terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Centenário da AD no Brasil: de que lado você está?


Não é desconhecido que nas duas últimas eleições apoiei o pastor José Wellington Bezerra da Costa como candidato a presidente da CGADB. Manifestei também de maneira pública, inclusive com a publicação de um artigo no Mensageiro da Paz, as minhas restrições ao outro candidato, pastor Samuel Câmara, a quem conheço desde o verdor de sua adolescência, enquanto eu adentrava a juventude. Como minhas posições têm sido bastante claras, e mantenho as mesmas restrições que fiz à época, sinto-me bastante à vontade para tratar neste blog do Centenário das Assembleias de Deus no Brasil.

Após a Assembleia Geral Ordinária da CGADB realizada em Vitória, ES, no mês de abril do ano passado, lembro-me de ter publicado alhures (o vocábulo veio para ficar!), em algum blog, que era hora de juntar os "cacos", aproveitar este interregno até a próxima eleição (2013) e buscar a convergência para saírmos desse ambiente extremamente deteriorado da disputa eleitoral. Mas o que veio depois, não é preciso sequer comentar.

Entendi, por outro lado, que o Centenário seria o grande ancoradouro dessa aspiração visto tratar-se de uma comemoração que une indistintamente a todos os assembleianos. Ainda em Vitória, cheguei a comentar com o Diretor Executivo da CPAD, irmão Ronaldo Rodrigues de Souza, que o programa comemorativo não poderia excluir a igreja-mãe. Sem ela não haveria a festa dos 100 anos. Percebi que ficou interessado na ideia.

No entanto, se eu não estou errado, o Centenário caminha para duas distintas comemorações. Uma, promovida pela CGADB. Outra, pela igreja-mãe. Que Belém programe a sua celebração é perfeitamente compreensível e digno de aplausos, pois, se há uma igreja que de fato completa 100 anos, esta é a que foi fundada pelos pioneiros Gunnar Vingren e Daniel Berg com os irmãos que deixaram a Igreja Batista por crer na promessa do batismo no Espírito Santo e foram reunir-se na casa de Celina de Albuquerque, a primeira crente batizada no Espírito Santo em terras brasileiras. Que por extensão a celebração da data se estenda a todo o Brasil também não se questiona, pois o início em Belém, PA, tornou-se o marco da existência da AD brasileira.

O que me deixa constrangido e triste é perceber que até na comemoração do Centenário estamos divididos! A da CGADB, que nem igreja é; a da igreja-mãe, sem a qual as filhas, embora já na "maioridade", não existiriam. Era a hora de pôr de lado as divergências, construir a unidade, chamar toda a liderança brasileira e mostrar ao Brasil que é muito maior e mais forte o que nos une do que tudo quanto nos separa, representado pela mesquinha política eclesiástica. Defendo até a inclusão de Madureira, cujas raízes são as mesmas de Belém do Pará.

Como secretário da Comissão da Década da Colheita à época, ao lado de companheiros como o saudoso pastor Valdir Bícego e o colega Isael de Araújo, sob a presidência do pastor José Wellington Bezerra da Costa, tive a imerecida honra de coordenar a festa dos 80 anos em Belém, PA, ainda sob o pastorado do veterano pastor Firmino Gouveia. Vieram caravanas de todo o Brasil. Enquanto, durante o dia, realizávamos as conferências da Década da Colheita, as reuniões da noite eram reservadas para a celebração. Foi emocionante participar do desfile pelas ruas da capital paraense, proclamando o som do evangelho, com milhares de crentes e por alguns quilômetros, desde as escadas do porto por onde desembarcaram Gunnar Vingren e Daniel Berg até o Templo Central, na Travessa 14 de março.

Continuo idealista. Ainda há tempo de mudar este quadro. Podemos, sim, marchar em unidade para o Centenário. Que haja comemorações em todo o país. Que se escolha um dia para que cada igreja nos recônditos mais distantes da nação faça a sua celebração especial. Pode-se oferecer a elas, inclusive, sugestões de programa para o culto festivo. Mas não é justo e nem contribui para o estreitamento dos laços fraternos e espirituais que a igreja-mãe esteja à parte do calendário oficial.

Deixemos 2013 para depois.

É o que penso.

56 comentários:

Marinheiro disse...

Parabéns pastor Geremias, pela racionalidade e equilíbrio de suas palavras. Oro para que as Assembléias de Deus estejam unidas sob a liderança única dAquele a quem pertencem, e que seus pastores, como verdadeiros servos, sujeitem-se uns aos outros, para que o mundo ouça o Evangelho que anunciam.

Jean Patrik disse...

Paz do Senhor pastor Geremias de Couto!!!

Confesso está profundamente sentido, com esse constrangimento entre a CGADB e a igreja mãe (IEAD do Pará).

Como isso chegou nessa situação, não sei, mas que é terrivelmente pesaroso é.

Não sou pastor, ainda sou um cooperador na minha igreja, mas se ser pastor é colocar os seus interes a acima da obra e vontade de Deus... Deixa pra la, se não irei generalizar em meu comentário.

Mas como um jovem admirador das histórias da igreja Assembléia de Deus, gostaria muito de ver essa situação resolvida, e para ser mais específico, gostaria de ver o Pastor Samuel Camara ceder, só essa vez, para que o centenário seja na igreja mãe.

Pastor gostaria de saber como foi desligamento da Madureira e por que foi minada a relação entre a CGADB e a igreja mãe?

Oremos para que essa realidade que nos trás profunda tristeza se converta em abundante alegria.

DEUS TENHA MISERICÓDIA!!!

Um grande abraço, pastor.

Jean Patrik.

Pr. Sérgio disse...

Prezado Pr. Geremias do Couto, graça e paz!
Concordo gênero, grau e número com suas ponderações referentes às comemorações do Centenário Assembleiano. É com pesar que observo mnha querida Assembleia de Deus dividida em fragmentos fracos, mesquinhos e vazios em plena comemoração de nossso centenário. Façamos ouvir nossa voz: queremos a Igreja-mãe como parte ou como principal ingrediente das comemorações.
Um forte abraço!
Pr. Sérgio Pereira
http://prsergiopereira.blogspo.com

Márcio Cruz disse...

Meu caro Ir. Geremias. A Paz do Senhor Jesus Cristo!!!

Foi bom o senhor levantar este tema. Ano que vem será a maior festa de nossa amada e senhora AD.

