamente, nem entre os mais próximos colegas, em candidatar-se ao cargo de Presidente da CGADB, foi vítima de severas e injustas críticas (estava ausente) em uma reunião (documentada) de líderes no Nordeste (Natal-RN) por parte do presidente da Convenção paraense, e recebeu um endosso do pastor presidente da CGADB, com a seguinte expressão: “Imaginem meus irmãos, um homem desses ainda deseja ser presidente da CGADB”. Na verdade, com sua crítica, o presidente tentava com as prerrogativas do seu cargo, apagar no nascedouro um nome que surgia entre os convencionais como possível para competir e restaurar a alternância na CGADB, perdida há mais de duas décadas desde sua entrada.

Valdeci do Carmo disse...

Caro Pr. Geremias eu me pergunto constantemente sobre a sua situação na CGADB. Percebi pelos seus textos que sempre tens denunciado as coisas erradas e buscado a união das ADs. Na verdade o senhor tem andado na contramão dos interesses da cúpula do poder. Não conheço o Pr Samuel e nem posso defender a sua integridade, pois eu só o conheço nas AGOs e na mídia, porém defendo suas idéias, seus princípios administrativos para a CGADB. Acredito nos projetos que ele tem para a CPAD. Essas rupturas internas estão desintegrando a "unidade" da instituição e sinceramente fico triste em ver tanta demanda pelo poder. Alguém deveria ter uma "visão" para revitalizar o ministério, pois os nossos problemas são de ordem ministerial e não isso ou aquilo que querem impor sobre os irmãos. Continuo dizendo é mais fácil um camelo passar no fundo de uma agulha do que um obreiro se salvar. Que Deus continue te iluminando para edificar muitas vidas e trazer esclarecimentos para os demais que estão bem distantes do conhecimento daquilo que realmente acontece em nosso meio.

Com muito respeito e admiração um grande abraço.

Ev. Valdeci do Carmo

ROBSON DE CARVALHO disse...

MEUS QUERIDOS, NÃO ENTENDO O PORQUE DE TODO ESSE ESTARDALHAÇO, POIS, AD. ESTÁ DIVIDIDA A MUITO TEMPO. A ASSEMBLÉIA DE DEUS NÃO É A MESMA A DÉCADAS. O QUE SE VÊ HOJE É MUITA POLÍTICA E JOGO DE INTERESSE. SOU MEMBRO DA ASSEMBLÉIA DE DEUS HÁ TRINTA ANOS, MAS ACHO QUE ESTAMOS PAGANDO COM A PRÓPRIA LINGUA POR SEMPRE NOS POSICIONAR-MOS ACIMA DAS OUTRAS DENOMINAÇÕES. AGORA PERCEBEMOS QUE NOSSO TELHADO É DE VIDRO. PB. ROBSON DE CARVALHO

Pr. Luiz Leandro disse...

Pr. Geremias concordo com o senhor em genero, número e grau, estamos distântes da proposta original de nossos pais na fé os pioneiros entretanto ainda espero um grande milagre de Deus e que esta lamentável celeula se finde, e que os egoistas e presunçosos parem com este devaneio por dinheiro e poder, agradeço a Deus pela sua vida.

Pr. Luiz Leandro

disse...

Muito bom seu artigo Pr. Geremias. Infelizmente não existe inocentes de ambos os lados. lamentável. Paz!

MANOEL MESSIAS disse...

