quarta-feira, 2 de junho de 2010

CGADB: o baile da Ilha Fiscal


Relutei muito em escrever esta postagem. Esperava que as coisas não chegassem ao ponto em que chegaram, no âmbito da CGADB. Tanto eu quanto outros companheiros nos posicionamos, sempre que nos foi possível, com a expectativa de que a atual gestão, eleita em abril de 2009, pusesse ordem na casa, programasse uma celebração do Centenário a altura de nossa história, apoteótica, com a inclusão da igreja-mãe, e preparasse uma transição pacífica em 2013. Confesso que estou humanamente decepcionado.


O quadro que se nos apresenta hoje mais parece com o baile da Ilha Fiscal. Para quem não se lembra, foi a última grande festa da monarquia brasileira, “considerado o mais extraordinário entre todos os bailes promovidos pelo império”, que teve lugar nos luxuosos salões do Palácio da Ilha Fiscal, situada na entrada da Baía da Guanabara, seis dias antes de ser instaurada a República. Segundo dados históricos, “dançou-se muito no baile da Ilha Fiscal, mas o que os convidados não imaginavam, nem o Imperador Pedro II, é que se dançava sobre um vulcão”. O resto todos sabem.


A ilustração parece forte, mas não vejo outra mais apropriada para o momento. Enquanto um vulcão sem proporções está prestes a explodir sob os nossos pés, os nossos líderes parecem não se dar conta disso e deixam a impressão de que agem como se nada estivesse acontecendo. Paira no ar a noção que o seu interesse é manter o “status quo”, custe o que custar, aparentar uma situação sob controle, em que o Titanic parece navegar em águas tranquilas, quando, de fato, há não só um imenso iceberg adiante, mas também uma insatisfação que se alastra a olhos vistos entre os convencionais pelo descalabro em que se encontra a nossa instituição. Não me lembro, em toda a minha história de ministério, de uma crise tão séria como a que experimentamos. Mas os nossos líderes parecem viver como se estivessem em céu de brigadeiro.


Veja em que estágio se encontra o vulcão, enquanto o “baile” prossegue aparentemente sem qualquer percepção da realidade que cerca a nossa instituição.


Primeiro foram duas demissões até hoje não esclarecidas de dois funcionários de confiança da CPAD antes da Assembleia Geral Ordinária de abril de 2009. Refiro-me ao Gerente Administrativo e Financeiro da Editora, Walter Alves de Azevedo, homem íntegro e de ilibada reputação, que, ao voltar de férias, quase não pôde entrar em sua sala, pois a fechadura da porta fora trocada antes de sua chegada, como se tratasse de um marginal. Foi substituído por alguém que, segundo me consta, tem laços de parentesco com a esposa do diretor executivo. A segunda demissão foi a do jornalista Antonio Mesquita, Gerente de Jornalismo da CPAD, que desfrutava de prestígio junto à direção da CPAD, sendo também homem de grande caráter.


Sei que demissões são normais em qualquer empresa. Uns chegam, outros vão. Todavia, nos casos acima me faz lembrar a recente postagem do pastor Carlos Roberto em seu blog sob o título: “Santa” queima de arquivo. Acredito que em qualquer auditoria independente que se faça sobre a CGADB/CPAD estes deveriam estar na lista como os primeiros a serem ouvidos. Questão de bom senso.


Depois veio a própria Assembleia Geral Ordinária de abril de 2009 em que o relatório financeiro da CGADB foi aprovado com ressalvas, após imensa batalha em plenário capitaneada pelo pastor Silas Malafaia. Cheguei o ouvir de um defensor do relatório que o fazia para preservar a CPAD. Creio que o pastor Silas tenha concordado com a aprovação, sob restrições, na esperança de que os rumos fossem corrigidos. Mas o que os fatos parecem demonstrar é que ao invés disso a coisa degringolou de vez.


Nos meses recentes teve o imbróglio Dake que até hoje continua sob impasse em que pese duas resoluções determinativas do CD e da CA proibindo a publicação e a venda da obra sem que a editora tenha obedecido aos seus termos. Soube-se depois que a Mesa Diretora da CGADB, em reunião durante as comemorações dos 70 anos da CPAD, se teria pronunciado em favor de uma revisão com o acompanhamento de ambos os órgãos para "escoimar" os resquícios que ficaram. Mas nem isso, ao que eu saiba, aconteceu. Assim, enquanto os órgãos da CGADB caem em descrédito, a CPAD parece dispor de uma força que ultrapassa o poder da CGADB, a sua proprietária. Qual seria a razão?


Não demorou muito e veio não só a renúncia do pastor Silas Malafaia à primeira vice-presidência da CGADB, mas o próprio desligamento da entidade. Apesar de ser seu amigo, tenho veemente discordância da teologia que hoje esposa e não compactuo uma filigrana sequer com as campanhas de Mike Murdock e Morris Cerullo levadas a cabo em seu programa. Como então diretor de publicações da editora, isso fica claro em minha decisão de lançar o livro Cristianismo em Crise pela CPAD, que condena tais práticas. Mas tenho de concordar com os motivos alegados para a decisão que tomou, segundo ele “de arrepiar os cabelos”, pois, em sendo verdade, refletem o descalabro de nossa instituição.


Agora somos apanhados por outra renúncia. O pastor Antonio Silva Santana, 1° tesoureiro da CGADB, homem cuja reputação ninguém discute, também abriu mão do cargo. Nesta segunda-feira, dia 31 de maio, protocolou carta na secretaria-geral da CGADB (já amplamente divulgada na internet como a do pastor Silas Malafaia) onde pinta com cores ainda mais fortes do que o pastor Silas Malafaia as razões para a sua decisão. O que se lê em ambos os documentos e em emails que nos chegam me levam a uma única conclusão: como está não pode ficar. Ou a mesa diretora da CGADB assume o controle da situação, promove uma auditoria independente, rearruma a estrutura administrativa da CGADB/CPAD e permite que em setembro a eleição do cargo vago de 1° vice-presidente seja democrática ou teremos demandas judiciais extremamente danosas pela frente, que poderá resultar no esfacelamento total de nossa já combalida CGADB.


Mas se os nossos líderes preferirem continuar repetindo o mesmo frenesi do baile da Ilha Fiscal, como se tudo fosse uma festa, saibam que estão celebrando um centenário desenxabido, em que a igreja-mãe é excluída da programação, a liderança está fragmentada e o dia seguinte pode ser de profunda tristeza para uma denominação que não merecia estar passando por essa vergonha inominável.


Alguém poderá criticar-me por tratar do assunto no blog. Mas saiba que, além de não trazer nenhum ponto específico do que circula à boca pequena, em respeito aos colegas convencionais, faço apenas refletir o que, infelizmente, já está espalhado por toda a mídia, sobretudo na internet. Há algum mal nisso? É possível. No entanto, pode ser também a forma que Deus esteja usando para tratar conosco, enquanto líderes que queremos seguir o nosso próprio caminho, não o dEle.

Que o Senhor tenha misericórdia de nós!

101 comentários:

Pr. Mesquita disse...

Caro colega,
Pastor Geremias.

Meu caro, o conhecimento de causa que orquestra o seu texto (CGADB: o baile da Ilha Fiscal), sem perder de vista o zelo piedoso, faz a vez de muitos. Embora triste é um alerta cabível e que, tenha certeza, ressoa como o clamor de muitos, figurando como verdadeira Voz da(s) Assembleia(s) de Deus, detentora de uma linda história, construída sob lágrimas, dor, amor, sofrimento, apertos - em todos os sentidos - e até sangue.
Seja a sua inteireza cristã, verdadeiro eco permanente aos ouvidos cauterizados por interesses escusos, para que ao menos, haja esperança de volta ao Altar, por onde tudo deve começar, como prosa pastor Anselmo.

Sua inspiração soa como produto de um profeta letrado,

Seja-lhe a Graça, sempre!


Pr. Mesquita

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro amigo e Pastor Geremias do Couto,

A Paz do Senhor!

Pelas suas convicções sempre demonstradas, seu espírito moderador e conciliador, imagino o quanto relutou para escrever tal artigo.

As penas, não do seu artigo, mas dos fatos nele abordados, as quais foram soltas e já esvoaçam os céus da grande rede, deixarão cicatrizes danosas mesmo que sejam esclarecidas, e, se nada for dito, pior ainda, sobrará apenas o prejuízo, a vergonha e a humilhação.

Por hora, não consigo vislumbrar outra coisa.

Oremos e façamos a nossa parte, lógico, se é que existe algo que possa ou seja permitido ser feito.

Lamentando,

Seu amigo e conservo,

Pr. Carlos Roberto

Pr.Valdivan Nascimento disse...

Realmente é lamentável toda esta situação. A AD não merece isso, porém, olhando de fora, pois não sou da AD, acredito que a responsabilidade é dos pastores que aprovam esse continuismo que impera nesta honrosa denominação. A alternância de poder é saudável para qualquer instituição.

Anônimo disse...

O silas saiu pq se viu acuado e pressionado por causa da "teoria" da prosperidade ! E o santana é ligado ao grupo do inimigo da doutrina da santificação: Samuel Camara ! Tá tudo esclarecido ! Pb. Roberto Rocha

Rafa Reparadores disse...