Adquiri e estou adquirindo as biografias lançadas com a vida de nossos pioneiros. E lendo-as, percebi que a lutas deles era pela unidade da igreja (AD).

Infelizmente, a máxima "Queres conhecer um homem? Dê o poder a ele", está bem presente no círculo eclesiástico vigente.

Como bem disseste, seria algo divino que todas as partes deixassem (não de lado, mas lançar fora mesmo!!!) quaisquer diferenças, pensamentos para o crescimento sadio de nossa querida AD, e este Centenário não ficasse SemTerNada de que comemorar.

É a minha oração ao Deus que enviou Gunnar e Daniel, que a Glória Dele venha por ordem na casa e venhamos cantar com todas as forças "Grandes Coisas fez o Senhor por nós por isso estamos alegres" e "Parabéns pra você nesta data "ungida" (rsrsrs) em 2011.

Crendo que teremos sim uma linda festa, deixo aqui a benção do Senhor Jesus sobre sua vida, família e ministério.

Nele, o meu Noivo,

Ir. Márcio Cruz

Robson Aguiar disse...

Pastor Geremias,

Permita-me ir além do que o irmão já escreveu com tanta propriedade. Creio ser inconcebível a idéia de não incluir a Igreja-Mãe no calendário festivo de nossa centenária Assembléia de Deus.

Endosso ainda seu oportuno conselho, é hora de união, de tapar as brechas que nos envergonham, é hora de nos perdoarmos mutuamente.

Concordo também com a inclusão da Madureira na Grande Festa do Centenário das ADs no Brasil.

Afinal, a Instituição está acima da política que a separa.

Pr. Levy Conde disse...

Estimado Pr. Geremias.
Saúde, graça e paz.

Mais uma vez sou origado a tirar o chapéu para você (permita-me tratá-lo por você, so mais velho rsrsrsrs).
Suas palavras traduzem a realidade que não podemos esconder. Sou filho da AD de Belém onde nasci, me converti e fui batizado. Amo minha Igreja "mãe".
Sou eterno devedor ao Pr. Wellington. Em momentos difíceis de meu ministério ele me abraçou. Tenho-o em conta de pai.
O que fazer para se acabar com essa "perrenga"?
Conheço a solução. Descer, descer, descer. Em meu artigo (no meu blog, passe por lá) intitulado "A necessidade continua", deixo bem claro que todos devemos voltar às origens, dando lugar, não as disputas politiqueiras, mas ao ESPIRITO SANTO, que pode e que tem poder para colocar todas as coisas no devido lugar, inclusive nossos irmãos (nunca primos) da AD de Madureira. Se assim acontecer teremos uma grande festa de Centenário. Uma festa com a presença da "mãe", do PAI, DO FILHO, DO ESPÍRITO SANTO, do Presidente da CGADB, do Presidente da AD de Belém, do Presidente da Convenção Paraense, do Bispo Manoel Ferreira, da CPAD e de muitos outros. De longe, bem de longe, completamente decepcionado como sempre. ficará o inimigo de nossas almas Satanáz, derrotado mais uma vez.
Abraços,
Pr. Levy Conde

Robson Silva de Sousa disse...

Meu prezado pastor, amigo e mentor Geremias do Couto,

Graça e Paz da parte de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

Fico cada dia mais boquiaberto com a lisura, imparcialidade, e grandeza de caráter demonstrados por ti diante de temas tão relevantes e indispensáveis à vida e saúde espiritual de nossa amada Asembleia de Deus, bem como da Igreja de Cristo como um todo.

Eu que ano que vem não terei completado ainda 1/4 de século de fé cristã - apesar dos 37 de nascido em berço assembleiano - fico extremamente entristecido ao ver o rumo que tomamos à beira de completarmos 100 anos.

Espero em DEUS que nossas lideranças curvem suas cabeças diante do ETERNO e reflitam sobre suas decisões, a fim de que não se deixem mover por emoções humanas, mas que sejam conduzidos pela brandura e frescor do Espírito Santo.

Forte abraço,

Que o ETERNO te conserve em saúde e sabedoria.

Do Amigo,

Pb. Robson Silva
Prossigo para o Alvo... Fp 3:14

SANDRO!!!! disse...

UMA BENÇÃO SEU BLOG ... JÁ ESOU SEGUINDO... VISITE O MEU BLOG http://pbsandrooliveira.blogspot.com/ E DEIXE UM COMENTÁRIO!!!

ALTAIR GERMANO, disse...

Nobre companheiro,

o fato é lamentável, mas é a realidade.

Na realidade, penso que teremos no mínimo três festas:

- A promovida pela CPAD
- A promovida pela igreja de Belém
- E, possivelmente, uma promovida pela própria Convenção de Madureira

Se o atual quadro não mudar, nos próximos 100 anos, se Jesus não volta, o que teremos para comemorar? Quantas festas serão feitas isoladamente?

Abraços!

CLÉCIO VIEIRA disse...

CLÉCIO VIEIRA
A PAZ DO SENHOR Pr. GEREMIAS, CONHECI SEU BLOG A POUCOS DIAS. MUITOS ARTIGOS BONS, E SOBRE O CENTENÁRIO DAS ASSEMBLÉIA DE DEUS EM 2011, DEVEMOS NOS UNIR, ORAR, PARA ISSO NÃO ACONTECER. MAS SIM FAZER UMA COMEMORAÇÃO MARCANTE EM BELÉ-PA NA IGREJA MÃE.
SOU DE LAGO DA PEDRA-MA, QUERO DEIXAR MEU BLOG. www.diaccleciovieira.blogspot.com
DEUS SEJA SEJA LOUVADO

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro irmão, amigo e pastor Getremias do Couto!

Glórias ao nome do Senhor!


Ter ideal igual ao do preclaro amigo, até acredito que muitos o tenham, no entanto, raríssimos teriam a imparcialidade e coragem para expor como o amado o fez!

No meu entender, isso seria um gesto mínimo, para que os homens entendam nosso desejo de unidade, apesar das diferenças.

Hà poucos dias em SP, durante o lançamento para o Estado de São Paulo do cartão de afinidade da CGADB, tive o privilégio de conhecer o Pr. Geziel Damasceno, membro do comitê executivo das comemorações do centenário, quanto tive conhecimento das suas prerrogativas junto a direção da CPAD para esse evento.

