domingo, 28 de fevereiro de 2010

Bíblia Dake: órgãos da CGADB se reúnem em Campinas

Recebi neste fim de semana vários telefonemas e emails me perguntando sobre os resultados da reunião do Conselho de Doutrina e da Comissão de Apologética, ambos órgãos da CGADB, realizada em Campinas, SP, na sexta-feira, dia 26 de fevereiro.

O que sei, de antemão, é que o propósito da convocação foi avaliar o não acatamento por parte da CPAD da resolução deliberativa que determinou à editora cessar a venda da obra, bem como o recolhimento de todos os exemplares disponíveis em suas livrarias.

Havia também o conhecimento de que, ao invés disso, a CPAD preparava uma segunda edição com os cortes das "incongruências" apontadas e, pelo que se ouviu dizer, esse novo texto seria apresentado na reunião. É certo que, ainda assim, uma nova resolução foi redigida e aprovada na oportunidade.

Resta, agora, aguardar que se cumpram os trâmites normais para que o documento chegue a quem de direito e seja então tornado público. Tão logo tenha conhecimento oficialmente do seu inteiro teor, voltarei a fazer novas considerações sobre esse novo capítulo do imbróglio Dake. Até lá aguardemos, sem qualquer ansiedade, que os termos da resolução sejam publicamente conhecidos para que não corramos o risco de emitir juízo de valor equivocado.

4 comentários:

Anônimo disse...

este texto é do pr. Judson Canto:
Já é sabido que a CPAD não acolheu a determinação do conselho de Doutrina da CGADB de suspender a venda da polêmica Bíblia Dake. Em vez disso, a direção da Casa determinou uma nova revisão das notas, que teria suprimido os problemas apontados pelo conselho de Doutrina. Mas não creio que alguma revisão possa resolver o problema da Dake, por uma razão muito simples: numa obra desse porte e dessa complexidade, as convicções doutrinárias do autor estão arraigadas à estrutura do texto. Referência indiretas, ideias latentes e observações complementares estão presentes toda a obra, criando vínculos tão fortes e numerosos que tornam a sua remoção impossível. Digo isso com base na experiência em quase vinte anos de trabalho editorial que me permitiram conhecer, entre outras coisas, a dinâmica de várias Bíblias de estudo.

Ainda que se retirem todas as declarações heréticas que estão à superfície (o que já acho difícil), as amarras internas permanecem. Pior ainda, muitas afirmativas parecerão sem sentido ou como links quebrados. Não adianta, ninguém vai transformar Finis Dake em Donald Stamps.

O próprio Conselho de Doutrina parece ter percebido isso, pois nas palavras do seu presidente, pastor Paulo Roberto Freire da Costa, e do presidente da Comissão de Apologética, pastor Esequias Soares da Silva, “trata-se de um pensamento que norteia todo o texto, não se tratando de casos isolados” (grifo nosso).

Resolvi publicar esta postagem porque o Conselho de Doutrina e a Comissão de Apologética se reuniram com representantes da CPAD na última sexta-feira, dia 26, em Campinas, e sei que essa nova revisão foi apresentada. No entanto, considerando a declaração anterior (acrescido do fato de a Casa não ter obedecido à determinação citada no início), acho difícil que a nova versão tenha convencido o Conselho e a Comissão — é aguardar o pronunciamento oficial desses órgãos para saber.

amplexos,
Roberto de Souza

Philadelfia - Evangelismo e Louvor disse...

É... acredito que todos os questionamentos e discussões possíveis acerca do conteúdo da obra foram esgotados/manifestos.

Resta-nos esperar uma providência e, espero, que seja a mais acertada.

Deus tenha misericórdia de nós.

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro amigo e Pastor Geremias do Couto,

A Paz do Senhor,

Parabéns pela postagem, bem como pelos fatos que alimentaram a espera do leitor.

Infelizmente, o final de semana foi apertado pelas inúmeras atividades, de forma que não foi possível postar nada em meu blog, no entanto, pelo menos o resultado da reunião do Conselho de Doutrina e da Comissão de Apologética da CGADB, realizada na última sexta-feira em Campinas, acabei de postar no POINT RHEMA.
Confira lá!

Um grande abraço!

Pr. Carlos Roberto

Pastor Geremias Couto disse...

Caro pastor e amigo Carlos Roberto:

Obrigado pela informação, que atende aos comentários acima, à postagem que fiz e aos diversos telefonemas e mails que recebi de líderes querendo saber o resultado da reunião.

Passarei daqui a pouco pelo seu blog para tomar conhecimento.

Abraços!