Muito bonito o texto! Bem escrito, com citações históricas, colocando a AD adequada ao melhor estilo "pindorama".
Afinal de contas, isto é Brasil! E não me venham dizer que é a Igreja e que deveria ser diferente. Fala sério, nós é que éramos cegos ou então, na pior das hipóteses, estávamos prevaricando... isto mesmo, sentar a marreta agora, com as costas aquecidas pela atitude do Pastor Malafaia é bem mais fácil.

Texto bonito, repito, mas diria que no aspecto moral ou profético está décadas atrasado.
Aliás, os profetas brazucas são assim mesmo. Ao contrário dos correligionários bíblicos, só profetizam depois que o troço já aconteceu e não tem mais volta.

Isso me cheira a prevaricação e o texto tardio me cheira a descargo de consciência!

Pastor Geremias Couto disse...

Caro pastor Mesquita:

Como escrevi em um de meus pensamentos, é árdua a missão do profeta. Mas fugir à responsabilidade é deixar de ser fiel ao mandato de Deus.

Assim, espero que a postagem contribua para ajudar a abrir os olhos de nossa liderança para esse quadro triste e lamentável que estamos vivendo.

Abraços!

Pastor Geremias Couto disse...

Caro pastor Carlos Roberto:

De fato, caro amigo, foram quatro meses de relutância. Mas ao fim não encontrei outra alternativa.

Mas como afirmei ao final do texto, o que o prezado colega também corrobora, refleti apenas o que já é de domínio público, procurando ser uma voz de alerta para as nossas lideranças.

O que está feito, está feito.

Abraços!

Anônimo disse...

A paz querido!
Quando o irmão publicará a carta enviada a liderança referente a Unidade no Centenário?
Quanto a situação da CGADB, é lamentável tudo isto, pore ainda creio na soberania de Deus e com o certeza Ele vai agir.
Só uma colocação, eu cresci ouvindo meu pastor falar que o prblema era Madureira e agora? Entre nós mesmos a coisa está feia.
Abraços,

Pr. Enivaldo, Andradas Minas Gerais.

Pastor Geremias Couto disse...

Caro "Pb. Roberto Rocha":

Se as coisas fossem tão simples assim, de fato já estariam esclarecidas.

Mas o tempo mostrará o tamanho da situação em que estamos metidos.

Deus lhe abençoe.

Pastor Geremias Couto disse...

Caro "Rafa Reparadores":

Se você tiver um pouco de paciência e buscar nos arquivos do blog o artigo: Tendências do denominacionalismo para o próximo milênio, de minha autoria, publicado em 1999 e republicado aqui alguns meses atrás verá que não sou um "profeta" tardio.

Se você tiver um pouco de paciência e pesquisar nos arquivos do Mensageiro da Paz, na CPAD, encontrará o artigo: Para onde vai a igreja, publicado naquele periódico na década de 80, e verá mais uma vez que não sou profeta tardio.

Agora, cada coisa tem a sua hora e o seu lugar. Conforme o padrão bíblico, primeiro procura-se a(s) pessoa(s)que pecisam ser alertadas. Se elas corrigem o rumo, feito está. Essa etapa tenho cumprido não poucas vezes. Segundo, chama outros que sejam testemunhas e faça o mesmo alerta. Também passei por esse degrau.

Assim, estou cumprindo a terceira parte, a de expor aquilo que é sabido de todos e publicamente alertar para que os rumos sejam de uma vez corrigidos sob pena de sofrermos danosas consequências.

Portanto, enquanto você me tem por tardio, outros já me escreveram emails ou telefonaram para dizer que eu fui precipitado.

Nem uma coisa nem outra: creio que agi no momento certo.

Abraços!

Pastor Geremias Couto disse...

Caro pastor Enivaldo:

Estive muuito envolvido com um evento evangelístico em Belo Horizonte que me tomou muito tempo. Mas apesar da crise que estamos vivendo, a carta continua em pauta e espero enviá-la ainda até a próxima semana.

Por outro lado, creio que Madureira não era o problema. Na Bahia, fui um dos oito votos contrários à sua suspensão. O problema, na verdade, são os homens que não querem abrir mão de vaidades e priorizar o Reino de Deus. Isso resulta em tudo o que aí está.

Mas o Senhor está no controle.

Abraços!

Victor Leonardo Barbosa disse...

Pastor Geremias, a Paz do Senhor!

Suas palavras são extremamente necessárias para a época atual, onde tempos uma denominação a beira de um centenário juntamente com uma convenção à beira de um precipício espiritual.

Tanto o seu artigo, quanto o do pastor Carlos Roberto além de nos levarem à reflexão, instigam por mudanças administrativas. Creio que, como muito bem falou o pastor Carlos, devemos cumprir nosso papel, ainda que pequeno(porém não sem significação), dentro desse contexto: oremos, escrevamos, que possamos agir dentro de nossas possibilidades e confiemos no Senhor, que é soberano sobre todas as coisas.

Um forte abraço e Deus o abençoe!

Pr. Elias T. Santana disse...

Caro Pr. Geremias do Couto

A paz do Senhor Jesus.

Primeiramente quero expressar minha tristeza por tão depremível quadro que se encontra nossa GGADB e pelo descaso da CPAD pela orientação do Conselho de Doutrina referente a Dake, muito lamentável. E o mais triste, são pastores que inspiram minha geração. A imprensão que se dá é que nossos líderes não estão preocupados com o Reino de Deus, mas, sim preocupados com o reino dos homens (poder, glória humana, fama, dinheiro), espero que seja apenas uma impressão de minha parte.

Parabéns pelo texto, chegou em boa hora, Deus abençoe o senhor e sua família.

Um grande abraço.

Pr. Elias T. Santana
www.edificadonarocha.blogspot.com

Geovani Figueiredo dos Santos disse...

A paz do Senhor Jesus Cristo, amado pastor Geremias do couto!

Corajosas e incisivas suas palavras sobre a atual situação da CGADB e da CPAD. Confesso que tenho perdido a credibilidade em algumas instituições que por falta de transparência em seus negócios e procedimentos escusos no trato com a verdade revelam uma certa falta de escrúpulos e respeito, sobretudo, aos seus convecionais que são os representantes das muitas igrejas Brasil afora; e, no caso da CPAD aos seus muitos clientes e assíduos leitores de suas obras que não mereciam o imbróglio da Dake.

Espero que se despertem a tempo, antes que o vulcão entre em erupção ou o Titanic afunde de uma vez.

O Senhor é contigo homem de Deus!

Cícero Leandro Júnior disse...

Oremos ao Senhor afim de que Ele nos sustente com Sua potente mão, pois tempos trabalhosos virão com certeza.

Que Deus o abençõe e levante mais vozes para denunciar os males cometidos por essa geração.

Francikley Vito disse...

Pr. Couto é com muita tristeza que lemos tais notícias, porém, é certo que o Deus da Verdade está trabalhando por nós e em nós para que "aqueles que servem a Deus" possam ser vistos, e, no caso do senhor, ouvidos. Em côro, que Deus tenha misericórdia de nós!!!
Um abraço.
www.vosbi.blogspot.com

Pr. Levi Agnaldo disse...

Preclaro Pr. Geremias,
Graça e Paz.

Lamentamos a tudo isto, imagino, o quanto o amado relutou para este posicionamento e esclarecimento, inclusive, num passeio histórico de nosso Brasil.

Pelo tempo em que tive o privilégio em conhecê-lo de perto, ví o quanto é institucional, e defende esse valor.

Mas, na posição e condição de profeta, não se pode omitir. Parabéns pela coragem e destreza, conte sempre, com as minhas orações, e humilde apoio.

Um grande abraço,
Pr. Levi Agnaldo

francisco disse...

É a coisa ta feia mesmo, de um lado vendem dake-heresias, de outro biblia do milhao
De lado nepotismo, tripotismo entre outras coisas, do outro praticamente a mesma coisa
Esse e o povo que quwer morar no ceu, no ceu ? so se for na boca de uma onça
Pastor Geremias o SENHOR e muito admirado pelos homens de verdade

vai nesta tua força varao

francisco disse...

Achei muito importante esse texto sobre aposentadoria de pastores

http://www.genizahvirtual.com/2010/05/depois-do-pulpito-aposentadoria-dos.html

francisco disse...

Achei muito importante esse texto sobre aposentadoria de pastores

http://www.genizahvirtual.com/2010/05/depois-do-pulpito-aposentadoria-dos.html

Anônimo disse...

É lamentável ver este episódio. Ver grandes homens deixar se levar e cair nos laços de Satanas.
Para ser um obreiro não posso ter o nome sujo na praça, tenho que ser fiel ao ministério e acredito que este é meu dever para com Deus, mas os nossos dirigentes fazem o que querem e ai daqueles que se levantam para os questionarem.
Quando vejo as quantidades de convenções, ai pegunto para que tantas? não deveria-mos ser um só igreja ligadas em uma só convenção? Mas o desejo do poder cria tantas ramificações que não conseguimos nem numera-las.
Ai quando surge uma outra igreja, não respeitamos os homens de Deus que nelas congregam e descemos a lenha como se a nossa igreja, os nossos pastores e as nossas convenções fossem os únicos e legítimos separados por Deus aqui na terra, e eles e neles não ha pecados.
Que Deus tenha misericórdia de nós, e de tempo para estes se arrependerem (se é que não estão com as suas memorias cauterizadas).