Na oportunidade, com todo o respeito, disse a ele, talvez com outras palavras, o mesmo conteúdo do seu post.

Vi por parte dele boa intenção nesse sentido, agora é preciso ações definitivas a respeito.

Seu post vem em boa hora e lança boa semente nessa seara.

Louvado seja o nome do Senhor!

Que os líderes maiores possam também entender essa necessidade, pois tenho certeza que é o sonho dos verdadeiros assembleianos.

Por entender da mesma maneira, estarei postando o link da sua matéria em meu blog, para conhecimento dos meus leitores.

Um grande abraço!

Seu conservo,

Pr. Carlos Roberto

Gutierres Siqueira disse...

Pr. Geremias, a paz!

Ótima reflexão!

Em boa hora recebemos o seu texto. Neste momento, em que o centenário se aproxima, precisamos de uma unidade na já tão fragmentada Assembleia de Deus. Realmente não faz sentido excluir a igreja de Belém das comemorações gerais, promovidas pela CGADB. Se tal exclusão continuar veremos que a política ainda reina forte em nosso meio, e infelizmente disfarçada de “zelo doutrinário”.

Abraços

Josélio disse...

Pr Geremias do Couto, a Paz do Senhor.

Lembro-me de uma das revistas da EBD que vinha relacionando todas as metas da Década da Colheita, mas nunca fiquei sabendo se todas elas foram alcançadas,o senhor saberia nos informar se as metas da Década da Colheita foram alcançadas?

Josélio

Philadelfia - Evangelismo e Louvor disse...

Paz, Pr. Geremias!

Tenho esse mesmo pensamento e perspectiva - Temos que "pôr de lado as divergências, construir a unidade, chamar toda a liderança brasileira e mostrar ao Brasil que é muito maior e mais forte o que nos une do que tudo quanto nos separa".

O centenário das Assembléias de Deus diz respeito à todos nós - Igreja-Mãe, Ministérios do Belém, Missão, Madureira, entre muitos outros, que foram iniciados e influenciados pela obra do Espírito Santo e propagada por Daniel Berg e Gunnar Vingren.

2013 ainda vai chegar, portanto, "Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal". (Mt 6.34) -

Paulo Mororó disse...

Caro pastor Geremias do Couto, a Paz do Senhor.

Linda,oportuna e conciliadora a sua postagem.

O "grupo de Belém", o "grupo de Belenzinho", o "grupo de Madureira",o " grupo com a Dake", o "grupo sem a Dake", assim como outros "grupos independentes", nascidos diretos ou indiretamente da "Igreja-Mãe",DEVEM HONRAR suas origens. O exemplo vem das igrejas da Macedônia,(2 Co 8.1-5), na época do apóstolo Paulo, quando enviaram ajudas para Jerusalém. Independente dos egos e convicções apostólicas,como da "Circuncisão" ou da "Incircuncisão". Foi um ATO DE RECONHECIMENTO das "filhas" já independentes e cheias de manias também. Afinal tudo começou ali, em Jerusalém, (At 1.8).

"Honra o teu pai e a tua mãe...", diz a Bíblia. Se pela a exegese e a hermenêutica não acharem uma ligação com o fato em foco, ao menos, pelo "simancol" e pela gratidão espiritual se ache uma brecha de reconhecimento para com a "Igreja-Mãe".

Um abraço
PAULO MORORÓ



O que me deixa constrangido e triste é perceber que até na comemoração do Centenário estamos divididos! A da CGADB, que nem igreja é; a da igreja-mãe, sem a qual as filhas, embora já na "maioridade", não existiriam.

Ministério Boas Novas disse...

Paz do Senhor...
Parabéns por expressar seu sentimento em relação a comemoração dos 100 anos das Assembléias de Deus no Brasil. Na verdade, que há um sentimento de rivalidade entre a direção da CGADB e a Igreja Mãe por parte de sua liderança, disso ninguém pode negar. O pior é que esta rivalidade parace-nos ser pessoais. Fica ruim pra uma Igreja como a nossa ter que dialogar e reconhecer que há estas divergências entre a liderança. Faço de suas palavras as minhas Pastor Geremias do Couto, e dou-lhe, meus parabéns, mais uma vez por este diálogo.
Oro para que ainda estejamos em tempo de concerto entre os "grandes" para que juntos possamos louvar a Deus pelo centenário das Assembléia de Deus no Brasil.

Matias Borba disse...

Pr. Geremias,
A Paz do Senhor!

Já falei algo semelhante em algum blog o qual não me recordo bem, algo mais particularmente referente a igreja mãe e o Mensageiro da Paz. Creio que apenas a menção pelo Mensageiro da Paz sobre as festividades da igreja de Belém, serão talvez a prova que a politicagem é maior que o amor que nos une, o que não deveria ser assim.

Espero que abram os olhos enquanto é tempo, para que depois não entremos em um caminhos sem volta.

Deus abençoe e um abraço!

Uilson Camilo disse...

Pr. Geremias,
Paz do Senhor!

Muito pertinente seu post, retrata a realidade que esa vivendo nossa Igreja no Brasil, homens que deveriam estar primando pela unidade da mesma, estão preocupados em estar em evidência e a briga pelo poder tem deixado marcas profundas na Igreja.
Deus seja louvado pela sua vida e coragem por seu posicionamento imparcial ante esta situação.

Que o Eterno continue abençoando sua Vida.

Abraços!!

Uilson Camilo.

Ps. Cloquei um link no Meu Blog de sua postagem.

Joabe disse...

Pastor Geremias,

A Paz do SENHOR.

Em alguns comentários anteriores divergi de alguns pontos seus, porem agora concordo em gênero, numero e grau com o senhor.
E para reforçar o que irmão falou existem dois sites “oficiais” da festa do centenário: http://www.centenarioassembleiadedeus.com.br e http://www.centenarioadbrasil.org.br/CPAD/PAGES/index.php E agora, qual é o mais “oficial”?
Não entendo que somente o Pastor Samuel Câmara deva “ceder” e sim praticamente todos que desde certo tempo, se rivalizam na preferência pela liderança da CGADB. Acredito que talvez ele seja o que tenha que “ceder” menos.
Apesar de reconhecer o trabalho do atual Presidente da CGADB e da Família Bezerra da Costa, penso que está nas mãos do Pastor José Wellington a possibilidade de uma possível unidade ser restabelecida. Claro, que falo da perspectiva da responsabilidade humana. Pois Cristo é que é o Cabeça da Igreja.