OLA PASTOR JEREMIAS!
EM PRIMEIRO LUGAR QUERO PARABENIZAR PELA BRILHANTE POSTAGEM.
QUANTO AS COMEMORAÇÕES DO CENTENÁRIO, DIGO, É UMA VERGONHA O QUE ESTAMOS VENDO. QUEM ESTÁ FAZENDO CEM ANOS É A ASSEMBLÉIA E NÃO A CGADB, PORISSO ME SINTO ENVERGONHADO, TRISTE DIANTE DESSA INDIFERENÇA QUE HÁ ENTRE A CGADB E A IGREJA MÃE EM BELÉM.
ACREDITO QUE NÃO É HORA DE DEMONSTRARMOS INDIFERENÇAS, MAS SIM DE COMUNHÃO, AAFINAL É QUE PREGADO POR ESSES HOMENS EM SEUS PULPITOS, MAS AGORA DEIXAM TODA UMA MEMBRESIA DESNORTEADA E SEM ENTENDER O QUE DE FATO ESTÁ ACONTECENDO E O PORQUE DE NÃO COMEMORAR ESSA GRANDE FESTA EM BELÉM-PA, ONDE TUDO COMEÇOU.
NÃO SEI QUE EXEMPLO O PRESIDENTE DA CGADB QUER PASSAR PARA TODOS NÓS E NÃO ENTENDO TAMBÉM, A GANANCIA DO PRESIDENTE DA IGREJA EM BELÉM-PA, SÓ SEI QUE ISSO É UM GRANDE MAL EXEMPLOS PARA TODOS OS MEMBROS DA CGADB E CONSEQUENTEMENTE AS ASSEMBLÉIAS DE DEUS.
COM TUDO ISSO SÓ POSSO CONCLUIR OSEGUINTE:DEUS UM DIA DARÁ UM BASTA NESTE CONTINUISMO QUE EXISTE NA CGADB, POIS ACREDITO, DEUS NÃO ESTÁ NESSE NEGÓCIO, POIS HÁ DISCOÓRDIA, O SENHOR CONCORDA?
UM GRANDE ABRAÇO

PR MANOEL MESSIAS

Café Crente disse...

Acho uma vergonha isto e não vejo a hora destes dinossauros e tiranos irem embora ainda tenho um pouco de esperança na próxima geração
Jânio Alves

Pastor Geremias Couto disse...

Meu caro Carlos Lucena:

É uma satisfação tê-lo por aqui e me lembro bem, sim, de nossos bons encontros lá pelas terras das Alagoas.

Quero apenas fazer algumas observações e aclarar alguns pontos de seu comentário:

1) Creio que você não compreendeu a minha postagem. Não tive a intenção de desqualificar ninguém, muito menos a Igreja-Mãe. O meu texto trata da falta de unidade nas comemorações do Centenário e não do direito de a Igreja-Mãe promover os seus festejos. Isso é claro desde o o primeiro parágrafo.

2) Quando menciono o fato de um sentimento arrogante e quase excludente sobre os festejos de Belém é porque já ouvi e já li, não poucas vezes, que a única igreja a completar 100 anos é Belém e que as outras "pegam carona". Isso é fato. É ela quem completa 100 anos mas como você bem observou, assembleianos de todo o Brasil, como denominação, estão inseridos nas celebrações. E quem representa os seus pastores é a CGADB,sem esquecer CONAMAD como representante de Madureira. Com o fim de exemplificar o que digo, transcrevo o que escrevi, alhures, há poucos dias em resposta a um amigo:

"A Assembleia de Deus poderia ter-se iniciado em qualquer outro lugar. Quis o Senhor que fosse em Belém. Esse fato ninguém muda. Mas como ela existe na forma de denominação (reconhecida pelo preclaro amigo acima), que teve início na capital paraense, é também a Assembleia de Deus no Brasil que completa 100 anos. Esse fato, de igual modo, ninguém muda. À guisa de ilustração, vejamos os seguintes exemplos:

"a) Em 2009, a Igreja Presbiteriana do Brasil completou 150 anos. A data foi celebrada em todo o país. Mas onde teve início a denominação? No Rio de Janeiro, em 1859, através do Rev. Ashbel Green Simonton, vindo dos Estados Unidos.

"b) No dia 4 de julho de 1776 foi publicada a Declaração de Independência dos Estados Unidos, na Filadelfia, Pensilvânia, com a adesão de 13 colônias. Hoje os EUA contam com 50 estados e as comemorações abrangem todo o país, e não apenas se realizam na Filadelfia. É a nação que celebra a sua independência, embora o fato se tenha dado naquela cidade.

"c) Diz a história que o Brasil foi descoberto em 22 de abril de 1500. As caravelas de Cabral teriam aportado por aqui no litoral baiano. Mas o que se comemora: a descoberta da Bahia ou a descoberta do Brasil, embora o país viesse a ser desbravado ao longo de muitos anos? Acredito que não seja necessário explicitar".