Quaridos pastores Geremias, Mesquita, Carlos Roberto continuem nesta luta e nunca deixem de dizer a verdade doa ela a quem doer.
Lamento ainda o JWBC presidente da CGADB, pastor da igreja que congrego em SP e seu filho serem coniventes destes absurdos.

Deus abençoe a todos!

Robson Aguiar disse...

Pastor Geremias,

Mas uma vez o senhor nos surpreende com sua coragem e postura diante de um quadro tão tenebroso que está vivendo a CGADB. Na verdade, quando ligo a postagem do Pr Carlos Roberto com a sua, comparo a postura da Convenção a igreja da era medieval. Pois nessa época os colonos não podiam pensar. Muito menos reclamar. Senão fogueira santa neles.

Hoje, vejo que não é diferente. É proibido pensar, refletir, questionar, senão...
- Fogo neles!

Daqui a pouco vão dizer que o senhor tem algum problema contra alguém que está no comando ou coisa desse tipo, para justificar sua postura.

Sei que o senhor já tem sofrido represarias por ter se posicionado no caso Dake. Sei que a estratégia de alguns deles será lhe escantear. É o preço do profeta. Quebram o julgo que esta sobre ele ou lhe batem na cara, depois jogam ele no calabouço a pão e água. Afinal, são mais de 400 profetas que comem na mesa do Rei.

Falo de forma figurada para que lendo, ENTENDAM que ainda tem 7000 aliados ao senhor que não vão se dobrar diante de uma situação vexatória como essa.

Estou de forma irrestrita ao seu lado para combatermos o mal, esteja ele onde estiver.

Queremos uma CGADB forte, unida, ilibada e transparente. Defendendo a teologia ortodoxa que fez com que crescêssemos. As Assembléias de Deus não pode ter sua imagem maculada.

Portanto, estamos em uníssono nessa voz do deserto.

Abraços!

Matias Borba disse...

Pastor Geremias do Couto,
A Paz do Senhor!

Esta semana, pude desfrutar de dois textos extremamente proféticos, o texto do Pr. Carlo, "Santa queima de arquivo" e este seu texto agora. Isso sim de fato é uma palavra profética, e foi profetizada em 1999 pelo senhor mesmo

Não sabia das demissões, e fico triste em ver que, um homem de Deus e sério como o Pr. Antônio Mesquita, também foi demitido da CGADB. Daqui a pouco os enhor nem será mais lembrado pela CPAD, pois, como o irmão se posiciona a favor da verdade, e ao que parece, (ao que parece) a CGADB/CPAD não hage com clareza em suas posturas, falta só as retaliações surgirem.

Digo isto porque, até hoje, me pergunto o porque de uma funcionária da CPAD, ter sido demitida sem nada ter sido esclarecido, levando a culpa pelas notas não revisadas da Bíblia Dake.

Tenho 13 anos de seguidor de Cristo, 12 como assembleiano, e nunca vi tanta coisa ruim, ou podre. Isso me dói, e me dói muito...

Espero em Deus para que a atual gestão da CGADB, ou mude suas posturas mundanas, ou deixe o cargo de uma vez, pois se continuar assim, a maioria vai entrar na trem da renúncia.

Meu Deus, que coisa triste...

Um abraço, estarei orando pelo irmão!

paulo disse...

Verdadeiramente, nossa querida AD, não merecia passar por tudo isso. Ainda é tempo dos convencionais, tomarem uma providencia energica, para o próprio bem dessa tão honrosa, denominação.

EVANGELISTA disse...

Querido Pastor

Nos aqui no estado do Espirito Santo, estamos pasmos com os acontecimentos recentes na A.D e CPAD, infeslimente estamos servindo de chacota para toda uma nação que sempre teve respeito pela A.D.
Que o Eterno tenha misericordia de nós
Oremos, pois perto está a volta do Mestre.

Na Paz do Senhor
Ev. Valter Rossmann
Segundo Tesoureiro da COMADVARDO

Charlles Oliveira disse...

Prezado Pr. Geremias do Couto,
A paz do Senhor!
“Tornou, pois, a haver divisão entre os judeus por causa destas palavras. E muitos deles diziam: Tem demônio, e está fora de si; por que o ouvis? Diziam outros: Estas palavras não são de endemoninhado. Pode, porventura, um demônio abrir os olhos aos cegos?” (Jo 19.21)
Por muito algum tempo ‘os pastores’ estiveram em silêncio diante dos absurdos cometidos pela liderança assembleiana, todavia se faz necessário ouvir A VOZ das Assembleia de Deus – não da instituição CGADB, muito menos da empresa CPAD – da igreja que é projeto de Deus, detentora da mensagem pentecostal que revolucionou o mundo; mas quem falará por ela?
A AD mudou e está definhando paulatinamente no decorrer dos anos, porém neste último ano o processo acelerou bruscamente. O que estava escondido debaixo do tapete (por meio da censura da informação) voou e chegou ao conhecimento de todos nós, acredito que pegando de ‘calça curta’ muita gente desprevenida.
Apontávamos os erros de quase todos ao nosso redor, chegou a hora de olhar para a dentro de casa, de lavar a nossa roupa suja.
O que se cochichava ao ‘pé do ouvido’ foi propagado em alto e bom som em todo o Brasil – não pelo senhor, nobre e sincero pastor – mas responsabilizo o próprio SENHOR da Igreja!
DEUS está saturado desta ‘farra santa’, Ele decretou o término deste reino (carnal, mundano e diabólico). Pesado? Não, bíblico!
Carnal porque toda divisão, facção ou dissensão é categorizada como obra da carne (sem falar noutras coisas);
Mundano porque é o sistema do mundo que estão copiando, com toda sua sujeita;
Diabólica porque o diabo cegou os olhos, encheu os corações e corrompeu os sentidos daqueles que deveriam ser cheios do Espírito Santo.
Será que não chegou a hora do excelentíssimo senhor presidente se pronunciar publicamente, se apresentando a vista de todos e prestar esclarecimentos sobre o que está sendo dito pela mídia especializada?
Creio e oro pela dignidade do Pastor José Wellington B. da Costa, homem de Deus, guia e modelo de todos nós.

Pastor Geremias,
Estamos orando pelo nobre e mui amado ‘homem de Deus’.

Pb. Charlles Oliveira,
Areia Branca - RN

PREGADOR DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO disse...

Quero apenas agradecer a Deus e ao seu profeta pelo esclarescimento...No demais confesso-me "SEM PALAVRAS"!

Pr. Luiz Fernando disse...

Prezado colega Pr. Geremias,
dentro da dialética materialista toda tese possui sua antítese e isso vai resultar em uma síntese. Dentro da própria Assembléia já existe o gérmem de uma nova síntese e creio que nesse momento histórico da denominação o amado colega se posiciona, como vários outros, como a antítese. Também creio que os discordantes formarão a nova síntese que já se apresenta. Todo profeta no Antigo Testamento nunca trouxe revelações que ajudavam a permanência do status quo e sua presença e fala sempre geravam grande desconforto. O nobre colega gera desconforto no todo e aponta para a quebra do status quo. Com certeza o texto não veio acompanhado de alegria, mas de tristeza e muita ponderação, pois, levantar-se contra e apontar desmandos sempre nos consterna e abate um pouco. Mas Quem fez o chamado dos seus homens e os revestiu com o seu Espírito sempre proporcionará os meios pelos quais esta chamada se realize. Parabéns. Seja forte e tenha bom ânimo. O Senhor é soberano.
Um abraço
Naquele que não se calou diante do seu tempo.

Daladier Lima disse...

Prezado Pr. Geremias,

Infelizmente, não creio que a atual administração da CGADB possa fazer frente aos desafios de nossa época, muito menos a "colocar ordem na Casa". Um outro prognóstico sombrio é que tal situação se repete nas Convenções Estaduais, o que nos leva ao pessimismo com os candidatos a resolver o problema. Apontaria vários genes defeituosos, frutos de um longo processo:
1) A vitaliciedade dos presidentes;
2) A mistura entre o público e o privado;
3) A falta de transparência nos processos administravo-financeiros;
4) O nepotismo...

A lista é longa e a solução difícil, mas precisamos nos por em marcha. Precisamos, por exemplo, encontrar um mecanismo que compense a dedicação dos presidentes atuais, de forma a compensar a saída de cena dos cargos vitalícios, sem engessar a igreja.

A sorte é que, por enquanto, estamos num faixa de espectro confortável. Pode mudar? Certamente. Que tristeza para uma senhora que deveria completar 100 anos honrada!

Josias O Protestante disse...

Pastor Geremias, só lhe conheço através de comentários de lições bíblicas, mas devo lhe dizer com todo respeito, que não há muita diferença entre seus posicionamentos
com relação aos demais, que segundo o sr., estão participando desse tal (baile fiscal).É do meu conhecimento (gostaria de sua confirmação) que, o sr. é adpto do que eu classifico como a maior abominação que a chamada igreja evangélica pode praticar, ou seja: colocar mulheres na liderança eclesiástica, coisa que em parte nemhuma da SAGRADA ESCRITURA, há respaldo, portanto o sr. também está participando de um outro baile o ( espiritual), que é apenas mais um dos bailes, da secularizada denominação Assembléia de Deus.
Assembleia ainda é de Deus?
Josiasoprotestante.blogspot

Pr Gesiel Oliveira disse...