Em Cristo,

Joabe

Pr Alessandro Garcia disse...

Pr Geremias, a paz do Senhor.
Realmente o tema é oportuno, interessante, controverso e infelizmente LAMENTÁVEL.
Quando se aproxima uma data importante de uma instituição, cidade, estado ou nação, é natural que se faça um resumo histórico do seu avanço, crescimento e conquistas ao longo de sua existência.
Fazendo uma análise retrospectiva, certamente teremos que agradecer a Deus pelo nosso avanço, crescimento e conquistas. Não podemos negar: Esta obra conta com a benção de Deus. Entretanto, a pergunta é: COMO ESTAMOS NOS COMPORTANDO EM RELAÇÃO COM O QUE DEUS, POR MISERICÓRDIA E BONDADE, TEM NOS CONFIADO?
Diante de tanta discórdia, politicagem, carnalidade, vaidade, busca pelo poder e perda de visão ministerial, com certeza neste centenário teremos muito mais a lamentar do que comemorar.
Que Deus tenha misericórdia de nós. Que nossa liderança possa refletir seu comportamento religioso destituído de amor. Que suas decisões possam realmente voltar a parecer bem primeiro ao Espírito Santo e depois a eles. Que a única motivação de se estar no "comando", seja realmente cooperar para o crescimento do Reino de Deus e não os seus próprios reinos. Que a glória de Deus seja o seu único interesse. Que não haja manobras políticas em nossas convenções, como o fazem os homens ímpios que não conhecem a Deus. Que procurem se respeitar mutuamente, entendendo e aprendendo a conviver apesar das diferenças, pois, nunca mais seremos uma igreja que fale uma mesma língua em relação aos usos e costumes, liturgia e práticas ministeriais. Mais do que nunca, teremos que aprender e pôr em prática o princípio do amor.
Que o Senhor nos abençoe e nos ensine a andar em sua presença com temor e santidade, fazendo a Sua obra com zelo e cumprindo com excelência o Ide de Jesus. Que nesta reta final, que precede o arrebatamento, estejamos vivendo em paz e santidade, se é que queremos ver o Senhor.
Que a oração sacerdotal de Jesus, se cumpra entre nós: “Eu não rogo somente por estes, mas também por aqueles que, pela sua palavra, hão de crer em mim; para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu, em ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste. E eu dei-lhes a glória que a mim me deste, para que sejam um, como nós somos um. Eu neles, e tu em mim, para que eles sejam perfeitos em unidade, e para que o mundo conheça que tu me enviaste a mim e que tens amado a eles como me tens amado a mim.” (Jo 17.20-23). Amém.

Daladier Lima disse...

Pr Geremias do Couto,

O que mais dizer, que nossos amigos em comum não tenham dito? Artigo bem feito? Imparcial? Elucidativo? Ponderado? É uma pena que passe tão longe dos centros de comando, que buscam a cada dia burilar as rédeas.

Até quando? E se estivessemos construindo um reino para nós, como seria? Que pena não poder expressar a minha reação de maneira adequada.

Abraços!

Robson Silva de Sousa disse...

Nobre Pr. Geremias do Couto,

Tenho acompanhado os comentários postados aqui neste espaço, e pelo visto temos tido unanimidade nas opiniões. No entanto, há algo que me chamou a atenção no comentário do irmão Joabe e gostaria de compartilhar com os irmãos.

Segundo ele o site centenarioassembleiadedeus.com.br é um dos "dois oficiais" de divulgação dos preparativos para a grande festa.

Diante da informação resolvi dar uma "espiadinha" (como diria o Bial) nos dois e o que vi no endereço acima não me pareceu NADA OFICIAL.

Um site "sem assinatura", com alguns poucos recortes e links esparsos, um endereço de e-mail de um tal "comitedocentenario" hospedado no hotmail (o refúgio dos anônimos) e pedidos de doação via pagseguro...

Não me parece coisa do Pr. Samuel Câmara: um homem de elevadíssimo gosto (veja o aspecto clean de seu blog, por exemplo, ou o site oficial da Igreja Mãe) e com uma bagagem jornalistica de fazer inveja...

Não acredito que ele autorizaria um site como aquele que trás já no banner de abertura um terrível vício de linguagem: “a Igreja – Mãe vai está (sic) esperando por você”...

Bem, pelo menos a conta para doação é a mesma do site oficial da Igreja (Bradesco AG 1505-9 CC 1911-9).

Para os que quiserem se certificar da veracidade das informações há ainda um telefone para contato no site do pagseguro em nome de SAMUEL CAMARA: (91) 3344-4700.

Seja como for, não me convenceu.

Abraços,

Pb. Robson Silva

Mirian disse...

Caro pastor Geremias, fiquei extremamente tocada com as suas palavras. Sou evangélica a muitos anos e também sou filha de pastor. Aqui em casa é recorrente o tema da atual situação política da nossa amada Igreja e a cada dia me entristeço com tudo que tem acontecido. Assim como o senhor tenho a esperança que aquilo que nos une seja MAIOR do que aquilo que nos separa. Espero que nessa data tão festiva e especial possamos comemmorá-la unidos.
A paz do Senhor Jesus.

Pr. Jesse Sobral disse...

Caro Pr. Geremias do Couto.

Li com esperança as suas palavras, talves "alguem" nos ouça. Essa é a minha oração.

Creio tambem que só uma comemoração "unissona" poderá minimizar os efeitos da "DECADA DA VERGONHA", que já manchou em muito o nosso Centenário. Senão vejamos:

2000 a 2010 - a decadá da heresia e da baderna nas ADs.

a) 2000 - G12, envolvimentos e rachas.
b) 2001 - Briga pelo poder nas ADs brasileiras nos EUA.
c) 2003 a 2004 - 0 TEI- Movimento de Boston, exclusão de pastores e afastamento de lideres convencionais.
d) 2005 - AGO no Rio Centro, RJ: disputas com rosas e espinhos.
e) 2006 - AGE em Florianopolis, SC: disputas com gritos e delirios.
f) 2007 - AGO no Anhembí, SP: disputas com baderna total.
g) 2008 AGE em Porto ALegre, RS: guerrilha aberta.
h) 2008 - Surge a Biblia Batalha Espiritual e Vitoria Financeira. Os "apologistas" condenam.
g) 2009 AGO em Vitoria, ES: disputa, cheques sem fundos, denuncias da TV, vergonha nacional.
h) 2009 - Lançamento da Biblia DAKE pela CPAD. Os mesmo "apologistas" agora defendem...
i) 2010 - Biblia DAKE continua, membros já realizam batismo nas aguas,,,,,,

Não computei as asneiras que famosos pregadores "assembleianos" andam pregando. Todo mundo sabe, mas ninguem pode dizer nada.