Essa é a minha ênfase, sem tirar o mérito da Igreja-Mãe, mas, ao mesmo tempo, lamentando essa celebração fragmentada.

3) Quando menciono que a carta é tardia, faço-o à luz da desejada unidade e não no contexto das comemorações específicas da Igreja-Mãe Por princípio, esforço-me sempre para caminhar a "segunda milha". É nesse sentido que considero ter o pastor Samuel Câmara perdido a oportunidade de logo no início propor a parceria, mesmo que viessem a rejeitá-la. Ele ficaria a cavalheiro. Nas outras grandes datas (50, 75 e 80 anos) sempre estivemos juntos. Por que não agora? (continua)

Pastor Geremias Couto disse...

Meu caro Carlos Lucena:

(continuação)

4) Se a nossa campanha nos blogs foi pela unidade, é lógico que não concordo com a programação que a CGADB fará em Belém, PA, uma semana antes das comemorações da Igreja-Mãe. Mas segundo informações que ouvi dos bastidores, o fato de levantarmos a questão em nossos blogs impediu que o evento fosse na mesma semana, o que seria ainda pior.

5) A minha campanha pela terceira via não tem as conotações políticas que você imagina e nem de conquista de poder nos termos em que, suponho, você pense. Os meus pressupostos são os de Neemias.

6) Você exagera quando se expressa: "durante décadas de continuísmo". Sem que isso signifique de minha parte qualquer alinhamento com a atual Mesa Diretora, o período é menor do que o prezado amigo dá a entender. O atual presidente assumiu o cargo com a morte do saudoso pastor e amigo Alcebíades Pereira de Vasconcelos em 1988. Ou seja, de lá para cá são 23 anos. É muito, reconheço. Mas antes, "durante décadas", passaram pela presidência o próprio há pouco citado, Manoel Ferreira, José Pimentel de Carvalho e Túlio Barros Ferreira.

7) Diga-se de passagem que nesse período de 23 anos votei em 1991 no pastor Luiz de Almeida e no pastor Túlio Barros Ferreira (era o meu pastor em São Cristóvão) por duas vezes, em Belo Horizonte, MG, e em São Paulo, SP (Anhembi).

8) Em relação ao meu artigo publicado no MP, como diz um dos nossos antigos blogueiros, é um direito que lhe assiste discordar dos seus termos. Mas mantenho o que lá escrevi porque até então não estávamos acostumados aos métodos empregados naquela campanha. Naquele momento não havia, a meu ver, em que criticar a campanha do candidato da situação.

9) Quanto à reunião de Natal, RN, nos idos de 1990,a que você se refere, nada posso falar por não estar presente, ter sido do meu total desconhecimento e nem ter acesso aos documentos que registraram o que ali foi tratado.

10) Por muito tempo acreditei no potencial do pastor Samuel Câmara para presidir a CGADB e tenho dados concretos sobre isso em meu apoio que não convém expor aqui. Mas acho que ele, a partir de determinado instante de sua trajetória, escolheu o caminho errado para chegar lá.

Para finalizar, qualquer um que pretenda a liderança em qualquer nível e em qualquer lugar precisa agregar e não desagregar.

Abraços e volte quantas vezes desejar. Você é bem-vindo.

Pastor Geremias Couto disse...

Mais uma observação, meu caro Carlos Lucena:

Em 1987, votei no pastor Alcebíades Pereira de Vasconcelos, na Bahia, para presidir a CGADB e em 1989 fui um dos sete (ou oito) votos contrários à suspensão de Madureira.

Abraços!

Pastor Alexandre Chaves disse...