Vai nesta tua forca Gideao o Senhor e contigo!!!! E hora de de extirparmos esta gangrena do meio de nos, ou perderemos todo corpo,horriplantes estas noticias, o povo que "era" para ser exemplo no meio de uma geracao comrrompida, age de uma maneira totalmente oposta.Que Deus continue lhe usando Pr. Geremias no atributo de arauto do Senhor em proclamar verdades que precisam ser ouvidas.
Com profundas admiracoes

Pr. Gesiel Oliveira
Medford MA USA

Clayton Góis disse...

A paz do Senhor, Pr. Geremias!!

Esta é a primeira vez que comento em seu honrado blog, sempre admirei seu trabalho como comentarista das revistas da escola dominical.
Gostei muito do artigo, principalmente pela coragem e imparciabilidade de suas palavras.Creio que na situação atual das ADs, não temos muito o que comemorar neste centenário, haja vista a crise política e institucional que cresce de forma exponencial.Somente um verdadeiro atalaia como o amado irmão, possue vigor e fibra moral para exortar-nos quanto a esta triste situação.
Uma coisa que gostaria de perguntar, embora não tenha nada a ver com o tópico, é em relação a sua afirmação feita no blog " O tempora,O mores"- onde o irmão declara que se tornou um calvinista pentecostal, desde já digo que não tenho nada contra, pois admiro os calvinistas, principalmente pela seriedade e transparência, contudo discordo em questãoes relativas a soteriologia.
Mas a pergunta é a seguinte:
O amado irmão como calvinista, abraça os 5 pontos do calvinismo: depravação total do homem, eleição incondicional,expiação limitada,graça irresistível e perseverança dos santos?

Clayton Góis

Newton Carpintero, pr. e servo disse...

Prezamado pr. Geremias do Couto,

A paz do Senhor!

As suas palavras nesta matéria, reflete o grande sentimento da maioria desprovida de interesses comuns aos que se perderam diante da principal proposta de Deus à igreja.

Será evidente e natural, surgirem críticas, aos que se presumiram em suas mentes e corações aos fatos que destroem a saúde de qualquer instituição humana, e com certeza, não a de Deus: A igreja invisível e sem paredes. Com certeza a que será arrebatada por ser sal e luz nesta terra.

O Senhor, Nosso Deus, nos permite através da tecnologia, a possibilidade de entendermos um milésimo o que significa: onisciência e onipresença.

Com certeza, a internet, será a grande possibilidade, em presenciarmos a atuação de Deus, através das vidas em suas mãos ou das vidas, sem o contrôle da vontade de Deus, ou seja descontroladas pela própria vontade em seus anseios coniventes com a carne.

Senhor seja contigo, nobre pastor,

O menor de todos.

Edmar Filho disse...

Lamentável...

Porque haverá homens amantes de si mesmos...2 Tim.3.2a.

Porque o amor do dinheiro é a raiz de
toda a espécie de males...1 Tim.6.10a

um grande abraço Pr.geremias !

Anônimo disse...

pr. geremias,
paz do senhor.
admiro sua coragem e vejo sinceridade em suas palavras.
homem que preza defender as verdades do evangelho,não ficando em cima do muro diante de assuntos como os que estão em pauta.
que dizer que outros pastores:
ciro zibordi,altair germano,não tiveram a coragem de postar uma matéria igual a esta postada por vc.
parabéns !

jose rodrigues

Gutierres Siqueira disse...

Pr. Geremias, a paz!

Parabéns por mais um texto corajoso e esclarecedor.

A crise institucional que a CGADB passa é impressionante. Mas "o faz de conta que está tudo bem" é pior ainda.

Abraços

Eliseu Antonio Gomes disse...

Pastor Geremias

Todo este cenário é muito triste, mas ao cristão nunca haverá o momento de baixar a cabeça e parar. Não nos movemos por sentimentos, mas pela certeza de que Deus não nos desampara, mesmo que nos sintamos sós e desamparados.

São muitos os cristãos assembleianos que se veem como ovelhas sem pastor...

Abraço.
http://belverede.blogspot.com/

Pastor Geremias Couto disse...

Caro Victor:

Escrevi hoje no twitter o seguinte: "Não me peçam para me omitir. Prefiro errar com a intenção de acertar do que errar pela omissão".

Este é o cerne desta postagem. Relutei muito, mas vi-me no dever de publicá-la para ajudar os nossos líderes a perceberem que não estamos bem como lhes pode parecer.

Abraços e obrigado pel visita. Volte sempre.

Pastor Geremias Couto disse...

Caro pastor Elias T. Santana:

Podemos ter esta impressão: a de que estamos lutando sozinhos, mas fique certo que as orações do povo de Deus estão sendo ouvidas e Ele, no momento adequado, e à sua maneira, há de intervir para a sua glória e louvor.

Obrigado pel visita. Venha outras vezes.

Pastor Geremias Couto disse...

Caro Geovane Figueiredo:

As instituições se enfraquecem por causa dos homens. Daí a importância de se terem diferentes níveis de prestação de contas para que as instituições sejam mais fortes do que as pessoas.

Abraços e venha outras vezes.

Pastor Geremias Couto disse...

Caro Cícero Leandro:

Dependo de suas orações e a de todos para que o Senhor sempre me sustente. A Bíblia diz: Quem está em pé cuide para que não caia.

Abracos e bem-vindo sempre.

Pastor Geremias Couto disse...

Caro Francikley:

As notícias não são boas de se ouvir, mas grandes são as misericórdias de Deus.

Abraços e bem-vindo outras vezes.

Pastor Geremias Couto disse...

Caro Francikley:

As notícias não são boas de se ouvir, mas grandes são as misericórdias de Deus.

Abraços e bem-vindo outras vezes.

Pastor Geremias Couto disse...

Caro pastor Levi Agnaldo:

É por defender a instituição que acabei por publicar esta postagem depois de muita relutância.

Não é fácil ter atitude de profeta, mas Deus me pôs nessa trincheira.

A Ele quero ser fiel.

Abraços e venha sempre.

Pastor Geremias Couto disse...

Caro Francisco:

Deus é tão misericordioso que o céu será daqueles que mediante arrepedimento sincero e aceitação da graça sejam achados dignos de entrar na presença do Senhor.

Araços em Cristo.

Pastor Geremias Couto disse...

Caro Charlles:

Que o Senhor possa abrir os nossos olhos e, arrependidos, confessarmos nossas culpas diante dEle.

Quem sabe Ele se apiede de nós.

Abraços em Cristo.

Pastor Geremias Couto disse...

Caro pastor Robson Aguiar:

Agradeço pelo seu apoio e por suas orações. Não há causa perdida diante de Deus. Por isso não podemos ficar calados, ainda que o preço seja o calabouço.

Assim como Ester, quem sabe o Senhor nos levantou para um tempo como este?

Abraços, meu irmão!

Pastor Geremias Couto disse...

Caro Matias:

Pois é. Essas demissões, além de surpreendente, ocorreram antes da Assembleia Geral em abril de 2009. No caso do Gerente Administrativo-Financeiro, foi vergonhoso ele chegar de férias e quase não poder entrar em sua sala. São demissões que precisam ser esclarecidas. Creio que ambos, pastor Walter e pastor Mesquita, têm muito a falar.


Abraços e venha sempre.

Pastor Geremias Couto disse...

Caro pastor Walter Rossmann:

Realmente é uma situação que nos deixa pasmos. Mas se Deus é por nós, quem será contra nós?.

Abraços e volte outras vezes.

Pastor Geremias Couto disse...

Caro Paulo:

Pelo que tenho ouvido, os convencionais estão atentos para este momento critico que atravessamos.

Ore por nós.

Abraços!

Pastor Geremias Couto disse...

Caro "Pregadoor do Evangelho":

Ainda que não tenhamos palavras para expressar a nossa tristeza, há luz no fim do túnel. O Senhor continua sendo o maquinista.

Abraços!

Pastor Geremias Couto disse...

Pastor Luiz Fernando:

Que prazer tê-lo por aqui!

Creio que uma das maneiras de Deus agir é fazendo com que seja gerada essa zona de deconforto que leve a uma mudança de atitude (ou de pessoas).

Precisamos muito de suas orações!

Abraços e seja sempre bem-vindo.

Pastor Geremias Couto disse...

Caro irmão Josias:

O amado mistura alhos com bugalhos. Nesta postagem, estou tratando de questões ético-administrativas; o irmão me nivela ao que exponho com um tema de cunho teológico que sequer pode ser tratado como heresia, do ponto de vista bíblico, mas como uma corrente teológica.

Como este espaço não permite alongar-me, continue acompanhando este blog, pois na hora oportuna tratarei do assunto.

Abraços!

Pastor Geremias Couto disse...

Caro Daladier:

A "ressonância" que você fez é perfeita. Se for para mexer na casa de marimbondo, a reestruturação precisa ser de alto abaixo. Missão quase impossível. Mas precisamos estar na brecha, como você menciona.

Vamos em frente. Adiante.

Pastor Geremias Couto disse...

Caro Gesiel:

Só a força que vem do Senhor nos pode sustentar.

Ombreie-se conosco nessa batalha.

Abraços!

Pastor Geremias Couto disse...