Enfim, unamo-nos, pois o aniversario de uma mãe sem os seus filhos é muito triste e vergonhoso. É ferir o seu futuro.

Tambem, o aniversario dos filhos sem a mãe que ainda vive, é vazio e desprezivel. É ferir o seu passado, a sua memoria e a sua historia.

Nesta briga que sofre somos nós, o presente. Quem le, entenda.

Um abraço.

Pr. Jessé Sobral
prjessesobral@yahoo.com.br

Newton Carpintero, pr. e servo disse...

Prezamado pr. Geremias do Couto,

A paz do Senhor!

Excelente posicionamento, relacionado aos que entristecem aos muitos desejosos em poder admirar, um melhor nível de relacionamento que reproduza os sentimentos puros de uma igreja que representa o evengelho no Brasil e no mundo.

É admirável a sede de bons resultados em cada comentário, ao ser lido e contemplado por sua matéria.

Sei bem, que não agradarei a muitos ou a todos, mas, creio que grandes divisões acontecerão nas Assembléias de Deus no Brasil, e porquê não falar por todo o mundo?

Existe cada vez mais, uma distância maior nos ministérios. As relações se mesclam com a necessidade de poder.

Por bem, contrário aos desejos dos de bem, Deus permitirá que os movimentos se procedam com grandes diferenças para o bem do próprio evangelho. O joio será tão percebido como o trigo. As diferenças estarão à mostra, e mesmo assim, não entenderão por causa dos sentimentos carnais que tomará posse em muitos ministérios.

É demasiado interessante, que se entenda com relativa ousadia, que a igreja, está cada vez mais, se desdobrando em pequenas lideranças, estas levadas por interesses, porque não dizer, com certeza, sem vínculos com o Espírito Santo, e entregues a sentimentos inescrupulosos de aparente bondade.

Grandes mudanças se avizinham e virão por "bêbados" do poder humano.

Estes tentarão demonstrar algo em sí da parte de Deus, e será muito marcante o que procederá a estas divisões.

É tempo de Vigiar e Orar!,

O Senhor seja contigo, nobre pastor,

O menor de todos.

Bernardo, Jose Luis disse...

Caros e Raros Irmãos em Cristo, Pastores e Leitores,

Bom dia, ao ler esta matéria redigida por um servo de Deus, com visão de Reino de Deus, transmitindo a União e a Paz com todos, resume-se tudo o que o autor nos transmitiu, a referência Biblica de HB.12.14, palavra esta ministrada pelo nosso querido Pastor Presidente Delfino Brunelli Junior, no Ministério Casa Verde Alta, devemos estar unidos pelo mesmo propósito e objetivo,

Parabéns pela matéria sou favorável e concordo com esta exposição.

Abraços à todos e fiquem com Deus.

José Luis Bernardo
www.adpisp.net

Miriam disse...

Pr Geremias,

Já disse isto em outro blog e estou repetindo aqui.
Se existe algo que por sua própria natureza é inquestionável, é a maternidade.
O que dizer de filhos que se voltam contra a própria mãe?

Esteves disse...

Pr. GEremias,

Estamos querendo tapar o sol com uma peneira. O nosso problemas nao está em realizarmos unidos a festa dos cem anos na "igreja-mãe",ou não. Isto é consequencia dos anos que ficamos finjindo que somos a "melhor igreja", "A mais santa", " a mais espiritual". O tumor agora dá sinais de que vai estourar. Está na hora de descermos a casa do oleiro, e deixar Deus quebrar esses vasos viciados em poder, status, dinheiro, politica...E deixar Deus nos fazer de novo...Nao se poe remendos novos em roupas velhas. Essa festa dos cem anos, é um remendo novo, na roupa velha que estamos vestindo faz anos. O Problema é que quando se fala de "Descer", Pastores tem dificuldade de digerir esse assunto. Estamos inchados e pensando que temos saude. Mas Ainda existe irmaos que oram por nós. Eu ainda creio na oraçao da igreja. O rebanho nao é bobo. O rebanho sabe de tudo. Eles estão orando e DEus vai agir. Mesmo que seja preciso desfazer esse império que criamos ou ajudamos construir. O silencio de Deus nao é conivencia.
DEus vai agir.

Pr. Esteves Jacinto
AD vila Bela - SP

PB ISAIAS disse...

PERDOE ME TODOS OS DEBATEDORES, COM RESPEITO A TODOS,MAS PRA MIM A ASEMBLEIA DE DEUS JA ESTÁ DIVIDIDA FAZ ALGUM TEMPO E ISTO FICA MAIS CLARO QUANDO SE APROXIMA UM GRAND EVENTO,DISPUTA POR PODER,CGADB,CPAD,IGREJA MÃE,RESTA SOMENTE ORARMOS À DEUS PARA QUE TOME CONTA DE SUA IGREJA E NÃO PERMITA QUE (PASTORES)ESQUEÇAM QUE ELES FORAM COLOCADOS LA PARA FAZEREM A VONTADE DE DEUS E NÃO AS SUAS PROPRIAS VONTADES ,PAZ DE CRISTO E QUE ELE ABENÇOE A TODOS

Cláudio Ananias disse...

Pr. Geremias,

É a partir de postagens como esta que fico pensando que tipo de líderes nós vamos ter na comemoração deste centenário. Qual parte da liderança vai seguir o exemplo de Jesus e iniciar o diálogo (como no caso da mulher samaritana, Jõao, cap. 4).

Esta sua postagem é uma representação da maturidade que está faltando nas duas partes. É curioso, para nós que fazemos parte das ADs no Brasil, e também para quem está de fora, o fato de existir dois sites do centenário, um pela CPAD e CGADB (http://www.centenarioadbrasil.org.br) muito bem elaborado por sinal, e outro pela Igreja-Mãe. Fico me perguntando se caberia aqui aquela frase "seria cômico se não fosse trágico".