Querido Pastor Geremias do Couto, sou pastor da assembleia de deus em sáo paulo (belénzinho), pastoreio uma pequena igreja num suburbio da grande São Paulo, aqui tenho me expressado com liberdade de consciência, tanto em relação a situação deplorável que passa a CGADB, quanto com relação a questões locais. Pois bem, tenho vivido dias realmente tensos, parece que o FBI, a CIA ou a nossa ABIN ou FEDERAL está no meu pé; sempre policiado, tanto em meus escritos como nas minhas pregações, as minhas amizades e enfim etc... Recentemente um amigo evangelista não suportou a pressão e pediu desligamento da Convenção e do ministério do Belém, o que aconteceu uma espécie de linchamento de sua moral, e olha que ele era um homem responsável e integro, sempre colaborador da igreja... Parece-me, na realidade, que os tempos não são dos melhores, e uma questão q o senhor já tratou em seu blog, que é a política, assumiu inteiramente a agenda de interesses da "Igreja" ou "ministério". A minha perspectiva nestes dias, é a de que, todo aquele que perseverar em falar a verdade e vívê-la, ainda cobrá-la, pregá-la a igreja, será de algum modo perseguido em nome de uma suposta lealdade ao ministério! Um abraço, e visite meu blog pastoralexandrechaves.blogspot.com

Dic. Robinson Ribeiro disse...

Pr. Geremias Couto.
Meu Nome é Robinson Ribeiro sou Diácono da Assembléia de Deus no Municipio de Francisco Morato - SP.

Realmente o que o Pr. Postou é a mais pura realidade, é isso que estamos vivendo na Assembléia de Deus hoje.
Os lideres estão completamente interessados no poder, se esqueceram da ética, da moral e principalmente da honra, estão deixando os principios biblicos por contas bancárias gordas, e Deus como fica nessa história? É meu caro Pr. Muitas vezes pensei em sair da igreja, mais sempre o Sr. Jesus me toca e faz-me lembrar das almas que estão na igreja precisando ouvir a verdade que vem de Deus. Graças ao nome do Senhor que ele tem levantados homens compromissados com a verdadeira palavra, homens como: o Pr. Geremias Couto, Pr. Alexandre Chaves, Ev. Carleones Fonseca entre outros, que verdadeiramente estão dispostos a sofrer criticas, ameças e difamação pela verdade em Cristo. Infelizmente os lideres e Pastores de hoje se esqueceram do que a palavra diz: II-TM 2:15 = Procura apresentar-te diante de Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade. Estão procurando glória, poder e status, ainda bem que a palavra diz: Que por todas essas coisas Deus vos trará a Juizo. Essa éa minha Esperança.

Meu Blog é www.robinsonribeiro.blogspot.com

Fique a vontade para comentar e criticar, estou a disposição.

A paz de Cristo.

David Leandro disse...

Não sou mais da Assembléia de Deus; hoje congrego na 1ª igreja Batista de minha cidade. Passei um bom tempo dentro da ADD me indignando com toda essa burrificação que se faz das coisas do reino de Deus; confesso que a mim não cabia está mais onde congregava, cansado de tanta politicagem, e que não era só interna. Não guardo rancor nenhum em relação a instituição, até porque sei que existem homens que são de Deus nela, mas tenho ainda dificuldade de lidar com alguns sentimentos não muito bons concernentes a granda banda podre, essa parece está em todo lugar; Ajudo o Senhor em oração por uma reforma de principios dentro da ADD.

Graça e paz.

Blog da Lelê disse...

Excelente artigo, parabéns pelas verdades ditas sem medo!

Wagner disse...

A relação religão/dinheiro sempre foi complicada.

A elite dos judeus que foram exilados na Babilônia e prosperarm, perderam o coração e o amor a sua terra (Jerusalém), a ponto de quando Ciro promoveu a saída e até dando recursos para a reconstrução, muitos permaneceram prosperos na Babilônia.

Dinheiro e poder são como o canto da sereia.

Estou ilustrando apenas para dizer que as pulsões que movem os corações dessa gente é a mesma.

Não temos nenhum santo que possamos ter como referência. Esse pessoal pode dar as mãos porque verdadeiramente são irmãos.

Como disse o pastor Hernandes Dias Lopes: "O saco de batata está junto, mas unidade será quando se tornar um purê"

Isso nunca vai acontecer, é uma UTOPÍA.

Roque Souza Barbosa disse...

Pastor Geremias, A paz do Senhor

Começo esse singelo comentário com uma profunda lamentação a que tenhamos chegado a esse ponto através de algumas de nossas lideranças, quando olhamos para a palavra de Deus em que o Apóstolo Paulo orienta o seu filho na fé Pr. Timóteo em sua 1ª Epístola C. 5 v. 1 a não repreender o homem idoso ou ancião, porém a situação em chegamos não dar pra fazer de contas que está tudo bem, porque ao que observamos o temor que existia nos idosos ou anciões do tempo do Apóstolo está evidente que não existe em alguns da atualidade.