Caro Clayton:

Agradeço o seu apoio e compreensão do momento em que estamos vivendo. Em relação aos famosos cinco pontos, fica impraticável dar minha posição sobre eles nesta resposta.

Assim, comprometo-me a publicar brevemente uma postagem para tratar do tema e expressar aquilo que entendo ser uma posição robusta à luz da Bíblia sobre o calvinismo.

Abraços e volte outras vezes.

Pastor Geremias Couto disse...

Caro pastor Newton:

Como costuma dizer o pastor Carlos Roberto, suas palavras agregam valor à postagem.

Abraços!

Pastor Geremias Couto disse...

Caro Edmar Filho:

Só tenho a dizer: "Que o Senhor tenha misericórdia de nós!"

Abraços!

Pastor Geremias Couto disse...

Caro José Rodrigues:

Não creio que os pastores Altair Germano e Ciro Zibordi não estejam atentos ao que está acontecendo.

Possivelmente, eles tenham outras pautas, mas acredito não haver dúvidas que eles também desejam que a CGADB deixe para trás esse momento difícil que ela atravessa.

Abraços!

Pastor Geremias Couto disse...

Caro Gutierres:

Quando a verdade aparece com toda a sua força, o "faz de conta" perde o seu espaço. Estamos chegando a este ponto.

Abraços!

Pastor Geremias Couto disse...

Caro Elizeu:

O quadro é triste, mas o sumo pastor continua no pastoreio do seu rebanho.

Abraços!

Professora Míriam N. Castro disse...

Pr. Geremias, quero parabenizá-lo por sua coragem em compartilhar conosco (meros membros da Assembleia de Deus) estes fatos que geralmente ficam encobertos, não chegando ao nosso conhecimento.
Fazemos parte desta instituição e portanto temos o direito de ser informados de todas as decisões tomadas.
Parabéns por cumprir com excelência o papel de comunicador social, levando centenas de pessoas ao conhecimento da verdade.

Terra de Gigantes disse...

Paz do Senhor Pastor Jeremias.
Só Tenho que dizer: GLÓRIAS A DEUS! Dou glórias a Deus porque vozes que não podem ser "taxadas" de oposicionistas se levantam como profetas para pedir transparência, e isso de forma amável e coerente.
Louvo a Deus por isso e peço ao Todo Poderoso que tenha misericórdia de nós.
Desacreditei totalmente na Atual Mesa da CGADB quando o Pr. Jonas Francisco foi colocado como Secretário Nacional de Missões. Ficou claro para todos que ele recebeu um "calaboca". Se tratam a missão assim, o que não se fará com o restante....

PR MAURICIO BRITO disse...

o caso é serio pr geremias; muito alem daquilo que pensamos; parabens pelo texto informativo.

Anchieta Campos disse...

Prezado pastor Geremias do Couto, saudações fraternas em Cristo Jesus.

Estou retornando, depois de meses afastado da blogsfera, e ao passar pelo seu blog me deparo com esta necessária publicação.

Agistes como um verdadeiro cristão. Não poderia ser diferente sua atitude, haja vista sua reconhecida ortodoxia moral e bíblica. A covardia não é para ser, absolutamente, característica de um ser humano que confessa o nome de Jesus como Senhor e Salvador de sua vida.

Este cenário dramático em nossa CGADB há muito estava desenhado, vindo apenas tomando forma e força a cada dia que se passava.

Concordo com cada pensamento por você externado nesta publicação. Fica, pois, aqui, a minha total e certa manifestação de apoio para com a sua pessoa e palavras aqui plantadas.

Forte abraço.

Anchieta Campos

Adriel Ambrózio disse...

Parabéns Pr. Geremias.

Felipe Campos disse...

Pr. Geremias do Couto,


Fico feliz pela sinceridade e imparcialidade de suas postagens.

Diferente de alguns "ensinadores" que conseguiram projeção pela críticas afiadas, mas se omitem em assuntos sérios quando os envolvidos são seus "chefes", quem acompanha a blogosfera cristã sabe a quem me refiro.

Desde já peço permissão para postar o texto no: felipejlcampos.blogspot.com.

Em Cristo,

Felipe Campos.

MIN. DESAFIANDO OS CAMBIADORES EVANGELICOS disse...

Em 2001, quando escrevi o livro:
ASSEMBLÉIA DE DEUS HOJE. CRISE OU APOSTASIA? Comecei com a seguinte introdução:

_ A Igreja Evangélica Assembléia de Deus está entrando na sua nona década de existência (1911-2001), e rumando para alcançar um século. Será que poderemos comemorar este centenário? Haverá motivos para júbilos? Nos alegraremos ou prantearemos?
O conteúdo deste livro trata deste assunto: A decadência espiritual e moral daquela que foi nas mãos de Deus, o instrumento para deflagrar o maior Movimento Pentecostal no Brasil.
Menciono seus fundamentos, sua fundação e seus fundadores, seu crescimento, comodismo, decadência e dentre muitas referências bíblicas, uma mensagem baseada no livro do profeta Ezequiel, enfatizando o afastamento da Glória de Deus da sua igreja e o clamor do Espírito Santo para que voltemos à Ele, à seu Governo e alcancemos a restauração da Glória perdida.
Este livro vem para sacudir as Assembléias de Deus no Brasil, pois é chegada a hora de balançar a árvore, para que os frutos podres caiam e permaneçam os frutos bons, que produzirão mais frutos bons para o verdadeiro Dia da Colheita que se aproxima.

A árvore está sendo balançada, se estão caindo frutos bons ou podres eu não sei, o que sei é que um verdadeiro guerreiro de Deus não abandona o batalha, este negócio de pedir demissão é pra mim atitude de crente frouxo, daquele que Gideão certamente mandaria voltar pra casa ou do crente mercenário, a quem não pertence as ovelhas, pois o mercenário, e o que não é pastor, de quem não são as ovelhas, vê vir o lobo, e deixa as ovelhas, e foge; e o lobo as arrebata e dispersa as ovelhas. Ora, o mercenário foge, porque é mercenário, e não tem cuidado das ovelhas... Quem é de Deus tem que ficar até o fim da batalha, se fugir, pode ter certeza, está reprovado por Ele...

EV. SAMUEL EUDÓXIO disse...

Pr. Geremias,
Paz do Senhor.

Lamentável a atual situação de nossa convenção e o caminho que isso pode levar a AD. Se não for tomada uma atitude rápida, daqui a pouco teremos "trocentas" convenções no país, e o que é pior, a identidade de nossa denominação vai se desintegrando aos poucos. Pelas palavras que o senhor mencionou na mensagem, "Titanic" e "iceberg", a coisa está pior do que muitos sabem ou imaginam. Misericórdia!!!

Aproveito para parabenizar o grande evento realizado em BH.

Ev. Samuel Eudóxio.

Anônimo disse...

pr. geremias,
paz do senhor.
no meu comentário anterior,referi que pr. altair germano e pr. ciro zibordi estão em cima do muro pq não postaram nenhum comentario a respeito da cgadb.
eu estava lendo a sua replica/trepicla com pr. altair germano sobre a dake.
percebí mais uma vez a sua postura de homem de Deus defensor das verdades biblicas e no que se diz respeito ao pr. altair germano o mesmo defende seus caciques e a cpad.
em resposta ao meu comentario anterior vc disse que eles poderiam ter outras pautas e talvez por isso não postaram nada a respeito.
pq entâo antes do pr. silas malafaia renunciar eles sempre arrumavam tempo para colocar comentario novos nos seus blog a respeito da teologia da prosperidade ?
pr. altair germano criticou o site da igreja de porto velho, só que ele esqueceu-se que estamos no seculo XXI e hoje é impossivel ficar coisas ocultas igual antigamente.
ele queria que tudo ficasse escondido.
se a cgadb não liberava a copia das renuncias para seus filiados,como poderiamos saber o que se passava lá dentro?
ainda bem que tem homens corajosos que não tem medo de divulgar essas verdades que ele queria manter sob o tapete.
pr. altair germano até copiou o site e colocou em destaque no seu blog, com a intenção de malhar o site por ter divulgado a noticia.
parabéns a igreja de porto velho e ao administrador do site que teve coragem e ousadia de divulgar em primeira mão no blog, sendo que mais cedo ou mais tarde todos ficariam sabendo da mesma maneira.

jose rodrigues

Anônimo disse...

Caro Pr. Geremias Couto, e demais irmãos, saudações em Cristo.

Lembro de seu nome por ler os Comentários de sua autoria nas revistas da EBD da CPAD, desde os tempos que eu era membro da AD (a AD da qual era membro era ligada à outra grande Convenção, e, "obrigatoriamente", estudávamos as revistas de outra editora.

Permita-me, sinceramente, compartilhar meu pensamento sobre esse post, e vários outros posts que acabo de ler em seu blog, sobre a dura realidade da maior igreja pentecostal brasileira.

Tenho certeza que esses (na minha opinião) verdadeiros escândalos que estão agora sendo expostos e públicos, não é exclusividade apenas da citada Convenção, mas também podem estar ocorrendo em muitas outras Convenções (os que já passaram por uma AD filiada à uma Convenção, ou os que ainda estão nelas, que convivem ou conviveram com suas lideranças, podem atestar o que digo).