Parabéns pela postagem madura e oportuna. Um outro pensamento que me veio, ao ler seu post, é o de que talvez, o senhor mesmo (pr Geremias) poderia ser uma ponte entre os dois pólos, conversando, dialogando, tentando chegar ao melhor consenso.

Nada mais justo, se todos se unissem e comemorassem este centenário em Belém-PA, com CGADB, CPAD, Igreja-Mãe, MADUREIRA, etc, para mostrarmos para o mundo que ainda somos discípulos de Jesus: "Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros" Jo 13.35, "Para que todos sejam um... que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste" Jo 17.21.

Mas uma vez, parabéns, e vamos aguardar a iniciativa do lado mais humilde.

Cláudio Ananias

Pastor Geremias Couto disse...

Caro anônimo:

Por falta de tempo, não assisti ontem, no programa mencionado, ao debate entre o pastor Silas Malafaia e a criadora do projeto de lei "contra a homofobia".

O pastor Silas é um dos combatentes da linha de frente, tanto como alguns de nós, em nossos blogs (é só da uma espiada) contra esse monstro legal que querem impor goela abaixo ao país.

No entanto, para não ferir um princípio adotado por este blog, peço-lhe que se identifique (não importa se tenha ou não perfil) para que eu possa publicar o seu correto comentário sobre o excelente desempenho do pastor Silas Malafaia diante das câmeras.

Abraços!

Newton Carpintero, pr. e servo disse...

Prezamado pr. Geremias do Couto,

A paz do Senhor!

Quando postei o meu comentário, ainda não havia lido a especial escrita do nobre pr. Jessé Sobral, com seus recordatórios informes, bem colecionados, e que devem com responsabilidade, estar como depósito, bem localizados no centro mental de cada líder, para que não se apodere o esquecimento e não se postulem ao aumento de mais erros. O que acontecerá com mais frequência. Sinal dos Tempos!

O ítem lembrado sobre a busca incessante de poder nas igrejas nos EUA, é um grande detalhe comentado, neste meu país de residência, sem falar na enorme vergonha a que muitos do ministério, foram sbmetidos por entrada de vistos religiosos com fraudulenta diversidade de idéias e conselhos mal intencionados, bem como o posterior convite à saída do país.

Onde estão os pensamentos deste "líderes" que aceitam erros tão visíveis, sem ao menos pestanejarem?

Década, esta, confessamente desprovida de interesses em comum e de pouca orientação, permitida ao Espírito Santo.

A orientação do Espírito Santo, transforma a todos em comum acôrdo, conforme o ínicio da igreja em que todos estavam reunidos na expectativa da plena orientação de Deus. O que ocorre ainda nesta década, determinará o que ocorrerá na próxima década. Todo o cuidado é pouco!

Vivemos um momento que para muitos é motivo de silenciar, e deixar "ROLAR". As pedras clamarão, pois, a vergonha é grande diante dos pequeninos.

Existem pastores que estão casando-se e dando-se em casamentos, e não há um sequer que abra a sua bôca para denunciar com veemência.

O interesse rege o procedimento futuro nas mentes dos que já, instalaram seus objetivos humanos, para uma nova investida de soluções modernas aos desejos carnais da maioria dos membros ou "associados" de igrejas. Triste! E, bem sei porque escrevo desta forma.

Para não pluralizar, informo que existem pastores que deixaram de lado sua esposa nos EUA, e se casaram com uma NOVA ESPOSA no Brasil, e vice-versa. Sinto vergonha que alguns destes que estão dirigindo igrejas em CONLUIO com algumas lideranças.

Aproveito para citar o nome do Pr. Esteves Jacinto, que se pronuncioo corretamente em suas definições.

Descer! Descer! Descer! Muitas das vezes, este é o perfeito caminho para se subir às alturas.

O Senhor seja contigo nobre pastor!

O menor de todos.

Congregação da Monsuaba disse...

Prezados Pr's e Leitores,
Paz do Senhor!
O Centenário ficará mais forte, mais belo e digno do que realmente significa se for realizado pelo BRASIL, ou seja, Igreja Mãe, (Pr. Samuel Câmara), CONAMAD (Bispo Manoel Ferreira) e Convenção Geral (Pr. José Wellington). Porque são homens levantados por Deus como liderança no Brasil, visto que mesmo estando em ideologia separados mas cada um cresce mais e mais dentro de seus Campos de Trabalho.

prjuarezlima disse...

Caro Pr Geremias,

Se possível assista a entrevista que os Pr Paulo Freire concedeu ao repórter Joel de Faria, da AD Madureira de Piracicaba e veja seus comentários sobre o centenário.

http://pastorjuarezlima.blogspot.com/2010/02/pastor-paulo-freire-concede-entrevista.html



Um abraço

Pastor Geremias Couto disse...

Caros comentadores:

Preferi não fazer a interlocução com cada um nesta postagem para que pudéssemos sentir de maneira mais espontânea o pulso das opiniões sobre o modo como parece estarem sendo conduzidas as comemorações do Centenário da AD no Brasil.

Embora os comentários aqui postados não possam ser avaliados com o rigor científico de uma pesquisa propriamente dita, creio que eles expressam firmemente o senso comum dos assembleianos de que as comemorações dos 100 anos da igreja são um marco que engloba a todos, cujas raízes começaram em Belém, PA. Ou seja, não faz sentido dois eventos em paralelo, bem como as "filhas" comemorarem se a participação da "mãe", que, na verdade, é a "dama" da festa.

Creio que alguns de nossos líderes acessam os nossos blogs, alguns até diretamente, outros através de seus assessores. Assim a mensagem está dada e a essa altura já chegou aos "maiores" escalões. Não tenho nenhuma dúvida que o que escrevi expressa o pensamento da igreja.

Vamos esperar, portanto, que eles nos ouçam e possamos juntos, em 2011, celebrar a vitória do povo de Deus ao longo destes 100 anos, começando com o desembarque dos nossos missionários na escada do porto de Belém, PA.

Creio que isto é possível, se deixarmos de lado a mesquinha política eclesiástica ou se não fizermos dela, "alhures", motivo para uma falsa comemoração.

Abraços!

Pastor Geremias Couto disse...

