quarta-feira, 4 de março de 2009

Por que amamos Maria?

Mergulhado em meus pensamentos, enquanto subia a serra que dá acesso à cidade onde moro – Teresópolis – entre montanhas e águas escorrendo pelas escarpas, vi-me pensando em Maria, a mãe de Jesus, e em seu papel único e majestoso de gestar em carne e osso, por obra e graça do Espírito Santo, o Verbo de Deus, divino em sua origem, humano em sua encarnação.

Que outra mulher não gostaria de emprestar o seu ventre para o desabrochar desta semente que demarcou o tempo? Mesmo entre aquelas que defendem o aborto, haveria alguma que, sabendo de antemão o lugar que a história lhe reservaria, teria a coragem de mutilar o embrião pertencente ao filho de Deus e jogá-lo na lata do lixo?

Não pretendo divinizar Maria. Ela não se constitui nenhum meio de graça para mediar a salvação. Não lhe sobreveio nenhuma virtude que a tornasse meio de acesso a Deus. Maria foi simplesmente humana, mulher, mãe exemplar, esposa dedicada, que teve o maior privilégio que ninguém jamais terá em qualquer tempo: introduzir entre os homens, em sua forma humana, o sumo sacerdote dos bens eternos.

Mas também não pretendo tirar-lhe o mérito de ser a mais bem-aventurada entre todas as mulheres. Aliás, não estou sendo original. A Bíblia assim a descreve. Maria merece o nosso respeito e admiração. Merece estar no lugar onde a história lhe reservou. Merece ser amada, como merecem todos os seres humanos. Não é justo tratá-la com desdém. Nem menosprezá-la com adjetivos inadequados só para realçar a nossa fé em Jesus.

Maria é Maria. Jesus é Deus.

Maria dignificou o matrimônio, a família, a maternidade e alegrou-se na própria salvação provinda de Deus. Soube portar-se como mulher e se manteve perto de Jesus, com o seu cuidado amoroso, até que ele cumprisse o seu último ato antes da ressurreição. E nos dias que antecederam o Pentecostes, lá estava ela entre os demais irmãos, humilde, à espera do derramamento do Espírito.

Maria, bem-aventurada. Maria, mãe de Jesus.

Salve, Maria!

28 comentários:

Josélio disse...

Não tenho muito o que dizer, somente parabéns pela lucidez que lhe é peculiar.

Josélio

Marcos Serafim disse...

Pastor Geremias graça e paz:
Seu texto é excelente deixando bem claro que Maria , mãe do meigo Salvador teve papel muito importante em sua vida , familia e história, mas é simplesmente Maria

Em Cristo Sola Fide Marcos

Jadhi Blu disse...

Graça e Paz,

Parabéns pelo post. Infelizmente os cristãos catolicos se ofendem quando nós afirmamos o que maria, mãe de Jesus Cristo, realmente foi e significou na historia do evangelho. O inimigo realmente cega o intendimento das pessoas e elas não conseguem enchergar o que esta tão claro, elas se detem em costumes e doutrinas determinadas pelo homem.

Jesus continue te abençoando.

Ps: Estou adicionando seu link ao meu blog, caso haja algo contra favor informar.

jadhibllu.blogspot.com

Robson Silva de Sousa disse...

A Paz do Senhor Pr. Geremias do Couto.

Quero para benizá-lo pela singeleza e maestria com que abordou tão polêmico tema. Afinal, somos nós os evangélicos quem mais desprezamos, sem conhecimento de causa, aquela a quem o Senhor chamou de agraciada, bendita, bem aventurada...

Já me atrevi, com toda humildade e temor no Senhor pregar a respeito dessa nobre mulher em um culto de celebração ao Dia das Mulheres...

Taí uma boa oportunidade para fazê-lo de novo (se me derem oportunidade, é claro!).

Mais uma vez parabéns... Que o Senhor o abençoe.

Ah, antes que me esqueça, já postei uma resposta para vossa indagação sobre a (i)legalidade do anonimato e do uso indevido do nome e da marca. Espero ter atendido às expectativas, afinal, de homens como o senhor, a pasta não sou digno de carregar...rsss!

Achou que foi um exagero?! Imagina levar a pasta do Pr. Carlos, a do Pr. Ciro, do Pr. Altair Germano...

Em Cristo,

Robson Silva

Pr. Carlos Roberto disse...

Preclaro amigo e irmão em Cristo,
Pr. Geremias do Couto!

Pelo que vejo, a serra de Teresópolis é no mínimo inspiradora a quebra de paradigmas!