Na minha opinião, creio que a diferença da citada Convenção em relação às outras, é que essa acaba tendo uma exposição e uma repercussão bem maior, devido em parte por ter um programa de TV, um alcance maior, um maior número de filiados, igrejas, e pastores com maior exposição e influência.

O que esses homens estão fazendo com essa parte da igreja do Senhor no Brasil me causa tristeza e revolta, até certa surpresa. Se isso acontecia, tornar-se público aos "membros leigos" e aos incrédulos era questão de tempo, infelizmente.

É dolorido, é vergonhoso para o Reino de Deus, para o nome da igreja, para os que sinceramente não sabiam, que aí servem à Deus de coração.

Sempre esperamos que Deus converta esses homens no íntimo, mas não desejamos que a igreja seja motivo de escárnio, de tropeço. Porém, creio que cabe nesse momento, o que diz a Escritura: "Deus não se deixa escarnecer, o que o homem semeiar, isso ele ceifará" (ainda que seja publicamente).

Gostaria de compartilhar com o irmão outro ponto de vista: sinceramente, na prática, não vejo como separar teologia e doutrina da vida prática da igreja (ou das Convenções).

Esses homens têm supostamente o conhecimento da Palavra de Deus. É a falta ou o pouco conhecimento bíblico a causa desses escândalos? Creio que não!

Acredito que é o desconhecimento das grandes doutrinas da Graça que leva à aproximação daquilo que chama de teologia da prosperidade, teísmo aberto, teologia da semente, etc., etc., etc.

O Arminianismo (por consequência o Pentecostalismo e todo o pacote de doutrinas que o acompanham), uma hora ou outra levará à essas coisas.

Com todo o respeito aos irmãos,

Sola Scriptura, Sola Gratia, Sola Fide, Solus Christus, Soli Deo Gloria!

Deus abençõe a todos!

Eduardo.

TEMPOS DE DEUS disse...

Caro amigo e Pastor Geremias do Couto,

A Paz do Senhor!
As vezes não é fácil, dar explicações num blog sobre tamanha é a responsabilidade do colega em face ao disposto, e lendo alguns comentários maldosos que fazem sem conhecer suas matérias e pensamento sobre o assunto.
Me associo as palavras do Pr.Carlos Roberto e outros que usaram a palavra moderada, sem inflamação e desconfiança sobre a sua dignidade deste assunto.

Pelas suas convicções sempre demonstradas, seu espírito moderador e conciliador, imagino o quanto relutou para escrever tal artigo.

As penas, não do seu artigo, mas dos fatos nele abordados, as quais foram soltas e já esvoaçam os céus da grande rede, deixarão cicatrizes danosas mesmo que sejam esclarecidas, e, se nada for dito, pior ainda, sobrará apenas o prejuízo, a vergonha e a humilhação.

Por hora, não consigo vislumbrar outra coisa.

Oremos e façamos a nossa parte, lógico, se é que existe algo que possa ou seja permitido ser feito.

Saudações,
Pr.Dilson Mendonça-POA-RS

Leonardo Gonçalves disse...

Pastor Geremias,

Quero parabenizá-lo pela postura sempre ética, que mesmo ao denunciar grandes descalabros e desmandos, sabe manter a postura de gentleman.

Concordo com cada linha do que li neste post, e compartilho do mesmo desejo e esperança.


Que Deus nos abençoe (e guarde).

Fraternalmente,

Leonardo.

figueror disse...

A PAz de CRisto

Parabens pelo Blog

Estarei sempre acompanhando

as mensagens

em Cristo

Figueror Melo

www.figueror.blogspot.com

Pr. Marcos Serafim disse...

Graça e paz;

Nobre Pr. Geremias do Couto;

Fico aturdido com tantas coisas lamentamevéis que permeiam nossa denominação , mui exclusivamente nossa casa e nossa Convenção, como o nobre pastor mesmo disse: " Mas nosso lideres parece viver como se estivessem num céu de brigadeiro", sua voz ecoa como de um profeta , mas que não está sozinho , pois há muitos que concordam com sua fala , inclusive este que vos escreve.
Penso que é preciso uma mudança geral, novos lideres , sem nepotismo, sem desconfiança , sem amquiações em favor deste ou daquele por parte de quem quer que seja.
Nossa história merece mais respeito por parte de nossa liderança atual, mas isso não vem acontecendo, também lamento muito as demissões dos funcionários que embora não os conheça pessoalmente vejo-os com bons olhos sem qualquer mácula no seu caráter, sem contar que foram vitimados por interesse próprio, ou de alguém que está no poder.
As duas renuncias de cargos também denotam seriedade do problema , mas eles não acordam!
Quero parabenizá-lo pela sua destreza em escrever que admiro-á, que Deus tenha misericordia de nós , ou sucumbiremos antes que chegue o nosso centenário.

n'Ele nossa esperança,

Pr. Marcos Serafim Silva

Pr Gesiel Oliveira disse...

Relevante o comentário postado por José Rodrigues, até o momento não li comentários oriundos de dirigentes da "alta cúpula" referentes ao assunto em epigrafe; exiguidade?,omissao?,conformismo? ou nao querem se expor?.O momento é de extremissima urgência. Ou nos levantemos em prol de causa justa ou seremos apenas história de uma denominação em solo brasileiro.
Apoiar,prover,aliar-se, com conformismo é se juntar a omissão; e pecamos por isto, em nos omitir, é a síndrome de Pedro que se abate em nossos dias,preferimos em nos omitir,tornamos convenientes ao meio que que vivemos,subjugados ao sistema,oxala que Neemias venham se assentar,chorar e lamentar por alguns dias e jejuar e orar perante ao Deus dos céus, e tomarem postura de mudanças, pois a trangressão em que estamos vivendo dentro de nossa denominação poderá levar-nos a ruina.
Louvo a Deus pastor Geremias do Couto pela sua vida, pela sensatez e coragem em debater e ate mesmo em expor sua pessoa, por causa nobre como esta, continue asssim não se compactue com algo que nunca sera verade, ou até mesmo parece ser,siga em frente, o Senhor é contigo.
Pastor Gesiel Oliveira
Medford, Massachusetts, USA

Paulo Teixeira disse...

A paz de Cristo, pastor Geremias.

Nasci em um lar evangélico e desde minha infância sempre fui um seguidor de Jesus Cristo.

Cresci vendo pastores assembleianos referindo-se a outras denominações como 'igrejolas', 'tendinhas', 'igrejas fundo de quintal', além de desdenhar outras denominações evangélicas tradicionais, pois lá o povo era pecador, pois as irmãs usavam brincos e calças compridas e os irmãos jogavam futebol ou usavam barba, dentre outros motivos.

Por muito tempo denominações neopentecostais foram metralhadas em nossos púlpitos, principalmente por amarem demais o vil metal e priorizarem a tal teolgoia da prosperidade.

Com os recentes episódios envolvendo a CGADB e outros ligados a ela, fica a pergunta: 'porque sempre foram jogadas pedras nas casas dos outros, sendo que em nosso telhado as telhas eram de vidro'?

Lamento muito o que está ocorrendo na cúpula.

Com absoluta certeza afirmo que isto nada tem a ver com a obra de Deus. Se existe alguém que está infinitamente longe de tudo isto, é o Todo-Poderoso. O nome dEle está sendo escandalizado, mas os que isto estão proporcionando verão sobre si o prometido na Palavra de Deus.

Ouvi alguém dizer que quando uma denominação evangélica completa 100 anos, duas coisas podem ocorrer: ou ela quebra ou se divide.

Oremos por nossa liderança.

Forte abraço e parabéns pelo artigo.

Pb. Paulo Teixeira (www.holofote.net)

Anônimo disse...

pr. geremias,
paz do senhor.
por favor,quero tirar uma dúvida.
se porventura algum colega que ler esse texto poderá responder-me também.
baseado nos fatos em questão na cgadb, é possível ser convocada uma nova eleição para presidencia e os demais cargos ?
o que o estatuto diz a respeito ?
porque se for possivel os filiados convocarem uma nova eleição,o momento é já,para que a boa imagem da cgadb não fique jogada na lama,e os estigmas dos fatos em questão possam ser aniquilados.
aguardo resposta.

jose rodrigues.

Aparecido Cruz disse...

Querido Pr. Geremias,

Louvo a Deus por sua vida, ministério e também pela coragem, embora relutante, escrevendo esta mensagem profética em ocasião oportuna.

Sou leitor de seus trabalhos literários a alguns anos e tenho certeza que esta trombeta soa forte. È uma pena que isto aconteça em um ano tão memorável, como o de nosso centenário.

Mas conhecendo os bastidores de nossa instituição, bem como o desleixe da gestão superior, já esperava o emaranhar dos fatos e a eclosão da feroz lava em ebulição.

Pr. Aparecido da Cruz
Guarulhos/SP

Judson Canto disse...

Meu amigo Geremias,

Perfeita a ilustração do baile da ilha Fiscal. E essa idílica atmosfera reflete também no blog do presidente da CGADB. Enquanto uma crise institucional sem precedentes assola a denominação e a integridade de seus principais líderes desmorona diante do rebanho, eis que lá encontro empolgantes matérias sobre chá de senhoras e aniversário de pastores.
O que percebo pela leitura de vários blogs e comentários é que não há condescendência nem mesmo para com os próprios correligionários, que saltitam de blog em blog na esperança de garimpar alguma explicação.

Abraço.

Judson.