Caro Joabe e Robson:

Inicialmente, meu querido Joabe, não pretendi com a minha postagem estabelecer julgamento sobre quem deve ceder mais ou quem deve ceder menos. Creio que pelo Centenário todos devemos ceder tudo!

Quanto ao outro site do Centenário mencionado pelo Joabe e posto sob suspeita pelo querido Robson, também o visitei. Embora não tenha uma boa arquitetura e pareça, com todo o respeito, um "design" primário, todos os elementos que o compõem levam a crer que, se não tem caráter oficial como pertencente à igreja-mãe, pode contar com a anuência informal do pr. Samuel Câmara, já que tudo ali se relaciona com a igreja de Belém.

Ainda assim, continuo idealista e quero morrer assim. Creio que todos podemos estar de mãos dadas nos 100 anos de nossa igreja. Vou lutar por isso até o fim, mesmo que seja apenas um pássaro a levar uma gota dágua no bico para apagar a "fogueira".

Abraços!

Pastor Geremias Couto disse...

Caro Claudio Ananias:

Esta postagem já é uma tentativa de estabelecer o diálogo. E se Deus me quiser usar com esse fim, estarei pronto para cumprir a tarefa.

Abraços!

Pastor Geremias Couto disse...

Caro pastor Juarez Lima:

Assisti a entrevista do pastor Paulo Freire. Muito embora deseje que a Igreja-mãe, as demais igrejas ligadas à CGADB e Madureira estejam no mesmo púlpito durante as comemorações, prefiro não comentar a entrevista por perceber, ainda que de maneira muito tênue, nas entrelinhas, um elemento político impróprio para o propósito em tela.

Apenas para constar, o pastor da AD de Piracicaba, SP - ministério de Madureira é pré-candidato nas próximas eleições tanto quanto o é o pastor Paulo Freire, da AD de Campinas, SP - ministério de Belém.

No meu entendimento, o Centenário transcende qualquer "acordo" que possa haver (não sei se há, é apenas uma hipótese) relacionado às eleições de outubro.

Abraços!

Salatiel Santos disse...

Pastor Salatiel Santos
A.D. - Pindamonhangaba-SP

Paz do Senhor Jesus

Pastor Geremias mais uma vez venho aqui apoiar o amado não só pela suas colocações firmes, mas pela firmeza de seu ministéio, sei que não é do interesse do irmão julgar ninguém este artigo, mas eu particularmente penso que é hora do Pastor José Weligton, pensar um pouco mais não no centenario mas sim após o mesmo, digamos se Jesus não vier buscar sua Igreja nos proximos 100 anos,fico pensando que tipo de líderes nós vamos ter na geração futura.

Que o Deus de paz possa ajudar a cada um de nós pensar com carinho na Grande Casa Assembleia de Deus e pensarmos menos em nossos interesses individuais.

Pastor um forte abraço e não se esqueça a igreja segue caminhando.........

Pastor Geremias Couto disse...

Caro pastor Salatiel:

Obrigado por sua participação.

Tenho orado muito sobre o assunto desta postagem e, como já me expressei em outros comentários, pretendo dar seguimento à proposta aqui apresentada.

Espero contar com a ajuda em oração de todos os que apoiam o Centenário e o veem como uma oportunidade de reconstruirmos a história de nossa igreja dentro de um espírito de unidade.

Sei que não estou sozinho nesta empreitada. Temos o bendito Pai, o amoroso Filho, Jesus, e o glorioso Espírito Santo ao nosso lado, além de milhares de irmãos assembleianos e alguns companheiros mais próximos que sonham com isso.

Parafraseando Lutero, e sem qualquer pretensão de sê-lo, que o Senhor nos ajude!

Joabe disse...

Pastor Geremias

O senhor está certo Pastor. Querer reconciliação e comunhão e mesmo assim não querer abrir mão das “nossas razões” é praticamente impossível. Então, ao invés de procurar culpados, que Deus perdoe a TODOS NÓS e derrame do seu Espírito sobre nós e possamos todos, mais uma vez, nos vermos como irmãos e membros de um mesmo Corpo.

Em Cristo,


Joabe

valdiceia disse...

Pr.Geremias

Sou seguidora do seu twiter, lamentei sobre a comemoração do centenário. Jesus dispensou a política da época para cumprir sua missão,será um sonho impossível a união dos assembleianos para a comemoração do nosso "dia de pentencostes brasieliro" atraves dessa unidade tenho certeza que o mesmo vento impetuoso e veemente encheria toda a casa,o local onde ocorreu o evento:Belem do Pará

Nill disse...

Gostaria de informar a todos que é a Presidência da CGADB que deve ceder, pois tenho certeza que nosso pastor está de braços abertos a CGADB, porém, é inadimissível que não deixem a Igreja-Mãe comandar os festejos em Belém. Onde já se viu, o aniversariante não opinar sobre sua festa? Faremos uma linda festa em Belém, seja com a CGADB, seja sem a CGADB. Ah, e a Madureira estará conosco concerteza!

Anônimo disse...

Pastor Geremias,

O irmao deveria sair de cima do muro, e parar de colocar pano quente nessa ferida que, infelizmente esta sangrando ha anos. O irmao quer ficar bem com todos, agradar a todos.

Reginaldo Felix

Ministerio Voz que Clama no Deserto

Pastor Geremias Couto disse...

Caro Reginaldo Felix:

É seu direito interpretar da maneira como lhe parece melhor. De minha parte, continuo agindo de acordo com as convicções que Deus pôs em meu coração.

Não faço críticas gratuitas ou trago a público suspeitas sem provas, até porque este blog corre o risco de sofrer sanções jurídicas, mas me posiciono com muita clareza sempre que vejo necessidade de fazê-lo.

Isso me é suficiente diante de Deus.

Abraços!

Missionario Marcio de Oliveira Sales disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Missionario Marcio de Oliveira Sales disse...