Observando o panorama dos acontecimentos dos dias que tem se seguido e dos próximos que estão por vir, é impossível não trazer a reflexão a orientação do Apóstolo Paulo a Igreja de Corinto em sua 1ª Carta no C. 12 v. 14...., o que entendemos é que a palavra de Deus está sendo colocada de lado por aqueles que foram chamados para dar evidência a essa palavra, fazer notória, deixa-la florescer em si mesmo, pois o mesmo Apóstolo diz ao seu filho na fé; tem cuidado de ti mesmo e que a tua palavra produza salvação tanto para ti mesmo como para os que te ouvem.

Do ponto de vista humano poderíamos chamar de igreja mutilada, mas devemos ficar com as palavras do nosso Mestre Senhor Jesus A MINHA IGREJA Mt. 16:18, oremos para que o tempo Cairós se manifeste então tudo isto passará Ec. 3:1, Deus está no controle de tudo e Ele nunca muda a respeito do seu glorioso propósito para a igreja que chama de SUA, cabe a cada um de nós permanecermos fiéis e se posicionando quando necessário for, finalizo deixando novamente as palavras do Apóstolo Paulo aos Ef. 2:10, andar Nele e por Ele é que faz a diferença; MARANATA!
Parabéns Pr. Geremias pela matéria, Deus continue te abençoando; no Amor de Cristo Jesus seu irmão na fé, membro do corpo e Ministério da Assembleia de Deus em Cubatão SP.

Mario Sérgio disse...

Caro pastor Geremias!

Tenho observado também, que além de Madureira, desligada da CGADB no início da presidência do pastor Bezerra da Costa, outras convenções e ministérios históricos foram desligados ou pediram desligamento. É o caso das igrejas de São Cristóvão e de Santos.

Nosso centenário realmente esta desfalcado de muitas igrejas históricas.

Um grande abraço!

MADSON CABRAL ARAÚJO disse...

Meu Deus!!!

Jogaram na lama uma linda história de cem anos!

Isso é profundamente lamentável!

Que o Senhor tenha misericórdia da nossa denominação centenária!

Pastor Geremias Couto disse...

Observação aos navegantes:

Nesta matéria, pelas razões de todos sabidas, tenho sido mais rigoroso ainda nos critérios que adoto para moderar os comentários.

Perfil indisponível ou de difícil identificação, bem como os que assinam, mas sem autenticidade transparente, não tenho liberado, isto sem falar nos anônimos, que não publico mesmo!

Uma última observação: Nem sempre posso moderar os comentários de imediato. Tenho outras atividades. Tenham um pouco de paciência. Se passarem pelo crivo, não deixarão de ser publicados.

Obrigado.

Lucileno Cardoso Cavalcante disse...

Triste, lamentável, vergonhoso, ridículo, infelizmente essa é a liderança dos 100 anos...
Nos resta nos humilharmos diante do Senhor da Igreja para que mude este quadro.
Meu avô foi um dos pastores que desbravaram as matas do Pará em busca de almas, hoje ele chora ao ver a fome de poder político e não mais poder do alto!
Lucileno
http://escoladedomingo.blogspot.com/

Pr. Ivan Pereira. disse...

O Pr Samuel camera com todos os seus defeitos é muito mais capacitado do que esse papado que está no comando da CGADB a decadas.
que Deus tenha misericordia de nos assemblerianos e tire esses maus lideres da nossa convenção.

Laudinei- NEI disse...

"Nasci" ,na AD, mas por "ns" motivos não estou mais nela.
Mas a acompanho, de um lado com carinho, pois foi nela que me formei, e com tristeza pelos seus rumos.
Estando de fora talves não seje ideal comentar, mas vou dar minha opinião sobre o centenario.
Se fosse assembleiano e pastor não me uniria a nenhuma das duas correntes que estão em "briga santa"
Acho que Belem do Para tem autoridade de comemorar os 100 anos da igreja na cidade e que a CGADB tem autoridade para comemorar o centenaria da denominação; Qualquer coisa fora disso é arrogancia e sede pelo poder.
Só mais uma coisa; os milhões gastos nesta comemoração a mim me oarece um pouco de idolatria a marca AD. Imaginem este volor investido em missão na janela 10X4ou nos paises pobres da Africa? Ou mesmo ajudando os necessitados no Brasil afora?