O assunto é totalmente pertinente, no entanto, do ponto de vista da cultura evangélica, finda por não ser politicamente correto.

O irmão navegou com maestria.
Louvo a Deus pela sua vida.

Um grande abraço!

Em tempo: Sua visita à sede da COMADESPE na última terça-feira nos honrou sobremaneira.
Volte mais vezes!

Pr. Carlos Roberto

Pr. Carlos Roberto

Agnaldo Gomes disse...

Ótima reflexão sobre Maria.
Com certeza uma mulher honrada e de muito valor para a história da própria Igreja de Cristo.
Um abraço,
Agnaldo Gomes publicou um post sobre.. A Igreja na TV

Jarson Brenner disse...

É, no mínimo, curioso ler um texto de um pastor assembleiano falando sobre Maria de forma tão apaixonada. Não idolatrando/venerando pois daí cairia na heresia mariolatra. Pois bem, parabéns pela lucidez, caro Geremias.

Gostaria que visitasse meu blog e deixasse um comentário na postagem desse quinta-feira, eis o link http://conphissoes.blogspot.com/2009/03/pentecostais-anti-pentecostalismo.html

Ressalto que seu blog está na minha blogroll e sempre confiro seus textos.

Abraço e fique na paz.

Jarson Brenner disse...

É, no mínimo, curioso ler um texto de um pastor assembleiano falando sobre Maria de forma tão apaixonada. Não idolatrando/venerando pois daí cairia na heresia mariolatra. Pois bem, parabéns pela lucidez, caro Geremias.

Gostaria que visitasse meu blog e deixasse um comentário na postagem desse quinta-feira, eis o link http://conphissoes.blogspot.com/2009/03/pentecostais-anti-pentecostalismo.html

Ressalto que seu blog está na minha blogroll e sempre confiro seus textos.

Abraço e fique na paz.

Juber Donizete Gonçalves disse...

Prezado Pr. Geremias,

Excelente reflexão sobre Maria. Uma jovem do Oriente Médio, que há dois mil anos atrás aceita a missão de ser mãe, sendo ainda solteira, acreditando em uma visão e correndo o risco de ser apedrejada. Maria, mãe de Jesus, foi uma mulher de fé e bem-aventurada.

Abraço.

Daladier Lima disse...

Prezado Pr Geremias, que Deus continue abençoando sua mente enquanto digita mensagens reflexivas como esta. E que Maria esteja conosco no reino de nosso Pai e do seu Filho. Que trocadilho díficil para a Igreja Católica?!

Pastor Geremias Couto disse...

Caro Josélio:

Obrigado pela participação.

Falar de Maria e reconhecer-lhe os méritos, sem entronizá-la em lugar que não lhe pertence, ajuda-nos a compreender o real significado da encarnação.

Abraços

Pastor Geremias Couto disse...

Caro Marcos Serafim:

Maria foi simplesmente Maria.E apenas sendo Maria foi a mais agraciada de todas as mulheres.

Abraços

Pastor Geremias Couto disse...

Cara Jadi Blu:

Minha intenção foi também mostrar que, às vezes, no afã de mostrar nossas diferenças com os católicos, acabamos em alguns casos diminuindo o valor de Maria como mulher, mãe, esposa e ciosa de seus deveres.

Deus lhe abençoe.

Pastor Geremias Couto disse...

Caro Robson Silva:

Seus comentários agregam valor ao que escrevi. Quanto as respostas sobre o CGADB News, dadas em seu blog (li com bastante atenção), elucidam com segurança a questão.

Abraços

Pastor Geremias Couto disse...

Caro amigo, pastor Carlos Roberto:

O "politicamente correto" muitas vezes acaba nos pondo na defensiva quando tratamos de temas delicados.

O que penso da mãe de Jesus se resume numa frase que está no texto:

"Maria é Maria. Jesus é Deus".

Espero que eu tenha conseguido atravessar o fio da navalha.

Abraços

Pastor Geremias Couto disse...

Caro Agnaldo Gomes (?):

Honrada e íntegra sob todos os aspectos.

Abraços

Pastor Geremias Couto disse...

Caro Jarson:

Bem, pastor assembleiano também fala sobre Maria de forma apaixonada. Além dela, há outras mulheres na Bíblia que merecem destaque. Elas não são coadjuvantes. Elas esempanham papel importante na história bíblica.

Abraços

Pastor Geremias Couto disse...

Caro Juber:

Você mencionou o fato bastante singular: A certeza de Maria lhe fez correr todos os riscos. Às vezes, temos de correr riscos também.

Abraços

Pastor Geremias Couto disse...