Elton Morais disse...

Lamentável. Infelizmente essa é a situação de uma organização "governada" por homens amantes de si e que estão preocupados com suas vaidades e estão esquecendo do Reino de Deus.

Devemos orar para que o Senhor transforme essa situação. E que a CGADB/CPAD volte ao primeiro amor.

Com Tremor e Temor,
Elton Morais

Gilson disse...

Estamos esquecendo algo muito importante em toda essa estorinha, os males ou escandalos não acontecem do nada, há sempre um responsável direto ou responsáveis. Na minha casa, sou responsável. Se isso funciona como uma empresa e tem presidencia, vice-presidencia, etc, então eles são responsáveis diretos. Se houve omissão, descasos, fraudes, desvios e má administração, não tem mamãe me dói, o dono do boi, pega na cabeça, (ou do defunto). Uma coisa é certa, parece que o coronel, dono dessa bagaça, é bem brabo e perigoso, pois ninguem quer tocar no nome dele. Não é ele quem provocou toda essa crise, em vários anos de coronelismo e arrogancia? Qual é mesmo o nome dele? Ah, é JOSE WELLINGTON, não é mesmo? E a familia dele, vai bem? Pelo que se sabe estão todos muito bem empregados nessa empresa maravilhosa.

pastor joao disse...

Meu caro Jeremias: Parabéns pelo texto esclarecedor. A faxina precisa ser feita, logo! A denominação, esfacelada, está perdendo o crédito moral perante a igreja brasileira. E, como você sabe, voltei para a AD. Mas, como profeta não sou membro da CGAD.
Um abraço,
João A. de Souza Filho

Geovani Figueiredo dos Santos disse...

A paz do Senhor Jesus Cristo, pastor Geremias do Couto!

Eis-me aqui mais uma vez em seu conceituado blog, meu pastor.Certamente, mais do que nunca,precisamos nos ajoelhar e chorar diante do Altíssimo em favor dos homens, e também por nossas instituições. A medida que o tempo vai passando, percebemos que o amor está se esfriando e os ânimos se tornando cada vez mais enrijecidos com o aumento da iniquidade.

Devemos rogar ao Senhor que nos mantenha incólumes à ação do erro e das investidas de Satanás sobre os nossos corações e caráter. Não podemos permitir que a profecia se cumpra em nós. Se muitos tem se esfriado no amor e também nos escrúpulos, nós como defensores da verdade e fiéis ao Evangelho e aos bons costumes não devemos baixar guarda. Caso contrário, tudo estará perdido.

Nós damos graças ao Senhor porque Ele ainda está no controle. Podemos confiar que em resposta as nossas orações, a seu tempo, Ele intervirá e colocará todas as coisas em seu devido lugar.

Deus é Senhor. Os homens são apenas homens. Todos falíveis, todos mortais, todos carentes da graça!

Que Deus continue abençoando e lhe dando graça neste mister. Um Sincero shalom!


A propósito,gostaria de convidá-lo a ler em meu blog, caso tenha um tempinho, a minha mais recente postagem que tem como título: "Verdade e Liberdade de Expressão em Xeque". Será uma honra para mim receber a sua visita e comentário.

O meu blog é o http:cristianismoemdia.blogspot.com//

Francisco Augusto Valente de Almeida disse...

Pr. Geremias,

Sou Diretor de uma Rádio Comunitária, devidamente legalizada, e faço um programa aos sábados, de 21h a 00h. Ontem estava navegando pelos blogs de alguns pastores, principalmente daqueles que defendem o Evangelho da Verdade, e, de repente aportei em seu sítio. Confesso que, eu e mais meus colegas assembleianos, ficamos simplesmente chocados ao tomarmos conhecimento do que está se passando com a nossa querida Assembleia de Deus. Simplesmente tive uma noite mal-dormida e chorei bastante.Ah!Quanta tristeza sinto agora por ver tamanha ignomínia por parte de nossos "líderes". Sou neto da primeira assembleiana de meu município, a qual teve a honra de ser batizada pelo pioneiro Gunnar Vingren. Parece-nos que o sofrimento, os perigos enfrentados, as dores o desconforto e, principalmente, as lágrimas derramadas por esses homens e mulheres de Deus, de nada valeram. Mas creio que, assim como aqueles "sete mil que não dobraram os seus joelhos", ainda restam pessoas honradas e íntegras que irão reerguer esta Entidade que tem uma história linda e abençoada.

Um abraço em Cristo,
Francisco Almeida - Terra Santa - Pará

Pastor Geremias Couto disse...

Caros debatedores:

Gostaria de dialogar com cada um dos mais recentes que manifestaram sua opinião sobre esta postagem.

Mas como, de modo geral, há concordância quanto ao tema, resta-nos aguardar os próximos desdobramentos, pois alguma coisa terá de ser feita.

Sei que há um grande clamor entre nossas igrejas e sei também que Deus responde as orações. Creio que Deus pode trazer aos nossos líderes da CGADB (refiro-me a Mesa Diretora)a clareza de que necessitam para agir antes que, como instituição, sejamos levados às barras dos tribunais.

À noite publicarei nova postagem.

Deus lhes abençoe.

Anônimo disse...

A paz de Jesus.
Talvez este tópico não seja mais comentado, mas assim mesmo vou deixar meu comentário.
Queria apenas que me respondessem: Em quem eu acredito? Tenho 23 anos de idade, sou um guri, e sinceramente, não sei mais em quem acreditar, não sei mais quem fala a verdade e quem mente. Todos os que comentaram neste blog colocaram textos lindíssimos defendendo sua causa, mas tenho certeza que se todos esses que estão sendo acusados respondessem escreveriam tão bonito quanto.
Mas novamente pergunto, em quem a minha geração pode acreditar e se espelhar? E não me digam para me espelhar em Paulo ou Pedro, eu quero conhecer homens de Deus, falar com eles, pedir conselhos, mas quem são os homens de Deus? Onde estão? Alguém me condenaria se eu dissesse que estou de saco cheio de tudo isso e tô querendo é sair fora desse covil? Não sei, aliás, isso é um covil, uma igreja, uma convenção? O que é isso afinal de contas?
Esse é o desabafo de alguém que não está tendo o priveilégio de conhecer homens de Deus como muitos dos senhores conheceram... Alguém de uma geração que cresce sem líderes que sejam inspiradores, sem líderes em quem confiar.
Desculpem, mas não consigo acreditar ou confiar em mais ninguém!
Um abraço a todos,
TIago Farias.

Pastor Geremias Couto disse...

Caro Tiago:

Seria injusto com você se eu não respondesse ao seu comentário.

Entendo as suas angústias, decepções, frustrações e aparente falta de referenciais. Há momentos que eu experimento as mesmas sensações.

Mas se eu posso dizer-lhe alguma coisa é que não perca o ânimo. Peça ao Espírito de Deus que lhe ajude a estar perto de pessoas que possam lhe ajudar e não pense que os homens que temem a Deus deixaram de existir.

Saiba, porém, que todos têm defeito e estes nos ajudam a entender que nós mesmos também os temos. O segredo é aprender com esses erros, melhorar a nossa caminhada e orar por aqueles que estão adiante de nós para que façam veredas direitas para evitar que caiam os qeu vêm atrás.

Lembre-se: Ainda há pessoas hoje que podem dizer como Paulo: Sejam meus imitadores assim como eu sou de Cristo.

Talvez elas não estejam na vitrine, mas nos bancos da igreja servindo a Deus com sinceridade. Talvez seja um pastor pouco conhecido, mas pode estar bem perto de você.

Creia, não perca as esperanças e busque você mesmo tal amadurecimento que lhe de condições de ser un referencial para os que estão a sua volta.

Deus lhe abençoe. Estou orando por você.

Pb. Lindomar Gabriel disse...

Paz do Senhor.
Pr. Geremias, lembro-me quando criança, numa casa de familia idólatra, ouviamos notícias sobre a Assembléia de Deus, que muito rígida nos costumes, ainda assim preservava a sã doutrina. Não acredito que os costumes regem as doutrinas, mas a seriedade que havia na Assembléia de Deus fazia com que todos se admirassem dela, principalmente dos seus líderes. Me converti ainda jovem na Assembléia de Deus, hà 10 anos atrás, quando me habituei a leitura da Bíblia e Livros, muitos orgulhosamente publicados pela "Casa Publicadora das Assembléias de Deus", mas não sinto o mesmo hoje, com tanta manobra humana sobre a nossa casa (digo nossa, porque sou assembleiano). CGADB e CPAD não tem sido mais motivo de elogios por aqui, mas de "deboche". Coitada da Assembléia de Deus, nos ajude Senhor!

Elias Brasil disse...

Pr. Geremias, creio não restar dúvidas de que a CGADB (e, por tabela, a própria AD) precisa de urgente reformulação, pra não dizer "refundação".

Nesse sentido, e passando adiante na discussão, pergunto: quais seriam as principais mudanças institucionais necessárias? Não falo em pessoas, falo em modelos, em práticas, em sistema de governo.

É hora de se pensar na descentralização das ADs? Uma maior autonomia às igrejas locais não seria um freio à interminável luta pelo poder dentro da CGADB? Esse é o maior clamor das bases hoje, assim, acredito que haveria respaldo dos membros (e de boa parte do clero) para uma modificação dessa natureza.