Pastor Jeremias do Couto.
As comemorações do Centenario,esta sendo marcada desde anos atras,ates da politica,porque, osamuel camera Não se unio com a CGADB desde que começou as dastas comemorativas??Ele ja participou de alguma reunião das comições do Centenario??há ele esta desligado de convneções estaduais,é claro.esse lema:igreja mae,é para dividir as AD,pra diser amanhã que ele é pr da igreja mãe,um titulo a mais,e o senhor ´me responde que ta tomando os rumos do centenario??se o samuel for obediente e exemplo,manda ele entregar a direção da festa do centenario,a CGADB,e não ele dirigir,no dia da festa,por respeito de irarquia,dis pra ele ,entregar a direçaõ do culto,a direotria da cgadb,ele que mostrar que fes ginasio,rua,museu,ele que formar uma ocnvenção separada,pessimo exemplo de obediencia,exige obediencia mas não obedece.não é a cgadb que esta tomando rumo,são esse menbro infelismente.infelismente,outra coisa estamos esperando uma festa no céu maior do que o centenario da ad no brasil,o centenario sera comemorado aqui,as bodas do cordeiro será no céu.e estã preparado para essa festa eterna???
Vou pensar mil veses a comprar seu livros daqui em diante.
abraços!!

Pastor Geremias Couto disse...

Caro missionário Marcio:

Sinceramente não entendi os seus dois comentários. Não só os textos estão muito truncados, mas também as próprias idéias. Elas não estão claras. É difícil até para lhe responder.

De qualquer modo, se o irmão reler a minha postagem e a maioria dos comentários aqui postados perceberá que não estamos julgando a CGADB, o pastor José Wellington ou mesmo o pastor Samuel Câmara. Estamos apenas propondo a comemoração de um Centenário unido.

Só isso.

Abraços!

Missionario Marcio de Oliveira Sales disse...

Querido pastor geremias.
é estranho não entender meu comentario,o senhor ta acostumado a interpretar textos gregos e Hebraicos,e ideias afins,escrever livros,etc como não entendeu,meu comentario??.
Outra coisa sobre essa questão,deixo meu ultimo comentario,o Blog do Senhor é falando da biblia?Ou Manhã com a Biblia?,esse comentario está falando da biblia??

abraços

Pastor Geremias Couto disse...

Caro missionário Marcio:

Obrigado por voltar a comentar.

Como lhe respondi no email que o irmão me enviou, ali pude entender com mais clareza o que o amado irmão desejava dizer.

No entanto, realmente não consegui captar, aqui, o sentido de suas palavras, se a favor, contra, se em defesa deste ou daquele. Isso para mim não ficou claro. Fazer o quê? Tenho as minhas limitações.

Graças a Deus não sou também esse catedrádico em grego ou hebraico como o irmão supõe. Dependo de fontes de consultas, bons dicionários e sou muito limitado em meu conhecimento. Sobretudo dependo da iluminação do Espírito Santo.

Quanto à alusão sobre se esta postagem está falando da Bíblia, já que o título do blog é Manhã com a Bíblia, Pode não haver nenhuma citação específica das Escrituras, mas todo o texto de forma implícita baseou-se na Palavra de Deus.

Apenas para confirmar, cito apenas um único versículo:

"O quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união", Salmo 133.1. Foi sobre isso que eu discorri.

Deus lhe abençoe.

Nill disse...

Gostaria de perguntar ao Sr. Márcio: Como o Pr. Samuel poderá passar a direção do culto para a CGADB se a mesma nem se fará presente (pelo andar da carruagem) na cerimônia? Se você não sabe, a CGADB tem um outro templo sede em Belém e provavelmente eles comemorarão lá o centenário. Então meu amado, não queira julgar o Pr. Samuel por algo que não depende só dele. Como posso perceber, você é cegamente partidário de JW. Que pena amado, precisamos de pessoas que pensem de formaracional e não emocional. Os dois têm que ceder (na verdade é isso que esperamos).

Robson Silva de Sousa disse...

Preclaro Pr. Geremias do Couto,

A Paz do Senhor.

Topas encarar umas "lentes da verdade"??? Rsss!!!

Que o ETERNO te abençoe!

Abraços,

Robson Silva

Pastor Geremias Couto disse...

Caro Robson:

Diga-me onde estão as "lentes da verdade" para que eu possa ver se tenho condiões de encará-las (rsrs).

Abraços!

Janilson Bezerra disse...

Caro Pr. Geremias do Couto, graça e paz da parte de nosso Senhor Jesus Cristo.

Hoje, pela primeira vez, tive a feliz oportunidade de entrar no seu blog.
Estou deveras feliz por perceber que Deus continua a usar os seus servos na terra para aquilo que de fato ineteressa ao reino de Deus: a pregaçao do evangelho.
Numa data tao signifaciva como esta que nos tao ansiosamente aguardamos, seria de fato melancolico deixarmos de lado a unidade que Jesus nos proporciona atraves do seu Santo Espirito, em detrimento de questoes menores.
Oremos entao para que este pensamento seu, que reflete aquilo que Cristo gostaria de ver, seja a tonica desta ímportante comemoraçao que se aproxima.
Certamente este e o sentimento da grande naçao assembleiana brasileira.

Abraço fraternal, em Cristo.

Janilson Bezerra
janilsonlbezerra@hotmail.com
Natal/RN

evfranciscochagasfilho@bol.com.br disse...

Caro pastor Geremias do Couto, visualisei o seu blog pela primeira vez, quero felicitalo pelo conteudo apresentado, do ponto de vista das verdades e do equilibrio em todas as materias nele apresentadas.Como estamos carentes das duas coisas. No que diz respeito a comemoraçao do nosso centenario, concordo plenamente com o prezado irmao, inclusive com relaçao a madureira, galho do mesmo tronco. Que o Espirito Santo de Deus Fale aos coraçoes das lideranças, e elas O ouçam. Ev. Francisco Chagas Filho. Capinopolis, 01/ 05/10.

Antes crescei na Graça e no Conhecimento. disse...

A Paz do Senhor,
Nobre Pr Jeremias do Couto.

Deus seja louvado pela sua vida e coragem,um posicionamento imparcial sobra a Unidade no Centenário.

Unidade das Assembléias de Deus no Brasil.

IGREJA MÃE-BELÉM,
CONVENÇÃO GERAL E
CONVENÇÃO NACIONAL.
Eu agredito que as únicas Convenções que pode responder pelas Assembléias de Deus no Brasil é a CGADB e a CONAMAD. Gostária que houvesse uma Unificação para á realização do centenário, uma vez que somos todos Assembléianos e temos por direitos convencionais e estatutários o uso de suas atribuições legais, sendo assim não defendendo á CGADB OU Á CONAMAD na direção do centenário, MAIS SIM ÁS ASSEMBLÉIA DE DEUS. Fico grato !