Caro Daladier:

Obrigado e continue orando por mim. Se a Igreja Católica pudesse compreender esse "trocadilho" daria um grande passo em sua teologia.

Abraços

Edson Dorna disse...

A paz do Senhor... tanto católicos como crentes devem prestar bem atenção neste artigo. Sem desprezo e sem Idolatria.

Em Cristo
Edson Dorna
www.santodosantos.blogspot.com

André Silva disse...

Pastor Geremias, Paz do Senhor!

Maria é maria, Jesus é Deus, paralelo interessante.


Ao decorrer o texto inferi que o senhor fosse trazer a temática do aborto através da maior representação feminina no meio cristão.
Até porque, pelo contexto cultural em que Maria estava inserida, está grávida ainda noiva, fator maior da preocupação e bondade de José em deixá-la secretamente, poderia trazer a mesma algumas penalidades pela forma de pensar de seu meio cultural.
Aqui em Recife a polêmica continua: O acerbispo asteou a bandeira e deixou claro que em hipóstese alguma o aborto deveria acontecer em relação a menina de nove anos estuprada pelo padrasto.
Imagine que para fugir da opinião pública, Maria e José decidecem pelo aborto? O fim poderia justificar os meios? Afinal, grávida de quem? Como? se ainda ela não havia conhecido varão algum?
Maria foi uma figura singular, quisera muitos cristãos em nosso meio ter a coragem que ela teve em fazer questão de ser serva em meio a declaração da prima de que ela seria bem - aventurada entre as mulheres.
Pena que os cristão romanos assim não entendem, já os cristão salvos a esquecem em púlpito.
Bela mensagem, pastor Geremias!
Em Cristo,
Irmão André Silva

Anderson H. disse...

Paz do Senhor pastor Geremias!

Para muitos é difícil entender que no capítulo 1 e versículo 32 de Lucas o anjo disse: ``Este será grande...´´, referindo-se à Jesus.Porém, é notório relatar que no versículo 28, do mesmo capítulo o anjo disse:``...bendita és tu entre as mulheres´´ referindo-se à Maria.
Não tratamos a irmã Maria com desdouro, temos ela como uma escolhida de Deus, que foi agraciada por receber em seu ventre, Jesus de Nazaré, o Salvador.

Parabéns pelo artigo pastor!

Deus Abençoe!

Pastor Geremias Couto disse...

Caro Edson Dorna:

Obrigado pela visita... E pela recomendação a católicos e protestantes para que leiam o artigo. Espero que seja útil a ambos os segmentos religiosos. E aos não-religiosos também.

Volte sempre!

Abraços

Pastor Geremias Couto disse...

Caro André Silva:

Excelente a sua visão deste episódio bíblico em relação ao aborto. Há alguma dúvida de que Maria, hoje, seria aconselhada pelos movimentos abortistas a abortar o feto? Creio que não! A pressão seria enorme! Mas também acredito que ela não mudaria de opinião!

Abraços e volte sempre!

Pastor Geremias Couto disse...

Caro Anderson H:

Os dois versos bíblicos citados por você se completam e sustentam o artigo que escrevi: Ele será grande, ela, bendita entre as mulheres!

Abraços e volte sempre!

Gutierres Siqueira disse...

Pr. Geremias do Couto, a paz!

Bela reflexão!

Maria ainda é um tabu nas igrejas evangélicas. Já participei de várias festas que homenageiam mães e mulheres, mas em nenhum desses eventos Maria é citada na homenagem. Normalmente quem serve como exemplo é Ana, mãe de Samuel.
Eis um exemplo de mulher para meditarmos nesse mês de março!

Pastor Geremias Couto disse...

Caro Gutierres:

Interessante a sua observação. Maria seria uma personagem excelente para as peças em homenagem às mães, em nossas igrejas, no próximo mês de maio. Fica aqui a nossa sugestão.

Abraços

Os Engajados disse...

Com todo o respeito, venho fazer um questionamento que merece atenção: o que você diz sobre as aparições de Maria a fiéis pelo mundo inteiro?

Não leve a mal o questionamento, sou católico, amo Maria, e concordo com os posicionamentos da Igreja Católica sobre Nossa Senhora. Apenas quero ver sua interpretação desses fatos, se possível.

Respeito todos os evangélicos e acredito que somos civilizados o suficiente para debater essas questões sem hostilidades, os amo tabmbém, de acordo com o mandamento de Deus que nos manda amar uns aos outros como Ele nos amou.

Certo de que compreenderá e respeita a todos, agradeço desde já.

Abraço e que a Paz do Senhos esteja conosco!