Outro ponto diz respeito à formação pastoral. Não passou da hora de se uniformizar os processos de preparação e consagração para o ministérios? Institutos regionais, vinculados administrativa e teologicamente, de forma direta, à CGADB, não seriam oportunos para uma melhor capacitação de nossos futuros líderes? No caso, somente seriam ordenados obreiros que se formassem nesses institutos...

Em verdade, esse é um debate profundo e extenso. Mas penso ser hora de passarmos da discussão sobre o presente para as proposições sobre o futuro da AD, ou sobre a da AD do futuro.

Gostaria de saber sobre suas idéias a respeito dessas perspectivas.

pastor joao disse...

As inquietações do Tiago representam as dúvidas e o sentimento da nova geração dos assembleianos. É preciso salvar essa geração e separá-la da antiga que só tem causado problemas para a igreja!

Anônimo disse...

Muito obrigado pela sua resposta pastor.
Me sinto perplexo como o salmista do salmo 73, num contexto um pouco diferente, mas perplexo da mesma forma.
Logicamente não quero desistir mas quero poder usar as palvras deste salmista no verso 28: "Mas para mim, bom é aproximar-me de Deus; pus a minha confiança no Senhor DEUS, para anunciar todas as tuas obras."
Muito obrigado! Um grande abraço e que Deus o abençoe!

Anônimo disse...

Caro Geremias do Couto, a minha educação cristã devo a Assembléia de Deus onde permaneci até a juventude. Depois fui para a Igreja Cristã Maranata que também é pentecostal, entretanto, a Assembléia de Deus é pioneira no pentecostalismo no Brasil.

Ante a crise por que passa a CGADB, não é hora de uma mudança radical na estrutura? Um presbitério centralizado, por exemplo, como é a Maranata?

Vieira

vanderleia disse...

Façamos uma oração.
Querido Deus,não deixe atrazarmos com o processo de evangelização,por pararmos para socorrer pastores feridos, e sararmos ovelhas doentes,amém....

Rev. José Netto disse...

Sou da AD e venho declara que o Senhor Jesus há de trazer atona toda esta sugeira e limpar a sua santa Igreja, pois esta não é de José, nem de Silas, nem de Samuel, nem de Geremias e nem tão pouco minha mais é de JESUS. Socorre a tua Igreja ó Jesus cobri-nos com teu sangue.
Parabens a todo aquele que por amor e zelo tem como profeta se manifestado; e coitado de todos que por malvadeza e incredulidade filhos das trevas tem lançado o bom nome da AD desta forma.

Raimundo disse...

Estimado Rev. Jeremias do Couto.

Paz do Senhor,

Sempre fui e sou, um grande admirador de sua pessoa, do seu caráter, Ética, comportamento e vida transparente.

O que o amado Rev. Tem escrito nestes últimos dias representa o pensamento de milhares e milhares de Crentes como eu, sem voz, sem condições de expressar a angustia que sente neste momento de crise que passa a CGADB. Nos meus 38 anos de crença nunca vi dias tão difíceis e amargos como os que estamos atravessando nos dias atuais na Assembléia de Deus.

Infelizmente parte de nossos lideres continuam insensatos dormindo o sono da indiferença como se nada estivesse acontecendo.

Que Deus na sua infinita misericórdia possa abrir os lhos dos que dormem, antes que seja tarde de mais. Não adiantam os nossos lideres quer tampar o sol com peneira. Depois não venham chorar o leite derramado, e dizer o Pastor Jeremias tem razão. Acorda!!! CGADB.


Abraço Fraterno.

DC. Raimundo Nonato.

Obs. Continua, na luta e conte com as nossas orações.
Meu email: profraimundo2006@hotmail.com

Lucila disse...

Pr. Geremias
Deus continue usando-o de maneira poderosa, confesso que chorei e orei ao ler sua matéria.Faço parte dessa geração que tem aprendido com voces nos Congressos, Seminários, Escola de Obreiros, Capeds e em literaturas, me choca ao saber desse drama da CGADB e CPAD, por isso, oro ao Dono dessa grande obra que tenha misericórdia de nós e levante outros, assim como o senhor para ser a voz que clama nesse momento tão difícil de nossa história. Saiba que estarei intercedendo por sua vida e seu ministério junto com minha irmãs aqui no setor 08 em Porto Velho-RO.
Deus é teu escudo
Lucila

Pr. Ezequiel Silva disse...

"ATÉ QUE VOLTE O SALVADOR, CERCANDO A MESA DO SENHOR..."

Esta frase inicia o hino 53 - Esperança da Igreja (H.C). Santa Ceia e mais santas ceias são celebradas, e esses homens participa delas normalmente... Pregam, celebram, participam do corpo de Cristo, parece-me, sem qualquer temor ao Senhor da Ceia.

Se a situação é realmente a que foi apresentada, é coisa séria!!

Ao longo do tempo fizeram uma lista de "pecados", até fora do contexto bíblico. Com o tempo, o temor foi desaparecendo e aquilo que era pecado, não é mais tão pecado assim.

Quando se aplica a coerção, a disciplina é só para os "desfavorecidos" (não são os pobres) da igreja.

Nessa lista, esqueceram de arrolar o "pecado intitucional" que é todo aquele praticado contra a instituição (igreja ou convenção) seja contra o patrimônio ou membresia, na esfera espiritual, moral ou administrativa. É possível que exista já algum tempo previstos em alguns

estatutos e R.I's destas instituições. Quando estão envolvidos no pecado institucional, dizem, deixemos isso, trata-se de questão administrativa (hum!!!) INCLUSIVE, HÁ QUEM DÁ O IRRESTRITO APOIO.

Bom! Será que para o pecado institucional não se faz necessário de que o homem "examine-se a sim mesmo"?


MAS JÁ BRADOU O PROFETA: "Porque já é tempo que comece o julgamento pela casa de Deus[...]" 1Pe 4.17

ASSIM,ANTES QUE VOLTE O SALVADOR ficaremos abismado com fatos e escândalos que virão à tona;

O que acontecerá a homens e mulheres que se dizem servos e não são, a não ser escravos dos seus próprios interesses;

O que esses homens fizeram de justo, de bom, de boa fama ficarão nos anais da história ninguém pode tirar.

As Assembléias de Deus no Brasil, enquanto patrimônio e membresia, merecem como instituição divina o devido respeito de seus líderes e membros.

No seu Centenário vai ganhar o que de presente?

Ora, trata-se de uma igreja que tem afincado marcos e estruturas morais, espirituais, éticas e sociais no decorrer desses 100 abençoados anos, para agora ser vilipendiada, ultrajada em razão de questões

de certa forma menores e fáceis de resolver.

Dizer ERRAMOS é uma virtude que, mesmo que aja consequências dos atos, será enobrecida pela MISERICÓRDIA.

O que nos resta é orar e agir, e no momento e no fórum ideal usar o direito de fala e voto. (Se eles não cortarem o som, a coisa mais antidemocrática e absurdamente feudal)

E assim... Cabe-nos esperar o dia da vinda de Cristo para buscar a Igreja: Quantas surpresas teremos... Credenciais, tempo de casa, obras e feitos, haverão de pesar desfavoravelmente na balança de Deus, se os pecados não forem confessados e deixados.

O QUE DIZER DO PR. GEREMIAS DO COUTO, UMA VOZ INTELIGENTE ENTRE MUITAS, QUE ECOA BRADOS DE JUSTIÇA CRISTÃ, NO VALE DA DECISÃO.

E QUE A IGREJA SANTA CONTINUE CERCANDO A MESA DO SENHOR, ATÉ QUE VOLTE O SALVADOR...

UM FORTE ABRAÇO, NA PAZ DO SENHOR PARA TODOS...

Edmar disse...

Pr Geremias,

inicialmente receb os meus parabéns pela coragem e serenidade com que tratou o tema. De fato as Assembléias de Deus no Brasil estão ruindo e a direção permance deitada em berço esplendido.
Sou filho de pastor da AD e durante 35 anos frequentei a igreja AD em BH, porém, em razão dos desmandos que tive o desprazer de vivenciar, a ditadura da direção e inexistência de transpasrência na gestão da igreja, me fez desvincular da insituição religiosa para servir a Deus.
Se pessoas como o sr. estivessem à frente da AD, apregoando os valores que pude retirar do seu texto, não tenho dúvidas, a AD seria de fato uma IGREJA.
Que Deus continue abençoando o sr e família.
Também não concordo com a venda de bençãos levadas a efeito pelo Silas Malafaia, tenho observado que atualmente muitos estão pregando só por dinheiro. Tenho pena deles.

Edmar Passis - BH

Anônimo disse...

Querido Pr. Geremias do Couto, com pesar em meu coracao entendo a vossa preocupacao; sinto a mesma tristeza mesmo sendo desconhecedor de todos os fatos; porem dou credito ao exposto, e junto lamento o que "
homens de Deus" poderiam sem duvidas evitar. Fico com vossa expressao: "Que Deus Tenha Missericordia de Nos. Pr. Carlos Alberto Bassi Zacarkim, Pr. Presidente da A.D. Mao Amiga em Tampa Fl USA.

Anônimo disse...

Querido pastor Geremias,

Sou novo na internet e ainda não tinha visto esse artigo. Brilhante e atualissimo! PArabéns!


Pr. Aldair Cunha-SP