Professora Silvia_Atrius disse...

Prezado Irmão Geremias

Venho através deste externar minha opinião sobre o tema, o qual concordo plenamente com seu texto, muito bem esclarecido e que todos, membros das assembléias de Deus, deveriam estar ciente. Embora, a esta situação tão crítica, como assembleiana nata, estou preparandojunto com uma equipe, uma programação toda especial em nossa cidade, GRAÇAS A DEUS, com todos os ministérios unidos para engrandecimento do nome do Senhor. Deixamos os desentendimentos dos "poderosos" de lado, e nos levantamos como Neemias.
Todo aquele que causar escândalo a obra de Deus, pagará preço alto.
Não desanime irmão, sua idéia foi excelente e nós, acatamos aqui em Nova Odessa (SP), e vamos executá-la. E desde já, deixo-lhe o convite para participar conosco desse evento. Assim que tivermos a programação pronta, comunicaremos.
Grande Abraço

Pastor Geremias Couto disse...

Prezada profa. Sílvia:

Que belo exemplo Nova Odessa está dando ao Brasil! Quem dera os nossos líderes pensassem da mesma maneira e fizessem uma só festa.

Parabéns!

claudiopimenta disse...

enquanto esses dois senhores que a tempos perderam o foco do ministerio pastoral brigam por suas vaidades pessoias sem levar nem em conta que um nem da convençao estadual faz parte e o outro passa por cima de todas as regras de sua convençao nacional estao brigando mesmo pelos seus proprios desejos e vaidades


temos uma africa no brasil
as igrejas estao instaladas somente na maioria dos casos nas zonas urbanas

nas zonas rurais temos milhares de localidades sem um unico ponto de pregaçao do evangelho


esses senhores tem gasto milhares de reais em suas vaidades pessoais

quanto poderia ser investido na tarefa suprema da igreja ? MISSOES!


QUE vergonha de 100 anos

fico imaginando os mais de 30 pioneiros se estivessem vivos vendo esta tragedia!


o que os dois precisam e CONVERÇAO!

jonatas lourenço de oliveira disse...

A PAZ DO SENHOR, QUERO DEIXAR APENAS UMA FRASE DITA POR DANIEL BERG SOBRE SEU COMPANEIRO GUNNAR VINGREN ("NOSSAS VOCAÇÕES ERAM DIFERENTES, MAS SE COMPLETAVAM" "JAMAIS TIVEMOS DIVERGENCIAS SÉRIAS SOBRE TRABALHOS QUANDO SURGIA ALGUM PROBLEMA QUE PUDESSE TURBAR O NOSSO RELACIONAMENTO, NOS ORAVAMOS AO SENHOR E TUDO SE RESOLVIA POIS O SENHOR ESTAVA EM PRIMEIRO LUGAR")PAGINA 81 DO LIVRO "ENVIADOS POR DEUS MEMORIAS DE DANIEL BERG",ESSA DEVE SER A VISAO DE TODOS NOS SERVOS DE DEUS, AMEM

claudiopimenta disse...

interessante a postagem do jnatas lourenço
ssobre a postura dos dois pioneiros que eram homens crentes de verdade que ouviam ao dono da obra e sua palavra


esses dois senhores em questao querem igual aos judeus preservar o tumulo (memoria) dos profetas (pioneiros) sem contudo obdecer ou seguir um unico exemplo!

os judeus nao pintavam e honravam o tumulo dos profetas?
esses dois senhores fazem ate museu dos pioneiros

contudo nao seguem o exemplo dos pioneiros
por motivos obvius, vaidades humanas, orgulho!
imagina se nao fossem pregadores do evangelho!

claudiopimenta disse...

pastor se eu pudesse traria o donny sawgt para pregar no brasil em rede nacional

http://www.youtube.com/watch?v=J34BKJet43Q

seria um tapa neste absurdo de vaidades humanas

no video cafetoes da prosperidade